Skip to content

O legado que o Papa Francisco nos deixou

30/07/2013

 

 

            Não é fácil em poucas palavras resumir os pontos relevantes das intervenções do Papa Francisco no Brasil. Enfatizo alguns com o risco de omitir outros importantes.

 

O legado maior foi a figura do Papa Francisco: um humilde servidor da fé, despojado de todo aparato, tocando e deixando-se tocar, falando a linguagem dos jovens e as verdades com sinceridade. Representou o mais nobre dos líderes, o líder servidor que não faz referência a si mesmo mas aos outros com carinho e cuidado, evocando esperança e confiança no futuro.

 

            No campo político encontrou um país conturbado pelas multitudinárias manifestações dos jovens. Defendeu sua utopia e o direito de serem ouvidos. Apresentou uma visão humanística na política na economia e na erradicação da pobreza. Criticou duramente um sistema financeiro que descarta os dois pólos: os idosos porque não produzem e os jovens não criando-lhes postos de trabalho. Os idosos deixam de repassar sua experiência e os jovens são privados de construir o futuro. Uma sociedade assim pode desabar.

 

O tema da ética era recorrente, fundada na dignidade transcendente da pessoa. Com referência à democracia cunhou a expressão “humildade social” que é falar olho a olho, entre iguais e não de cima para baixo. Entre a indiferença egoista e o protesto violento apontou uma opção sempre possível: o diálogo construtivo. Três categorias sempre voltavam: o diálogo como mediação para os conflitos, a proximidade para com as pessoas para além de todas as burocracias e a cultura do encontro. Todos tem algo a dar e algo a receber. “Hoje ou se aposta na cultura do encontro ou todos perdem”.

 

No campo religioso foi mais fecundo e direto. Reconheceu que”jovens perderam a fé na Igreja e até mesmo em Deus pela incoerência de cristãos e de ministros do evangelho”. O discurso mais severo reservou-o para os bispos e cardeais latinoamericanos (CELAM). Reconheceu que a Igreja, e ele mesmo se incluíu, está atrasada com referência à reforma das estruturas da Igreja. Conclamou não apenas a abrir as portas para todos, mas a sairem em direção do mundo e para as “periferias existenciais”. Criticou a “psicologia principesca” de membros da hierarquia. Eles tem que ser pobres interior e exteriormente. Dois eixos devem estruturar a pastoral: a proximidade do povo, para além das preocupações organizativas e o encontro marcado de carinho e ternura. Fala até da necessária “revolução da ternura” coisa que ele mostrou viver pessoalmente. Entende a Igreja como mãe que abraça, acaricia e beija. Essa atitude materna os pastores devem cultivar para com os fiéis. A Igreja não pode ser controladora e administradora mas servidora e facilitadora. Enfaticamente afirma que a posição do pastor não é a posição do centro mas a das periferias. Esta afirmação é de se notar: a posição do bispos deve ser “ou à frente para indicar o caminho, ou no meio para mantê-lo unido e neutralizar as debandadas, ou então atrás para evitar que alguém se desgarre” e dar-se conta de que “o próprio rebanho tem o seu olfato para encontrar novos caminhos”. Ademais, deu centralidade aos leigos para junto com os pastores decidirem os caminhos da comunidade.           O diálogo com o mundo moderno e a diversidade religiosa: o Papa Francisco não mostrou nenhum medo face ao mundo moderno; quer trocar e inserir-se num profundo sentido de solidariedade para com os privados de comida e de educação. Todas as confissões devem trabalhar juntas em favor das vítimas. Pouco importa se o atendimento é feito por um cristão, judeu, muçulmano ou outro. O decisivo é que e o pobre tenha acesso à comida e à educação. Nenhuma confissão pode  dormir tranquila enquanto os deserdados deste mundo estiverem gritando. Aqui vige um ecumenismo de missão, todos juntos, a serviço dos outros.

 

Aos jovens dedicou palavras de entusiasmo e de esperança. Contra uma cultura do consumismo e da desumanização convocou-os a serem “revolucionários” e  “rebeldes”. É pela janela dos jovens que entra o futuro. Criticou o restauracionismo de alguns grupos e o utopismo de outros. Colocou o acento no hoje:”no hoje se joga a vida eterna”. Sempre os desafiou para o entusiasmo, para a criatividade e para irem pelo mundo espalhando a mensagem generosa e humanitaria de Jesus, o Deus que realizou a proximidade e marcou encontro com os seres humanos.

 

Na celebração final havia mais de três milhões de pessoas, alegres, festivas e na mais absoluta ordem. Desceu um aura de benquerença, de paz e de felicidade sobre o Rio de Janeiro e sobre o Brasil que só podia ser a irradiação do terno e fraterno  Papa Francisco e do Sentimento Divino que soube transmitir.

 

 Leonardo Boff escreveu Francisco de Assis e Francisco de Roma: uma nova primavera na Igreja? Editora Mar de Ideias, Rio 2013.

           

 

           

 

           

 

Anúncios
106 Comentários leave one →
  1. 30/07/2013 10:25

    Francisco fala a única linguagem que todos entendem: a do Amor!

    • Marcilio Oliveira permalink
      26/09/2013 19:45

      Concordo integralmente, Adélia. Entendemos e sentimos. O Espirito Santo protege a Igreja.

  2. Pedro Henrik Ferreira Lopes permalink
    30/07/2013 10:25

    Leonardo, é possível avaliar se a vinda do Bispo de Roma foi positiva ao trabalho de base?
    E quanto o posicionamento dele referente a Teologia da Libertação, foi possível perceber?

  3. ERALDO MOURA permalink
    30/07/2013 10:39

    Excelente comentário, cheio de sabedoria. Concordo com as palavras do nosso mestre.

  4. 30/07/2013 10:42

    Perfeito! Realmente, é tudo isso… Fico imensamente feliz em estar presente neste momento, para ver este Gigante passo da Igreja… que é de Deus e da humanidade…

  5. Ézio Faganello permalink
    30/07/2013 11:10

    Gratidão, L. Boff. Em poucas palavras consegue clarear nossos sentimentos.

  6. 30/07/2013 11:14

    Reblogueó esto en PASO A LA UTOPÍA.

  7. 30/07/2013 11:14

    Diante da reflexão professor Boff, sou desafiado a refletir e a repensar a minha prática pastoral a luz da aula encarnacional a respeito do evangelho que o sr. Francisco o papa nos presenteou com a sua presença e acertados discursos em nossa nação. Sou pastor e fui inspirado a ser mais “encarnacional” em meio aqueles que se encontram em menor condição em relação ao evangelho com toda a sua integralidade! Paz.

    • edneiacoelho permalink
      27/09/2013 14:03

      eu tenho um segredo pra falar com meu marido e queria falar pra ele isso fica mim atormentando

  8. José Nilton Dias Granito permalink
    30/07/2013 11:43

    Excelente artigo. O Papa do povo! Revelou muito bem sua denominação de Vigário de Cristo na terra. Esse é Cristo, Deus entre nós, Emanuel. Esse é Papa Francisco, pastor que acolhe e caminha junto do seu povo.

  9. anthony permalink
    30/07/2013 11:52

    maravilhosa reflexão…

  10. Neusa Pedrosa permalink
    30/07/2013 11:52

    Muito bonito o que está escrito. Adorei suas observações, muito sábias. Neusa Pedrosa.

    ________________________________

  11. 30/07/2013 12:43

    Perfeito . Papa que falou para o povo entender , deixou belas mensagens
    e infinitos exemplos de humildade

  12. Manoel Mendonça permalink
    30/07/2013 12:52

    Também condenou a ideologização da Igreja, sendo ela de direita ou de esquerda, refrindo-se inclusive à Teologia da Libertação, da qual o Sr. faz parte.

    • 30/07/2013 13:13

      Manoel
      O Papa não se referiu à TL. Isso está na sua cabeça com preconceitos. Alias vc precisa saber que o Papa seguia a vertente da TL propria da Argentina “a teologia da cultura popular”. Seu professor Juan Carlos Scannone o confirmou numa entrevista que vc pode ler no IHU dos jesuitas do sul. Quem é pelos pobres como é o Papa Francisco não poderia estar contra a TL cuja centralidade é a opção pelos pobres contra a pobreza. Uma opção que vc como cristão e ouvidor do Papa deveria tambem fazer.
      lboff

      • 30/07/2013 15:23

        “Francisco de Assis e Francisco de Roma”, com certeza uma nova primavera e uma nova esperança para a Igreja contemporânea. Parabéns, mestre Leonardo Boff.

      • 30/07/2013 15:35

        O Papa falou sim contra todo tipo de ideologização, Cito um dos pontos de seu discurso aos bispos do CELAM:

        “a) O reducionismo socializante. É a ideologização mais fácil de descobrir. Em alguns momentos, foi muito forte. Trata-se de uma pretensão interpretativa com base em uma hermenêutica de acordo com as ciências sociais. Engloba os campos mais variados, desde o liberalismo de mercado até às categorizações marxistas.”

        A teologia enquanto opção preferencial e não exclusiva aos pobres e excludentes de outras categorias sempre foi bem vinda na Igreja. Esta posição defendeu tanto o Papa JPII, como Bento XVI. O problema está quando se faz através de uma leitura marxista, incompatível, enquanto principio, com a doutrina e fundamentos da fé católica. E que conduz a abusos.

        Alegra-me que tenha ressaltado também o grande perigo do liberalismo de mercado, pois este também pode e conduz uma redução da pessoa a instrumento dos interesses econômicos, ao individualismo extremo e ao hedonismo que cega o espírito.

        A igreja não é uma ONG, repetiu inúmeras vezes.

      • 04/08/2013 21:45

        Leonardo, pessoas que falam da mal
        TL não sabem que teologia e esta

    • 30/07/2013 17:02

      De fato o Papa não se referiu à TL nem à RCC, de forma explícita. Falou das pastorais, dos movimentos e conclamou a todos, no sentido de que não fiquemos entrincheirados em zonas de conforto e de mero extravasamento emocional, mas que possamos sair e fazer um verdadeiro êxodo pascal junto aos que mais necessitarem de nossa presença transformadora, no mundo.

      • Robson permalink
        30/07/2013 22:23

        Menos pessoal, o papa tem a triste/feliz missão de ser papa de toda a Igreja, em sua complexidade e variedade…rezemos por ele…

    • 30/07/2013 20:31

      Quem critica a teologia da libertação não conhece o conteúdo, que prega a igualdade social

      • Elderjm permalink
        01/08/2013 11:50

        Acho que Bento XVI não é tão sem conteúdo…
        http://www.amormariano.com.br/igreja/eu-vos-explico-a-teologia-da-libertacao/‎

      • Renato permalink
        01/08/2013 17:44

        é exatamente por isso que ela é criticada, igualdade social nunca foi nem nunca será o centro da vida crista, não para isso que Jesus veio, até pq o bem maior nem é aqui nessa terra, mas sim no céu.
        Os tesouros dessa terra nada se comparam aos tesouros no céu. Antes ser pobre e ganhar o céu do que ser rico e ganhar o inferno. ( Isso é só um exemplo que também não quer dizer que ser rico seja pecado, até pq a Igreja tem vários santos que eram ricos)

      • Saint Clair permalink
        08/12/2013 1:12

        Quem será contra os pobres??? Para relativizar Cristo e deixá-lo à margem o Diabo tem dito que isso é um bom negócio, e admitamos, que bicho inteligente, por isso que ele, o diabo, é sim um fã dos pobres e todo TEOLOGIA DA LIBERTAÇÃO. Acredito que se o Santo Padre promoveu, em algum momento a TL, já deve ter se confessado.

  13. 30/07/2013 13:38

    A passagem do papa Francisco foi como um bálsamo. Alívio para a Igreja, perfumou Cristo para o Brasil.

  14. 30/07/2013 14:20

    Como de costume, belíssimo e inspirado texto do nosso querido Leonardo Boff. Reflete, com sabedoria, a alma e o ideal do Papa Francisco. De formação espírita, porém não aprisionado a rótulos (e leitor assíduo de Boff), envio o meu abraço fraterno aos irmãos católicos pela festa maravilhosa que foi JMJ – Rio 2013. Quanto a Francisco, que JESUS o abençoe hoje e sempre, iluminando seus passos rumo a “Cultura do Encontro” tão necessária em nossos turbulentos dias! Paz para todos!

  15. 30/07/2013 14:39

    A mais de 2 décadas retornei à Igreja, cujo Sacramento Principal é fundamento da minha vida. Mas, ao rezar o Credo, …”creio na Santa Igreja…” meu coração não me permitia dizer “…Católica”. Também no momento onde se pede pelo Papa era difícil não me sentir incomodado, para dizer o menos. Após o advento deste Santo ( que se diz pecador…!) , perdi a concentração quando me flagrei dizendo, de coração, “Santa Igreja Católica…” . Peço ao Altíssimo por Ele sempre, mesmo fora da Missa . Não temo mais que ele tenha o destino de J Paulo I ! Dizer que Ele renovou a Fé e a Esperança seria pouco. Que o Todo Poderoso nos dê a benção de uma longa vida ao Bispo de Roma, nosso Pai muito amado.

  16. j.b. monteiro permalink
    30/07/2013 14:57

    Uma falha do santo papa, não exigiu que seus comandado, que Batizem e que não faça disto um comercio

  17. Alberto Frega permalink
    30/07/2013 15:15

    Ao longo de minha vida tive algumas oportunidades de conhecer pessoas iluminadas, independente da religião, não por usa sabedoria no uso da palavras, mas, pela profundeza que toca a alma e nosso ser crístico com suas manifestações.
    Você, Boff, foi um destes iluminados, assim como Frei Luiz Garcia, que não sei por onde anda, dos tempos das CEB’s e da Teologia da Libertação. Assim o digo não por tê-los como exemplos de “ser”, mas, pela importância das chances que tive de ouvi-los e a contribuição que deram em meu caminhar religioso.
    O Papa Francisco é um destes iluminados que, juntamente com os Peregrinos, emanaram energia, fé, fraternidade, esperança, reflexão e sabedoria de “ser” e fizeram com que as pessoas não sejam mais as mesmas.
    Não que pense que as pessoas irão mudar, pois, creio que as pessoas são o que são, quiçá podem mudar sua forma de agir junto ao próximo, seja ele quem for.
    Sou uma pessoa pragmática, assim, tenho a mania de citar minhas ações como exemplo, pois, são as minhas vivências.
    Após passar os momentos da emoção vivenciada e com as devidas reflexões, mandei mensagem pedindo desculpas àqueles próximos que havia tratado com preconceito, ainda que eu tivesse razões para tal, mas, precisava me retratar por serem pessoas que jamais deixei de amar, mesmo sendo diferentes de mim, e acima de todas as diferenças há que haver mais forte o amor , a compreensão e a paciência. Isso, já era o efeito causado pelas vivencias destes momentos da presença do Papa Francisco.
    Fui na 6ª feira a Copacabana, não para ver o Papa Francisco, mas, para vivenciar a energia Dele, dos Peregrinos e de todo aquele povo ali presente.
    Sua frase “Desceu um aura de benquerença, de paz e de felicidade sobre o Rio de Janeiro e sobre o Brasil que só podia ser a irradiação do terno e fraterno Papa Francisco e do Sentimento Divino que soube transmitir.”, define exatamente o que quero dizer com ser iluminado que são.
    As manifestações do Papa Francisco estavam sendo ditadas pela Santíssima Trindade, arrisco em dizer, mas a bem-aventurança que desceu sobre o Rio de Janeiro e o Brasil, quem sabe sobre a Terra e a Humanidade, é que me leva a dizer tais palavras.
    Homens que falam da importância da proximidade entre as pessoas como instrumento de conscientização e de transformação deste mundo, são iluminados.

    • 09/08/2013 19:52

      Creio que o maior legado que o Papa Francisco nos deixou foi a consciência de que todos somos missionários de Deum, Christum et Spiritum Sanctum, da Sancta Trinitate que existe em todas as religiões, em conformidade com sua cultura e valores religiosos.
      Nunca me senti tão comprometido com a Missão que Deus me deu para este mundo…

  18. Renata permalink
    30/07/2013 15:42

    Belo resumo da visita de Francisco de Roma!

  19. 30/07/2013 15:43

    No inicio era uma chama pequenininha. Mas os pobres conseguiram enxerga-la. Ao longo do trajeto, ela foi se fortificando, crescendo, mas ainda ninguém conseguia vê-la. Apenas humildes e miseráveis . Todavia a irradiação foi tao forte que a chama se tornou grandiosa e pela força do Espirito Santo, abriram os olhos dos lideres que a enxergaram “la no fim do mundo”. Trouxeram a chama de amor para Roma e a intitularam PAPA FRANCISCO!
    E o mundo todo se iluminou e se apaixonou por ele!!!
    La do topo, ele esta conseguindo desfazer o emaranhando de maldade que o ser humano è capaz de fazer. Dentro de suas batinas ou fora delas. Esta semana, a Luz de amor chegou ao Brasil, irradiando cada brasileiro, católico ou não com seu poder! Trazendo esperança aos jovens e a cada um. Na solidão de cada coração, ele depositou a chama de Jesus e Maria, e com tanto poder que choramos ao vê-lo partir esta noite.
    Contudo a luz não se apagará ,ao contrario, se propagara quando a levarmos ao outro,e continuaremos a alimenta-la com oração e o compromisso de sermos seres humanos melhores!

  20. 30/07/2013 15:55

    Ótimo seu artigo,verdadeira catequese do nosso querido papa Francisco.Estou encantada com ele. Paz e Bem!

  21. Isabel Pinho permalink
    30/07/2013 16:15

    O sr. disse tudo: é Gente! Isabel

  22. Maurício Tupinambá permalink
    30/07/2013 16:29

    Frei Leonardo ,
    Permita-me chama-lo de Frei pois uma vez ordenado sempre será um Padre .
    Uma vez o Apóstolo João chamou a atenção do Senhor Jesus falando que um grupo do qual os 12 não pertenciam curavam em nome Dele , Ele respondeu : quem não é contra nós é a favor de nós .
    As palavras do papa Francisco com sua humidade , simplicidade e amor pelos pobres atingiu a maioria dos jovens e dos idosos também , sejam homens ou mulheres , por um instante vi renascer a Igreja de Jerusalém onde todos eram irmãos e irmãs e tinham um Coração e uma só Alma .
    Abração em Cristo !

  23. Gessy Salomone permalink
    30/07/2013 18:19

    Uma perfeita coerência de palavra e gesto.Amo esse nosso irmão em Cristo.Ele mostrou que nos ama e como ama nosso Cristo.

  24. 30/07/2013 18:29

    Parabéns carissimo Leonardo pelo artigo. Suas palavras foram de conciliação e profetismo sobre a presença do papa Francisco. Realmente Francisco foi suscitado por Deus para nos colocar numa marcha renovada à luz do Evangelho….

  25. Douglas Amaral permalink
    30/07/2013 19:17

    Leonardo Boff, se outros papas tivessem sido Francisco, talvez sua teologia estivesse, agora, libertando o mundo. Não sou católico, mas você sempre foi meu ídolo.

    Douglas Amaral
    Nova Friburgo – RJ

  26. Francisco de Assis Alves permalink
    30/07/2013 20:18

    Foram momentos de grandes reflexões a partir de palavras e principalmente gestos. Que certamente foi concebido por todo(a)s que estiveram presentes ou mesmo os que acompanharam pelos noticiários.
    O que mim deixa esperançoso é que de perto ou de longe quem viu e quem ouviu este homem de Deus procure se espelhar principalmente nas suas atitudes e façam o caminho de volta.
    A Igreja dos pobres deve ser vivenciada concretamente e a máxima que diz “Façam o que mando e não façam e que faço” Não cabe para quem está a frente deste processo nas Igrejas particulares.
    Leonardo Boff, venho acompanhando suas reflexões nos últimos meses e a cada texto fico ainda mais confiante que a sua certeza estava certa. Não é redundância!

    Diác. Francisco de Assis
    Palmares-PE

  27. José Luiz Lopes do Amara permalink
    30/07/2013 21:02

    Leonardo Boff, realmente o artigo é grande relevância e espero que as pessoas, possam ser tocados e partir para a prática do dia-a-dia.
    José Luiz. L. Amaral
    Campos dos Goytacazes-RJ

  28. 30/07/2013 21:03

    Excelente. Mestre Boff sintetizou tudo que Papa Francisco nos transmitiu nestes dias. Foi um tempo luminoso.

