Skip to content

Contra a imbecilidade do atual anticomunismo

17/12/2013

Mauro Santayana é um dos jornalistas mais eruditos do jornalismo brasileiro. Sempre comprometido com causas humanitárias, contundente e dotado de um estilo de grande elegância. Somos colegas como colunistas do Jornal do Brasil-on line. Recentemente, no dia 17/12/2013, publicou um artigo sob o título HAMEUS PAPAM  com o qual me identifiquei imediantamente. Sofro ataques imbecis de que sou comunista e marxista, como se para um teólogo com 50 anos de atividade, fosse uma banalidade fazer esta acusação. Sou cristão, teólogo e escritor. Marx nunca foi pai nem padrinho da Teologia da Libertação que ajudei a formular. O atual anticomunismo  revela a anemia de espírito e a pobreza de pensamento  que  estão prevalecendo como disfarce para esconder o desastre que significa a economia de mercado, altamente predadora da natureza e agressora de todo tipo de direitos humanos e agora numa crise da qual não sabem como sair. Há tempos o Zürcher Zeitung, o maior jornal suiço e pouco depois o Times diziam que o autor mais lido hoje é Marx. Não só por estudiosos, mas por banqueiros e financistas conscientes que querem saber por que seu sistema foi a falência e por que tem tantas dificuldades em sair dele, se é que encontram uma saída que não signifique mais sacrificio para a natureza (injustiça ecológica) e para a humanidade já sofredora (injustiça social). Hoje mais e mais se percebe que este sistema é anti-vida, anti-democracia e anti-Terra. Se não cuidarmos poderá nos levar a um abismo fatal. É uma reflexão que faço contra meus acusadores gratuitos e faltos de razão. Penso às vezes que Einstein tinha razão quando disse:”Existem dois infinitos:um do universo e outro dos estultos; do primeiro tenho dúvidas, do segundo, absoluta certeza”. Estimo que muitos dos anticomunistas atuais se inscrevem nesse segundo infinito. É fácil serrar árvore caída e convardia chutar cachorro morto. Pensemos, antes, no presente com sentido de responsabilidade, unidos face a um feixe de crises que nos poderá levar a uma tragédia ecológico-social. Como fazer tudo para evitá-la e garantir um futuro comum para todos, inclusive para a nossa civilização e para nossa Casa Comum. Essa é a questão maior a ser pensada e sobre ela inaugurar práticas salvadoras e não distrair-se com discutir um comunismo inexistente, morto e sepultado. LBoff

*************

Habemus Papam

Acusado por um conservador norte-americano de ser marxista, Jorge Mario Bergoglio, o papa Francisco, negou sê-lo, mas disse que não se sentia ofendido, por ter conhecido ao longo de sua vida muitos marxistas que eram boas pessoas.
A declaração do papa, evitando atacar ou demonizar os marxistas, e atribuindo-lhes a condição de comuns mortais, com direito a ter sua visão de mundo e a defendê-la, é extremamente importante, no momento que estamos vivendo agora.

A ascensão irracional do anticomunismo mais obtuso e retrógrado, em todo o mundo — no Brasil, particularmente, está ficando chique ser de extrema direita — baseia-se em manipulação canalha, com que se tenta, por todos os meios, inverter e distorcer a história, a ponto de se estar criando uma absurda realidade paralela.

Estabelecem-se, financiados com dinheiro da direita fundamentalista, “museus do comunismo”; surgem por todo mundo, como nos piores tempos da Guerra Fria, redes de organizações anticomunistas, com a desculpa de se defender a democracia; atribuem-se, alucinadamente, de forma absolutamente fantasiosa, 100 milhões de mortos ao comunismo.

Busca-se associar, até do ponto de vista iconográfico, o marxismo ao nacional-socialismo, quando, se não fossem a Batalha de Stalingrado, em que os alemães e seus aliados perderam 850 mil homens, e a Batalha de Berlim, vencidas pelas tropas do Exército Vermelho — que cercaram e ocuparam a capital alemã e obrigaram Hitler a se matar, como um rato, em seu covil — a Alemanha nazista teria tido tempo de desenvolver sua própria bomba atômica e não teria sido derrotada.

Quem compara o socialismo ao nazismo, por uma questão de semântica, se esquece de que, sem a heroica resistência, o complexo industrial-militar, e o sacrifício dos povos da União Soviética — que perdeu na Segunda Guerra Mundial 30 milhões de habitantes — boa parte dos anticomunistas de hoje, incluídos católicos não arianos e sionistas, teriam virado sabão nas câmaras de gás e nos fornos crematórios de Auschwitz, Birkenau e outros campos de extermínio.
Espalha-se, na internet — e um monte de beócios, uns por ingenuidade, outros por falta de caráter mesmo, ajudam a divulgar isso — que o Golpe Militar de 1964 — apoiado e financiado por uma nação estrangeira, os Estados Unidos — foi uma contrarrevolução preventiva. O país era governado por um rico proprietário rural, João Goulart, que nunca foi comunista. Vivia-se em plena democracia, com imprensa livre e todas as garantias do Estado de Direito, e o povo preparava-se para reeleger Juscelino Kubitscheck presidente da República em 1965.

1964 foi uma aliança de oportunistas. Civis que há anos almejavam chegar à Presidência da República e não tinham votos para isso, segmentos conservadores que estavam alijados dos negócios do governo e oficiais — não todos, graças a Deus — golpistas que odiavam a democracia e não admitiam viver em um país livre.

Em um mundo em que há nações, como o Brasil, em que padres fascistas pregam abertamente, na internet e fora dela, o culto ao ódio, e a mentira da excomunhão automática de comunistas, as declarações do papa Francisco, lembrando que os marxistas são pessoas normais, como quaisquer outras — e não são os monstros apresentados pela extrema-direita fundamentalista e revisionista sob a farsa do “marxismo cultural” — representam um apelo à razão e um alento.

Depois de anos dominada pelo conservadorismo, podemos dizer, pelo menos até agora, que Habemus Papam, com a clareza da fumaça branca saindo, na Praça de São Pedro, em dia de conclave, das veneráveis chaminés do Vaticano.

Um Papa maiúsculo, preparado para fortalecer a Igreja, com o equilíbrio e o exemplo do Evangelho, e a inteligência, o sorriso, a determinação e a energia de um Pastor que merece ser amado e admirado pelo seu rebanho.

247 Comentários leave one →
  1. Maria do Rocio Macedo permalink
    17/12/2013 12:55

    Leonardo, tenho sentido minha preocupação com o Brasil, subindo a cada dia; seu artigo inicial diz de um dos meus pontos de preocupação – qual é, em realidade – o objetivo do sr. Mercado, em relação a ele; temos pistas disso mas algo mais está por trás. A outra fonte de preocupação são os novos credos absurdamente abundantes e que estão tentando dividir o povo brasileiro impregnando, nele, algo que não lhe é próprio – Extrema Intolerância! Não sei, realmente, o que pode bloquear essa invasão destrutiva e tenho minhas desconfianças que tanto o sr. Mercado quanto o fanatismo extremo que está sendo “institucionalizado” estão, em verdade, trabalhando JUNTOS!

    • Eduardo permalink
      04/01/2014 12:39

      Disse bem TRABALHANDO, coisa que os socialistas e comunistas não fazem, tem PREGUIÇA de ler, acabam aceitando qualquer asneira “bonitinha” que lhe falam goela abaixo e disseminam por aí igual câncer!
      Ou viram filósofos ou jornalistas financiados por estatais, enquanto elas ainda tem dinheiro!

  2. Cascão Simões permalink
    17/12/2013 14:29

    Só o Socialismo rumo ao Comunismo pode resolver os problemas de hoje .

    • fabiano permalink
      26/12/2013 7:12

      como resolveu em todos os lugares em que foram implantados não é ???…..so pode ser piada tal comentario

      • MArcos Garcia Neto permalink
        26/12/2013 18:59

        Resolveu sim, principalmente em Cuba. Por isso todo ano milhares de americanos arriscam a vida no mar para fugir para Cuba e viver livre sob o governo de fidel cast…

        não, pera…

      • isa permalink
        27/12/2013 21:47

        A defectibilidade do socialismo se dá principalmente pelos outros que avacalham seu processo de amadurecimento. Há muitos fatores a se considerar, mas as pessoas só querem distrair-se com discutir um comunismo inexistente, morto e sepultado.

      • Evando de Oliveira Freitas permalink
        02/01/2014 22:10

        Piada é esse seu comentário… Diga um lugar no mundo onde o socialismo ou comunismo foi implantado? Só conheço alguns países que implantaram um ditadura de esquerda fascista e retrógrada que não podemos aceitar como socialismo nem como comunismo… Nada do que está aí pode ser considerado como tal. Só os ignorantes no assunto acreditam que tal aconteceu…

      • 03/01/2014 23:10

        O comunismo nunca foi implantado, nem sequer podemos dizer que existiu verdadeiramente o socialismo… Taxar como exemplo de comunismo ou socialismo a extinta URSS, a China, Cuba e os demais países que formaram aquilo que aparentemente era um”bloco” é demonstrar uma total falta de conhecimento sobre história, política, economia, sociologia, filosofia… É repedir um discurso pronto e sem fundamentos que se apega as falsas verdades impostas pelos que são a favor da inerente fúria individualista que alicerça o capitalismo.