  29. José Luiz Lopes do Amara permalink
    30/07/2013 21:06

    Leonardo Boff, realmente o artigo é grande relevância e espero que as pessoas, possam ser tocados e acredite que a mudança é possivel com a participação de todos..
    José Luiz. L. Amaral
    Campos dos Goytacazes-RJ

    • José Luiz Lopes do Amara permalink
      30/07/2013 21:09

      Leonardo Boff, realmente o artigo é grande relevância e espero que as pessoas, possam ser tocados e acredite que a mudança é possivel com a participação de todos..
      José Luiz. L. Amaral
      Campos dos Goytacazes-RJ

  30. Sandra Maria Oliveira da Silva permalink
    30/07/2013 21:31

    A simplicidade é o caminho para chegar ao coração do Ser Humano.

  31. 30/07/2013 22:58

    AHORA SOLO FALTA PONER EN PRACTICA LO QUE PREDICO EL SANTO PADRE FRANCISCO, MENSAJE SENCILLO COMO EL DE CRISTO, PERO A LA VEZ EXIGENTE, OJALÁ AYUDE A MUCHOS, LAICOS Y SACERDOTES A SALIR DE LA MEDIOCRIDAD, TODOS TENEMOS QUE HACERLO, PERO ES URGENTE QUE LOS SACERDOTES SIENTAN URGENCIA DE PREPARARSE MÁS PARA PODER REALIZAR MEJOR LA EVANGELIZACIÓN, TODOS PODEMOS APORTAR UN GRANITO DE ARENA EN ESTA TAREA, ESTA TAREA NO ES P0ARA ESTAR CÓMODOS, ABURGUESADOS, TIBIOS….. AL MENOS EN MI PAIS MÉXICO, LA NECESIDAD ES SUMAMENTE URGENTE.

  32. Edgar Madeiro Junior permalink
    30/07/2013 23:06

    O papa Francisco quer resgatar o verdadeiro papel da igreja, pretendido por Cristo e tão desejado por Francisco de Assis. O mundo está doente e precisando desta mensagem de Amor. Que Deus o abençoe e que Ele esteja sempre com Francisco.

  33. Dilson Pinheiro . permalink
    30/07/2013 23:15

    HAJA FRANCISCOS MARAVILHOSOS… O PAPA…. O XAVIER . . . E O DE ASSIS .

  34. Luiz Philippe de Paula Abreu permalink
    30/07/2013 23:23

    Caro Frei,

    Não consigo sentir esse estado de comoção muito comum na sociedade brasileira. De forma frequente e equivocada, assistimos a população aceitar ídolos, eventos e “verdades” (outorgadas ou sedutoras), muito nocivas que provocam pensamentos dementes, ações egoístas, atrofiando nossa mente e espírito.
    Mas, quando aparece alguém iluminado como o Papa Francisco, verdadeiramente cristão, impregnado de um absoluto desejo de cuidar do seus irmãos, meu coração se enche de esperança e alegria.
    Que façamos a nossa parte, sendo cidadãos e seres fraternais , para merecermos “tal companhia”: a dele , a sua e de todos aqueles que fazem do Evangelho um instrumento de humanização.

    Muita Paz.

  35. Iracy Boff permalink
    31/07/2013 0:25

    Ah! Leonardo, tudo divinamente colocado, amo ler suas reflexões.

  36. Roberto Costa permalink
    31/07/2013 1:39

    Em Resumo: Francisco de Roma está reconstruindo a igreja que Cristo confiou ao de Assis…

  37. Jerry Fernandes de souza permalink
    31/07/2013 8:13

    Boff, sinto tanto não percebido tudo o que o senhor vem destacando neste texto, no tocante as ações do Papa francisco; felizmente acompanho a sua trajetória – sua, Leonardo Boff – e gostaria de ver o mesmo otimismo no tocante ao Novo papa, tanto quanto o Sr, vem demonstrando nos últimos textos; Irei me faler aqui de uma frase que ouvi de Dom Pedro Caldaliga: “Tudo é política, mesmo quando a política não é tudo.” Ao meu ver, O papa francisco ainda não realizou nada de grande relevância no que concerne as mudanças que espero ver nessa instituição católica e, mas Romana que apostólica e muito menos cristã; Creio que seu pontificado ainda está por começar e problemas bem mais complexos o esperam…abraços e mantenho minha admiração pelo o senhor, motivo pelo qual me manifesto, em sendido de ouvir sua opinião!

    • 31/07/2013 8:30

      Jerry
      É bom acompanhar a trajetoria deste Papa. Ele espertamente começou com a reforma do papado, como base para fazer a reforma e as cobranças da Curia.
      Soube por fontes seguras que há uma resistência já organizada pelos grupos mais conservadores e alguns ligados à Mafia dentro da Curia, onde até a eliminação física dele eventualmente é prevista. Não sem razão pede que rezem e rezem por ele. Não é sem sentido já que na história do Papado dezenas de Papas foram envenenados, degolados, sufocados e até esquartejados. Mas a historiografia piedosa da Hierarquia saempre esconde tais fatos.
      Continuemos na esperança porque o centro não é o Papa mas Jesus e sua mensagem
      lboff

      • jairo motta da silva permalink
        31/07/2013 11:41

        Realmente Sr Leonardo, falar de uma pessoa tão “simples” as vezes se torna emblemático Vejo nas palavras do Papa, soluções tão simples para questões tão difíceis que são pelos nossos “mandatários”: proteladas, ignoradas e até descartadas. Observa-se a arrogância o descaso e o desmando para com o povo; esse mesmo povo que “a eles”pagam os custos do luxo e conforto.
        Obrigado mais uma vez por sua, muito bem observadas, colocações. Abraço fraterno

      • Jerry Fernandes de Souza permalink
        02/08/2013 0:48

        Boff,
        Sim, com certeza ei de acompanhar sua trajetória e de farto espero que dele possa vir mudanças que levem ao profitentes do catolicismo, a um retorno à prática de maior aproximação dos ensinos de Jesus, a tanto esquecidos…faz necessário ao meu ver, que os grandes lideres não só da instituição católica, mas de todas as que refletem o verdadeiro bem que se expressa por uma sociedade que busque a sublime virtude da Justiça. Segundo Sócrates, essa é a maior manifestação do bem e inquestionavelmente, Jesus em tudo fora justo com a nos exemplificar o bem maior…Sejamos em paz. Abraços!

      • celestina peron permalink
        02/08/2013 9:41

        É isto ali Frei Leonardo e eu estive em Roma a dois meses , e uma senhora católica me confidenciou isto mesmo que seu esposo por anos foi o motorista de papas e este estão querendo vê-lo pelas costas. Vamos rezar sim por Ele.

      • Paulo Roberto Dos Santos. permalink
        03/08/2013 22:05

        Amigo Leonardo, desculpe atalhar sua conversa,sei que estás a km luz de distância em minha frente no saber, conhecimento e em produção literária, das quais faço uso e tiro muito proveito.És um dos que trilham por caminhos que ainda muitos poucos trilharam, por isso deixa pegadas visíveis as quais vemos e podemos seguir; mas permita-me ousar relembrar alguns fatos do papado bem recente. A morte repentina e misteriosa do querido “papa sorriso” João Paulo I. Curiosamente após ter anunciado que intencionava deixar de habitar no Vaticano e ventilava algumas reformas não amanheceu vivo. A cúria romana informou que entrou em óbito quando lia Imitação de Cristo, outros afirmaram que sofreu uma grande alteração de sua pressão arterial,quando lia a relação de bispos e ou cardeais, que faziam parte da máfia e da maçonaria.Para medica-lo forneceram doses exageradas de medicamentos, vindo daí provocar um infarto que foi fulminante.Também não permitiram que se fizessem autópsia em seu cadáver .Creio que o Papa Francisco também soube desta versão, mas não deve se intimidar por que é um homem, servo de Deus, que como o Sr. bem escreveu em seu artigo JIJ de 28.07.13 no décimo parágrafo, possui uma fé cristalina que o torna despojado e sem medo. Daí logicamente posso concluir que a característica do profeta e do servo que está a serviço do reino de Deus, não pode ter medo de ser decapitado e ele deixou claro em sua entrevista que deu à rede globo, que ninguém morre antes da véspera, por isso não tem medo, e repetiu várias vezes à nós: Não tenham medo, não tenham medo ! Penso que ter medo quando está à serviço de Deus é falta de fé!

      • 04/08/2013 8:25

        Paulo Roberto,
        O fato de continuamente pedir que rezem por ele, o Papa Francisco sabe que corre risco. Há informações de que há grupos da Mafia que se infiltraram no Banco do Vaticano e enviaam muito dinheiro para fora. Não é impossiel que ao ver seus negocios desmentelados pela intervenção do Papa, queiram eliminá-lo. Não sem razão mora numa hospedaria e come junto com todos os outros.
        Correm já nas redes sociais as serias ameaças que pesam sobre ele, insclusive de sua eliminação fisica.
        Mas se vier ocorrer, que Deus não o permita, será mais tarde na medida em que os interesses dos implicdos seja da curia seja da mafia se sintam ameaçados.
        Rezemos, pois
        lboff

      • Antonio Jose da Silveira. permalink
        05/08/2013 22:32

        Nos anos setenta, um pouco antes de João Paulo I, D. Helder falava dos riscos de um Papa muito próximo do povo. E tirava sua mensagem do próprio evangelho: “O bom pastor dá a vida pelas ovelhas.” Eu tenho a consciência que bom seria não chegarmos a este extremo.O próprio Francisco I disse em entrevista: “Ninguem vai na véspera.”Eu peço a Deus que tarde a sua véspera ao máximo.Mas que se houver um martírio, que venham muitos Franciscos na sua semeadura.E com transformações acompanhadas de forte apoio popular na Igreja.No entanto, ainda peço:. Deus lhe dê vida longa, sabedoria e muitas abençoadas estratégias de sobreviver.

      • 09/08/2013 15:13

        Pois é. É hora de fazer a grande diferença entre Jesus e a religião; entre a Igreja Corpo de Cristo, e a igreja Corpo social ou meramente igreja corpo institucional (como bem lembrou o Papa Francisco) que, como o sal insípido, só serve para ser jogada fora e ser pisada pelos homens.

      • José - (José Victorino Martins Neto) permalink
        13/08/2013 16:23

        Como tremo em ler o que escreve a respeito dessa organização contrária ao Papa Francisco, que sem sabê-lo como sua estreiteza de relacionamento no Vaticano, já temia por isso, como muitos, pelos caminhos que o Papa está trilhando, rumo à moralização da Igreja. Se o Papa Francisco for vítima dessa organização, a Igreja, pelo menos a da América Latina, entrará em grande aflição e um cisma, um grande cisma surgirá, nascendo, além do Cristianismo da Igreja Ocidental e Oriental, o Cristianismo da Igreja Latino Americana. Pessoalmente continuarei com os valores da Igreja Romana que me enriquecem espiritualmente rumo a Jesus, mas, me desfiliarei das correntes de Roma. Não sei como ficarão outros continentes católicos, mas, acredito que haverá a grande descentralização do cristianismo, hoje católico, aos moldes do que são outras religiões protestantes, em forma de grandes núcleos. Será uma nova era religiosa, pois, Roma perderá o crédito evangélico, exterminando de suas frentes um novo Francisco que veio para mudá-la.

  38. 31/07/2013 10:05

    MARAVILHOSAS PALAVRAS,O PAPA FOI ENVIADO POR DEUS PARA NÓS, EM MEIO A TANTAS COISAS RUINS ACONTECENDO,QUEM NÃO GOSTOU É PQ TEM O CORAÇÃO DURO DEMAIS PRA DEIXAR DEUS FALAR.VIVA ESSE NOVO TEMPO DA IGREJA.

  39. ANTONIO KLEBER DOS SANTOS CECILIO permalink
    31/07/2013 11:08

    Meu caro Leonardo, você como sempre afiado! Gostou da nova postura papal!? Afinada com os ensinamentos de um Cristo pacífico, manso, popular, despido da pompa e circunstância? É, também gostamos! Afinal essa postura coaduna-se melhor com a doutrina cristã. Entretanto não o vi se enveredar pelos meandros enviesados da Teologia da Libertação, essa que tenta transformar a mensagem do Santo Cristo inspirada em filosofias socialistas revolucionárias e ditatoriais que nunca deram certo em lugar nenhum e que ultimamente vem dando cobertura para a malta de bandidos sedentos por vingança, tais quais aqueles das Farc hoje reunidos no FORO DE SÃO PAULO com os líderes latino americanos. O que diria o Papa Francisco sobre isso? E os teólogos da libertação; a começar por você? Por favor não responda com evasivas, que não coadunam com a estatura de quem, como você, se diz porta voz da verdade.

    • 01/08/2013 23:55

      Antonio Kleber
      Vc ingenuamente engolea versão dos ditadores militares e da burguesia mais reacionária que via em qualquer mudança social que ameaçasse seus privileegios como coisa de comunistas. Eles achavam a TL de comunista coisa que nunca foi.Quem tem os profetas, a teologia do Exodo e Jesus de Nazaree não precisa de Marx.
      lboff

      • marcelo permalink
        04/08/2013 10:25

        Fidel Castro seria Burguês? Hugo Chaves e seu assecla Maduro também? As Farcs com seu projeto Marxista …O próprio PT que parece que andou mudando seu estatuto, para “acertar” sua carinha singela de socialista…Aliás, porque socialismo? Sabemos que essa ideologia hoje tenta se passar de Santa e o pobre povo com baixa cultura ainda pensa que é o trabalho em favor do social apenas. Não existe igualdade social! Isso já foi. O que funciona é dar igualdade de condições para todos se construírem! Como dizia Lula em 2002- “ensinar a pescar e não dar o peixe” e hoje , vemos que isso foi uma mentira dele, com as bolsas distribuídas ao povo com a intenção somente de manutenção de poder. O futuro do mundo é liberal.
        E sim, o Papa deve ser muito importante. É com o Papa que você vê 3 milhões de pessoas para uma missa , não vê com um bispo ou um padre. E DEUS é o centro , nunca o homem…Portanto, acabar com essa ideia é acabar com a Igreja Católica e o Papa Francisco viu isso.

  40. 31/07/2013 11:36

    Extremamente lúcidas e verdadeiras as observações de Leonardo Boff em relação ao Papa Francisco, e não sou religioso.

  41. Inês Ferreira permalink
    31/07/2013 12:03

    Olá, Leonardo.
    Tudo o que você diz sobre o Francisco de Roma me comove, me emociona. Envio uma singela contribuição sobre o que sinto no momento sobre ele e pós JMJ. Fiquei preocupada com sua observação ao leitor Jerry Fernandes sobre o risco de vida que corre nosso querido Papa Chico. Um abraço.

    De Inês para Francisco (de Roma)

    Papa Francisco: pastor e ovelha.

    Dizem por aí que, em ares contemporâneos, vivenciamos o que se intitula Pós Modernidade. Nesta Pós Modernidade, este espaço/tempo indefinido de rupturas, retomadas e questionamentos, certamente não moldados ou definidos, os contornos de sombra e de luz são a tônica evidenciada na história. Molde que enquadra… Será que precisa? Precisa ou imprecisa?
    Em face a esta contemporaneidade, emerge Papa Francisco, permitam-me dizer, pastor e ovelha de todos nós.
    Pastor que ama e ovelha que quer ser amada… Ou será vice-versa?
    Alguém que arrisca ensaios de beleza e ternura e forja, na face do pobre, o rosto de uma Igreja simples, despojada de domínio, liberta dos palácios principescos da vaidade e do poder.
    Sim, pastor e ovelha … Liderança pastoril, apontando os atrasos de uma eclesialidade que dista, fria e fundamentalmente, do “cheiro” de suas ovelhas. Todavia homem igualmente ovelha que , como já disse, ama e quer ser amado e roga: “Rezem por mim!”, velem por este ancião cujo coração humanamente carece de afeto e quer ser guiado por uma amadurecida legião de pessoas e profetas que, em cruz, junto com ele, na igualdade de irmãos, habitam, desejam e aquecem a contrução da utopia de um mundo novo. Francisco é a saudade do paraíso perdido em forma de santo e gente.
    Pastor que, no desencaixe de uma religiosidade blindada pelo medo do insólito, plenamente permite que o diferente desponte pelas janelas de um Papamóvel sem vidros e cercas das quais possam separá-lo do povo pelo qual sôfrega e livremente anseia. Ovelha de escuta e aprendizado, captando as lições escondidas no anônimo caminhar quotidiano das pessoas que percorrem ruas inundadas de incertezas.
    São Francisco, lúcida e belamente, dizia aos seus irmãos em sua regra: “Cada qual ame e alimente a seu irmão como a mãe ama e nutre o seu filho.” (São Francisco de Assis Ternura e vigor – L.Boff) . Este é o recado: “Saber cuidar”, nas límpidas palavras do mestre Leonardo Boff. Cuidar e ser cuidado.
    Cuidemos de Francisco e deixemo-nos cuidar por ele.

  42. 31/07/2013 13:22

    Aff, qta baboseira! Legal mesmo foi a cartilha de “””bioética””” que nos faz retroceder 500 anos junto com a saúde e o direito da mulher! Lamentável!

  43. Edinisio Gonçalves Pereira Vieira permalink
    31/07/2013 14:08

    Agora é nossa vez de mudar essa História abrindo a porteira, pois o papa Francisco fez sua parte: destramelou-a. Está mais que na hora de voltarmos às nossas origens: a exemplo de Jesus de Nazaré, o Cristo Ressuscitado, sermos uma Igreja cada vez mais samaritana, terna, acolhedora, dos pobres… Concordo que Francisco corre perigo, por isso, a ele, nossas preces para que o Pai Eterno o proteja e livre de todo mal, sobretudo de seus opositores…
    Abraços!!!

  44. jose pedro idalino permalink
    31/07/2013 17:44

    Grande percepção de um sábio do nosso tempo chamado Leonardo Boff, filho de santa Catarina.Grande abraço.

  45. margarida Teixeira permalink
    31/07/2013 18:04

    Amigo e mestre Leonardo Boff, Como sempre, brilhante em seus comentários e observações. Mestre, porque ouço tuas palestras para fazer as minhas. Muito Obrigada amigo.

  46. 31/07/2013 22:07

    Mestre Leonardo: Encaminhei para S.Santidade, querido Papa Francisco, um exemplar do Livro “Ciência do Amor”, propondo à Humanidade que se passe a estudar o Amor como Ciência; como qualquer outra Ciência Humana, a partir do ensino fundamental. Gostaria da vossa opinião. Encaminharei um exemplar para vossa apreciação.

  47. Mariane Luzia Folador Dominicini Berger permalink
    01/08/2013 14:46

    Parabéns querido Mestre, certamente a visita do Papa Francisco renovou nossa espiritualidade. Há muito precisávamos de um líder espiritual com tamanha ternura e cuidado, principalmente, para os excluídos e marginalizados, assim como Jesus fez.
    Estava ansiosa para ler algo escrito por sua autoria a respeito do nosso Papa. Agora, é só me deliciar com o livro e divulgar aos amigos.
    Obrigada por partilhar a boa nova, mediante sua vida, suas palavras faladas e escritas, seu exemplo.

  48. Paula Souza permalink
    02/08/2013 1:21

    Há muitos anos li seu livro “A águia e a galinha” e passei a ter uma nova visão sobre mim. Cadeirante, sem muitas perspectivas (no interior do interior do Brasil), mas mirei o horizonte e atualmente, já estou terminando minha pós-graduação (Sempre estudando a 70 km distante de casa). acabo de encontrar seu site, e resolvi agradecer por ter escrito aquele livro. No que se refere à este texto, é um belo resumo do Papa Francisco, este santo homem, tão incomum à igreja e à sociedade, que deixou o país encantado, com vontade de ser igreja tbm. Mas foi um os seus comentários respondendo a alguma questão que chamou minha atenção: a possibilidade de um atentado contra a vida deste santo homem. Eu já havia comentado isso por aqui. Não seria sua ida para a casa santa marta uma forma prudente de dificultar (ou infelizmente o inverso) possíveis tentativas contra sua vida?
    A ele e por ele, faço minhas orações. Vida longa ao Papa Francisco!

    • 02/08/2013 13:04

      Paula Souza
      Quero parabenizá-la por sua luta e persistência. Nada resiste ao trabalho contra as proprias limitações. A vida é generosa. Para aqueles que insistiram e forem fiéis a si mesmos e nunca olharam para traz ela os agracia como a vc.
      Continue ag0ra que virou águia a ajudar a outros/as a serem águias tambem.
      um abraço terno e fraterno
      lboff

  49. 02/08/2013 10:17

    A cultura do encontro proposto pelo Papa Francisco é a esperança de algum tipo de conciliação. Os ânimos acirrados não favorecem o diálogo. Todos querem impor suas vontades. Tolerância e compaixão agonizam entre os egos inflados. O legado do humanismo de Jesus Cristo resgatado pela peregrinação de Francisco.

  50. José Celio permalink
    02/08/2013 22:48

    Leonardo Boff,
    Desde o início de minha formação religiosa como Jesuíta tenho apreciado muitos dos seus textos. Antes do último Conclave que culminou com a nomeação do Papa Francisco eu tive de fazer uma pequena crítica a um dos seus artigos que “desacreditava” se o Espírito Santo entrara por aquelas portas. Fiz isso não porque eu seja romântico quanto a uma mudança repentina da Igreja enquanto instituição, que conserva em sua “mala” coisas dispensáveis e que pesam demasiadamente durante a viagem, mas escrevi porque acredito que o Espírito sempre pode nos surpreender. Surpreender a mim, a você e a todos que exercem algum ministério como parte do “rebanho”. Penso que a pregação de Francisco de Assis foi sua mística, seu modo de viver. Temos nos acostumado a encarar a missão do Papa como aquele que deve falar, dirigir discursos. E muitas comunidades passam a fazer o mesmo: reproduzir discursos, mensagens. Ao menos nove discursos foram proferidos pelo Papa Francisco. Todos inspiradores e muitos passarão a estuda-los minuciosamente, mas a sua simplicidade, singeleza e proximidade com o povo são em si o discurso mais importante e que trouxe esperança para muitos. “Vivam em meu amor e assim saberão que sois meus discípulos.”

  51. Ruth Sá permalink
    03/08/2013 16:03

    Por mais respeito que eu tenha sobre suas declarações, é impossível não levar em conta que, para ser de fato humilde, o papa não poderia ser papa. O Vaticano é um estado milionário, rígido e suntuoso.

  52. maria ilma silva de oliveira permalink
    04/08/2013 1:48

    FREI LEONARDO, a profundidade da sua reflexão sobre o Papa Francisco, me encheu de confiança
    você nos motivou a sairmos do limite do nosso conforto e não esperar que a teologia venha dizer se isto é certo ou errado, o importante é entendermos que temos fazer a nossa parte como Jesus nos ensinou ,como fala os Evangelho, como posso dizer ao meu irmão vá em paz , se ele nem tem o que comer ou vestir e assim por diante. Trabalho nas CEB`s na Paróquia que pertenço – Parintins -AM. !Muito obrigado

  53. 06/08/2013 21:36

    e mesmo tenho que pesquisar sobre ele trabalho de escola odeio a minha professora de historia aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa mais todos estao certos

  54. 07/08/2013 10:01

    O diálogo é a força do pontificado de Francisco. Que Deus ilumine o Papa na construção de um mundo melhor e mais próximo da pessoa de Jesus

  55. 09/08/2013 14:54

    Concordo com as suas observações, meu caro Boff. Se não for incômodo, gostaria de receber um exemplar desse seu novo livro sobre a reflexão da práxis franciscana.
    Abraço de fé, amigo!

  56. mauro tadeu permalink
    19/08/2013 8:55

    A ICAR precisa deixar a idade média e adentrar para a pós-modernidade. Professor tenho a impressão que o senhor está iludido com o Bergóglio. Por exemplo, ele não convidou os teólogos da libertação para um abraço fraterno em sinal de reconciliação.

  57. 26/03/2014 16:12

    A MORTE DE UM REI IMORTAL:
    (MT.23.1) Então, falou Jesus às multidões e aos discípulos, (EX.1.16) Dizendo: (JB.12.23) É chegada a hora de ser glorificado o Filho do Homem: (MT.15.10) Ouvi e entendei: (JB.3.27) O Homem não pode receber cousa alguma se do céu não lhe for dada: (EC.37.28) A vida do Homem se encerra num certo número de dias; porém os dias de Israel são inumeráveis: (AT.20.10) Não vos perturbeis, que a vida nele está; (JB.5.26/27) porque assim como o Pai tem vida em si mesmo, também concedeu ao Filho ter vida em si mesmo; e lhe deu autoridade para julgar, porque é o Filho do Homem:(LC.13.27) Mas ele vos dirá: (JB.10.28) Eu lhes dou a vida eterna: (GL.2.20) Logo, já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim; e esse viver que, agora, tenho na carne, vivo pela fé no Filho de Deus, que me amou e a si mesmo se entregou por mim: (RM.6.19) Falo como Homem, por causa da fraqueza da vossa carne:
    Agora que o meu corpo já se curva sob o peso da idade, e já não dispondo de visão ocular suficiente para este Trabalho; penso que já é hora de retornar para a casa do nosso Pai Eterno, pois sinto que já estou pronto para voar rumo à glória infinita; (LC.22.37) pois vos digo que importa que se cumpra em mim o que está escrito:
    (JB.5.41) Eu não aceito a glória que vem dos homens, (SL.78.22) porque não creram em Deus, nem confiaram na sua salvação: (SL.14.3) Todos se extraviaram e juntamente se corromperam, não há quem faça o bem, não há nem um sequer: (2PE.2.3) Também, movidos por avareza, farão comércio de vós com palavras fictícias: IRRESIGNAÇÃO: Para eles, o juízo lavrado há longo tempo não tarda, e a sua destruição não dorme:(LE.3.17) Então, disse comigo: (IS.14.14) Subirei acima das mais altas nuvens e serei semelhante ao Altíssimo; (SL.18.22) porque todos os seus juízos me estão presentes, e dos seus estatutos não me desviei:
    (SL.122.1) Alegrei-me quando me disseram: Vamos à Casa do Senhor(1PE.4.7) porque a ocasião de começar o juízo pela Casa de Deus é chegada: (EC..41.5) Não temas o decreto da morte: Lembra-te de todos aqueles que foram antes de ti e dos que virão depois de ti; este é um decreto que o Senhor pronunciou contra toda a carne: (JÓ.5.26/2) Em robusta velhice entrarás para a sepultura, como se recolhe o feixe de trigo a seu tempo; (1SML.12.17) não é agora o tempo da sega do trigo?
    (DT.10.12) Agora, pois, ó Israel, que é que o Senhor requer de ti? (SL.74.18) Lembra-te disto: (LC.2.26) Revelara-lhe o Espírito Santo que não passaria pela morte, antes de ver o Cristo do Senhor: (GN.15.13) Então lhe foi dito: (EZ.2.3)) Filho do Homem, eu te envio aos filhos de Israel, às nações rebeldes que se insurgiram contra mim, eles e seus pais prevaricaram contra mim até precisamente ao dia de hoje: Os filhos são de duro semblante e obstinados de coração, eu te envio a eles e lhes dirás: (ÊX.3.14) Eu sou o Senhor que me enviou a vós outros, (JD.1.15) para exercer juízo contra todos e para fazer convictos os ímpios de todas as obras impias que impiamente praticaram, e acerca de todas as palavras insolentes que ímpios pecadores proferiram contra ele:: (Z.39.22) Desse dia em diante os da casa de Israel saberão que eu sou o Senhor seu Deus: (PV.1.23) Atentai para a minha repreensão, eis que derramarei copiosamente para vós outros o meu Espírito e vos farei saber as minhas palavras; (JB.6.45) e serão todos ensinados por Deus: (SL.1.5) Por isso, os perversos não prevalecerão no juízo, nem os pecadores na congregação dos justos;(EZ.12.24) porque já não haverá visão falsa nenhuma, nem adivinhação lisonjeira, no meio da Casa de Israel: (JB.20.22) Recebei o Espírito Santo:
    (DT.29.25) ) Então se dirá: LC.19.9) Hoje houve salvação nesta casa; (LC.19.10) porque o Filho do Homem veio buscar e salvar o perdido:(TG.2.23) E se cumpriu a escritura a qual diz: (1CO.15.54) Tragada foi a morte pela vitória: (1JB.5.4) E esta é a vitória que vence o mundo: A nossa fé: (JB.15.13) Ninguém tem maior amor do que este, de dar alguém a própria vida em favor dos seus amigos: (EC.11.24) A benção de Deus se apressa a recompensar o justo, e numa rápida hora o faz crescer (LC.22.69) Desde agora estará sentado o Filho do Homem à direita do Todo-Poderoso Deus:
    (JB.8.19) Eis em que deu a tua vida! E do pó brotarão outros; (LS.3.11) porque desgraçado é o que rejeita a sabedoria e a instrução, e a esperança deles é vã e os trabalhos sem fruto, e inúteis as suas obras: (JÓ.4.20) Nascem de manhã e à tarde são destruídos, perecem para sempre, sem que disto se faça caso:(JB.5.44) Como podeis crer, vós os que aceitais glória uns dos outros, contudo, não procuram a glória que vem do Deus único?(EC.32.20) Aqueles que temem ao Senhor conhecerão o que é justo, e farão luzir as suas boas obras como farol: (OS.14.9) Quem é sábio, que entenda estas cousas; quem é prudente que as saiba; porque os caminhos do Senhor são retos e os justos andarão neles, mais os transgressores neles cairão: (AP.22.11) Continue o injusto fazendo injustiça, o imundo ainda sendo imundo;o justo continue na pratica da justiça, e o Santo continue a santificar-se…
    .

  58. 31/03/2014 14:13

    O SÉTIMO DIA
    (DN.4.2) Pareceu-me bem fazer conhecidos os sinais e maravilhas que Deus, o Altíssimo, tem feito para comigo,; (EF.2.7) para mostrar nos séculos vindouros a suprema riqueza da sua graça em bondade para conosco em Cristo Jesus; (1CO.15.45) pois assim está escrito:
    (GN.2.3) – E ABENÇOOU DEUS O DIA SÉTIMO, E O SANTIFICOU; PORQUE NELE DESCANSOU DE TODA A OBRA QUE, COMO CRIADOR, FIZERA: (AR.85.6)
    E o que o Senhor quer dizer com as 85 letras e 6 sinais acima é isto:
    SOU O ESPÍRITO QUE DESCEU DO CÉU, CRIANDO A SUA FÉ; E FAÇO SANTO O QUE É BATIZADO COM NOME DE ARNALDO RIBEIRO: (IL.85.6)
    (Lc.12.50 – Tenho, porém, um batismo com o qual hei de ser batizado; e quanto me angustio até que o mesmo se realize; (IS.21.16) porque assim me disse o Senhor: (1RS.18.31) Israel será o teu nome, (LS..9.6) porque ainda que algum seja consumado entre os filhos dos homens, se estiver ausente dele a tua sabedoria, será reputado como nada.(LC.4.21) Hoje se cumpriu a escritura que acabais de ouvir: (LC.6.5) O Filho do Homem é Senhor do sábado:
    E agora José? Ou melhor, Chico?…

  59. 30/05/2014 15:07

    AQUI ESTÁ A RESSURREIÇÃO DE CRISTO E A CONSEQUENTE CONSUMAÇÃO DA ESPERANÇA:
    (AT.4.33) COM GRANDE PODER OS APOSTOLOS DAVAM O TESTEMUNHO DA RESSURREIÇÃO DO SENHOR JESUS, E EM TODOS ELES HAVIA ABUNDANTE GRAÇA: (JB.6.40) DE FATO A VONTADE DE MEU PAI É QUE TODO HOMEM QUE VIR O FILHO E NELE CRER, TENHA A VIDA ETERNA, E EU O RESSUSCITAREI NO ÚLTIMO DIA: (2CO.10;7) OBSERVAI O QUE ESTÁ EVIDENTE:
    (IS.66.5) Ouvi a palavra do Senhor, vós que temeis a palavra do Senhor;(AM.5.4) pois assim diz o Senhor à Casa de Israel: Buscai-me e vivei: (JR.30.24) Nos últimos dias entendereis isto:(AP.9.6) Naqueles dias os homens buscarão a morte e não a acharão, também terão ardente desejo de morrer, mas a morte fugirá deles: (LC.6.27) Digo-vos, porém, a vós outros que me ouvis: (LC.12.32) Não temais, ó pequenino rebanho, porque o vosso Pai se agradou em dar-vos o seu reino: (JB.10.11) Eu sou o bom Pastor: O bom Pastor dá a vida pelas ovelhas: (JB.10.28) Eu lhes dou a vida eterna, jamais perecerão, e ninguém as arrebatará da minha mão; (IS.30.12) pelo que assim diz o Santo de Israel:
    Enquanto o Brasil dormia o profundo sono da inconsciência DEITADO ETERNAMENTE EM BERÇO ESPLÊNDIDO, o meu povo padecia na BABILÔNIA, vegetando sob o jugo do pecado da MENTIRA, da DESORDEM, e do REGRESSO: Mas, ao acordarmos em JERUSALÉM, irmanados pelo poder do Amor Eterno, eis que deparamo-nos com o caminho da VERDADE, da ORDEM, e do PROGRESSO: E, agora, já podemos cantar que verdadeiramente NÃO TEMEREMOS A PRÓPRIA MORTE: E o pavilhão nacional também já passou a tremular consagrado soberanamente para ostentar os símbolos da vitória da nossa fé: LOUVADO SEJA DEUS:
    (TG.2.8) Se vós, contudo, observais a Lei Régia segundo a escritura:(HB.10.15) Disto nos dá testemunho também o Espírito Santo; porquanto Este diz: (1CO.15.18) Os que dormiram em Cristo, pereceram: IS.16.14) Agora, porém,
    Ele fala e diz: (AP.22.13) Eu sou o Alfa e o Ômega, o Primeiro e o Último, o Princípio e o Fim (JB.10.30) Eu e o Pai somos Um: (GN.31.11) Eis-me aqui: (JB.10.10) Eu vim para que tenhais vida, e a tenham em abundância, (HB.2.15) e para livrar a todos que, pelo pavor da morte, estavam sujeitos à escravidão por toda a vida: (MT.24.4) Vede que ninguém vos engane, (CL.3.3) porque morrestes, e a vossa vida estava oculta juntamente com Cristo em Deus: (DT.29.4) Porém o Senhor não vos deu coração para entender, nem olhos para ver, nem ouvidos para ouvir até ao dia de hoje; (SL.106.33) pois foram rebeldes ao Espírito de Deus, e Moisés falou irrefletidamente: (HB.2.1) Por esta razão, importa que nos apeguemos com mais firmeza às verdades ouvidas, para que delas jamais nos desviemos:
    (RM.5.5) Ora, a esperança não confunde, porque o amor de Deus é derramado em nossos corações pelo Espírito Santo que nos foi outorgado: (RM.10.11) Todo aquele que nele crê não será confundido: (JB.19.30) Está consumado! (AT.2.32) A Este Jesus Deus ressuscitou, do que todos nós somos testemunhas: (MT.26.54) Como, pois, se cumpririam as escrituras, segundo as quais assim deve suceder?(RM.8.24) Ora, esperança que se vê não é esperança; pois o que Alguém vê, como o espera? (2SML.22.47) Vive o Senhor, e bendita seja a minha rocha! Exaltado seja o meu Deus, a rocha da minha salvação!
    (SL.32.11) Alegrai-vos no Senhor, e regozijai-vos, ó Justos, exultai, todos vós que sois retos de coração: (2PE.1.2) Graça e paz vos sejam multiplicadas , no pleno conhecimento de Deus e de Jesus Nosso Senhor:
    Estudai, praticai e divulgai os fundamentos cristãos que temos postado na internet, em particular no BLOG DE ARNALDO RIBEIRO OU ISRAEL :
    (JB.19.5) Eis o Homem!(IS.42.21) Foi do agrado do Senhor, por amor da sua própria justiça, engrandecer a lei, e fazê-la gloriosa; (1CO.15.45) pois assim está escrito:O primeiro homem, Adão, foi feito alma vivente, o último Adão, porém, é Espírito vivificante; (1CO.15.21) visto que a morte veio por um homem, também por um Homem veio a ressurreição dos mortos; (1CO.15.22) porque assim como, em Adão todos morrem, assim também todos serão vivificados em Cristo:
    (AT.10.36) Esta é a palavra que Deus enviou aos Filhos de Israel, anunciando-lhes o Evangelho da paz, por meio de Jesus Cristo. Este é o Senhor de todos: (SL.130.8) É Ele quem redime a Israel de todas as suas iniquidades: (IS.5.2) Ele esperava que desse uvas boas, mas deu uvas bravas: (LC.20.13) Então disse o dono da vinha: (PV.23.15) Filho meu, se o teu coração for sábio, alegrar-se-á também o meu: (GN.46.4)Eu descerei contigo para o Egito, e te farei subir, certamente: (ÊX.32.7) Agora vai, desce; porque o teu povo, que fizeste sair do Egito, se corrompeu; (ÊX.3.9) pois o clamor dos filhos de Israel chegou até mim, e também vejo a opressão com que os egípcios os estão oprimindo:(FL1.12) Eu to envio de volta em pessoa, quero dizer , o meu próprio coração: (EZ.30.19) Assim executarei juízo no Egito, e saberão que sou o Senhor:(EF.2.7) para mostrar nos séculos vindouros, a suprema riqueza da sua graça em bondade para conosco , em Cristo Jesus:
    (DN.12.2) Muitos dos que dormem no pó da terra ressuscitarão, uns para a vida eterna, e outros para vergonha e horror eterno: (RM.14.9) Foi precisamente para esse fim, que Cristo morreu e ressurgiu, para ser Senhor tanto de mortos como de vivos: (PV.1.7) O temor do Senhor é o princípio do saber, mas os loucos desprezam a sabedoria e o ensino: (HB.1.30) Ora, nós conhecemos Aquele que diz: A mim pertence a vingança: Eu retribuirei; (LS.1.15) porque a justiça é perpetua e imortal:

    (CT.) C A N T A R E S : D E S A L O M A O
    (AR.17.2)

    Por inspiração divina, um brasileiro já cantava assim:

    VEM VAMOS EMBORA QUE ESPERAR NÃO É SABER: QUEM SABE FAZ A HORA NÃO ESPERA ACONTECERR…

    E para descontrair acatemos a sugestão escondida na parábola acima, qual seja:

    S E R M Ã O D E S O L A : C A N T A
    (IL.17.2)

  60. 09/08/2014 14:37

    2.947- Mensagem de Nossa Senhora Rainha da Paz 25/01/2008- Angüera/BA. Sexta

    Queridos filhos, a Igreja carregará a cruz da aflição, desolação e humilhação.

    Por causa dos maus pastores, se negarão grandes dogmas da fé e os fiéis se
    tornarão frios e cheios de dúvidas.

    A Igreja será atormentada por grandes tempestades e poucos permanecerão firmes na fé.
    Serão tempos difíceis para os Meus pobres filhos, mas o Senhor não estará distante de vós.

    Depois de toda tribulação, virá a grande vitória do Senhor.

    Rezai.
    Não vos afasteis da oração.
    O Senhor vos espera. Caminhai ao Seu encontro com alegria.

    Esta é a mensagem que hoje vos transmito em nome da Santíssima Trindade.
    —()—
    Creio que os desejos do Senhor jamais serão de promover a vida neste mundo, porque isto feriria todas os valores perenes, da vida cristã.

    As funções: celestial e social da igreja, não se competem entre si, quando olhamos para Jesus, definindo a todos os seus, que a verdadeira felicidades está em servir e não em ser servido, em ser humilde e se tornar o menor entre todos, para ser grande na fé.

    A igreja não pode se tornar partidária, ou ser formatada por partidos, pois é fundamentada no todo perfazendo um só pela unidade de Cristo com o Pai.

    A Teologia da Libertação, é um sonho louco de uma mente irresoluta e desvairada, que acha que religião foi feita para levar o homem ao mundo e não para o céu.

    E para tanto, tenta, provar pela ciência e princípios naturais, os milagres declarados na Bíblia, na tentativa de transformar as verdades e esteio do cristianismo no mundo.
    Numa mente como este, onde mora a verdade de Jesus que mostrou-nos com todas as forças em seus sacrifícios de logo ali, após nossa existência, há um algo muito maior para ser vivido.