      • 06/01/2014 13:45

        Tá difícil de entender hein, pessoal?! O que Boff diz é justamente que o comunismo, como conhecemos, está morto e que o pensamento marxista, esse sim, está mais vivo que nunca. Marx foi um filósofo, não um estadista. Seu pensamento é estudado, mas a aplicação de seus pressupostos e conclusões no mundo está sujeita às vicissitudes da condição humana, tais como ganância e corruptibilidade. Por exemplo, no caso de Cuba, o problema maior não foi o sistema implantado, que garante saúde e educação para todos (coisa que não acontece da mesma forma em nenhum outro paês da américa latina), mas o cruel embargo econômico imposto pelos paladinos do capitalismo, representados pelos EUA. Em Cuba nada chega, nada sai, em termos de bens de consumo. Como é uma ilhota, não pode produzir tudo de que necessita, dai sua penúria. É claro como água: o capitalismo não admite a existência de um sistema mais igualitário e o esmaga.

      • 25/07/2016 11:11

        Eu acho engraçado certos comentários, o verdadeiro socialismo ou comunismo nunca foram implantados de verdade e por isso não podem dizer que foi ruim, então é isso, deu errado não é socialismo e nem comunismo mas já no caso do capitalismo então deu errado mas é culpa do capitalismo que é ruim? Ou será que ainda não foi implantado o verdadeiro capitalismo? RSRSRSRSRS! Acorda povo, socialismo e comunismo (seus líderes) só querem seu dinheiro e seu trabalho para viver na luxúria!

    • Sonia permalink
      19/04/2014 11:47

      É? E o comunismo iria fazer o que com as vicissitudes da condição humana? deportar? matar? encarcerar? Somos seres livres e, como tal, devemos ser respeitados, doa a quem doer. A ninguém foi dado o direito de decidir sobre a liberdade do indivíduo. E além do mais, se nunca foi experimentado o comunismo, quem garante que é o melhor para a humanidade? Que coisa mais insuportável esse assunto sobre Marx e comunismo! Deixem que a própria humanidade, com seus erros e acertos, descubra qual é o melhor caminho, sem imposições drásticas, que podem causar a morte de milhares de pessoas!

    • 16/11/2014 20:18

      Também concordo. É uma pena como o mundo não conhece por exemplo Cuba, um paraíso. Lá ninguém é triste, ninguém é pobre, ninguém passa fome. Não há escassez de insumos básicos. Ou seja, o melhor país do mundo. O mesmo vale para a Venezuela. Outra potência econômica que deveria ser copiada por todos nós. Um outro paraíso econômico onde igualmente a Cuba. Um paraíso! O Brasil está indo para o caminho certo. Se não fosse a elite branca dominadora, nós seriamos o melhor país do mundo. Adorei este site. Repleto de pensadores sensatos e inteligentes.

      • José Inaldo de França permalink
        22/03/2015 23:09

        O problema não são os sistemas econômicos e sim o egoísmo humano, e não venham com ironia. Pois a política existe tão somente para proteger a humanidade de si mesma. vivemos em sociedade tão somente em nome do medo que temos do outro. Não existiu e dificilmente existirá uma sociedade minimamente saudável, pois o que sempre impera é a negação do outro e uma indisfarçável apologia ao direito de sermos egoístas.

    • Saullo permalink
      10/10/2015 1:14

      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  3. Alex Cardoso permalink
    17/12/2013 14:36

    Parei de ler quando cheguei na parte “no Brasil, particularmente, está ficando chique ser de extrema direita”. PT, Lula, Bolsa-Família, … Até o Maluf já aderiu.

    • Illich Ramírez permalink
      23/12/2013 14:25

      Parou de ler ou não consegue ler mais do que uma linha?

      • 26/12/2013 22:37

        Desde quando esquerdalhas e marxistas sabem ler? Você deve estar tendo ajuda de algum direitista e conservador pra ler, né, Illich?

    • Carlos Alencastro Cavalcanti permalink
      04/01/2014 22:05

      Prezado Alex Cardoso, ler um texto pela metade, me da a impressão de que o nosso entendimento também fica pela metade. Uma coisa e fato, quem não é de direita certamente e de esquerda, ou seja, almejamos por um Pais governado por um poder popular, porém para se chegar a esse estágio de governo, certamente se faz necessário o desencadear de um processo de transição que sem duvidas perpassa pelo socialismo e comunismo, e vale lembrar que enquanto houve defensores do capitalismo, não alcançaremos o poder popular. Muitos tentam denegrir o governo de Cuba, mais poucos tem a coragem de dizer, que Cuba tem uma indústria sucateada, baixo comércio externo, baixa importação, entre outras dificuldade, e isso se deve principalmente pelos embargos impostos pelos Estados Unidos, vocês se lembram ou leram sobre a guerra fria liderada de um lado pelos Estados Unidos da América e de outro lado liderado pela União Soviética, tendo o segundo bloco sofrido os famigerados embargos impostos pelo capitalismo liderado pelo primeiro, o qual também foi caracterizado como primeiro e segundo mundo, sendo de primeiro mundo os Países alinhado com Estados Unidos e o segundo mundo formado pelos Países que constituíam a União Soviética. Que foi vencido pelas imposições do capitalismo. A leitura de escritos tais como: O Pensamento de Florestam Fernandes e o Manifesto Comunista e também o Caio Prado Júnior, contribuirão para compressão do cenário político.

      • Gabriel permalink
        08/05/2014 0:40

        Mas o socialismo era tão bom que não conseguiu ganhar dos porcos capitalistas imperialistas americanos, que “lutaram” essa guerra praticamente sozinhos e ainda assim aniquilaram a URSS?

        Socialismo é bom mesmo hein! Os caras tinham tecnologia pra produzir armas nucleares e não conseguiam produzir bens de consumo devido a “embargos impostos pelo capitalismo”? Onde o cenário mundial globalizado praticamente não existia?

        É brincadeira alguém acreditar numa coisa dessas!

  4. Saulo de Sousa Castro permalink
    17/12/2013 14:54

    Mestre Leonardo Boff, sempre que o deus mercado cambaleia, abrindo espaço para uma reflexão sem o ópio da esperança de um dia se ter dinheiro e poder, o germe do fascismo sai para o ataque. A escolha de começar pelos marxistas é trauma da segunda guerra.