    • 11/08/2014 0:52

      Estas são mensagens fabricadas por mentes reacionárias e sem experiência de Deus. São irresponsáveis pois se metem a mexer na mente dos fiéis. Este tipo de revelação posso inventar cada dia, se fosse irresponsdavel e me propousesse confundir as pessoas. Bastam-nos os evangelhos. Não precisamos de revelações particulares, como repetia com frequencia o Papa João XXIII e Paulo VI.
      lboff

  61. 06/11/2014 16:42

    D I V I N A C O N V O C A Ç Ã O
    (MC.12.10) AINDA NAO LESTES ESTA ESCRITURA:(SL.108.7) DISSE DEUS NA SUA SANTIDADE: (ÊX.4.22) ISRAEL É MEU FILHO, MEU PRIMOGÊNITO; (IS.49.3) POR QUEM HEI DE SER GLORIFICADO: (IS.30.12) PELO QUE ASSIM DIZ O SANTO DE ISRAEL:
    Todo Cristão desperto deve ingressar no ciclo da Nova Ordem Mundial, que chega com o Criador do Reino dos céus na terra:
    (MT.25.34) VINDE, BENDITOS DE MEU PAI! ENTRAI NA POSSE DO REINO QUE VOS ESTÁ PREPARADO DESDE A FUNDAÇÃO DO MUNDO: (JB.6.27) TRABALHAI, NÃO PELA COMIDA QUE PERECE, MAS PELA QUE SUBSISTE PARA A VIDA ETERNA, A QUAL O FILHO DO HOMEM VOS DARÁ; PORQUE DEUS, O PAI, O CONFIRMOU COM O SEU AMOR: (IS.42.21) FOI DO AGRADO DO SENHOR, POR AMOR DA SUA PRÓPRIA JUSTIÇA, ENGRANDECER A LEI E FAZE-LA GLORIOSA; (LC.12.32) PORQUE O VOSSO PAI SE AGRADOU EM DAR-VOS O SEU REINO; (1CO.15.45) POIS ASSIM ESTÁ ESCRITO: (JB.14.17) O ESPIRITO DA VERDADE, QUE O MUNDO NÃO PODE RECEBER, PORQUE NAO NO VÊ, NEM O CONHECE; VÓS O CONHECEIS, PORQUE ELE HABITA CONVOSVO E ESTARÁ EM VÓS; (PV.1.4) PARA DAR AOS SIMPLES PRUDÊNCIA, E AOS JOVENS CONHECIMENTO E BOM SISO; (1PE.4.17) PORQUE A OCASIÃO DE COMEÇAR O JUIZO PELA CASA DE DEUS É CHEGADA: (JB.5.45) E SERÃO TODOS ENSINADOS POR DEUS:
    (RM.13.11) E DIGO ISTO A Vós OUTROS QUE CONHECEIS O TEMPO, QUE JÁ É HORA DE VOS DESPERTARDES DO SONO; (2PE.3.4) PORQUE, DESDE QUE OS PAIS DORMIRAM, TODAS AS COUSAS PERMANECIAM COMO DESDE O PRINCIPIO DA CRIAÇÃO:
    (HB.5.11) A ESSE RESPEITO TEMOS MUITAS COUSAS QUE DIZER E DIFICIL DE EXPLICAR; PORQUANTO VÓS TENDES TORNADO TARDIOS EM OUVIR: (LC.16.9) E EU VOS RECOMENDO:
    Estudai e praticai os fundamentos cristãos, que temos divulgado através da internet, em particular no blog de Arnaldo Ribeiro ou Israel:
    (TB.5.21) FAZEI BOA JORNADA, E DEUS SEJA CONVOSCO NO VOSSO CAMINHO, E O SEU ANJO VÁ EM VOSSA COMPANHIA:

  62. 06/11/2014 16:43

    O LIVRO DA VIDA
    (ES.12)
    (JB.6.45) – ESTÁ ESCRITO NOS PROFETAS: (IS.34.16) – BUSCAI NO LIVRO DO SENHOR E LEDE (ES.87.8) – AO ESPÍRITO DO NOSSO SANTO GUIA, NESTE MEU SER QUE É PREDESTINADO, RECOMPONDO ESSES CARACTERES, DESSA FORMA: (148 letras e 8 sinais)
    (JB.19.28)- Depois, vendo Jesus que tudo já estava consumado para se cumprir a Escritura, disse: (1SM.12.3) – Eis-me aqui, (DN.9.24) – para dar fim aos pecados, para expiar a iniqüidade, para trazer a justiça eterna:(JB.8.25) – Que é que desde o princípio vos tenho dito? (LC.12.2) Nada há encoberto que não venha a ser revelado; e oculto que não venha a ser conhecido:(LE.3.1) – Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo propósito debaixo do céu; (2PE.3.4) porque desde que os pais dormiram, todas as cousas permanecem como desde o principio da criação:(AP.14.13) Então, ouvi uma voz do céu, dizendo: Escreve: (BC.4.4) – Ditosos somos, ò Israel; porque as cousas que agradam à Deus nos são manifestas: (JS.1.8) – Não cesses de falar deste livro da lei, antes, medita nele dia e noite, pára que tenhais cuidado de fazer segundo tudo quanto nele está escrito; (JB.13.15) – porque eu vos dei o exemplo, para que, como eu vos fiz, façais vós também: (LC.16.17) – E é mais fácil passar o céu e a terra do que cair um til sequer da lei: (ÊX.3.6) – Disse mais: Assim dirás aos filhos de Israel: (EC.24.32) – Tudo isto é o livro da vida, e o testemunho do Altíssimo, e o conhecimento da verdade: (IS.46.8) – Lembrai-vos disto e tende ânimo, tomai-o à sério, ó prevaricadores; (EC.28.7) – porque a corrupção e a morte estão a cair sobre aqueles que quebrantam os mandamentos do Senhor: – (IS.24.5) – Na verdade a terra está contaminada por causa dos seus moradores, porquanto transgridem as leis, violam os estatutos e quebram a aliança eterna: (SL.14.3)–Todos se extraviaram e juntamente se corromperam; (SL.106.33)- pois foram rebeldes ao Espírito de Deus, e Moisés falou irrefletidamente: (RM.6.19) – Falo como Homem por causa da fraqueza da vossa carne: (LC.16.9) – E eu vos recomendo: Buscai n’A BIBLIOGÊNESE DE ISRAEL, o poder do saber viver sob a proteção de Deus; (RM.8.22) – porque sabemos que toda a criação, a um só tempo geme, e suporta angustias até agora:
    ESCREVI ESSE RESUMO, AGINDO COMO UM DOS SANTOS PROFETAS, LENDO NOSSO CARATER, E CRIANDO O LIVRO QUE DÁ SENTIDO À SANTA VIDA, PELO SENHOR DEUS: ESSE SÁBIO PROFETA É CRISTO, E TEREIS PODER: (IL.148.8)
    A Bibliogênese de Israel

    S I N O P S E

    Desde o inicio dos tempos proféticos, muito já se cogi-tou e muito já se escreveu à respeito da Escritura Sagrada; na tentativa de se alcançar os fundamentos da criação divina e das próprias Criaturas; porque é para essa finalidade maior que a mesma existe entre nós, como sendo a única e inesgo-tável fonte do verdadeiro conhecimento.

    Todavia, jamais houve consenso sobre o Legado Bíblico; porque o Espírito de Deus escondia a sua verdade entre os seus símbolos; e também porque os descendentes de Adão e Eva viviam cultuando a esperança pela volta de Cristo, pois não havia ninguém que soubesse fazer a vontade do Senhor na terra.

    Na verdade, esse Livro Sagrado permanecia selado e lacrado hermeticamente, impedindo que os olhos da carne pudessem vislumbrar o seu conteúdo objeto, ou a herança espiritual que o Criador de todas as cousas legou às nossas almas; porque todos dormiam o profundo sono da inconsciên-cia, e não havia quem pudesse tirar os seus selos.

    Por isso mesmo, até o dia 30.09.1985, havia tempo e modo para todo propósito debaixo do céu; até mesmo para que matássemos a esperança vã dos Homens e das Mulheres de boa fé, que esperavam pela volta de Jesus Cristo; porquan to naquele dia o Filho o amor se agiu, e desceu como Autor desse trabalho singular; porque Cristo já esperava por essa Providência Divina, a fim de consumarmos as profecias de conformidade com os Santos ensinamentos que os Leitores já passam a receber do próprio Rei de Israel.

    Espero que o mundo faça bom proveito da loucura divi-na, na certeza de que esta é mais poderosa do que a sabedo- ria humana.
    O Autor

  63. 09/02/2015 10:59

    DEUS É AMOR: E É O EXERCÍCIO DESTE AMOR QUE PROVA A SUA EXISTÊNCIA:
    (JR.5.21) Ouvi agora isto, ó povo insensato que tendes olhos e não vedes, tendes ouvidos e não ouvis; (1TS.4.3) pois esta é a vontade de Deus: A vossa santificação, que vos abstenhais da prostituição; (LS.1.12/13) porque Deus não fez a morte, nem se alegra na perdição dos vivos: Não queirais buscar ansiosos a morte, no descaminho da vossa vida, nem adquirais a perdição com as obras das vossas mãos:
    (HC.2.19) Ai daquele que diz ao pau: Acorda! E à pedra muda: Desperta! Pode o ídolo ensinar? Eis que está coberto de ouro e de prata, mas no seu interior não há fôlego nenhum: (AT.3.15) Dessarte, matastes o Autor da Vida, a quem Deus ressuscitou dentre os mortos, do que nós somos testemunhas: (JB.7.48) Porventura creu Nele alguém dentre as autoridades, ou algum dos fariseus? (RM.3.3) E daí? Se alguns não creram, a incredulidade deles virá desfazer a fidelidade de Deus? (JB.3.23) Ora, o seu mandamento é este: (MC.12.33) Amar a Deus de todo o coração, de todo o entendimento e de toda a força, e amar ao próximo como a si mesmo:
    (JB.4.23) Mas vem a hora e já chegou, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque são estes que o Pai procura para seus adoradores: (LS.19.23) E há quem fala francamente e não diz senão a verdade, (RM.4.3) pois que diz a escritura? (JB.4.24)Deus é Espírito;e importa que os seus adoradores o adorem em espírito e em verdade, (RM.1.20) porque os atributos invisíveis de Deus, assim o seu eterno poder, como também a sua própria divindade; claramente se reconhecem desde o principio do mundo, sendo reconhecidos pelas cousas que foram criadas:
    (HB.11.1) Ora, a fé é a certeza de cousas que se esperam, a convicção de fatos que não se vêem: ((SL.100.3) Sabei que o Senhor é Deus, foi Ele quem nos fez e Dele somos; somos o seu povo e o rebanho do seu pastoreio: (CL.3.23/24) Tudo quanto fizerdes, fazei-o de todo o coração, como sendo para o Senhor, e não parta homens; cientes de que recebereis do Senhor a recompensa da herança: A Cristo, o Senhor, é que estais servindo; (DT.1.38) porque Ele fará com que Israel a receba: (SL.32.11) Alegrai-vos no Senhor e regozijai-vos, ó Justos, exultai-vos, todos que sois retos de coração; (1TS.3.8) porque agora vivemos, se é que estais firmes no Senhor: (1cO.15.38) Portanto, amados irmãos, sede firmes, inabaláveis e abundantes na Obra do Senhor, Sabendo que no Senhor o vosso trabalho não é vão:
    (LE.12.13) De tudo o que se tem ouvido a suma é: Temei a Deus e guardai os seus mandamentos;porque isto é dever de todo Homem: (JR.21.8) Eis que ponho diante de vós o caminho da vida e o caminho da morte: (JB.14.6) Eu sou o caminho a verdade e a vida: (LV.19.4) Não vos virareis para os ídolos, nem vos fareis deuses de fundição: Eu sou o Senhor Vosso Deus: (IS.41.4) Quem fêz e executou tudo isto?(DT.27.26) Maldito aquele que não confirmar as palavras desta lei, não as cumprindo: (IS.46.8) Lembrai-vos disto e tende ânimo, ó prevaricadores; (LS.14.12) porque o culto aos ídolos é o princípio da corrupção da vida:
    (AT.3.17) Agora, Irmãos, Eu sei que o fizestes por ignorância, como também as vossas autoridades; (IS.9.16) porque os Guias deste povo são enganadores, e os que Por eles são dirigidos, são devorados:(TG.121) Portanto, despojando-vos de toda impureza e acumulo de maldade; acolhei, com mansidão, a palavra em vós implantada, a qual é poderosa para salvar a vossa alma:

    PAUSA PARA UM ALERTA GERAL
    Saibam todos os povos que: Caso a mídia mundial à partir do Brasil, persista em ignorar a Augusta Presença de Deus entre nós; em esconder e boicotar a Santa Obra da criação do seu reino na terra; eis que, simplesmente, EU me calarei!
    Arnaldo ou Israel

  64. 24/02/2015 14:46

    D I V I N A C O N V O C A Ç Ã O
    (MC.12.10) AINDA NAO LESTES ESTA ESCRITURA:(SL.108.7) DISSE DEUS NA SUA SANTIDADE: (ÊX.4.22) ISRAEL É MEU FILHO, MEU PRIMOGÊNITO; (IS.49.3) POR QUEM HEI DE SER GLORIFICADO: (IS.30.12) PELO QUE ASSIM DIZ O SANTO DE ISRAEL:
    Todo Cristão desperto deve ingressar no ciclo da Nova Ordem Mundial, que chega com a criação do Reino de Deus na terra:
    (MT.25.34) VINDE, BENDITOS DE MEU PAI! ENTRAI NA POSSE DO REINO QUE VOS ESTÁ PREPARADO DESDE A FUNDAÇÃO DO MUNDO: (JB.6.27) TRABALHAI, NÃO PELA COMIDA QUE PERECE, MAS PELA QUE SUBSISTE PARA A VIDA ETERNA, A QUAL O FILHO DO HOMEM VOS DARÁ; PORQUE DEUS, O PAI, O CONFIRMOU COM O SEU AMOR: (IS.42.21) FOI DO AGRADO DO SENHOR, POR AMOR DA SUA PRÓPRIA JUSTIÇA, ENGRANDECER A LEI E FAZE-LA GLORIOSA; (LC.12.32) PORQUE O VOSSO PAI SE AGRADOU EM DAR-VOS O SEU REINO; (1CO.15.45) POIS ASSIM ESTÁ ESCRITO: (JB.14.17) O ESPIRITO DA VERDADE, QUE O MUNDO NÃO PODE RECEBER, PORQUE NAO NO VÊ, NEM O CONHECE; VÓS O CONHECEIS, PORQUE ELE HABITA CONVOSVO E ESTARÁ EM VÓS; (PV.1.4) PARA DAR AOS SIMPLES PRUDÊNCIA, E AOS JOVENS CONHECIMENTO E BOM SISO; (1PE.4.17) PORQUE A OCASIÃO DE COMEÇAR O JUIZO PELA CASA DE DEUS É CHEGADA:
    (RM.13.11) E DIGO ISTO A Vós OUTROS QUE CONHECEIS O TEMPO, QUE JÁ É HORA DE VOS DESPERTARDES DO SONO; (2PE.3.4) PORQUE, DESDE QUE OS PAIS DORMIRAM, TODAS AS COUSAS PERMANECIAM COMO DESDE O PRINCIPIO DA CRIAÇÃO: (HB.5.11) A ESSE RESPEITO TEMOS MUITAS COUSAS QUE DIZER E DIFICIL DE EXPLICAR; PORQUANTO VÓS TENDES TORNADO TARDIOS EM OUVIR: (LC.16.9) E EU VOS RECOMENDO: Estudai e praticai os fundamentos cristãos, que temos divulgado através da internet, em particular no blog de Arnaldo Ribeiro ou Israel e no Site: arnaldoouisrael: (TB.5.21) FAZEI BOA JORNADA, E DEUS SEJA CONVOSCO NO VOSSO CAMINHO, E O SEU ANJO VÁ EM VOSSA COMPANHIA:

  65. 14/05/2015 15:45

    O MEU ESPÍRITO SE CONSAGRA COMO FILHO DO HOMEM POR AMOR A DEUS E AO PRÓXIMO:
    18.
    (JÓ.4.13) Entre pensamentos de visões noturnas, quando profundo sono cai sobre os homens; (EC.51.33) Eu abri a minha boca e disse: (IS.42.21) Foi do agrado do Senhor por amor da sua própria justiça, engrandecer a lei e fazê-la gloriosa: (SL.128.4) Eis como será abençoado o Homem que teme ao Senhor: (LC.17.30) Assim será no dia em que o Filho do Homem se manifestar; (MT.16.27) porque o Filho do Homem há de vir na glória de seu Pai, com os seus anjos, e, então, retribuirá a cada um conforme as suas obras:
    (DN.12.2) Muitos dos que dormem no pó da terra resuscitarão, uns para a vida eterna, e outros para vergonha e horror eterno: (EC.14.20/21) E toda obra corruptível virá enfim perecer, e o seu artífice irá junto comela:E toda obra escolhida será justificada, e o que a executa nela será honrado: (RM.13.11) Já é hora de despertardes do sono; porque a nossa salvação está agora mais perto do que no principio cremos: (LS.8.11) Visto como não se executa logo a sentença sobre a má obra, o coração dos filhos dos homens está inteiramente disposto a pratica do mal:
    (RM.8.24) Ora, a esperança que se vê não é esperança: (MT.177.23) Então, lhes direi explicitamente:(EZ.39.2) Este é o dia de que tenho falado, (1TS.5.2) pois vós mesmos estais inteirados com precisão de que o dia do Senhor vem como ladrão da noite: (MC.14.4) Ainda dormis e repousais? Basta! Chegou a hora; o Filho do Homem está sendo entregue nas mãos dos pecadores; (1PE.4.5) os quais hão de prestar contas Àquele que é competente para julgar vivos e mortos:
    (HB.10.30) Ora, nós conhecemos Aquele que disse: A mim pertence a vingança: Eu retribuirei: (IS.46.13) Faço chegar a minha justiça e não está longe, (MT.18.11) porque o Filho do Homem veio buscar e salvar o que estava perdido: (LS.2.13) Ele revela que tem a ciência de Deus, e chama a si Filho de Deus: (LC.13.27) Mas ele vos dirá: (GL.2.20) Logo, não sou Eu quem vive mas Cristo vive em mim, e esse viver que, agora, tenho na carne, vivo pela fé no Filho de Deus, que me amou e a si mesmo se entregou por mim:
    19.
    (IS.50.4) O Senhor Deus me deu língua de eruditos, para que Eu saiba dizer boa palavra ao cansado: Ele me desperta todas as manhãs, desperta-me o ouvido para que Eu ouça como os eruditos: (GN.41.52) Deus me fez prospero na terra da minha aflição, (JB.8.29) porque eu faço sempre o que lhe agrada: (JB.33.4) O Espírito de Deus me fez, e o sopro do Todo-Poderoso me dá vida; (FL.1.21) porquanto para mim o viver é Cristo, e o morrer é lucro: (GL.1.9) Assim, como já dissemos, agora repito: (JB.6.63) O Espírito é o que vivifica, a carne para nada aproveita; as palavras que eu vos tenho dito são espírito e são verdade; (2CO.13.8) porque nada podemos contra a verdade, senão em favor da própria verdade:
    (2TM.2.19) Entretanto, o firme fundamento de Deus permanece neste selo: (GN.45.7) Deus me enviou adiante de vós, para conservar vossa sucessão na terra, e para vos preservar a vida por um grande livramento; (LE.8.6) porque é grande o pecado que pesa sobre o homem: (AG.2.5) O meu Espírito habita no meio de vós, não temais! (EZ.37.14) Porei em vós o meu Espírito, e vivereis, e vos estabelecerei na vossa própria terra: (JB.8.18) Eu testifico de mim mesmo, mas o Pai, que me enviou, também testifica de mim; (JB.12.49) porque eu não tenho falado por mim mesmo, mas o Pai, que me enviou, esse me tem prescrito o que dizer e o que anunciar: (JÓ.9.35) Então, falarei sem o temer, do contrario, não estaria em mim: (SL.78.1) Escutai, povo meu, a minha lei; prestai ouvidos às palavras da minha boca:

    20.
    (AP.1.10) Achei-me em espírito no dia 30.09.1985, e ouvi, por detrás de mim grande voz, como de trombeta, proclamando: (TB.7.7.) Abençoado sejas meu Filho, porque és filho de um Homem virtuosíssimo; (1SML.9.20) e para quem está reservado tudo o que é precioso em Israel! (GN.15.6) Ele creu no Senhor e isso lhe fói imputado para justiça; (AT.11.24) porque era Homem bom, cheio do Espírito Santo e de fé: (TB.4.2) Ouve, Filho meu, as palavras da minha boca, e imprime-as no teu coração como fundamento:
    (ÊX.20.2) Eu sou o Senhor teu Deus, que te tirei da terra do Egito, da casa da servidão, (GN.17.7) para SER o teu Deus e da tua descendência: (JB.4.26) Eu sou o SER que falo contigo, ((JB.3.35) pois o enviado de Deus fala as palavras Dele; porque Deus não dá o Espírito por medida: (DT.4.39) Por isso, hoje, saberás e refletiras no teu coração, que há um só Senhor e um só Deus em cima no céu, e embaixo na terra; (JR.10.16) porque Ele é o Criador de Todas as cousas, e Israel é a tribo da sua herança: (GN.27.2) Eis-me aqui, meu Filho! (JÓ.8.19) Eis em que deu a sua vida: (AT.13.33) Tu és meu Filho, Eu, hoje, te gerei!
    (LC.3.22) Tu és o meu Filho amado, em ti me comprazo: (JR.1.5) Antes que Eu te formasse no ventre materno, Eu te conheci, e antes que saísses da madre te consagrei e te constituí Profeta às nações: (ÊX.33.17) E Eu te conheço pelo teu nome: (JR.31.3) Com amor eterno Eu te atrai; por isso, com benignidade te atrai, (LC.1.71) para nos libertar de nossos inimigos, das mãos de todos que nos odeiam; (EF.2.3) para mostrar nos tempos vindouros, a suprema riqueza de sua graça em bondade para conosco, em Cristo Jesus: (IS.45.3) Dar-te-ei os tesouros escondidos e as riquezas encobertas, para que saibas que Eu sou o Senhor Deus de Israel, que te chama pelo teu nome:(JÓ.11.17) A tua vida será mais clara que o meio-dia, e ainda que te haja trevas, será como a manhã:
    (ÊX.7.2)Tu falarás tudo o que Eu te ordenar; (JÓ.13.18) porque, pelas tuas palavras serás justificado, e, pelas tuas palavras, serás condenado: (SL.37.3) Confia no Senhor e faze o bem, habita na terra e alimenta-te da verdade: (SL.111.7) As Obras de tuas mãos são verdade e justiça, fiéis todos os seus preceitos: (JS.1.5) Ninguém poderá te resistir, todos os dias da sua vida; como fui com Moisés assim serei contigo; não te deixarei nem te desampararei:
    (JS.7.19) Filho meu, dá graças ao Senhor Deus de Israel, e a Ele rende louvores; (RM.2.24) pois, como está escrito: (GN.26.29) Tu és agora o Abençoado do Senhor: (GN.12.3) Abençoarei os que te abençoarem e amaldiçoarei os que te amaldiçoarem; em ti serão abençoadas todas as famílias da terra: (GN.17.8) Dar-te-ei, e a tua descendência, a terra das tuas peregrinações, toda a terra de Canaã, em possessão perpetua e serei o seu Deus:
    (IS.19.49) Tu és Israel, meu Servo, por quem hei de ser glorificado: (2RS.9.6) Ungi-te Rei sobre o povo do Senhor, sobre Israel; (Jô.34.30) para que o ímpio não reine, e não haja quem iluda o povo: (DN.6.26) O seu reino não será destruído, o seu domínio não terá fim; ((JÓ.36.4) porque contigo está quem é Senhor do assunto: (SL.31.5) Nas tuas mãos entrego o meu Espírito, tu me remiste, Senhor Deus da verdade: (MC.2.5) Filho, os teus pecados estão perdoados:
    (SL.110.1) Assenta-te à minha direita, até que Eu ponha os teus inimigos debaixo dos teus pés:
    21.
    (GN.27.8) Agora, pois, meu filho, atende as minhas palavras com que te ordeno: (GN.1.26) Façamos o Homem à nossa imagem, à nossa semelhança; (LE.6.12) pois, quem sabe o que é bom para o Homem, durante os poucos dias de sua vida de vaidade, os quais gasta como sombra? (SL.19.12) Quem há que possa discernir as próprias faltas? (JÓ.21.31) Quem lhe lançará em rosto o seu proceder? Quem lhe dará o pago do que faz? (RM.10.14) Como, porém, invocarão Aquele em quem não creram? E como crerão naquele de quem nada ouviram? E como ouvirão se não há quem pregue? (LE.6.12) Quem pode declarar ao Homem o que será depois dele debaixo do sol?(LE.3.22) Quem o fará voltar para ver o que será depois dele?
    (JR.3.19) Mas, Eu a mim me perguntava: (SL.39.7) E Eu, Senhor, o que espero? (HC.2.2) O Senhor respondeu, e me disse: (MT.8.22) Segue-me, e deixa aos mortos o sepultar os seus próprios mortos: (LC.9.60) Tu, porém, vá e prega o reino de Deus:(SL..44.23) Desperta! Por que dormes, Senhor? (ES.10.4) Levanta-te, pois esta cousa é de tua incumbência, e nós seremos contigo, sê forte e age: (JS.1.7) Tão-somente sê forte e mui corajoso para teres o cuidado de fazer segundo toda a lei que meu servo Moisés te ordenou; não te desviarás dela nem para a direita, nem para a esquerda, para que bem te suceda por onde quer que andaras; (LS.4.29) porque a sabedoria dá-se a conhecer pela língua, e o bom senso e a ciência e a doutrina, mostram-se pela palavra do Homem cordato, e a sua firmeza consiste nas obras da Justiça:
    (LC.11.49) Por isso também disse a sabedoria de Deus: (JB.2.28) Eu já o glorifiquei e ainda o glorificarei, (LV.9.6) e a glória do Senhor vos aparecerá:(ÊX.3.14) Assim dirás aos Filhos de Israel: (LC.8.19) A vós outros é dado conhecer os mistérios do reino de Deus; aos demais fala-se por parábolas, para que vendo não vejam, e, ouvindo, não entendam: (JÓ.13.17) Atentai para as minhas razões, e daí ouvidos à minha exposição; (2CO.3.6) porque a letra mata, mas o Espírito vivifica: (JZ.2.17) Olhai para mim e fazei como Eu fizer; (MT.5.18) porque em verdade vos digo: Até que o céu e a terra passem, nem um i ou um til jamais passará da lei, até que tudo se cumpra:
    (LC.2.10) O Anjo, porém, lhes disse: Não temais; eis aqui vos trago boa-nova de grande alegria, que o será para todo o povo; (1RS.17.14) porque assim diz o Senhor Deus de Israel:
    AGORA, O FILHO DO HOMEM SE GLORIFICA, ENSINANDO AS ALMAS FIÉIS COMO SE RECOMOPÔR AS LETRAS E OS SINAIS DAS PARÁBOLAS, PARA SE REVELAR OS SEGREDOS DE DEUS:
    (2CO.10.7) Observai o que está evidente:
    (ES.68.5) O SENHOR DEUS QUERIA SER O SABER NO ESPÍRITO BRASILEIRO, E REALMENTE O SERÁ: ALELUIA !… (AR.68.5)
    (Eis o que o Espírito nos revela ao recompormos as 68 letras e 5 sinais que compõem a parábola acima):
    ARNALDO RIBEIRO: O SENHOR É O SER QUE SABE LER A SI, E O SEU NOME ESPIRITUAL SERÁ ISRAEL! …(IL.68.5)

    (GN.) O PRIMEIRO LIVRO DE MOISÉS CHAMADO GÊNESIS: A CRIAÇÃO DOS CÉUS E DA TERRA, E DE TUDO O QUE NELES HÁ: (AR.77.7)
    (Idem, idem, as 77 letras e 7 sinais, idem, idem…):
    HÁ UM HOMEM LENDO AS VERDADES DO SEU ESPÍRITO: É O GÊNIO CRIADOR QUE CRIA ESSA AÇÃO DE CRISTO: (IL.77.7)

    (GN.42.18) AO TERCEIRO DIA DISSE-LHES JOSÉ: (AR.26.2)
    (Idem, idem, as 26 letras e 2 sinais, idem, idem…):
    HOJE É DIA DESSE CRISTO LER A SI: (IL.26.2)

    (NM.16.28) ENTÃO, DISSE MOISÉS: NISTO CONHECEREIS QUE O SENHOR ME ENVIOU A REALIZAR TODAS ESTAS OBRAS QUE NÃO PROCEDEM DE MIM MESMO : (AR.98.7)
    (Idem, idem, as 98 letras e 7 sinais idem, idem…):
    E CRISTO DIZ AOS HOMENS CONSCIENTES: ESTÃO VENDO QUE ESSE SER É MEU ESPÍRITO EM ARNALDO RIBEIRO, NAS MÃOS DO HOMEM QUE AMA: (IL.98.7)

    (GN.2.3) E ABENÇOOU DEUS O DIA SÉTIMO, E O SANTIFICOU; PORQUE NELE DESCANSOU DE TODA A OBRA QUE, COMO CRIADOR, FIZERA: (AR.85.6)
    (Idem, idem, as 85 letras e 6 sinais, idem, idem…):
    SOU O ESPÍRITO QUE DESCEU DO CÉU CRIANDO A SUA FÉ: E FAÇO SANTO O QUE È BATIZADO COM NOME DE ARNALDO RIBEIRO: (IL.85.6)

    (JÓ.8.7) O TEU PRIMEIRO ESTADO, NA VERDADE, TERÁ SIDO PEQUENO, MAS O TEU ÚLTIMO CRESCERÁ SOBREMANEIRA: (AR.75.5)
    (Idem, idem, as 75 letras e 5 sinais, idem, idem…):
    ARNALDO RIBEIRO, TU ENCARNA O MEU ESPÍRITO, E EU POSSO TESTAR EM CRISTO, O QUE ME AMA DE VERDADE: (IL75.5

    (AP.2.17) QUEM TEM OUVIDOS, OUÇA O QUE O ESPÍRITO DIZ ÀS IGREJAS: AO VENCEDOR DAR-LHE-EI DO MANÁ ESCONDIDO, BEM COMO LHE DAREI UMA PEDRINHA BRANCA, E SOBRE ESSA PEDRINHA ESCRITO UM NOME NOVO, O QUAL NINGUÉM CONHECE, EXCETO AQUELE QUE O RECEBE: (AR.184.13)
    (Idem, idem, as 184 letras e 13 sinais, idem, idem…):
    DEUS DIZ AO POVO QUE AGE O HOMEM E A MULHER, NUM ESPÍRITO CONSCIENTE: NO GUIA QUE CONHECE O CAMINHO DO BEM DA JUSTIÇA, NO QUE EXERCE O PODER DO AMOR, NO QUE ESCREVE LENDO AS VERDADES NA BÍBLIA E EM CRISTO, E QUE SE CHAMA ARNALDO RIBEIRO: (IL.184.’3)

    (MT.26.24) – O FILHO DO HOMEM VAI, COMO ESTÁ ESCRITO A SEU RESPEITO, MAS AI DAQUELE POR INTERMÉDIO DE QUEM O FILHO DO HOMEM ESTÁ SENDO TRAIDO! MELHOR LHE FÔRA NÃO HAVER NASCIDO: (AR.130.7)
    E, ao recompormos as 130 letras e os 7 sinais que compõem essa parábola, todos já podem ler, saber, e entender quem é o Filho do Homem:
    E O FILHO DO HOMEM É O ESPÍRITO QUE TESTA AS ALMAS DO HOMEM E DA MULHER, NA VERDADE DO SENHOR, COMO CRISTO: E EIS A PROVA QUE O FILHO DO HOMEM FOI TREINADO NA LEI CRISTÃ: (IL.130.7)
    22.
    CONCLUSÃO:
    (MT.8.10) OUVINDO ISSO, ADMIROU-SE JESUS E DISSE AOS QUE O SEGUIAM: (GN.3.22) EIS QUE O HOMEM SE TORNOU COMO UM DE NÓS, CONHECEDOR DO BEM E DOMAL; (IS.28,26) POIS O SEU DEUS ASSIM O INSTRUI DEVIDAMENTE E O ENSINA: (JB.8.14) ESTE É, VERDADEIRAMENTE, O PROFETA QUE DEVIA VIR AO MUNDO: (JB.2.5) FAZEI TUDO O QUE ELE VOS DISSER, (LC.22.37) PORQUE O QUE A MIM SE REFERE ESTÁ SENDO CUMPRIDO: (JB.13.31) AGORA FOI GLORIFICADO O FILHO DO HOMEM, E DEUS FOI GLORIFICADO NELE: (LV.9.23) E A GLÓRIA DO SENHOR APARECEU A TODO O POVO:
    ((HB.7.7) EVIDENTEMENTE, É FORA DE QUALQUER DUVIDA, QUE O INFERIOR É ABENÇOADO PELO SUPERIOR: (JÓ.26.14) EIS QUE ISTO SÃO APENAS AS ORLAS DOS SEUS CAMINHOS! (SL.2.1) POR QUE SE ENFURECEM OS GENTIOS, E OS POVOS IMAGINAM COUSAS VÃS?(AT.19.36) ORA, NÃO PODENDO ISTO SER CONTRADITADO, CONVÉM QUE VOS MANTEHAIS CALMOS, E NADA FAÇAIS PRECIPITADAMENTE; (JB.15.5) PORQUE SEM MIM NADA PODEIS FAZER! (MC.15.28) E CUMPRIU-SE A ESCRITURA QUE DIZ: (JB.14.21) AQUELE QUE TEM OS MEUS MANDAMENTOS E OS GUARDA; ESSE É O QUE ME AMA E SERÁ AMADO POR MEU PAI, E TAMBÉM EU O AMAREI E ME MANIFESTRAREI A ELE:

  66. 06/10/2015 14:01

    A VERDADEIRA PROPRIEDADE

    A vida na Terra é eminentemente transitória.

    Por longa que pareça determinada existência, seu término é uma certeza.

    O plano espiritual é o ponto de partida e de chegada de todas as almas que renascem na Terra.

    Elas aqui aportam trazendo projetos de trabalho e de crescimento pessoal.

    A experiência terrena é como um estágio de aprendizado.

    A morada natural dos Espíritos é no plano espiritual.

    A ampla maioria dos homens não consegue assimilar essa verdade e os seus inevitáveis desdobramentos.

    Muitos deles vivem na Terra como se nela se centrassem todas as suas aspirações.

    Procuram riquezas, poder e projeção social, mesmo à custa de atos vergonhosos.

    Agem como se apenas eles e suas famílias fossem importantes.

    Nessa ótica, não titubeiam em semear a miséria e a desgraça nas vidas dos outros.
    Enquanto cuidam de seus interesses imediatos, cobrem-se de crimes e desenvolvem numerosos vícios.

    Mesmo quem não chega a extremos, raramente reflete a respeito da razão de sua existência.

    A certeza da morte deveria funcionar como um antídoto para as ilusões mundanas.

    A transitoriedade da experiência terrestre faz com que ela se assemelhe à preparação para uma grande viagem.

    Quando alguém vai a um país distante, cuida de levar na bagagem objetos que lá sejam úteis.

    De nada adianta gastar tempo e esforço para amealhar coisas que não poderão atravessar a fronteira.

    Quem assim age corre o risco de chegar sem nada ao seu destino, na qualidade de um autêntico mendigo.

    Sem dúvida é necessário cuidar dos interesses terrenos.
    Não há problema algum no desfrute dos bens materiais e muito menos no trabalho que propicia o seu alcance.

    O erro reside em centrar nas coisas mundanas toda atenção, em detrimento dos próprios interesses eternos.

    Fortuna, beleza, poder, nada disso atravessa os portais da eternidade.

    É insano comprometer a própria dignidade espiritual com conquistas transitórias.

    Sempre chegará o momento de resgatar os equívocos cometidos e de reparar os estragos causados na vida do semelhante.

    Embora o dinheiro e a importância fiquem para trás, os atos indignos praticados na sua busca são levados na consciência.
    Ocorre que também os gestos nobres integram o patrimônio do Espírito em sua jornada de retorno ao lar.

    Na verdade, o homem só possui efetivamente o que pode levar deste mundo.

    Tudo o que será constrangido a deixar constitui apenas uma posse transitória.

    Assim, nada do que é de uso do corpo é permanente e real.

    Já os dons da alma são eternos: uma vez conquistados, jamais são perdidos.

    Convém, pois, tratar de desenvolver a inteligência e as qualidades morais, reveladas mediante uma vida digna.

    Elas são o único tesouro que pode ser levado na viagem de regresso ao verdadeiro lar.

    Pense nisso.
    Redação do Momento Espírita, com base no cap. XVI,
    item 9 de O evangelho segundo o espiritismo,
    de Allan Kardec, ed. Feb.
    Em 10.10.2008.

    Clique aqui para ler mais: http://www.forumespirita.net/fe/meditacao-diaria/a-verdadeira-propriedade-53542/#ixzz3nnUi2gwv

  67. 06/10/2015 14:03

    AS BÊNÇÃOS DO ANCIÃO

    “A velhice é santa, pura quanto a primeira infância; por isso, aproxima-se de Deus e vê mais claro e mais longe nas profundezas do Infinito.
    Ela é, em realidade, um começo de desmaterialização. A insônia, característico ordinário dessa idade, disso oferece uma prova material. A velhice assemelha-se à vigília prolongada, à vigília da eternidade, e o velho é uma espécie de sentinela avançada, na extrema fronteira da vida; já tem um pé na terra prometida e vê a outra margem, a segunda vertente do destino. Daí, essas ausências estranhas, essas distrações prolongadas, que costumamos tomar por enfraquecimento mental e que são, em realidade, explorações momentâneas no Além, isto é, fenômenos de extirpação passageira. Eis o que nem sempre se compreende. A velhice, tem-se dito muitas vezes, é a tarde da vida, é a noite. A tarde da vida, em verdade; mas há tardes belas e poentes com reflexos de apoteose.
    É a noite; mas, a noite é tão bela, com o seu ornato de constelações!
    Igual à noite, a velhice tem suas vias-lácteas, suas estradas brancas e luminosas, reflexo esplêndido de longa vida, cheia de virtude, de bondade, de honra! A velhice é visitada pelos Espíritos do Invisível, tem iluminações instintivas; um dom maravilhoso de adivinhação e profecia; é a mediunidade permanente, e seus oráculos são o eco da voz de Deus.
    Eis por que são duplamente santas as bênçãos do ancião.
    Devem-se guardar no coração os últimos transportes do ancião que morre, qual o eco longínquo de uma voz amada de Deus e respeitada pelos homens.”
    (Léon Denis, O grande enigma, 9. ed., p. 209-210).
    O ESPÍRITO NA VELHICE

    “O espírito não envelhece, torna-se experiente. A velhice do espírito é a experiência que ele vem acumulando durante os milênios.
    Todavia, quando estamos reencarnados nosso corpo envelhece, isto é, apresenta os sinais do desgaste próprio das coisas materiais.
    A velhice é a fase gloriosa de nossa vida. Ao relembrarmos o passado distante, vemos que vão longe os trabalhos e as canseiras e próximo vem o dia da alforria, o dia em que voltaremos para nossa colônia espiritual, de onde há tanto tempo partimos. Um misto de esperanças e de receios nos assalta: de esperança pela certeza que temos de nossa imortalidade, da continuação de nossa vida em outros planos luminosos do Universo, na companhia dos entes queridos que nos precederam na partida; e de receio por sentirmos que nos vamos defrontar com algo que nos parece desconhecido.
    A nossa felicidade na velhice não consiste em termos amealhado copiosos bens materiais; ela consiste em possuirmos a tranqüilidade de consciência, a paz interior, a satisfação de nunca termos prejudicado ninguém, de termos vivido uma vida reta, moralizada, honesta; e fossem quais fossem as tempestades e as tentações que nos assaltaram em nossa jornada, sempre soubemos conservar nossa dignidade, nossa honradez e prezar nosso caráter.
    Felizes, três vezes felizes os velhos que possuem uma consciência tranqüila, uma consciência que não os acuse de nada! Que ao recordarem a vida já vivida, verificam que cumpriram nobremente todos os seus deveres, mesmo no meio de circunstâncias penosas! Esse é o maior tesouro; o grande tesouro que levarão consigo para a pátria espiritual; é o tesouro que nem as traças corroem, nem os ladrões roubam.”
    (Eliseu Rigonatti, O espiritismo aplicado, 39

    Clique aqui para ler mais: http://www.forumespirita.net/fe/amizade/as-bencaos-da-velhice/#ixzz3nQ3VHhvu – Set/2015

  68. 12/10/2015 15:56

    SIGNIFICADO DE CRIANÂÇA PARA O ESPIRITISMO

    Na primeira fase da vida somos crianças. Não por acaso, ao nascer, nascemos pequenos, frágeis e lindinhos. Kardec explica no Livro dos Espíritos, que o esquecimento do passado ocorre de forma providencial na reencarnação da criança, uma vez que, se os pais reconhecem no bebê de colo o inimigo do passado todo o resgate estaria comprometido. A ciência explica que a fragilidade do bebê leva não apenas a mãe, mas todos que o rodeiam a ter cuidados especiais e uma maior atenção.

    Conforme cresce, a criança aprende com os pais conceitos de como se portar em sociedade, moral e atitudes. Algumas dessas atitudes são trazidas como parte de sua memória de vidas passadas, necessitando da atenção dos pais para corrigi-las ou incentivá-las.
    O tempo passa, e a criança ao entrar na adolescência inicia seu processo de experiências próprias, com base em ensinamentos transmitidos pelos pais e com os apreendidos do convívio social. Cabe mais uma vez a supervisão dos progenitores, para que tudo corra bem, mas agora não na posição de “sabemos o que é melhor para você” e sim de “acho que se você fizesse desse jeito poderia dar certo”.