  5. Fernando permalink
    17/12/2013 14:59

    Parabéns, frei Leonardo!
    Finalmentre leio algo sério a respeito deste engodo que está sendo gestado no nosso país pela direita raivosa. Parabéns ao senhor e ao Santayanna por darem nome aos bois – porque não passam de uma grande manada, mesmo!
    Ontem vi publicado no UOL um ajutamento de coxinhas num parque de São Paulo – não havia mais do que 30 deles – todos com caras de milicos e ex-milicos, portando faixas da maçonaria e de um movimento pela reforma moral do país. Muitos dos comentaristas escreveram frases ridicularizando os 30 debilóides mas eu me reservo o direito de achá-los não tão debilóides assim. Quando a ratazana começa a se expor pela sala da casa é sinal de que as paredes, o sótão e o porão já estão infestados e que perderam o respeito pelo gato. O que quero dizer é muito simples: eles estão afrontando publicamente as instituições e os governos democraticamente eleitos desqualificando o eleitorado, intimidando os simpatizantes da esquerda – seja de qe partido forem – enxovalhando pública e grosseiramete quem discute temas ligados aos problemas e escândalos da era tucanalha – como acontece freqüentemete comigo no universo virtual – e se auto-declarando como a única fonte de moralidade, retidão de caráter e conduta ilibada. Quem está fora de seus cânones é simplesmente triturado e ridicularizado da forma mais vulgar no melhor estilo do negro chicoteado no tronco para servir de exemplo a seus colegas para que não ousem ter atitudes como as que o punido teve.
    Me atenho em especial à maçonaria que está recrutando entre os jovens pessoas para formar seu exército de reacionários que trabalham por trás das cortinas e nunca dão a cara no palco, são sempre a sobra oculta, a eminência parda. Há questões de alguns anos venho observando como em Curtiba houve a proliferação de lojas maçônicas na cidade e o sistema de cooptação de jovens com perfil claramente direitista para os seus quadros e muitos, mas muitos militares e jovens profissionais liberais que em época de eleições ultrapassam os limites da educação e da boa convivência enviando aqueles emails fakes e com campanhas difamatórias contra Lula e o PT. Como viajo muito, tenho percebido o mesmo fenômeno em cidades de Santa Catarina, reduto conservador por natureza, e que chega a ter 4 lojas maçônicas em cidades com menos de trinta mil habitantes, especialmente no meio-oeste e oeste do estado. Não é à toa que é uma região onde a ideologia de secessão é fortíssima por se acharem injustiçados e pensarem que “carregam o Brasil nas costas” e pagam impostos que são gastos com os vagabundos nortistas, como costumam dizer ao referirem-se aos habitantes de outros estados. É um reduto de DEMOs, tucanos e outros bichos afins, ninho de todo tipo de falcatruas em todos os níveis de poder e os maçons são todos ligados a estes partidos. Está na hora de prestarmos mais atenção ao que está acontecendo e a quem puxa as cordinhas nos bastidores antes que seja tarde demais. Em 1963, quando J. F. Kennedy proferiu o célebre discurso dizendo que os EUA e seu governo não se curvariam às sociedades secretas que insistiam em ser um governo paralelo naquele país e que isto ia contra os princípios de liberdade e democracia que são os pilares da fundação e da existência daquele país, ele comprou uma briga séria. Naquele mesmo ano foi assassinado e as modernas teorias apontam os grupos sionistas como os prováveis assassinos do presidente que se negou a ajudar Ben Gurion a armar Israel com armas nucleares.
    As pessoas que defendem com unhas e dentes os ideais maçõnicos do séc. XVIII – da revolução Francesa e da fundação dos EUA e da independência do Brasil – esquecem que quando chegaram ao poder promoviam eleições para o parlamento onde somente homens brancos e detentores de posses podiam votar, mesmo que fossem analfabetos, que não queriam a participação de mulheres no processo político e achavam a escravatura um “mal necessário”. Usar os ideais da revolução francesa como portifólio desta organização é de um anacronismo tosco. Os tempos e os interesses mudaram. E muito.
    Nos EUA os americanos estão acordando para o fato de que há um governo paralelo infiltrado dentro do governo oficial. É este governo que realmente manda e dá as cartas, seja por cooptação voluntária de congressistas – na sua maioria republicanos – ou por chantagem – como no caso dos democratas. Ed Snowden relata em detalhes como a NSA tornou-se uma central de informações a serviço dos sionistas, espionando a vida de quem quer que seja pelo planeta afora, a começar pelo próprio Obama, em nome de seus interesses. O FED – o banco central americano com autonomia quase ilimitada – é controlado por este mesmo grupo, sem contar a mídia impressa, televisada, a indústria do entretenimento e do esporte. São estes mesmos grupos, ora organizados em sociedades secretas, ora totalmente expostos à opinião pública – como no caso do Tea Party – que enjambram monstrengos ideológicos que servirão de ferramentas para suas manobras de dominação política e econômica mundo afora. Falo mais especificamente do surgimento desta teologia da prosperidade disseminada pelas seitas nascidas e organizadas lá no hemisfério norte e trazidas para o Brasil como forma de doutrinação ideológica. Por trás desse sectarismo há uma ideologia simples: vende-se a idéia de que a prosperidade é uma bênção divina e a pobreza uma maldição. Logo, se o indivíduo for pobre ele é amaldiçoado e deve quebrar este elo espiritual negativo ao se associar ao povo eleito – hebreus – na esperança se tornar herdeiro das promessas feitas a Abraão sobre o domínio da terra por sua prole e seus descendentes. Vê-se aí um grande engodo teológico, o qual o senhor poderia muito bem explicar, mas que a meu ver reúne trechos oportunamente pinçados do NT, completamete fora de contexto misturados a preceitos do Judaísmo, criando uma “coisa” que afronta a ambas as religiões pois em nada se preocupa com a fé das pessoas, só em vender uma ideologia ligada a um grupo que usa de preceitos religiosos e da ignorância do povo para minar a cultura local, dissseminar o sexismo e o ódio aos diferentes e considerados inferiores – negros, mulheres e gays – e criar a ilusão de que todos são iguais nesta nova ordem, desde que não se incluam nos grupos abertamente segregados.
    Fico feliz pelo Papa Francisco em assumir suas posições com firmeza e coragem – coisa que os de lá não estão acostumados a ter – e espero que ele não seja vítima de um atentado. Parece que falar a verdade nos dias de hoje tornou-se um negócio muito arriscado. E torço para que ele consiga reformar a Igreja e resgatar os pobres incautos que se deixam levar na enxurrada de ilusões milagreiras. Quanto ao resto, fiquemos de olhos bem abertos, cuidando das sombras que nos cercam porque elas podem assumir formas inesperadas e se materializar, causando surpresas desagradáveis.

    • Bruno Prado permalink
      28/12/2013 15:37

      É refrescante saber que ainda existem comentários que merecem ser lidos.

    • Fernanda permalink
      17/01/2014 12:58

      Maravilhoso texto! Parabéns! Só digo mais uma coisa: essa extrema direita sulista e paulistana não me mete medo. Esses não sabem o que é o Brasil.

    • unagarotaRute permalink
      19/02/2014 21:47

      Olá, Fernando, achei bem interessante seu comentário. Você teria indicações de leitura para me fazer quanto a essas questões referentes à maçonaria?

      • Fernando permalink
        21/02/2014 22:23

        Olá, unagarotaRute! Indicar uma bibliografia em especial não seria apropriado pois já li tantas coisas e conversei com maçons e ex maçons ao longo de tantos anos que indicar qualquer livro me soaria inadequado. O que posso lhe dizer é que para não cair na armadilha de um sectarismo barato como de muitos livros que abordam a maçonaria pelo lado do ocultismo demonista, etc, vc comece a companhar blogs independentes de notícias de analistas que conhecem bem as entranhas do poder mundial e denunciam em seus artigos as manobras das sociedades secretas. A maioria absoluta destes blogs está em Inglês. Espero que vc seja fluente no idioma para compreender os textos. Por que em Inglês? Simples: aqui no Brasil, falar de maçons, judeus ou qualquer outro grupo de intocáveis é quase um crime, uma afronta ao dogma do positivismo republicano que construiu sobre os pilares da maçonaria um de seus mais fortes esteios. Lá fora as coisas são diferentes. Lá realmente há democracia e livre expressão e as pessoas são livres para se expressarem. Depois de familiarizada com a situação comece a fazer analogias com a situação da sua cidade, do seu estado, enfim, da comunidade do seu entorno e de quem dá as cartas e de quem é quem neste jogo. Vc o verá com novos olhos, pode crer. Ainda falando dos blogs, geralmente há links para o download de ebooks ou bons artigos que tratam do assunto. É um grande trabalho de paciência e estudo. Abaixo, para começar, eu indico para vc:

        http://www.democracynow.org/

        http://www.globalresearch.ca/

        Se puder assistir ao filme “O capital” de Costa Gavras – acho que ainda deva estar em cartaz am algumas salas – assista. O filme mostra direitinho de uma forma até bem-humorada como é o dinheiro que manda nas relações de poder, inclusive com declarações dos grupos de investidores sionistas que quebram e compram a preços de banana corporações inteiras, jogando à miséria milhares de famílias ao redor do mundo. Detalhe: o filme é baseado no relato real de um ex diretor de um grande banco europeu e, portanto, não são historinhas…

    • WAGNER RODRIGUES permalink
      08/03/2014 12:38

      Fernando
      Meus parabéns pela clareza, bom senso e louvável conhecimento histórico. É muito importante ler um comentário construtivo e lúcido. Uma verdadeira aula de história e geo-política.
      Mesmo tendo que acessar outros comentários pobres de inteligência e coerência, temos que dar aos mesmos o devido espaço e direito de expressar seus espasmos mentais, ainda que não venhamos a concordar com os mesmos nem com suas respectivas fragilidades de convicção. Parabéns.

    • Jiri permalink
      03/04/2014 20:17

      Estamos de volta para o século XIX … é inacreditável que ainda existam pessoas que procuram gerar o ódio a grupos religiosos ou étnicos, culpando-os de todas as falhas e imperfeições da sociedade. Este tipo de pensamento, amplamente difundido no século XIX (inclusive pelo Karl Marx), levou ao caso Dreyfus, aos Pogroms e mais para frente permitiu a ascensão de “figuras” tais como o Adolf Hitler. Para deixar bem claro, eu não sou nem maçom, nem judeu.

      • Fernando permalink
        14/04/2014 18:49

        Jiri, seu comentário é extremamente útil e didático por expor como o pensamento de retrógrados sem argumentos tentam desqualificar opiniões contrárias às suas idéias e sequer tem a coragem de assumir que são fascistas, de extrema direita. Em primeiro lugar, sionismo não é sinônimo de judaísmo. É uma aberração ideológico-política criada por um grupo de judeus no séc. XIX e totalmente recriminado pela comunidade judia séria ao redor do mundo, principalmente pelas famílias que tiveram parentes vitimados pelas perseguições étnicas nas guerras na Europa; por milhões de pessoas INFORMADAS E HUMANISTAS que discordam do massacre étnico impetrado pelo estado israelense contra o povo Palestino, os campos de concentrações, as sanções humanitárias e legais, baseados em falsas premissas religiosas e de defesa. É uma desculpa travestida de ideologia religiosa para esconder reais intenções de dominação. Ponto. Quer continuar me chamando de propagador de ódios, sacripanta? Entre em contato com o Naturei Karta de New York, um grupo de rabinos ortodoxos que terá o maior prazer em lhe explicar este e muitos outros pontos a respeito do sionismo. Eles são ótimos, falo por experiência própria. Mas garanto que não terão a mesma tolerância e cortesia que estou lhe dispensando. Quanto à maçonaria, procure conhecer um pouco melhor o assunto bem como maçons verdadeiros antes de soltar seu blablablá falso-democrático. A verdadeira maçonaria está sendo corrompida e servindo a propósitos bem distintos dos originalmente propostos. Tem dúvidas? Pesquise na internet e leia as papagaiadas que foram as manifestações de apoio de maçons paramentados nas ruas aos 50 anos do golpe militar e toda aquela retórica de “estamos nos tornando comunistas”, como em 1964. Além de um insulto à inteligência são de uma pobreza argumentativa sem precedentes. 50 anos se passaram e essa Catilinária estúpida não evoluiu? Quanta falta do que fazer! Quanta preguiça de por alguns neurônios a funcionar! Pesquise. Faz muito bem ao intelecto além de ser um ótimo exercício de leitura, além de prevenir de ficar pagando mico na rede.

    • 19/09/2016 11:06

      BOM! NÃO É DIFÍCIL ENTENDER PORQUE PESSOAS ESCREVEM TEXTOS DESTE TIPO, EM TODA HISTÓRIA DA HUMANIDADE VAI HAVER UM PODER CENTRAL INDEPENDENTE DE TODA IDEOLOGIA CRIADA, DIREITA, ESQUERDA, DE CENTRO, TODAS SÃO “PARA O BEM DO POVO”??????. LEDO ENGANO SENHORES, DEVEMOS SIM, OBJETIVAR NOSSA VIDA PARA O NOSSO BEM E DOS QUE NOS CERCAM. POLITICA, IGREJA, PARTIDOS TODOS SÃO FALHOS E MUITO, OS VALORES QUE DEVERIAM SER INTRÍNSECOS AOS SERES HUMANOS, COMO MORAL, ÉTICA POR TUDO QUE VEJO SE PERDEU, COMEÇANDO NO MEIO DA MATRIX CENTRAL DA SOCIEDADE ,A FAMÍLIA. AGORA DERAM LUGAR A OUTROS E NATUREZA OBSCURA E CONTAMINA COMO DOENÇA TERMINAL. TEMOS QUE MELHORAR A NÓS MESMOS ANTES DE TUDO, DEIXAR QUE A “LEI DE GERSON” NÃO FAÇAM PARTE DE NOSSO INTERIOR. VAMOS TRABALHAR ( O QUE MUITOS NÃO QUEREM ATUALMENTE) E BUSCAR UM OBJETIVO NA VIDA, SEM PREJUDICAR NEM INFRINGIR ALGO OU ALGUÉM, SEJA VOCÊ UMA PESSOA LETRADA, UM ANALFABETO, RICO OU POBRE, ESTA ULTIMA ACREDITO QUE POBREZA INTERIOR É A PIOR DELAS. ESTAMOS NESSE MUNDO “4 DIAS” COMO ME DISSE UMA SENHORA IDOSA CERTA VEZ, IDEAIS E IDÉIAS DEVEM EXISTIR, PARA O BEM, SENÃO SERÃO VAGAS E PODEM TRAZER O QUE DE PIOR EXISTE NA HUMANIDADE.

  6. Erico Aurelio permalink
    17/12/2013 15:13

    Sem dúvidas o capitalismo não é a solução final, porém o socialismo é a pior de todas, pois visa restringir direitos, é só ver o que acontece na CHINA, koreia do norte, VENEZUELA, CUBA. Como o autor vem me dizer tanta loucura? O que o autor diz que a “direita” fez, vejo hoje no Brasil é o que o PT e camaradas estão fazendo, querendo mudar a história do país com contra-informações, desarmando a população ( nazismo fez isso, dentre todas as outras ditaduras de verdade, inclusive CHINA ). Suas ideias apresentadas são facilmente contestáveis.

    • Fernando permalink
      21/12/2013 17:35

      Você não entendeu nada que leu, o socialismo é um ótimo sistema, o problema é que para mantê-lo no passado criaram um Estado Ditatorial, mas é infinitamente superior ao capitalismo, ou você acha que a Europa é melhor porque, por causa do livre mercado? É sobretudo por causa da social democracia, que salva milhões de europeus dos efeitos nefastos do capitalismo

      • RHC permalink
        25/12/2013 17:28

        Ambos regimes políticos, tem seus problemas; mas, restringir a liberdade, não compactuo com o socialismo radical.

      • fabiano permalink
        26/12/2013 7:14

        então vc é do psdb ….que otimo……..

      • Ivon Andrade permalink
        02/01/2014 17:29

        Capitalismo, Socialismos, são sistemas/regimes políticos???
        Bom, capitalismo é sistema econômico, não? E por um acaso, existe outro??
        Ah! No sistema político comunista/socialista, o Estado é o dono do Capital e o povo vive sob sua tutela (seu emprego). Então, o Estado explora o trabalhador para obter lucros???

    • 22/12/2013 11:55

      Erico, o texto trata de pessoas como você, que expressa um medo fundamentalista, fruto da absoluta ignorância e da manipulação da realidade política e social de seu povo.

    • Illich Ramírez permalink
      23/12/2013 14:26

      Então conteste, Érico. Conteste.

    • 24/12/2013 1:45

      Não Erico, suas ideias são facilmente contestáveis, pois elas resultam do longo período de sucateamento do ensino brasileiro alcançado com êxito pelo governo militar. Já que nesse momento, todos resolveram debater política, sugiro que retorne ao tópico da república velha e chegue cronologicamente aos dias atuais. No entanto, peço gentilmente que caso seus textos de apoio forem baseados em adestramentos de pseudofilósofos como Olavo de Carvalho e Cia ou ainda conte com o apoio do Senhor Padre Paulo Ricardo, não os ponha a prova, ou melhor … não os utilize como sustentáculo de qualquer debate, pois seria demasiado desonesto.

      • Antonio Oliveira permalink
        04/12/2015 12:37

        Acho que alguém não leu o Evangelho rsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrs

    • prof. Cláudio permalink
      24/12/2013 11:21

      Mais uma viuvinha da ditadura militar… ressentida e recalcada…

    • Victor permalink
      24/12/2013 12:31

      São contestáveis. Mas não pelos seus “argumentos” vazios.

    • Vinícius de Oliveira Bessi permalink
      24/12/2013 15:35

      China de socialismo não tem nada, a propriedade privada é o que reina lá. O governo serve para controlar a população para trabalhar em regime de semi-escravidão para as grandes corporações transnacionais. A Venezuela desde o governo Chavez tem melhorado exponencialmente, a desigualdade social cai a cada ano, 75% da população saiu da linha da pobreza, é o décimo terceiro maior colegiado de ensino superior, o acesso a moradia, comida e vestuário está se tornando universal, não sei de onde as pessoas tiram essas asneiras sobre a Venezuela. E Cuba é uma ilha onde ninguém morre de fome, todos tem onde morar, todos tem saúde e educação de acesso universal, se o cubano não tem carros do ano ou qualquer tipo de luxo é por conta tanto da política de distribuição de recursos e combate a desigualdade social quanto as limitações impostas pelo embargo.

      • Jordana permalink
        26/12/2013 17:17

        Pois vai correndo pra Cuba! Tá perdendo tempo aqui!

    • Antônio Fraga permalink
      26/12/2013 16:28

      Deixe sua coxice de lado e pergunte a si mesmo por que o Brasil, que não vive a “ditaudra cubana”, tem tanta gente analfabeta, coisa que na “ditadura cubana” não existe.

    • 02/01/2014 2:00

      Erico vai ler vai………………………

      • Sonia permalink
        19/04/2014 12:35

        Eu nunca vi tanta gente sabida e chata como comunistas! São os salvadores da pátria! Têm a receita da salvação eterna!

  7. 17/12/2013 15:13

    Republicou isso em Empreender e Teologare comentado:
    Compartilho a mensagem de Leonardo Boff pois compactuo com a mesma!
    Pessoas que tem uma ênfase de atuação no campo social são taxadas de comunistas e marxistas pelos capitalistas que se sentem incomodados com tais gestos. É complicado!
    Boa reflexão!

  8. 17/12/2013 15:30

    Quanta ignorância, não se trata aqui de anticomunismo mas da utopia provada desse comunismo, tentar-se-á neste momento querer dizer que os comunistas foram heróis dos católicos? os regimes totalitários de esquerda matam a rodo os religiosos, é bem verdade que os de extrema direita também mas ou ponto de colisão esta em dizer que não vivemos um inculturação, isto é tão óbvio que beira o ridículo negar tal fato, o comunismo não é mas algo hipotético mas sim é imposição social do momento com o governo de esquerda, as faculdades estão lecionando pró Marx a cultura se desenha pró marx, a teologia é dessacralizada para que a minoria de marx seja equilibrada com os autos “burgueses” ora, trate de constatar fatos, e não de enfeitar palavras, o pior cego é aquele que finge não ver.

    • Illich Ramírez permalink
      23/12/2013 14:28

      O pior cego é aquele que acha que vê… Como você.

    • 24/12/2013 1:36

      De fato e parece- me que vendado estás tu !!

    • José Milton permalink
      26/12/2013 12:06

      “os regimes totalitários de esquerda matam a rodo os religiosos”?????… Onde está acontecendo isto?

    • Antônio Fraga permalink
      26/12/2013 16:30

      A sua coxice é tamanha que consegue enxergar diferenças BÁSICAS entre “ditadura de esquerda” e “ditadura de direita”. Fim de tópico.