    Ok, e o papel da Doutrina Espírita nessa história?

    A Doutrina Espírita não foi feita apenas para uma faixa etária, ou um tipo de cultura. Pelo contrário, seu caráter universal serve como norteador em qualquer momento da vida. Na infância, a Evangelização Infantil, aliada às instruções paternas, desempenham seu papel na formação da criança. O papel do Evangelizador durante a primeira infância é levar às crianças os primeiros sentidos de moralidade e regras de convívio social, segundo o espiritismo.
    Dividir brinquedos e atenção com os colegas, o sentido da prece como forma de falar com Deus, a não existência da morte, boas maneiras, respeito aos mais velhos, preservação do meio ambiente, normas de bem estar social. Tudo isso é ensinado. Em um segundo estágio, a criança interage com a escola, e em outras situações com a sociedade. A Evangelização mais uma vez direciona aqueles primeiros aspectos de convívio social, e introduz os primeiros conceitos da reencarnação. Daí para frente caminha-se em direção da filosofia espírita, da reflexão dos ensinamentos da família e do centro comparados com os apresentados pela sociedade e pelas diversas experiências.

    Por meio desta conscientização da Evangelização, da família e do contato com o espiritismo desde as primeiras fases da vida, a formação de um homem de bem se encontra a meio caminho andado. Basta então a vontade do indivíduo em fazer o bem. As sementes já estão lá, lançadas pelos pais e evangelizadores.
    formatação e pesquisa: MILTER – 11/10/2015
    A EQUIPE DA ADDE

    A CRIANÇA
    A criança é o dia de amanhã, solicitando-nos concurso fraternal.

    Planta nascente – é a árvore do futuro, que produzirá segundo o nosso auxílio à sementeira.

    Livro em branco – exibirá, depois, aquilo que gravarmos agora nas páginas.

    Luz iniciante – brilhará no porvir, conforme o combustível que lhe ofertarmos ao coração.

    Barco frágil – realizará a travessia do oceano encapelado da Terra, de acordo com as instalações de resistência com que lhe enriquecermos a edificação.

    Na alma da criança reside a essência da paz ou da guerra, da felicidade ou do infortúnio para os dias que virão.

    Conduzirmos, pois, o espírito infantil para a grande compreensão com Jesus, é consagrarmos nossa vida à experiência mais sublime do mundo – o serviço da Humanidade na pessoa dos nossos semelhantes, a caminho da redenção para sempre.
    Chico Xavier / Meimei [espírito]

    Clique aqui para ler mais: http://www.forumespirita.net/fe/meditacao-diaria/a-crianca-53563/#ixzz3oMWLGpEc

  69. 22/05/2016 12:31

    NÃO SE TURBE O VOSSO CORAÇÃO

    “Não se turbe o vosso coração; crede em Deus, crede
    também em mim.”
    (JOÃO, 14:1.)

    O coração humano vive inquieto e aflito, precisamente porque carece de fé, a virtude que gera e mantém a serenidade de espírito, a segurança inabalável, qualquer que seja a conjuntura em que nos encontremos.
    Por isso, o médico do corpo e da alma preceitua o remédio que cura todas as tribulações: “Crede em Deus, crede também em mim”.
    Crer em Deus é crer na vida, no testemunho positivo, concreto e real do Universo, desse Universo do qual fazemos parte integrante; é crer na infinita criação, nos mundos e nos sóis de todas as grandezas cujo número é incontável; é crer, em suma, nas realidades externas e internas, isto é, na vida que nos cerca e na vida que palpita em nosso eu, onde fala a inteligência, onde se manifesta a vontade, onde vibra o sentimento.
    Crer em Jesus é crer no Enviado de Deus, naquele através de cujo verbo nos é dado conhecer a verdade e em cujos exemplos podemos perceber e sentir o reflexo do maior e do mais excelente dos atributos divinos — o amor; crer em Jesus é crer na imortalidade comprovada na sua ressurreição e na ressurreição de todos os que tombam ao golpe inexorável da morte; crer em Jesus é crer na máxima sublimidade da vida, expressa em sua consagração em prol do bem e da felicidade de outrem.
    A fé, portanto, que o Mestre inculca a seus discípulos é aquela que se funda na aprovação de fatos incontestáveis, visíveis e palpáveis, que afetam os sentidos e a razão, as restritas possibilidades do homem e as imensas possibilidades do espírito. Essa fé nos conduz ao caminho da verdadeira Vida em sua expansão infinita e em sua eterna manifestação.
    Nessa infinita expansão da sua eterna manifestação, a Vida revela o seu objetivo, que consiste em conduzir a criatura ao Criador, mediante a lei incoercível da evolução.
    Semelhante fé, em realidade, redime o pecador, elevando, enobrecendo e santificando as almas.
    Não se turbe, pois, o nosso coração. Conquistemos paz e serenidade, firmeza e perseverança, crendo em Deus e no seu Cristo, através das provas animadas e veementes que a Vida mesma nos proporciona.

    (Na Seara do Mestre. Vinícius)

    FORMATAÇÃO E PESQUISA: MILTER – 22/05/2016

  70. 24/02/2017 17:16

    È MUITO DINHEIRO!

    VIVA JESUS!

    Bom-dia! queridos irmãos.

    Suponhamos (o que é sonho de muita gente) que um determinado banco depositasse a quantia de R$ 86.400,00 (oitenta e seis mil e quatrocentos reais) todos os dias em sua conta. Todos os dias sem nenhuma exceção. Inclusive aos sábados e domingos, como também nos feriados.
    Você conseguiria dar um destino a esse dinheiro? Já pensou levantar pela manhã bem cedo e essa quantia de dinheiro já estar presente em sua conta?!
    Creio que você se mobilizaria o dia todo para dar um destino a essa quantia porque, na manhã seguinte, outro montante exatamente igual estaria infalivelmente em seu crédito. Aplicações bancárias ou em bens móveis e imóveis fariam parte de sua lista de emprego desse dinheiro que seria extremamente bem-vindo, não é assim?
    Não podemos também excluir as aplicações na reforma do vestuário, a troca de carro, programar viagens de turismo e muitas outras coisas mais que a cabeça de cada um irá dando trato às bolas.Muito bem: não esqueçamos o montante! Oitenta e seis mil e quatrocentos reais todos os dias!

    Agora vou passar aos ensinamentos de Emmanuel no capítulo 60 do livro Vinha de Luz.
    Diz ele através da mediunidade de Chico Xavier:
    Iniciados na luz da Revelação Nova, os espiritistas-cristãos possuem patrimônios de entendimento muito acima da compreensão normal dos homens encarnados.
    Em verdade, sabem que a vida prossegue vitoriosa, além da morte; que se encontram na escola temporária da Terra, em favor da iluminação espiritual que lhes é necessária; que o corpo carnal é simples vestimenta a desgastar-se cada dia; que a nossa colheita futura se verificará, de acordo com a sementeira de agora; que toda oportunidade de trabalho no presente é uma bênção dos Poderes Divinos; que ninguém se acha na Crosta do Planeta em excursão de prazeres fáceis, mas, sim, em missão de aperfeiçoamento; que a existência na esfera física é abençoada oficina de trabalho, resgate e redenção, e que os atos, palavras e pensamentos da criatura produzirão sempre os frutos que lhes dizem respeito, no campo infinito da vida.
    Efetivamente, sabemos tudo isto.
    Em face, pois, de tantos conhecimentos e informações dos planos mais altos, a beneficiarem nossos círculos felizes de trabalho espiritual, é justo ouçamos a interrogação do Divino Mestre:
    Que fazeis mais que os outros?
    Como coloquei as palavras de Emmanuel antes do que as minhas, estou bem amparado para fazer uma pergunta de amigo urso a todos os companheiros que me leem: o que você faz com a imensa fortuna que Deus deposita na conta da sua vida todos os dias?
    Você sabia que isso ocorre cada vez que você desperta resmungando por algum motivo ou contra algum acontecimento? Sim. A Providência Divina, todos os dias, deposita em sua conta 86.400 (oitenta e seis mil e quatrocentos segundos) e isso em cada dia da sua existência! O valor dessa importância nós somente saberemos avaliar quando estivermos desencarnados e contemplando o que fizemos de nosso tempo no corpo físico.
    Meu amigo e minha amiga, oitenta e seis mil e quatrocentos segundos em cada dia é um imenso tesouro que podemos deixar ou não as traças corroerem ou os ladrões roubarem, dependendo de como estivermos utilizando esse tempo.

    Chico Xavier, Madre Teresa de Calcutá, Irmã Dulce, Divaldo Franco e muitos outros empregaram e empregam esse tesouro de maneira tão correta que multiplicam os talentos recebidos de Deus. Mas, a imensa maioria passa despercebida disso tudo como se os dias se reproduzissem sem uma finalidade superior. Como se cada dia nos fosse proporcionado automaticamente para corrermos atrás dos valores materiais. Como se os dias fossem sendo multiplicados infinitamente. Como se a morte do corpo jamais fosse ocorrer.

    Comemora-se o novo ano como se mais essa nossa quota de tempo será perpetuada para todo o sempre. Como se fôssemos ter à nossa disposição inúmeros outros dias primeiros do ano. Como se fôssemos donos do calendário dos homens e ordenássemos que ele nos incluísse por incontáveis anos novos perpetuamente.

    Desde o primeiro dia de dois mil e dezessete você tem recebido na conta da sua existência oitenta e seis mil e quatrocentos segundos. Pegue uma calculadora e faça as contas. O que tem você feito deles ou com eles?

    Os companheiros de existência e que desconhecem as verdades e a realidade que nos aguarda no além da vida ainda possuem alguns argumentos para se justificar perante a própria consciência, mas, e nós espíritas, o que temos a alegar em nosso favor?

    Já imaginou que viver no corpo por oitenta ou noventa anos representa imensa fortuna recebida das mãos de Deus para o correto emprego desse tempo?!
    Você que é espírita corra até o seu escritório e apanhe a sua calculadora, veja a sua idade e multiplique por oitenta e seis mil e quatrocentos segundos. Dará um número assustador! E diante desse número, reflita na pergunta com que Emmanuel encerra os seus ensinamentos:

    Que fazeis mais que os outros?

    É exatamente o que teremos que responder um dia, mais cedo ou mais tarde.

    Ricardo Orestes Forni

    Clique aqui para ler mais: http://www.forumespirita.net/fe/outros-temas/e-muito-dinheiro!/#ixzz4Zc1FgKPX

  71. 28/02/2017 14:39

    VISÃO ESPÍRITA DO CARNAVAL

    Bom-dia! queridos irmãos.

    Sensibilizado pela necessidade crescente de notícias objetivas, oriundas da dimensão espiritual, e que venham induzir o gênero humano a buscar o caminho da espiritualização, o benfeitor espiritual Manoel Philomeno de Miranda escreveu um livro especial pela psicografia do médium Divaldo Franco, intitulado “Nas Fronteiras da Loucura”, editado pela LEAL, Salvador – Bahia, cujo conteúdo se recomenda a sua leitura, pelos seus aspectos cultural e doutrinário.
    Procurando retratar numa visão espírita as ocorrências mais importantes durante o transcorrer momesco em terras brasileiras, presta um relevante serviço informativo para todos os que se encontram envolvidos pela indumentária carnal.

    Nestes dias que antecedem o rebuliço desta festa popular no Brasil, sentimos um grande apelo íntimo para extrair da obra em questão alguns tópicos, com o intuito de sugerir aos interessados na temática focalizada, lerem ou relerem este livro, de cunho tão realístico e oportuno, a fim de reavivar na própria mente indecisa, a necessidade de se afastarem destes locais de orgias e loucura.

    Pesquisando os arquivos do Grande Lar, o Amigo Espiritual, encontrou os seguintes dados sobre o carnaval: “Originário das bacanalia, da Grécia, quando se homenageava o deus Dionísio, os trácios e a maioria dos povos antigos já se atiravam aos infrenes prazeres coletivos.

    “Posteriormente, estas festas ocorriam em Roma, como saturnalia, e nessa ocasião sacrificava-se uma vida humana em louvor aos gozos sensuais que iriam ser procedidos, numa demonstração bem característica da fria crueldade do sentimento pagão.

    “No entanto, foi a partir da Idade Média que ficou estabelecida uma comemoração anual, quando era lícito a todas as pessoas, práticas e atos censuráveis sem qualquer constrangimento.

    “Nos tempos modernos este costume foi oficializado, particularmente no Brasil, durante três ou mais dias, justificado como uma necessidade para que sejam descarregados os recalques e tensões, acumulados no transcorrer do ano. Surgiu então neste comenos a palavra Carnaval, formada das silabas iniciais dos vocábulos carne nada vale.”
    A visão do plano espiritual desdobra-se em cores vivas e chocantes, descreve o nosso Miranda: “Enquanto no plano físico a multidão sequiosa de divertimentos e prazeres carnais se movimentava pelas vias públicas principais de determinada cidade brasileira, numa crescente excitação da sensualidade, a psicosfera nessas áreas carregava-se de vibrações escuras e pestilenciais, fomentando a atração de Espíritos desencarnados vivendo em idêntica volúpia, que se atiravam a desmandos de orgias escabrosas, difíceis de serem descritos do ponto de vista terreno.

    “Misturando-se com as pessoas em perfeita sintonia mental, os seres desencarnados, aglomerados pelos desejos desenfreados, agrediam os transeuntes, atingindo-lhes os centros do discernimento com ideias infelizes, nefastas, colocadas imediatamente em prática de conformidade com as tendências de cada indivíduo.

    “Formas invisíveis de aspecto vampiresco buscavam as suas vítimas para sugar os plasmas vitais, notadamente o genésico, induzindo-as aos descalabros de toda ordem, inclusive iniciando quadros obsessivos de consequências imprevisíveis.

    “As cenas se sucediam em seus aspectos deprimentes e constrangedores, demonstrando que uma faixa expressiva das criaturas humanas ainda se encontra nos limites do instinto, comandada pelos impulsos das sensações animalizantes, sem qualquer sensibilidade pelas emoções superiores.

    “Justamente nesse clima de excessos lastimáveis, dois casais que tinham ingressado recentemente nas hostes espíritas resolveram, a pretexto de se despedirem da vida profana e para não sentirem frustrações futuras, pular e dançar nesse verdadeiro caldeirão de sentimentos malsãos.”
    Os detalhes da trama vingadora feita contra os filões, por uma Entidade de aspecto patibular e inimiga de uma das senhoras que por sinal estava com a faculdade mediúnica desabrochando, são contados pelo Amigo espiritual com sutilezas doutrinárias portentosas.

    O episódio da jovem espírita, que ao retornar para o lar, depois de prestar assistência caridosa a uma pessoa necessitada, sendo alvo da sanha criminosa de delinquentes juvenis, possibilita elucidações preciosas a respeito do motivo das aflições e o valor da oração quando ditada pelo coração.

    Todos os fatos narrados nas páginas deste excelente livro espírita atestam a realidade doutrinária a respeito das “relações existentes entre o mundo corporal e o espiritual” a que se reporta Allan Kardec definindo o que é o Espiritismo em “O Livro dos Médiuns.”

    Conhecedor profundo dos fenômenos mediúnicos e em praticar da obsessão, o nosso Miranda adverte-nos com insistência sobre a presença do “dedo da treva” nos dramas humanos.

    Lendo as suas explicações minudentes, encontramos as razões dos acontecimentos lamentáveis dentro do próprio Movimento Espírita, quando aqueles que se dizem espíritas agridem-se mutuamente, utilizando os próprios Órgãos de divulgação doutrinária, num atestado evidente da falta de amor pela causa do bem.

    Completando estas rápidas considerações, abrimos espaço para noticiar a opinião do Venerando Bezerra de Menezes sobre as atividades nos Centros Espíritas durante as festas carnavalescas, constante da obra comentada.
    “Nestes dias, nos quais são maiores e mais frequentes os infortúnios, os insucessos, os sofrimentos, é que se deve estar a postos no lar da caridade, a fim de poder-se ministrar socorro. Por fim, quanto as vibrações serem mais perniciosas em dias deste porte, não há dúvida. A providência a ser tomada deve constituir-se de reforço de valor e de energias salutares para enfrentar-se a situação.”

    José Ferraz
    (Trabalhador Espírita da Mansão do Caminho em Salvador-BA e membro do Projeto Manoel Philomeno de Miranda)

    Clique aqui para ler mais: http://www.forumespirita.net/fe/meditacao-diaria/visao-espirita-do-carnaval/#ixzz3yXzZiQWK

    GRAÇAS A DEUS!
    Até que enfim, vemos que a Rainha dos Idolatras mostra a sua verdadeira cara ao cair na folia de Mono, sem prejuízo para ninguém; porque uma Imagem de Escultura não tem valor algum.
    Pelo contrário, as decantadas bênçãos que ela derramaria por todo Brasil, consistirá agora na consciência de que: A Alma que cultua, adora e segue um ídolo que é obra das mãos de homens incrédulos e infiéis, se distancia do Espírito de Deus se aproximando do diabo cada vez mais, perpetuando a ignorância e o sofrimento, gerando bêstas-feras que têm infernizado a terra.
    Só espero que outras divindades desta categoria também rasguem as suas fantasias para libertar outras nações do seu jugo diabólico; porque o seu reinado já chegou ao fim!

    É muito diáfana a linha divisória entre a sanidade e o desequilíbrio mental”, adverte o venerável Espírito Manoel Philomeno de Miranda, no limiar desta obra, que contém explicação inicial do Espírito André Luiz, através do médium Francisco Cândido Xavier.

    Ao lado do Espírito Bezerra de Menezes, o Autor Espiritual narra suas observações durante o período de um carnaval carioca, abordando várias técnicas obsessivas em casos de abusos e alienações com droga, álcool, sexo, aborto e tentativa de suicídio, demonstrando o trabalho dos Bons Espíritos num Posto de Socorro Central no Mundo Espiritual.
    NAS FRONTEIRAS DA LOUCURA

    “Mais uma vez, nosso País ver-se-á sacudido pelas grosseiras vibrações do carnaval.

    Estranhas e perigosas formas de prazer mundano formam o leque de tentações típicas dos festejos momescos.

    Daí a importância de uma profunda reflexão sobre as graves advertências feitas por nossos mentores em tão expressiva obra que, editada em 1982, não perdeu sua atualidade, embora sejam outras as personagens desses mesmos dramas.

    Sempre atento, o autor espiritual acompanha a complexa estrutura de socorro às vítimas de cruéis obsessores que, na surdina, espreitam os imprevidentes que se multiplicam assustadoramente nesse período de tormentosos acidentes morais.

    Sob a liderança enérgica e amorosa do venerável Bezerra de Menezes, grupos organizados de Espíritos benfeitores desdobram-se na proteção de foliões, quase sempre jovens à cata de sensações, que sucumbem aos apelos do álcool, das drogas e do sexo livre.

    Essas operações de apoio fraterno atendem às preces fervorosas dos entes queridos dessas presas fáceis que podem, ante o peso de influências deletérias, chegarem à insanidade mental e a crimes de diversos contornos.

    Os primeiros capítulos tratam do nefando ato do aborto. O duelo mental entre a mãe irresponsável e o ser desejoso de reencarnar é de extrema angústia em cenário de sombras e desvarios, que culmina em terrível simbiose obsessiva, acarretando inenarráveis sofrimentos para ambos.

    A bênção da maternidade, que poderia escrever um épico de amor, dilui-se sob a cáustica do ódio, matriz de perturbações seculares.

    Sempre sob a tutela de Bezerra, Manoel Philomeno de Miranda descreve, com detalhes surpreendentes, as inteligentes maquinações dos agentes das trevas na montagem das armadilhas onde caem os incautos.
    Só os que se ligam às esferas superiores do pensamento conseguem escapar pelas vias iluminadas da oração.

    Denuncia as táticas de perseguição em que o vampirismo é a ferramenta macabra desses processos demoníacos. Nesse intercâmbio psíquico de baixo nível faz-se a hipnose irresistível que produz as consequências nefastas em números crescentes detectados pelas estatísticas que escandalizam nossa sociedade.

    É tão alarmante o fenômeno, que a acumulação dessas forças degradantes formam largas faixas de vibrações mais fortes . Segundo o autor, a espessura dessas faixas, sobre essas regiões, pode atingir alguns quilômetros acima da superfície do Planeta. É o produto da fúria carnavalesca, irradiações dos que participam ativamente enlouquecidos.

    Bezerra aconselha aos espíritas que meditem na necessidade de se ocupar o precioso tempo desses dias em atividades construtivas no campo da promoção social e do estudo doutrinário, dignificando a vida na busca dos valores espirituais, fugindo ao báratro dos apelos animalizados.