  9. Roberto Belleza permalink
    17/12/2013 16:38

    Leonardo, querido irmão:

    o termo “comunista” como xingatório, em décadas passadas, ou melhor, no século passado, era utilizado pelas forças anacrônicas da sociedade, certamente veiculadas aos interesses do capital, robustecidas por mitos que hoje nos parecem ridículos, como a célebre expressão: “comunistas são antropófagos de crianças”. Tal comportamento ganhou muita expressão no período que culminou na ditadura, quando a própria sociedade alimentou e se deixou alimentar por essa fobia, ajudando a legitimar um golpe que, como muito bem diz o Mauro Santayana, tinha como objetivo maior levar à presidência da República segmentos conservadores que estavam alijados dos negócios do governo e alguns oficiais golpistas, herdeiros de facções militares presentes em outros momentos de nossa história.

    Ocorre que, de forma patológica, apesar das mudanças históricas que vivemos no final do século passado e inicio deste, este “xingatório” está mesmo voltando, e de forma mais demonizada que a anterior. Tenta-se construir o ideal de ser de extrema direita. Um perigo real. Não preciso repetir o que com muita propriedade afirma o Santayana a respeito. Mas também creio que este comportamento desnuda, “deixando à mostra suas vergonhas”, o fracasso e o “beco sem saída” em que se meteu a economia de mercado.

    Ouvi de uma criança – são sempre “sábias” as crianças – que quando alguém xinga é porque não consegue se explicar. E assim, nem valeria ouvir. Quando leio alguns comentários criticando seus textos dessa forma imbecil, penso o quão pobre está o senso crítico de algumas pessoas, e desprovidas de uma reflexão séria. Talvez pela fobia de instrumentais mais adequados para uma análise crítica da economia e da sociedade de classes. E confesso um certo incômodo quando vejo seu tempo gasto em responder essas pessoas. Valeria ouvir? Responder? Ao mesmo tempo, percebo a necessidade de, em todas as oportunidades, se denunciar a falência do sistema e anunciar a urgente busca de alternativas de superação da “injustiça ecológica” e da “injustiça social”.

    Por fim, considerando o comentário do colunista sobre o Papa, alimento também eu a idéia de que, enfim, “habemus papam”.

    Meu abraço fraterno.

    Roberto Belleza
    Belo Horizonte – MG

    • 21/12/2013 15:09

      Belleza
      Concordo com vc. O surgimento de um pensamento ultraconservador é para encobrir o fracasso fragoroso do projeto da economia de mercado e do capitalismo tardio que revela sua completa desumanidade, não só atancando as pessoas, mas todo o sistema-vida e o sistema-Terra. Ele é suicidário. E já não sabe como esconder sua propria perversidade a nivel mundial. Obrigado pelo comentario.
      lboff

      • Paulo Seibel permalink
        26/12/2013 10:40

        Infelizmente o neo-liberalismo continua exercendo sua influência e de forma cada vez mais sutil e sofisticada. A mídia mostrava até poucos meses atrás o caso de família sendo desalojadas de suas casas na Espanha. O que a mídia não disse, é que a Espanha tinha até pouco tempo um sistema de moradia subsidiadas para família de baixa renda. Eram prédios centenários construidos nos centros de cidades como Barcelona e Madri. A título de corte de gastos os moradores desses prédios estão sendo despejados (certamente para vende-los a especulação imobiliária – pois prédios no centro dessas cidades devem valer uma fortuna.) Esse aluguel subsidiado era uma forma do Governo inibir o aumento abusivo dos alugueis. Coisa comum que acontece nas cidades na medida que as cidades crescem e a demanda por moradias aumenta. Mas o sistema neo-liberal, pelo menos na Espanha está conseguindo terminar com esse esquema de proteção social. Afinal que importa se algumas centenas de pessoas ficarem sem teto.

      • 26/12/2013 22:39

        Boff, tu és uma fraude, um charlatão, um completo herege demente e senil. Tu serve mesmo a teu senhor, Baphomet, deus das trevas e do marxismo, a quem amas. Os papas bem fizeram em condenar e extirpar suas ideias, como pragas que são contra a lógica, a Igreja e tudo o que há de bom.

      • 29/12/2013 10:37

        Emerson,

        Vá dizer isso ao Papa Francisco e receberá um belo puxão de orelha, pois ele mesmo irá me defender como já o fez e marcou um encontro comigo. Tudo o que é desmesurado, como o seu discurso, não goza de credibilidade nem traz a marca da verdade.Isso sim que é fraude.
        lboff

  10. Inês Ferreira permalink
    17/12/2013 16:48

    Excelente artigo! Eu mesma já pude presenciar na internet o absurdo furor de muitos ditos Católicos que desrespeitam você, Leonardo, e muitos teólogos da libertação ; os marxistas então nem se fale o nível de afronta . Quando digo desrespeito, não é por chamá-los de marxistas, isto de forma alguma é ofensa, mas coisas inacreditáveis. Para dizer o mínimo, condenam-nos ao inferno em vida! Triste demais!

  11. 17/12/2013 17:24

    Mas ao mesmo tempo não há de fato certa repressão por parte de esquerdistas dentro das escolas e sistemas públicos? Será que é tudo mentira também? Senhor Boff, tenho tomado para mim que essa discussão provavelmente se trava entre dois lados comprometidos como irmãos nascidos sob o mesmo teto. Será que não é hora de renovar o debate?

  12. Amarildo permalink
    17/12/2013 18:13

    QUADRO

    O pior resultado de políticas ambientais desde o fim da ditadura militar

    PASSIVO: Interrupção dos processos de criação de Unidades de Conservação (UCs) e redução do tamanho de algumas já existentes.

    A MP 558 excluiu 86 mil ha de sete UCs federais da Amazônia para abrigar canteiros e reservatórios de barragens nos rios Madeira e Tapajós. O governo, desde sua posse, não autorizou a criação de nenhuma UC.

    PASSIVO: Omissão frente à ação do Congresso Nacional para aprovação do Código Florestal que, na prática, reduz a proteção das florestas.

    O projeto do Código Florestal defendido pelo governo e por sua base legislativa anistia desmatamentos irregulares e reduz as reservas legais e as Áreas de Proteção Permanentes (APP) em todo o país, atendendo a interesses dos ruralistas, ignorando os argumentos científicos e socioambientais .

    PASSIVO: Congelamento de processos de reconhecimento de terras indígenas e quilombolas.

    Paralisação dos processos em andamento levou inclusive a aumento da violência no campo: 38 índios foram assassinados de janeiro a setembro de 2011, segundo dados do CIMI.

    PASSIVO: Pressão para que órgãos públicos acelerem o licenciamento de obras com problemas socioambientais.

    Modificação nas normas de licenciamento visando a redução da capacidade dos órgãos públicos federais em analisar com a profundidade necessária obras de grande impacto socioambiental, em especial na Amazônia.

    PASSIVO: Enfraquecimento de órgãos federais como IBAMA e Conama.

    A sanção sem vetos da Lei Complementar 140 retirou atribuições do Conama e diminuiu o papel do Ibama na fiscalização de irregularidades ambientais, em especial no combate do desmatamento ilegal.

    PASSIVO: Priorização à construção de grandes hidrelétricas na Amazônia, em detrimento de fontes de energia renováveis de baixo impacto.

    Sob o falso argumento de que é energia limpa, o governo planeja implantar novos projetos de 60 grandes hidrelétricas e 171 pequenas centrais hidrelétricas na Amazônia. Isso aumentará a pressão sobre o desmatamento e afetará de forma irreversível populações indígenas, comunidades locais, o estoque de peixes e o regime hidrológico.

    PASSIVO: Redução dos investimentos em saneamento básico.

    Com orçamento inicial de R$ 3,5 bilhões, O governo investiu, em 2011apenas R$ 1,9 bilhão em obras de saneamento básico. Somente 44,5% dos brasileiros têm acesso a rede de esgoto e mais de 80% do esgoto gerado no país é despejado na natureza.

    PASSIVO: Redução do ritmo de assentamentos para efeito de Reforma Agrária.

    O primeiro ano do governo Dilma registrou o pior desempenho na criação de assentamentos desde 1995. O desembolso para a estruturação de assentamentos já existentes foi o menor valor da última década: R$ 65,6 milhões.

    PASSIVO: Lentidão na mobilidade

    Do PAC da Copa, lançado em 2009, só foram efetivados 10% dos recursos. Já é de conhecimento público que os sistemas metroviários não estarão em operação em 2014.

  13. Deborah permalink
    17/12/2013 20:03

    Isso sim êh o básico pra não ser considerado um completo idiota. Muito embora alguns idiotas possam afirmar o contrário.

  14. Roberto Azevedo. permalink
    17/12/2013 20:35

    quer dizer que não existia nenhum movimento comunista, nenhuma desordem…v ai tomar no ´cu seu safado, cretino, sem caráter, sacripanta

    • 21/12/2013 15:03

      Roberto,
      O seu lugar devia ser na Papuda por corrupção dos conceitos e das palavras.E o pior é de um mau gosto que o coloca no nivel da sarjeta.
      Vá aprender educação para poder conviver democraticamente na nossa sociedade.

      • Illich Ramírez permalink
        23/12/2013 14:34

        O Roberto é um bom representante da falta de argumento da chamada extrema direita. Uma pena. No entanto, conheço conservadores que são pessoas decentes e o Roberto também os envergonha.

      • WAGNER RODRIGUES permalink
        08/03/2014 12:48

        Roberto
        Vergonha de ser brasileiro é isso. Tu és um analfabeto funcional, pois consegue apenas reconhecer teu nome e grafar o mesmo em caixa alta. Não sabe escrever nem acentuar as palavras. É um verdadeiro milagre divino que ainda esteja vivo e respirando. Mais raro ainda é que não como seu próprio excremento. fato que ainda enho lá minhas dúvidas. Mas a democracia é assim, aos idiotas é dado o direito de grunhir sus sandices.

    • 24/12/2013 1:53

      Roberto, gostaria de saber em qual colégio estudou e quais livros de história utilizou !! Sim, seu discurso apenas respalda o texto apresentado, visto que, é resultado do sucateamento do ensino brasileiro durante o Regime militar e do qual és cria. Você não aprendeu, ainda no ensino fundamental que Jango nunca foi comunista e ao contrário, era empresário e empreendedor e que o suicídio de Getúlio Vargas adiaria o golpe em 10 ANOS ???? Nãoooo ??? Sim, apenas aproveitou- se a fúria internacional e o fantasma do comunismo para que fosse instalado um sistema de repressão militar. Por favor, volte aos blogs dos falsos filósofos ou se quiser adotar um caminho mais honesto retorne à história, aos textos próprios e não utilize releituras de indivíduos desajustadas e desonestos como as que vemos circular por aí.

    • prof. Cláudio permalink
      24/12/2013 11:04

      Para baixar nesse nível deve ser seguidor do Olavo de Carvalho… o filósofo das palavras chulas…

      • 28/12/2013 11:56

        Certamente. Qual foi a parte que não compreenderam do evangelho ?? Ao confrontar os ensinamentos de Jesus com as teorias de Olavo de Carvalho e Padre Paulo Ricardo fico estarrecida. Será desonestidade intelectual ?? desonestidade moral ?? Ou egoísmo, ganância e uma vontade visceral de manter o “status quo” pela perpetuação da miséria, da ignorância sobre os males da escravidão e do preconceito, que segundo Olavo de Carvalho não existe, a necessidade de calar os marginalizados por anos de usurpação. Qual é ??? Qual é a dificuldade ?? Será necessário uma temporada vivendo nos morros para que entenda seu semelhante ?? será necessário que a miséria lhe bata à porta para que se compadeça de seus irmãos ?? Hipócritas.

    • Antônio Fraga permalink
      26/12/2013 16:34

      Pelo sobrenome e pelo linguajar, só pode ser o marido de Reicanalhaldo Azevedo da nãovejanemleia. Ou seja, um ser que não merece atenção. Fim de tópico.

  15. Heriberto permalink
    17/12/2013 20:57

    NO SOY NI ANTI COMUNISTA, NI ANTE LIBERAL, NI ANTI NADA
    YA QUE SER ANTI DE CUALQUIER COSA, ES SER PARTE DE LO MISMO
    SOLO DIGO QUE LOS DOS, SON EXPRESIONES DE UNA CULTURA QUE NOS ESTÁ LLEVANDO HASTA EL BORDE MISMO DEL ABISMO
    (NO EN VANO LOS PROPIOS MARXISTAS DEFINEN AL SOCIALISMO COMO “LA ETAPA SUPERIOR DEL CAPITALISMO”…)
    TRAGEDIA QUE OTRAS CULTURAS (COMO LA DEL CACIQUE SIUX SEATTLE…) YA HABÍAN PREVISTO DESDE HACE MUCHO TIEMPO…

  16. claudio de souza gomes permalink
    18/12/2013 2:48

    NIHIL OBSTAT !!! Como sempre, nada a discordar !!! IMPRIMATUR !!!

  17. 18/12/2013 7:42

    Olá Leonardo, bom dia. Precisamente pensando que somente através da educação criamos igualdade, criei um blog, http://www.ritmodasletras.wordpress.com, onde posteo poemas, contos, letras de canções de artistas latino-americanos, tudo traduzido ao português! Espero contribuir com esta ação e que vc desfrute da leitura. ABraco Aline

  18. Inayá permalink
    18/12/2013 9:31

    Maravilhoso texto! Já era tempo de aparecer um papa como este. Sinto que nós, os sedentos de justiça, temos companhia e uma companhia a altura da relevância de nossa preocupação. Tenho fé no futuro porque vejo despontar cada vez mais mentes tão clarificantes.

  19. 18/12/2013 9:36

    O Nacional socialismo alemão e o marxismo tenham mais semelhanças que diferenças ideológicas, a principal razão do antagonismo que levou a queda de Hitler foram as reservas de petróleo a leste da URSS necessária para a máquina de guerra alemâ.

    Não há redenção do marxismo pelo simples fato de ter se oposto a Hitler para proteger seus próprios territórios.

    • Antônio Fraga permalink
      26/12/2013 16:37

      Outro coxinha detectado. Nazismo = marxismo… Quanta coxice idiotada! Fim de tópico.

      • Jiri permalink
        03/04/2014 20:30

        Em relação a economia, houve, sim, semelhanças gritantes entre o comunismo soviético e o nacional socialismo alemão no que se refere ao controle estatal absoluto da propriedade e dos meios de produção. Mas houve diferenças quanto a execução.

  20. Fernanda permalink
    18/12/2013 13:11

    Houve uma época que essa ascenção da extrema direita no Brasil me preocupava. Hoje não. Essa galera “chique” não conhece o Brasil, não sabe o que é o Brasil e certamente nunca ficou sem ter o que comer e sem ter onde morar. Não entendem de fato como a Dilma foi eleita e não entendem como é possível que ela seja reeleita. Reitero: não conhecem o Brasil, conhecem apenas o “Brazil”. Euclides de Cunha tinha razão.

    • Baltasar Avelar permalink
      25/12/2013 11:13

      Sem dúvidas, retirem o “bolsa Família” e não existiria a PresidANTA nem o sem caráter de nove dedos!!

      • Antônio Fraga permalink
        26/12/2013 16:38

        Coxinha detectado. Esses idiotas nunca aprendem… CHEGA DE COXICE!!!
        E fim de tópico.

      • Schneider permalink
        28/12/2013 2:04

        Pois eh Baltasar/ Varios paises desenvolvidos tem “bolsa familia” e se for ver esse custo nao eh tanto comparado ao que o Estado Brasileiro deixou de investir em seres humanos durante decadas. Talvez a sua vida era melhor nos governos anteriores. Voce parece amargurado no natal:/

  21. Mauro Alexandre Pereira de almeida permalink
    18/12/2013 14:10

    ” Mas o dinheiro polui tudo e degrada sem piedade a pessoa humana.” Albert Einstein

  22. Aldo permalink
    18/12/2013 14:57

    Mt 7,6, por isso nem vou discutir. mas:

  23. Andre C. Lyra permalink
    18/12/2013 14:58

    Não sou de esquerda e nem de direita mas não aprecio Marx e nem o socialismo e o comunismo por toda a escravidão passada e presente. Será por isso sou um imbecil?

    • Guilherme permalink
      20/12/2013 13:19

      Eu também André, mas a questão, o ponto em que concordo plenamente com Boff, é que existe uma paranóia real ou fingida dessa extrema-direita com o comunismo, algo que cada vez menos é o problema real do mundo. É disso que ele está falando, eu acho. Não que seja imbecil por não ser Marx (até porque ele mesmo se diz não-marxista), mas que é imbecil ficar falando do comunismo como grande perigo do mundo. Se estivéssemos 40 anos atrás, eu até entenderia um pouco essa preocupação, já que o socialismo soviético foi bem sanguinário, mas hoje em dia, isso aí é querer bater em cachorro morto para desviar do assunto. A direita mais estúpida e inflamada usa o “perigo do comunismo” para acusar de comunista qualquer pessoa que discorda deles, que prega qualquer avanço social, ambiental, das mulheres, etc. E mesmo na época da guerra Fria, quando ainda tinham alguma razão, eles usavam isso de forma apelativa, e apoiavam golpes de estado ditatoriais em nome da democracia e da liberdade e contra o perigo comunista. E aí conseguiam o apoio de pessoas mais de “centro”, mais razoáveis até, mas que eram enganadas por essa ameaça de um perigo comunista que chegava ao ponto de se igualar ao que existia de pior no tal socialismo soviético: a supressão da democracia, por exemplo.

      • Lucas permalink
        21/12/2013 16:11

        Ah, por favor né pessoal. Vamos nos informar e colocar uns neurônios pra funcionar.

        Olhem Cuba: povo vive na miséria, com medo, não podem sair do país, pois são prisioneiros. Agora olhem Singapura, que, com o capitalismo, se tornou um país rico. Comparem o Brasil de 1994 com o de agora e me digam: capitalismo não ta sendo bom ? qualquer pobre tem geladeira, tv, ar condicionado, carro, etc. hoje em dia.

        Sr. Leonardo, vc gostaria de transformar o Brasil num Camboja de POL POT ou numa Coréia do Norte? seja sincero e responda.

        Obrigado

      • 25/12/2013 15:33

        Lucas,
        vc imagina que o ser humano é apenas um animal faminto e desejoso de bens materiais. Ele possui uma dimensão de valores humanos e espirituais, aqueles que contam. Possuir uma geladeira não significa que naquela casa reine amor e compreensão entre as pessoas. uma coisa não nega a outra. Mas há uma hierarquia de valores.
        lboff

      • Baltasar Avelar permalink
        25/12/2013 11:16

        Parabéns pelo seu texto, mais uma pessoa lúcida que não viu saida para o povo brasileiro em 1964, a não ser uma contra revolução comunista, engendrada pela direita.

      • Sonia permalink
        19/04/2014 12:51

        E o que voce me diz do PCB, PC do B, PSTU, PCO?

      • 20/04/2014 2:37

        Senhor lboff, o senhor, não raro, costuma arrematar os debates que trava com seus seguidores com a expressão “está apenas na sua cabeça”.Aqui nesse debate temos que o senhor nunca defendeu o “socialismo”.Qual socialismo?Que defende uma “democracia” com participação…Democracia e socialismo são coisas de diversa interpretação, diria até que são palavras “generalizantes” e, a essa altura, banais ou banalizadas.Temos conceitos diversos de socialismo e democracia em diversas cabeças.”Democracia com participação”…que tipo de participação?A democracia dos estados unidos da américa é participativa mas em eleições para presidente da república o sistema eleitoral está montado para que o povo(massa) não participe diretamente do processo.No Brasil há participação do povo mas o protagonismo da mídia empresarial no processo,convenhamos, é bem desproporcional e aí não temos, a rigor, democracia.Sou seu admirador e acredito que a democracia que o senhor tem na cabeça é a mais justa.

    • 20/12/2013 14:22

      Imbecil não, mas devia ler um pouco mais sobre o assunto. Para ser contra ou a favor é preciso sedimentar idéias.

    • Roberto permalink
      20/12/2013 14:58

      Se ignorar que o capitalismo matou em hiroshima e nakasaki e escravisa o terceiro mundo, e escravisa as classes mais pobres dentro dos próprios países onde está instalado, é sim um imbecil.

    • Odete permalink
      20/12/2013 20:53

      Não, você só não é bem informado. O capitalismo possui um histórico muito maior de “escravidão”, tanto no passado quanto no presente. Que tal deixar de ver o Jornal Nacional e de só ler algumas manchetes de revistas nas bancas, se informar um pouco mais, deixando de lado o preconceito e buscando a real verdade por detrás do que é publicado.

      • Cruz permalink
        03/02/2014 1:24

        Devemos buscar a verdade por detrás do que é publicado. Mas se essa verdade não for a mesma que a sua, ela não serve. Aí você pedirá, como todos aqui, que se leia mais ou que se estude mais.

        Não importa o quanto se leia. O argumento é que a leitura está errada, os autores estão errados, as ideias estão erradas. O que não compactua com o que pensam está errado…

      • 04/02/2014 18:34

        Cruz
        Isso é vc qeue diz e está so na sua cabeça. Não disse nada disso.
        lboff

    • 22/12/2013 12:13

      Não gostar de Marx é como não gostar de Galileu, Darwin, Newton ou qualquer outro cientista que lançou as bases do saber humano. No entanto, as leis científicas não são revogadas por você não gostar da verdade científica. A ignorância é o mal.

      • Cruz permalink
        03/02/2014 1:26

        Por favor, não compare uma corrente filosófica com verdades científicas… Nem mesmo as verdades científicas são absolutas, que dirá qualquer corrente filosófica…

  24. Paracelso Sant'Anna permalink
    18/12/2013 15:32

    Muito interessante observar que todo comunista não gosta de ser chamado de comunista. Por que será? Numa leitura cuidadosa das palavras de Cristo, da Teologia da Libertação e das teorias de Marx, podemos destacar com muita facilidade que em todas elas está presente o discurso da luta e classes. Nenhuma das três leituras poderia ser desprezada se não houvesse este ponto em comum. Entretanto não podemos deixar de negar que existe mais justiça social em todas elas que num regime desregrado do capitalismo liberal. A questão que cabe a todos nós é entender que no capitalismo liberal há espaço para tratarmos da questão social e no marxismo não há espaço para o capital liberal, não há espaço para o respeito as necessidades individuais, não há espaço para a livre iniciativa, muito menos para as inquestionáveis leis de mercado. No capitalismo liberal a questão social haverá de ter seu espaço, assim como a consciência de produção sustentável. No futuro não haverá empresas nem sociedade se estes parâmetros não forem seguidos. O comunismo é nefasto porque entende que cabe ao Estado decisões que devem ser das pessoas. Isto que torna o sistema impossível de ser seguido.

    • 20/12/2013 11:07

      Muito bem observado! Parabéns!

    • Guilherme permalink
      20/12/2013 13:23

      Pois é, mas a imbecilidade da direita está justamente em rotular de comunista todo mundo que é diferente deles. Na ditadura militar, quanta gente foi torturada, presa, e morta porque militares imbecis, que não sabiam nada sobre nada, consideravam essa gente como comunista. O Brasil é um ótimo exemplo das loucuras da direita e da esquerda: a direita apoiando um regime ditatorial em nome da liberdade e da democracia, e a esquerda ficando confusa, defendendo a democracia porque isso era ser contra a “ditadura burguesa”, mas sem saber condenar propriamente o stalinismo. E devo dizer que, pelo pouco que li do seu discurso, você está propagando essa imbecilidade. E se isso era estupidez 30 anos atrás, imagine agora, que não temos mais Guerra Fria, não temos mais um movimento comunista real (e acho isso ótimo) mas ainda tem essa gente falando que tudo que é diferente deles é comunista. Qualquer regulação estatal que você defende os caras te chamam de comunista, como se não soubessem, no fundo, que é totalmente diferente um estado totalitário de uma regulação qualquer, e que o mundo não sobreviveria sem regulação nenhuma.

      • Cruz permalink
        03/02/2014 1:30

        Amigo, argumentar é uma coisa, tratar a todos que pensam de forma contrária a você de imbecis é outra. Dá a impressão de que você é o paladino da verdade e que uma corrente de pensamento diversa da tua é errada, quando nada poderia ser mais absurdo que isso.

      • 04/02/2014 18:33

        Cruz
        Distribuir o epiteto de comunista e marxista a torto e a direito, sem se dar conta do conteudo ideologico e ofensivo que esta palavra implica só pode vir de uma cabeça imbecil. Ou acha que não há imbecis neste mundo. Aceito qualquer discussão mas não insultos.
        lboff

    • Roberto permalink
      20/12/2013 15:00

      Inquestionáveis leis do mercado…dos mais poderosos. De onde tirou tantas bobagens?

    • Fabiano permalink
      20/12/2013 20:10

      Primeiro, o Estado é a expressão máxima da vontade das pessoas, em uma democracia ideal, obviamente. Esta tua separação de Estado e pessoas é muito débil, recomendo leituras sobre teoria geral do Estado. Segundo, as questões sociais no seu capitalismo liberal não passam de perfumaria para construir uma imagem positiva da empresa. Acreditar que os capitalistas trocariam seus lucros por uma economia sustentável é um romantismo ingênuo. Se não o fosse, já teriam feito. querido, estamos no Natal, ´creia que Jesus é o Deus que se fez menino, mas não acredite em papai noel e desculpe acabar com tua ilusão ingenua mas advirto, o mundo feliz da propaganda da coco-cola não existe. a menos que vc tome a pípula azul ( alusão ao filme Matrix). há, as inquestionáveis leis do mercado, não são leis naturais como a lei da natureza ex. lei da gravidade, elas são fruto de um processo histórico, são uma produção humana que podem ser desconstruídas e humanizadas, sim! Abra os olhos, é um conselho de amigo.

      • 21/12/2013 14:45

        Fabiano
        Não sei que tipo de amigo vc é para dar conselho nem com que autoridade o faz. Sempre é facil dar conselhos. Substituem a autonomia do pensamento.
        lboff

    • Illich Ramírez permalink
      23/12/2013 14:39

      Talvez estejam chamando de comunista a pessoa errada?

  25. simone sarmento lima permalink
    18/12/2013 18:17

    Muito bom!!! Vou dizer mais ou menos parecido. Sou cristã, professora e psicóloga e me preparando para publicar alguns escritos. E pronto!!!! É o que nos basta como ser humano: gente que gosta de gente.
    Sofrer ataques… quem não sofre?!! De todos os lados, e dos mais variados tipos.Existem àqueles a favor e quem é contra. principalmente, em se tratando de doutrinas, partidos, religiões, filosofias de vida. Não existe satisfação humana completa por isso que o desejo circula e se inscreve sempre. Cada um de nós é suscetível de expressar a existência como sente. Sempre haverá polêmica por causa da confrontação das ideias que são vivas. E é disso que vive o mundo! O importante é não entrar no jogo de quem tem razão ou de quem é o melhor. Faz parte!!