    No capítulo 26, o iluminado benfeitor aborda considerações e preparativos para ressaltar a importância das casas espíritas nas atividades socorristas, mormente nas reuniões mediúnicas, na difícil tarefa do amparo cristão aos náufragos desse tempestuoso oceano de loucuras generalizadas, a fim de enlaçá-los, agressores e agredidos, nas suaves vibrações do perdão e da fraternidade.

    Nas Fronteiras da Loucura é obra única no gênero que deve ser alvo de acurado estudo individualizado ou em grupamentos formados por pessoas sinceramente interessadas no aprofundamento dos terríveis processos obsessivos que se iniciam nos dias das mentirosas alegrias do carnaval e se estendem, por tempo indeterminado, levando ao agravamento do carma de grande massa humana, que podem chegar aos nossos lares fazendo tombar aqueles que se ligam aos nossos corações.”

    Carlos Augusto de São José

    Fonte: Jornal Mundo Espírita – Fevereiro/2008

    Compartilhado para fins de estudo espírita.

    Clique aqui para ler mais: http://www.forumespirita.net/fe/livros/nas-fronteiras-da-loucura/#ixzz4ZzQb20JU

  72. 16/07/2017 11:15

    A IGNORÂNCIA DO HOMEM
    Estamos aqui, respirando, pensando, existindo. Nasce o sol, vem a noite, o frio, o calor, desfrutamos, sofremos e passamos por tantas coisas…
    Mas, o que é isso que denominamos vida? Isso que denominamos morte? Por que estamos aqui? Onde estávamos? E, para onde vamos? Podemos ir-nos quando quisermos? Podemos pedir para vir ou para ir? A quem? Temos como ou a quem nos queixar se estivermos aqui contra nossa vontade ou sofrendo?
    Tudo é um tremendo mistério. Nossa ignorância sobre isso é total. Como viemos a isto que chamamos de existência? O que é isso a que damos o nome de ‘eu’? O que sou eu? Haverá alguma razão para tudo isso? Fomos criados por uma inteligência superior? Como o universo surgiu um dia? De um ‘big bang’, explica a ciência de hoje. Mas, o que deu origem ao ‘big bang’? Uma singularidade, um ponto infinitamente pequeno no qual estariam concentradas todas as possibilidades. E desse ponto surgiu uma força dotada de tanto poder que, bilhões de anos após seu advento, ainda está em expansão, movendo um sem número de sóis, estrelas e galáxias?! Será que, vamos compreender algum dia? Haverá um plano, um objetivo a ser atingido? Ou eventos, fenômenos, tudo está fluindo aleatoriamente, sem qualquer finalidade? Quantas interrogações que ninguém sabe responder!
    Nós não sabemos nada! Nossa mente não é sequer capaz de imaginar um universo ou qualquer coisa que seja infinita; ou mesmo de imaginar um universo finito; ou algo eterno, isto é, que não teve começo e que não terá fim no tempo.
    Homens sábios deixaram recomendações sobre como proceder para encontrar essas respostas. Mas, seus ensinamentos chegaram até nós de modo a não deixar dúvidas? Sabemos que não! É provável que aqueles que interpretaram suas palavras o fizeram de forma imperfeita. Senão, como explicar a existência de teorias, crenças e suposições tão diferentes? Pontos de vista tão conflitantes que têm provocado até guerras? Qual o significado de tudo isso que está aí, à nossa frente, em torno de nós, isso que dizemos ser nosso mundo, nossa vida?
    E por que alguns possuem essa enorme vontade de encontrar respostas a essas questões? Porque essas perguntas, que ninguém sabe responder, perturbam tanto alguns e não outros?
    É verdade que quando tudo está transcorrendo sem qualquer problema, ou quando tudo está muito mal, o homem nem reflita acerca desses assuntos. Para quê, se tudo vai bem? E se tudo vai mal, haverá tranqüilidade para procurar os porquês de tudo isso?
    O fato é que estamos aqui, e aqui, presos. Se observarmos o que ocorre em torno e dentro de nós, vamos perceber que a vida traz para a maioria, se não para todos, muito mais desgostos, e sofrimentos, do que alegrias. Todos estamos cansados de saber que é assim. Os fatos estão aí, à nossa volta, nas conversas de todos, em toda a historia do ser humano, nos noticiários, em nossa própria família, em nós mesmos.
    Tragédias trazidas pelas forças da natureza ou pelas ações dos homens, doenças e epidemias, violências e guerras, discórdias e incompreensões, ignorância, perdas, dores morais ou físicas, inveja, preocupações, ansiedade, medo, ambição, cobiça, miséria, fome, injustiça, dúvidas, desejos de toda espécie que não se concretizam e muito mais. Talvez, só não perceba que é assim aquele que ainda não chegou à idade da reflexão, de observar aquilo que está acontecendo em torno e dentro dele mesmo; ou aquele que está fechado no que diz respeito apenas ao seu próprio ego.Mas, mais dia, menos dia, o sofrimento chega para todos. A perda de um ser querido, a dor, a doença, a falência, a demissão, o amor não correspondido; o medo de não conseguir o que desejamos e, se o conseguimos, o medo de perdê-lo; a luta pela subsistência, o receio de não darmos conta de nossas obrigações, o fracasso, a cruel competição entre todos, a violência, a traição, a luta para conservar a saúde, a juventude, a beleza, o que amamos, o que conseguimos a duras penas, as injustiças e tantas coisas mais.
    Os momentos de alegria e tranqüilidade, comparados a isso, são tão poucos!
    É provável que, desde sempre, o homem tenha procurado explicações para essas coisas que o acometiam e que o perturbavam. No início, deve ter-lhe nascido o medo daqueles fenômenos e coisas que não compreendia, mas que o inquietavam: o escuro e estranho firmamento repleto de pontos luminosos, o sol aquecendo e espantando a escuridão da noite cheia de medo e de predadores, o frio e o calor, a fúria das tempestades, terremotos, vulcões, inundações; fome, doenças, dores, etc.
    Primeiro, deve ter sentido medo; depois, deve ter mostrado respeito, chegando a reverenciar aquilo que desconhecia, mas que era tão poderoso.
    A imaginação, as crenças sem fundamento devem tê-lo perturbado por muito tempo. Tentou agradar e chegou até a … CONTINUA …
    Clique aqui para ler mais: http://www.forumespirita.net/fe/outras-doutrinas-espiritualistas/a-ignorancia-do-homem/#ixzz4mWuKV0XA
    … Tentou agradar e chegou até a endeusar aquelas forças que não compreendia; não há como duvidar que sempre, por trás de tudo isso, estava o medo nascido de sua absoluta impotência frente àquelas poderosas forças. Assim, viveu longas eras, cheio de ansiedade e angústia.
    A submissão, adorações e súplicas, não traziam a tranqüilidade de que necessitava. As superstições, com certeza nascidas da imaginação, dominaram o homem. Surgiram crenças e, com elas, a suposição de que os ‘deuses’ deveriam ser agradados. Criaram-se, então, rituais e cerimônias para isso e, depois, locais para a realização dessas cerimônias. Deve ter sido assim que nasceram os templos. Sacrificou animais e humanos iguais a si mesmo, e se martirizou na tentativa de apaziguar ‘a ira dos deuses’. Mas o homem continuou sofrendo. As ações dos ‘deuses’ eram implacáveis e continuavam.
    Com o correr do tempo, homens de mais apurada percepção obtiveram vislumbres do porquê de todo esse medo e ignorância. Do que falaram nasceram outras crenças e as muitas religiões que temos hoje. Suas palavras chegaram até nós, trazidas pelas tradições e pelos relatos daqueles que tentaram nos transmitir o que julgavam ser a verdade. Mas, as interpretações foram muitas e conflitantes. Por isso esse grande número de crenças, tradições, escrituras, costumes, doutrinas e religiões, que estão aí aceitas pelas diferentes culturas do mundo.
    Mas, porque interpretações tão desiguais? Talvez porque tudo aquilo que o homem tentou nos comunicar não foi fruto de sua experiência pessoal. Nasceu do que lhe disseram os antepassados, das tradições respeitadas pelos costumes e culturas. E não é a mesma coisa que, hoje, acontece conosco? Ouvimos, lemos, aprendemos através de discursos e sermões, escrituras, tradições, costumes e culturas, aquilo que julgamos sejam as respostas sempre procuradas; respostas que, cremos, sejam a verdade sobre a razão de nossa existência e do que nos sucede. Mas tudo é de ‘segunda mão’! Nada é fruto de nossa experiência pessoal!
    Aqueles que entreviram o que julgaram fosse a ‘verdade’, movidos pela compaixão despertada ante o sofrimento nascido do medo e da ignorância dos homens, tentaram trazer paz aos semelhantes e não se calaram. Mas suas palavras estiveram sujeitas a muitas traduções e diferentes interpretações em face do entendimento variável dos homens.
    E o que temos hoje? Teorias que deram origem a crenças, doutrinas e religiões, todas diferentes entre si. Conhecimentos contraditórios que, para aqueles que conseguem se livrar dos preconceitos e investigam as religiões e crenças que aí estão, os deixam cheios de dúvidas e suspeitas. Qual estará certa? Qual aquela em que devemos crer? Alguém tem condições de responder a estas perguntas? O profeta, o filósofo, o sacerdote, o pastor, o médium, o guru, o ‘santo’ ou aquele que ‘ouviu’, ‘viu’ ou ‘sentiu’, por suas sensibilidades além dos sentidos, procuraram nos transmitir o que lhes pareceu ser a explicação da verdade. A ciência nenhuma resposta nos dá. Tudo o que nos diz refere-se ao ‘como’ são as coisas, ao ‘como’ chegamos até aqui, ao ‘como’ ocorre isto ou aquilo; mas nunca nos explica os ‘porquês’ de tudo isso. Portanto, o que sabemos, continua sendo de ‘segunda mão’. E, assim mesmo, muitos têm ‘fé’ nisso que aí está, sem qualquer prova e sem sequer questionar o fato de existirem enormes divergências entre as doutrinas e crenças que se dizem, cada uma, ‘a única certa’.
    O homem nem sabe o que ele é; não passa de uma tremenda interrogação para si mesmo. Porque eu existo? Porque eu sou feliz e você é infeliz? Porque um vem à vida no Ocidente e outro no Oriente, ambos sujeitos a sofrer devido aos diferentes problemas dessas regiões? Um tem sua consciência aqui e outro lá? Porque um é homem e o outro é mulher? Um é branco, outro é negro? Alto ou baixo, sadio ou doente, rico ou pobre? Criminoso ou honesto? Corrupto ou íntegro? Uns têm fé e outros não? Porque alguns estão passando a vida em alegrias e festas, outros estão nos leitos dos hospitais, nas prisões ou na miséria, sofrendo e vendo os seus sofrerem? Enfermidades fisiológicas ou mentais? Inteligência, discernimento, percepções totalmente desiguais? Há explicações para tudo isso?
    Algumas filosofias, abraçadas por doutrinas religiosas, dizem que sim; que o homem sofre as conseqüências de atos errados que cometeu no passado. Outras afirmam que nem mesmo devemos questionar, que nunca saberemos as respostas, pois os ‘desígnios de Deus são insondáveis’. Mas, todas elas, ao mesmo tempo em que nos apresentam tais explicações, parece que se esquecem de que ‘aquele’ que criou todas as coisas, do infinito universo à mais ínfima partícula é, conforme suas próprias crenças, onisciente, onipotente, onipresente, sabedoria e infinito amor.
    E não há dúvidas de que viemos, à existência, ignorantes, imperfeitos e simples; que muitas filosofias e doutrinas há que tentam nos ensinar regras e leis para vivermos melhor, num relacionamento ideal que envolva, não somente os humanos, mas todos os seres vivos. Mas, qual a razão porque alguns seguem essas regras e outros não? Porque, conforme elas, seremos penalizados e sofreremos tanto pelo fato de não segui-las?
    CONTINUA …
    aqui para ler mais: http://www.forumespirita.net/fe/outras-doutrinas-espiritualistas/a-ignorancia-do-homem/#ixzz4mX0gEBCP

  73. 02/09/2017 12:48

    A FELICIDADE: UMA BUSCA OU UM DESPERTAR?

    VIVA JESUS!

    Boa-noite! queridos irmãos.

    A busca da felicidade tornou-se uma expressão de incentivo muito popularizada nos dias atuais, principalmente nas palestras e nos livros e artigos de autoajuda.
    Dentre tantos exemplos, podemos empregar o verbo “buscar” nas seguintes formas, conforme nossos dicionários:
    a) esforçar-se, excessivamente, para encontrar algo ou alguém;
    b) conseguir ou conquistar;
    c) empenhar-se em conseguir algo com esforço próprio;
    d) buscar forças de dentro de si mesmo para vencer os desafios.
    No primeiro momento, a expressão “buscar a felicidade” nos dá o entendimento de que a felicidade pode estar ao nosso lado ou em algum lugar distante, podendo a mesma ser representada por um objetivo a ser alcançado ou por um objeto a ser adquirido, ou por uma pessoa a ser conquistada ou por uma situação a ser vivenciada.
    É muito comum ouvirmos expressões exclamativas do tipo:
    – Quando eu conseguir o emprego dos meus sonhos, eu serei feliz!
    – Quando eu conseguir o meu primeiro carro, eu serei feliz!- Quando eu conseguir me casar, eu serei feliz!
    – Quando eu conseguir a minha casa própria, eu serei feliz!
    Logo, a felicidade, ainda, é algo que se busca sob a condição da realização de algum evento futuro e incerto, e que depende de um incentivo ou de um motivo para a sua realização.
    E, dessa forma, seguimos a caminhada pela vida, buscando a felicidade no mundo exterior ao da nossa consciência, isto é, através das conquistas das coisas materiais, das pessoas e da realização de um sonho.
    No segundo momento, ouvimos depoimentos e mais depoimentos daqueles que, após terem conquistado as coisas materiais, as pessoas, e realizado os seus sonhos, conforme planejado na busca da felicidade, ainda não se deram por satisfeitas e continuam infelizes, reclamando e planejando novas conquistas no âmbito do mundo exterior ao da consciência.
    Então, caro leitor, convém, neste momento, trazermos a este nosso artigo a célebre inscrição, divulgada à humanidade pelos ensinamentos do filósofo Sócrates: – Conhece-te a ti mesmo!
    E, ainda: trazemos aqui o ensinamento do Mestre Jesus Cristo, quando Ele respondeu a Pilatos: “- O meu reino não é deste mundo”. (João, 18:36)
    Com essa resposta o Mestre confirma e dá sustentáculo à passagem bíblica em Eclesiastes: “A felicidade não é deste mundo”.
    Pois, vejamos bem: Jesus responde aos fariseus que “o reino de Deus não virá com aparências exteriores. Nem se dirão: – Ei-lo ali, ei-lo acolá! Porque o reino de Deus está dentro de cada um de nós”. (Lucas 17: 20 e 21)
    E, mais: Não podemos nos esquecer da questão 621 de O Livro dos Espíritos, quando o Espírito de Verdade responde ao codificador, Allan Kardec, que “a lei de Deus está inscrita na consciência”.
    Todos nós nascemos (= reencarnamos) para nos tornarmos Espíritos melhores, mais aperfeiçoados, mais felizes. Ou seja: todos nós vivemos e convivemos em busca da felicidade.
    Para isso, precisamos desenvolver o autoconhecimento, ou seja, fazer uma viagem abordando, em nossa intimidade, os quesitos que necessitam de reformas e as más inclinações a serem domadas, fazendo um mapeamento estrutural e organizacional da nossa casa mental, promovendo melhoria e fortalecimento da consciência para o bem de nós mesmos e da coletividade.
    Isso pela razão de que a felicidade verdadeira mora dentro de cada um de nós, onde está instalado o reino de Deus e onde está inscrita a lei divina.
    Portanto, caro leitor, diante do exposto, a felicidade deve ser buscada no desenvolvimento do autoamor, através da valorização das pequenas coisas da vida que, na verdade, são de grande significação para uma vida saudável, feliz, a exemplo de tocar numa flor, acariciando-a; atravessar um idoso de um lado de uma rua para o outro; ceder o lugar aos mais velhos e aos que têm direitos especiais; dar a devida preferência aos pedestres no trânsito; cumprimentar as pessoas e desejar-lhes “bom dia!”, “boa tarde!” ou “boa noite!”, mesmo que se tratam de desconhecidos; cuidar de um jardim e sorrir para a vida, para as pessoas e para si mesmo; realizar trabalhos voluntários etc…
    E, assim, seguiremos despertando a felicidade que já mora e já se encontra instalada dentro de cada um de nós, em nossos respectivos “mundinhos” das nossas respectivas intimidades.
    Logo, a felicidade deve ser buscada e despertada, através do esforço e da vontade…

    Yé Gonçalves

    Clique aqui para ler mais: http://www.forumespirita.net/fe/accao-do-dia/a-felicidade-uma-busca-ou-um-despertar/#ixzz4ooQvX0Ij

    CIÊNCIA ESPÍRITA, PSICOLOGIA E AUTO-CONHECIMENTO
    por Marcos Villas-Bôas

    Todo ser humano busca, em regra, a felicidade, mas a grande maioria não sabe onde encontrá-la. Pensa-se que ela é a simples satisfação dos desejos materiais: ter a mulher ou o homem mais bonito ao lado, ter o melhor apartamento, ter o melhor carro, ter as melhores roupas, ter mais conhecimento. Ter, ter, ter… Ter todas essas coisas pode trazer prazer e não se quer demonizá-las de forma alguma.
    Ao se tratar de questões morais, espirituais e afins, que costumam ser muito complexas, é necessário, como sempre defendemos neste blog, fugir dos extremos. A beleza física não é tudo, é mais superficial do que a beleza interior, mas tem a sua importância neste plano material, físico, sustentando muitas relações afetivas, sobretudo no início, por meio da atração, da química e de um melhor sexo. Ter bens materiais garante saúde financeira, dá mais segurança e permite ao ser que possa ajudar mais pessoas.

    Segundo Osho:

    “E o que a pessoa faz quando luta com a sua sexualidade, com a sua raiva, com a sua ganância? Continua jogando-as no inconsciente, na escuridão do porão, e achando que, ao deixar de vê-las, está se livrando delas. No entanto, não está se livrando…” (O Livro do Ego, p. 163).

    A repressão ao animal dentro de cada um tende a causar sérios problemas. Não é assim que se deve trabalhar para obter felicidade ou ascensão espiritual, que não deve ser fim, mas mera consequência de uma vida bem vivida, com equilíbrio e despertamento de consciência. Bem mais do que ter, deve-se buscar ser, não reprimindo nem o animal, nem o divino dentro de cada um.

    Um risco que se tem ao buscar a felicidade é pensar que ela se encontra na santificação, quando a ampla maioria dos seres na Terra, encarnados ou desencarnados, estão longe de serem santos, ou anjos, tendo em vista que, como falado pelos Espíritos, o estágio atual do planeta é de transição de um mundo de provas e expiação para um de regeneração, longe ainda de um mundo de perfeição.
    O mundo de provas e expiação é o segundo nível, que vem logo após o mundo primitivo, aquele inicial, no qual os seres ainda estão bastante embrutecidos e, provavelmente, mal articulam linguagem. Sendo assim, a Terra está no final da primeira fase em que o homem se torna um pouco mais inteligente, estuda a ciência, desenvolve tecnologias, entende um pouco a consciência e descobre práticas para despertá-la.

    Precisamos ser humildes e compreendermos: estamos num estágio atrasado, se compararmos com o momento de seres dos próprios planetas que estão no nosso sistema solar ou com seres que vivem em outros sistemas, os quais sequer têm um corpo físico como o nosso, tendo já se sutilizado por muito mais milhares de anos de trabalho do que nós e, ainda assim, eles não se tornaram anjos.

    Duas das grandes dificuldades de o ser humano encontrar a felicidade é não saber onde encontrá-la e achar que é muito mais desenvolvido do que realmente é, sendo que uma dificuldade interfere a outra.

    Se não soubermos onde encontrar o que procuramos, ficaremos perdidos, buscando aquilo que não traz a verdadeira felicidade, ou seja, a paz de espírito, a segurança interior, a serenidade, a compreensão do outro, o amor. Se acharmos que já estamos próximos ou que já encontramos uma felicidade plena, ou que temos poucos defeitos, não iremos mais procurá-la ou, novamente, procuraremos de forma errada.

    Há grande conexão entre a Ciência Espírita, as filosofias espiritualistas e um dos fins principais da Psicologia, que é o autoconhecimento e a solução de nossos problemas morais e emocionais, para que tenhamos uma melhor compreensão da felicidade e do nosso próprio caminho, que não é igual ao de nenhum outro ser, para chegar lá.