    • Fabiano permalink
      20/12/2013 20:17

      você é casada? se é, cheguei tarde, que bom que existem livre-pensadoras como vc.
      se sesejar me enviar um e-mail para trocarmos ideias sobre a vida e a terra que nos ampara, profabiano@bol.com.br. até logo

  26. Peterson Augusto Lima permalink
    18/12/2013 19:09

    Parabéns pelo artigo! Infelizmente muitos imbecis da extrema direita seguidores de lixos como Olavo de Carvalho, Padre Paulo Ricardo, Lobão estão difundindo idéias nazifascistas em nossa sociedade. Não sei como esse Padre Paulo Ricardo consegue difundir livremente idéias que fomentam o radicalismo e o fanatismo religioso e o ódio as diferenças livremente pela Internet. Onde está o Bispo desse Padre fascista ?

    • Norberto Guarinelo permalink
      22/12/2013 8:47

      Crime de difamação comendo solto aqui. Vou denunciar o blog, para que pelo menos o blogueiro assuma a responsabilidade de evitar tais abusos – se ele for capaz de assumir uma posição justa com relação ao cumprimento da lei, claro.

      Pe. Paulo Ricardo e Olavo de Carvalho não são nazistas nem fascistas, muito pelo contrário. Também não são lacaios da ideologia mais assassina, brutal e sem-vergonha da história, que já foi refutada racionalmente a séculos e só sobrevive em razão da existência de excrecências pseudo-religiosas, políticas e moralistas, cuja função é incensar todos os dias o altar da discórdia, dos totens da esquerda e da luta de classes dissimulada pelo ambientalismo; isso sim é vergonhoso e patético.

      • 25/12/2013 15:26

        Norberto
        Vc não tem nenhum obrigação e seguir e de ler os materiais deste blog. Se ele o irrita, saia dele. FAz bem para o seu fígado.
        lboff

      • Prof. Cláudio permalink
        25/12/2013 16:10

        Norberto Guarinelo: você é mais uma Olavette ressentida – que se vê no direito de atacar como os seus mentores…Olavo de Carvalho é um ser dogmático e proselitista que criou uma seita cheia de malucos e fanáticos….viuvinhas da ditadura.

      • Antônio Fraga permalink
        26/12/2013 16:44

        O que é pior: ser olavete, coxinha ou ambos em um só?
        CHEGA DE COXICE, BOBOBERTO!!!
        E fim de tópico.

  27. Nilo Carmo Silva Dala Senta permalink
    18/12/2013 19:32

    Há muitos anos que perdemos tempo discutindo as mesmas coisas. As concepções individualistas e coletivistas, que deram origem a essa “desgraça” que é a “bitolação intelectual” do esquerda versus direita, comunismo versus capitalismo… E ai vai. Vai para um final que todos já conhecemos. O Papa Francisco supera tudo isso e alerta, não com suas ideias, mas principalmente com sua prática: O que está em perigo e sempre esteve, é o SER HUMANO! Viver, não a Igreja instituição, mas Jesus Cristo como pessoa, como ser humano e depois… a sua Igreja! O capitalismo e o comunismo erraram não nos seus métodos, mas nas suas concepções de ser humano. O humanismo deles é que é o erro. Eu sempre entendi a Teologia da Libertação como essa prática do ser humano cristão. Depois viriam as instituições… E lógico, a Igreja. Mas, é tão óbvio… Jesus Cristo não é DEUS feito ser humano?!?!?!? “Pensemos nisso enquanto o amanhã não chega!” NiIo Della Senta

  28. Philippe Abreu permalink
    18/12/2013 19:36

    “Anemia de Espiríto”…se indignar, e ,manifestar-se com elegância e inteligência é uma virtude muitíssimo admirável. Como aprendo com o senhor. Fica bem Frei.

  29. Philippe Abreu permalink
    18/12/2013 19:37

    errata: Fique bem!

  30. Edésio Reichert permalink
    18/12/2013 20:22

    Leonardo Boff, e uma pessoa que tudo o que fala, tem um propósito, que precisamos ficar desconfiados. E por que? Está a serviço de outros interesses. Veja o que ele afirma em seu livro “Sustentabilidade: o que é e o que não é”, na página 28: falando sobre aquecimento global: ” é um fato constatável de forma cada vez mais convincente como por exemplo, pelo tufão Katrina que destruiu Nova Orleans, o tsumani do sudeste de Ásia, que deixou milhares de mortos, ou o terremoto no Japão, que destruiu as usinas nucleares em Fukushima. A prova irrefutável é o nível do mar…..” Onde está comprovação sr. Leonardo Boff de que estes fatos são decorrente da ação humana? O sr. falseia com que propósito insinuar que estes acontecimentos são resultados da ação humana, sabendo que o homem manipula próximos de 10% das terras disponíveis?

    • 20/12/2013 9:21

      Edeso,
      Minha resposta é que vc estude mais e leia a literatura cientifica da área e não lançar palpites. Há 3 seculos o ser humano está interferindo pesadamente na base fisico-quimica-biologica da Terra, devastando ecossistemas inteiros. Isso pesa sobre o sistema=Terra. Ela responde por eventos extremos. Eles estão ai dando-nos sinais. Ve se aprende a le-los
      lboff

      • 21/12/2013 14:39

        Elias,
        vc esquece que estou publicando não um artigo meu mas de um dos melhores jornalistas brasileiros, Mauro Santayana.Vá discutir com ele para ver a surra teórica que lhe dará.
        lboff

      • saulo permalink
        21/12/2013 17:32

        rs jogou a responsa do artigo horrível pro colo de outro

      • Samuel Aleph permalink
        23/12/2013 5:14

        Sr Leonardo Boff, se esta é sua referência de “melhor jornalista brasileiro”, eu, sinceramente, não posso mais respeitá-lo como intelectual. Essa defesa desenfreada por salvar o marxismo não é atitude de um intelectual sério. Você diz não ser marxista, mas ao endossar o artigo desse jornalista, dessa forma como faz, dá no mesmo. Mauro Santayana faz o que qualquer iniciante em partidos de esquerda fazem quando se afirma qualquer coisa contra a tão querida esquerda deles: taxam a pessoa de extrema-direita, fazem ataques pessoais, chamam de reacionários, fazem chacota e por aí vai. É sempre a mesma coisa. É uma incapacidade imensa de absorver qualquer crítica. Mesmo que seja ela provada, documentada.
        Senhor Leonardo Boff, honre sua bela barba branca, que lhe dá um ar de sábio do velho testamento, e seja mais verdadeiro e pare de se esconder atrás do PT e desse seu discurso alarmista falsificado de cristianismo ecológico e salve o que resta de sua dignidade intelectual.

      • 25/12/2013 15:19

        Samuel,
        Seria bom vc voltar à escola para aprender a ler. Não defendi em nenhum momento o marxismo mas aqueles que o atacam para encobrir as mazelas do capitalismo internacional e nacional. A mim vivem me acusando de marxista sem qualquer fundamento apenas porque assumi como este Papa a causa dos pobres. Por isso nos USA estão acusando o Papa não apenas de comunista mas de marxista. Se nisso vai alguma racionalidade, então devemos analisar o vazio que deve reinar nessa cabeça.
        lboff

      • Antonio permalink
        26/12/2013 2:50

        Clodovis me parece mais sincero quando critica a TL e o pensamento rahneriano. Na minha singela opinião, o cristão verdadeiro não é nem de extrema esquerda nem de extrema direita. Sabemos quem foi o primeiro radical, Saul Alinsky não deixa dúvida.. Quanto ao artigo, não me inspira confiança pelo exagero ao apelo “ad hominem” em detrimento a discussão dos argumentos de seus adversários, que são apresentados superficialmente ou incompletos, denotando assim um caráter de desinformação ao artigo. De fato, a conclusão de que o comunismo está morto não é construída sob nenhum argumento. Se o problema fosse a existencia de somente alguns “olavetes” eu até concordaria, mas temos Jonah Goldberg, Dinesh D’Souza, Luiz Felipe Pondrè, Peter Keeft, Heitor de Paola, Carlos Reis, Rychlak, Pacepa, Andrew Lobaczewiski… Será que estão todos enganados?

        Na esperança de um dia vê-lo novamente em comunhão da Igreja.

        In corde Jesu et Mariae semper. Feliz Natal.

      • 26/12/2013 10:01

        Antono
        Nunca rompi a comunhão com a Igreja. O Papa Francisco já se comunicou comigo por duas vezes e me quer ver no Vaticano. Não se prenda a clichês. Quando se fala de marxismo aqui é no sentido de sistema político de organização do Estado que afundou há anos atrás. Não me refiro ao marxismo como método sociológico-político de análise da sociedade e da história.
        lboff

      • Jordana permalink
        26/12/2013 17:40

        Entrevista com o professor da USP Ricardo Augusto Felicio.

    • Antônio Fraga permalink
      26/12/2013 16:46

      Coxinha detectado. Esses idiotas nunca aprendem… CHEGA DE COXICE!!!
      E fim de tópico.

  31. 18/12/2013 21:11

    Quando o senhor Boff fala de “comunismo morto e sepultado” expressa, com veemência, um convencimento comparável ao dos seus acusadores “gratuitos e faltos de