    Quando se fala em autoconhecimento, nota-se uma sensação nas pessoas de “sexo dos anjos”, de algo esotérico, abstrato, que soa bonito, mas que não tem muito efeito prático. Ela advém do desconhecimento do que seja autoconhecimento e do que ele pode proporcionar.

    O restante do texto aqui:
    http://jornalggn.com.br/noticia/ciencia-espirita-psicologia-e-autoconhecimento-por-marcos-villas-boas
    Partilhar3
    Clique aqui para ler mais: http://www.forumespirita.net/fe/paginas-de-internet-espiritas/ciencia-espirita-psicologia-e-autoconhecimento/#ixzz4rLAyN8xi

  74. 02/09/2017 12:49

    DECODIFICANDO AS ESCRITURAS E CONSUMANDO AS PROFECIAS:

    (SL.27;6) AGORA, SERÁ EXALTADA A MINHA CABEÇA ACIMA DOS INIMIGOS QUE ME CERCAM; (RM.22.4) POIS, COMO ESTÁ ESCRITO: (SML.23.2) O ESPÍRITO DO SENJOR FALA POR MEU INTERMÉDIO E A SUA PALAVRA ESTÁ NA MINHA LÍNGUA; (2SML.22.23) PORQUE TODOS OS SEUS JUÍZOS ME ESTÃO PRESENTES E DOS SEUS ESTATUTOS NÃO ME DESVIEI: (MT.7.23) ENTÃO, LHES DIREI EXPLICITAMENTE:

    FIM DA ASSOMBRAÇÃO DO 666 BIBLICO

    O SABER LER A SI:
    (ES.12.1)

    (AP.13.18) – AQUI ESTÁ A SABEDORIA: AQUELE QUE TEM ENTENDIMENTO CALCULE O NUMERO DA BESTA, POIS É NÚMERO DE HOMEM: ORA ESSE NÚMERO É SEISCENTOS E SESSENTA E SEIS: (AR.119.9)

    (ISRAEL é o nome do Homem que sabe LER A SI no Espírito Bíblico: Aqui o saber acaba com as cogitações infundadas que existiam acerca do número 666 do Apocalipse, pois o que está escondido nas 131 letras e 10 sinais que compõem o texto acima, é isto):

    ARNALDO RIBEIRO É ISRAEL: É O HOMEM QUE NASCEU NO CÉU, QUE AMA E SABE TESTAR AS ALMAS NO SEU NOME: E ELE ENTENDE QUE CRISTO TESTA DEUSES E DIABOS NESSE MESMO ESPÍRITO. (IL.131.7)

    SANTIFICANDO O SÈTIMO DIA

    (DN.4.2) Pareceu-me bem fazer conhecidos os sinais e maravilhas que Deus, o Altíssimo, tem feito para comigo,; (EF.2.7) para mostrar nos séculos vindouros a suprema riqueza da sua graça em bondade para conosco em Cristo Jesus; (1CO.15.45) pois assim está escrito:

    (GN.2.3) – E ABENÇOOU DEUS O DIA SÉTIMO, E O SANTIFICOU; PORQUE NELE DESCANSOU DE TODA A OBRA QUE, COMO CRIADOR, FIZERA: (AR.85.6)
    E o que o Senhor quer dizer com as 85 letras e 6 sinais acima é isto:

    SOU O ESPÍRITO QUE DESCEU DO CÉU, CRIANDO A SUA FÉ; E FAÇO SANTO O QUE É BATIZADO COM NOME DE ARNALDO RIBEIRO: (IL.85.6)
    (Lc.12.50 – Tenho, porém, um batismo com o qual hei de ser batizado; e quanto me angustio até que o mesmo se realize; (IS.21.16) porque assim me disse o Senhor: (1RS.18.31) Israel será o teu nome, (LS..9.6) porque ainda que algum seja consumado entre os filhos dos homens, se estiver ausente dele a tua sabedoria, será reputado como nada.(LC.4.21) Hoje se cumpriu a escritura que acabais de ouvir: (LC.6.5) O Filho do Homem é Senhor do sábado:
    E agora José? Ou melhor Chico?

    (TG.2.8) SE VÓS, CONTUDO, OBSERVAIS A LEI RÉGIA SEGUNDO A ESCRITURA: (DN.9.13) COMO ESTÁ ESCRITO:
    (LC.8.17) NADA HÁ OCULTO QUE NÃO HAJA DE MANIFESTAR-SE, NEM ESCONDIDO QUE NÃO VENHA A SER CONNHECIDO; (LE.12.14) PORQUE DEUS HÁ DE TRAZER A JUÍZO TODAS AS OBRAS, , ATÉ AS QUE ESTÃO ESCONDIDAS, QUER SEJAM BOAS, QUER SEJAM MÁS: (MT.19.26) ISTO É IMPOSSÍVEL AOS HPMENS, MAS PARA DEUS TUDO É POSSível: (2CO.10.7) OBSERVAI O QUE ESTÁ EVIDENTE:

    (GN.) O PRIMEIRO LIVRO DE MOISÉS CHAMADO GÊNESIS: A CRIAÇÃO DOS CÉUS E DA TERRA E DE TUDO O QUE NÊLES HÁ:
    (AR.77.5) –(Ao recompormos as 77 letras e os 5 sinais que compõem o título acima, o AMOR nos revela que):
    HÁ UM HOMEM LENDO AS VERDADES DO SEU ESPÍRITO: ÊLE É O GÊNIO CRIADOR QUE CRIA ESSA AÇÃO DE CRISTO:

    (LC.20.17) QUE QUER DIZER, POIS, O QUE ESTÁ ESCRITO? (ar) QUERO DIZER QUE: (AP.21.6) TUDO ESTÁ FEITO: (JB.8.32) CONHECEREIS A VERDADE, E A VERDADE VOS LIBERTARÁ; (EZ.12.24) PORQUE JÁ NÃO HAVERÁ VISÃO FALSA NENHUMA, NEM ADVINHAÇÃO LISONJEIRA NO MEIO DA CASA DE ISRAEL: (JÓ.5.4) OS SEUS FILHOS ESTAVAM LONGE DO SOCORRO, ERAM ESPEZINHADOS ÀS PORTAS DO SABER, E NÃO HAVIA QUEM OS LIVRASSE DO MAL; (SL.78.22) PORQUE NÃO CRERAM EM DEUS NEM CONFIARAM NA SUA SALVAÇÃO.
    (IS.16.14) AGORA, PORÉM, O SENHOR FALA E DIZ: (JS.5.9) HOJE REMOVI DE VÓS O OPRÓBRIO DO EGITO; (LC.12.32) PORQUE VOSSO PAI SE AGRADOU EM DAR-VOS O SEU REINO: (JB.14.17) O ESPÍRITO DA VERDADE, QUE O MUNDO NÃO PODE RECEBER; PORQUE NÃO NO VÊ, NEM O CONHECE; VÓS O CNHECEIS, PORQUE ELE HABITA CONVOSCO E ESTARÁ EM VÓS: (FL.2.29) RECEBEI-O, POIS, NO SENHOR, COM TODA A ALEGRIA E HONRA! (2CO.13.18) PORQUE NADA PODEMOS CONTRA A VERDADE, SENÃO EM FAVOR DA PRÓPRIA VERDADE: (MT.25.34) VINDE, BENDITOS DE MEU PAI! E TOMAI POSSE DO REINO QUE vOS ESTÁ PREPARADO DESDE A FUNDAÇÃO DO MUNDO…

  75. 09/09/2017 18:22

    HÁBITO DA CANONIZAÇÃO PSIQUICA

    VIVA JESUS!

    Bom-dia! queridos irmãos.

    Na idolatria encontra-se o mecanismo defensivo da mente, pelo qual é projetado no outro aquilo que gostaríamos de ser.
    “Desde os mais recuados tempos, até o presente, a idolatria continua a oferecer – fartamente – as ‘muletas psicológicas’ às criaturas de fé simples e quase ingênua.” – François C. Liran
    Nada menos que 392 personalidades de antanho estão na “alça de mira” da alta hierarquia da Igreja Católica para a investidura da canonização. Tal proliferação de candidatos a santo está causando desconforto até mesmo entre os partidários dessa grei.
    Vem de longa data a idolatria!… Antes do advento do Cristo todos os povos, exceto os hebreus, eram idólatras e politeístas.
    Na Idade Média, Lutero lhe deu ferrenho combate, mas não teve sucesso com relação à “idolatria da letra”, pois se seus seguidores não mais adoravam as imagens, os fetiches, por outro lado, enros-caram-se na “letra que mata” distanciando-se do “espírito que vivi-fica”. E os ídolos de pés de barro continuam em seus pedestais sus-tentados pela ignorância humana e pela sagacidade dos “atravessadores da fé”, dos ecônomos infiéis de todos os tempos e em especial dos tempos hodiernos.Os judeus há muito abandonaram a idolatria, mas a substituíram pelos cerimoniais dos cultos exteriores, sendo nisso – hodiernamente – imitados pelos cristãos das mais varia-das vertentes.
    Como desde Lutero as rentáveis vendas das indulgências se apresen-tam como um mercado em baixa, descobriu-se que os “santuários” podem ser formidáveis sucedâneos daquele ancestral comércio, uma vez que não faltarão fiéis de fé simples e ingênua para frequentá-los religiosamente, fomentando, dessa forma, um enorme mercado paralelo para os setores de turismo e para a indústria e comércio de quinquilharias, com farto aporte monetário, em que pese o pagamento de gorda fatia aos cofres do Vaticano.

    Engana-se, porém, quem pensa que só existe idolatria no seio das vetustas religiões. Ela também – infelizmente – existe no meio espírita!
    Analisando a triste questão da idolatria no meio espírita, Ermancel Du-faux afirma(1): “ idolatria é o excessivo entusiasmo e admiração por uma pessoa com a qual partilhamos ou não a convivência… São oradores, médiuns e trabalhadores que costumam destacar-se pelas virtudes ou pelas experiências, e que são tomados à conta de ícones, com os quais delineamos a noção pessoal de “limite máximo” ou “modelo” para os novos passos assumidos na caminhada espiritual.
    Sem considerar os naturais sentimentos de admiração e entusiasmo dirigidos a quem fez por merecê-los, quase sempre nas causas dessa idolatria encontra-se o mecanismo defensivo da mente, pelo qual é projetado no outro aquilo que gostaríamos de ser.
    Dois graves problemas, entre os muitos, decorrem dessa relação idó-latra: as exageradas expectativas e a prisão dos estereótipos.As expectativas transferidas ao ícone carreiam desejos e anseios que se tornam âncoras de segurança para os problemas individuais. Caso a criatura se habitue ao conforto de “escorar-se” psicologicamente no outro e fugir do seu esforço autoeducativo, passará ao terreno das ilusões, sentindo-se e acreditando-se tão virtuosa ou capaz quanto ele. Ocorre então uma absorção da “identidade alheia” como se fosse sua… É como “ser alguém” através dos valores do outro.
    Quanto aos estereótipos, vamos verificar outra questão que tem trazido muitos desajustes: o hábito do dogmatismo, uma velha tendência humana de ouvir a palavra dos “homens santificados” pela hierarquia religiosa. Pessoas que se tornam carismáticas pela sua natural forma de ser ou pelo valoroso desempenho doutrinário são, comumente, colocadas como “astros” ou “missionários” de grande envergadura.
    Quaisquer dessas vivências, expectativas elevadas ou criação de modelos podem nos trazer muita decepção e revolta. Somos todos aprendizes, uns com mais, outros com menos experiência; todos, no entanto, sem exceção, como aprendizes do progresso e gestores do bem. Podemos sempre aprender algo com alguém, desde que tenha-mos visão e predisposição à alteridade. O que hoje entendemos como sendo excepcional em alguém, amanhã poderá não ser tão útil para nossa percepção mutável e ascensional.
    Por mais bem-sucedida a reencarnação na melhoria espiritual, isso será apenas o primeiro passo de uma longa jornada. Então, por que glórias fictícias com ídolos com pés de barro? Missionários e virtuosos? São muito raros na Terra! Para conhecê-los é muito fácil, nenhum deles aceita uma relação de idolatria, enquanto se verifica outro gênero de conduta com muitos que se julgam ou são julgados como tais.
    Quando refletimos sobre esta questão é no intuito de chamar a atenção de todos nós para os prejuízos de continuarmos cultivando semelhantes expressões de infantilidade emocional. Existe, de fato, uma velha tendência que nos acompanha, a qual podemos declinar como “hábito da canonização . Muitos ídolos adoram as bajulações e burburinhos em torno de seu nome. São folgas que não deveríamos buscar para nossa vida, quando deveriam educar-se e educar os outros para assumirem a condição de condutores, aqueles que lideram promovendo, libertando, e não fazendo “coleção de admiradores” para alimentar seu personalismo.
    Como bons espíritas, apenas começamos os serviços de transformar a autoimagem de orgulho, profundamente cristalizada nos recessos da mente. Quando nos adornamos com qualidade e virtudes que ima-ginamos possuir, perdemos a oportunidade de sermos nós mesmos, de eleger a autenticidade como nossa conduta, de construir quanto antes a “nova identidade” que almejamos.
    Inspiremo-nos em nossas referências, todavia não façamos deles ídolos. Ouçamo-los, tiremos proveito de suas conquistas, mas façamos tudo isso com equilíbrio, nem mais nem menos!

    (1) OLIVEIRA, W. Soares. Reforma íntima sem martírio. B. Hte: INEDE, 2003, cap. 24, p. 146-148

    Rogério Coelho
    Clique aqui para ler mais: http://www.forumespirita.net/fe/auto-conhecimento/o-habito-da-canonizacao-psiquica/#ixzz4hd06I6bV

    CONCLUSÃO: Por mais cegos que possam estar, agora os idólatras estão conscientes de que: Toda alma que troca o Espírito de Deus por imagens de escultura, tem perpetuado a ignorância e o sofrimento na terra, e que também que deverá reencarnar neste purgatório até que se converta para alcançar a sua redenção.
    (MT.8.10) OUVINDO ISTO, ADMIROU-SE JESUS E DISSE AOS QUE O SEGUIAM: (GL.1.9) ASSIM COMO JÁ DISSEMOS, AGORA REPITO: (JS.24.23) AGORA, POIS, DEITAI FORA OS DEUSES ESTRANHOS QUE HÁ NO MEIO DE VÓS E INCLINAI O CORAÇÃO AO SENHOR DEUS DE ISRAEL.

  76. 18/10/2017 15:47

    OS OLHOS DO SENHOR REPOUSAM SOBRE OS JUSTOS, E OS SEUS OUVIDOS ESTÃO ABERTOS AO SEU CLAMOR: (SL.34.15)

    O OLHAR DE JESUS

    VIVA JESUS!

    Boa-tarde! queridos irmãos.

    Eu fico aqui conversando com os meus botões e procurando me entender comigo mesmo e, ao mesmo tempo, com as interferências desses amigos botões que deslocam as minhas reflexões ao universo invisível de mim mesmo.
    Mas… vamos lá! Vamos falar de assuntos mais empolgantes, que nos acordem e nos façam sair de nós mesmos ao encontro da realidade.
    A realidade – chego à conclusão – deve ser olhada com carinho, ao estilo nobre do olhar de Jesus: o nosso guia e modelo de perfeição.
    É o olhar tríplice da realidade: benevolente, indulgente e com o perdão das ofensas.
    O olhar de Jesus é todo caridade, é o amor em ação, promovendo à felicidade todos aqueles que necessitam de amparo material e espiritual.
    É o olhar da boa vontade para com todos, do querer bem e o bem a todos;É o olhar indulgente, doce por dentro, do qual emana doçura a todos indistintamente;
    É o olhar que a tudo e a todos perdoa, releva; pois reconhece as fraquezas e a falta de conhecimento que ainda pairam na caminhada…
    É o olhar que acalma e doa a doçura de si mesmo e se doa a cada instante para o bem da humanidade.
    E assim, Jesus percorre em nossos caminhos, olhando e cuidando atentamente de cada um de nós; pois Ele nunca nos abandonou e nunca nos condenou, nem nos abandona, nem nos abandonará, nem nos condena, nem nos condenará.
    Que todos nós possamos nos inspirar em Jesus, que é o nosso guia e modelo de perfeição, procurando olhar as pessoas, os animais, a natureza, as situações e circunstâncias, ao modo de Jesus!
    Imaginemos cada um de nós, em particular, envolvidos numa situação difícil, a exemplo de uma crise financeira ou de relacionamento conjugal, ou mesmo uma enfermidade, ou simplesmente diante das arrogâncias de um vizinho temperamental etc….
    Agora, perguntemos a nós mesmos; mas, a cada um de nós, individualmente:
    – Se Jesus estivesse no meu lugar, como Ele procederia?
    – Quais seriam o olhar e as reações de Jesus?Imaginemos cada um de nós, em particular, no lugar de Jesus diante da mulher que lhe foi encaminhada sob a alegação de adultério!
    Qual seria o nosso comportamento diante daquela situação?!
    Mandaríamos atirar-lhe as pedras?
    Ou nós mesmos, de próprio punho, arremessaríamos pedras contra aquela mulher?
    Imaginemos os acontecimentos da atualidade, assim como nos julgamentos que fazemos uns dos outros, em nosso cotidiano corriqueiro, dos nossos líderes políticos, religiosos e comunitários, e assim por diante…
    Quantas pedras abstratas são lançadas contra os acusados de toda ordem?
    E quantas dessas pedras abstratas chegam a pesar mais do que as pedras concretas, deixando marcas profundamente agressivas nos corações muitas das vezes inocentes e/ou inofensivos?
    E quantas dessas pedras podem dificultar o progresso dos agressores e agredidos na marcha evolutiva?
    Que possamos estudar as teorias acadêmicas, ou não, em relação a Jesus!
    Que possamos saber de toda a história de Jesus e conhecer o Evangelho de cor e salteado!
    Que possamos falar e palestrar com elegância, com vocabulário impecável, a respeito de Jesus e do seu Evangelho!
    Mas que não esqueçamos nós da suma importância de entender e compreender Jesus!
    Porque, entendendo e compreendendo Jesus, encontraremos o melhor caminho para colocar em prática os seus ensinamentos, que é a verdadeira vivência da caridade, isto é:- No trato com os necessitados de toda ordem, prestemos a devida assistência, com boa vontade, ou seja, com benevolência;
    – Nos julgamentos que fizermos ao outro, que façamos com indulgência, com doçura, colocando-nos no lugar do outro;
    – E ao receber uma ofensa, que a recebamos com o perdão, entendendo e compreendendo a fraqueza alheia.
    E aqui, amigo leitor, fiquemos nós, imaginando e, ao mesmo tempo, contemplando o doce olhar de Jesus!

    E agora, volto aos meus botões e às minhas reflexões…

    HYEROHYDES GONÇALVES
    Clique aqui para ler mais: http://www.forumespirita.net/fe/meditacao-diaria/o-olhar-de-jesus-55929/#ixzz4b1pFdPht

    A Maçonaria Agora Reconhece Oficialmente o Olho Que Tudo Vê no Verso da Nota de Um Dólar!
    A face da moeda que aparece no lado esquerdo na gravura acima apenas reafirma a verdade que os maçons iluminados globais (“Illuminati”) criaram um plano para levar todas as nações do mundo a uma ditadura, uma economia e uma religião globais e depois colocar em cena seu Messias maçônico! Essa realidade também é demonstrada na arquitetura da Biblioteca do Arquivo Nacional, que mostramos no documentário.

    Como os observadores atentos aos eventos atuais agora podem ver de forma bem clara, esse plano maçônico cumpre perfeitamente a profecia bíblica, e está quase concluído.
    Tradução: Marcelo N. Motta, Blog PensandoBiblicamente
    Data de publicação: 10/8/2008
    Revisão: http://www.TextoExato.com
    A Espada do Espírito: http://www.espada.eti.br/n2293.asp

    (GL.1.9) ASSIM COMO JÁ DISSEMOS E AGORA REPITO: QUEM TEM UM OLHO NA TERRA DE CEGOS É REI DE IS RAEL.

    Arnaldo Ribeiro
    Resumo Profético: Características do Messias o Cristo Maçonico o …
    vossaredencao.blogspot.com/2010/08/caracteristicas-do-messias-o-cristo.html16 de ago de 2010 – Descendente do Rei David, ele profetizará uma era de paz mundial. O Messiasserá um ser humano normal, nascido de pais humanos.

Trackbacks

  1. Pope's remarks draw praise and criticism in Brazil - Index on Censorship | Index on Censorship
  2. Papa Francisco en Río: Lo bueno, lo no tan bueno, y el francamente feo | Evangelizadoras de los apóstoles
  3. O legado que o Papa Francisco nos deixou : Blog – Cidadão do Mundo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: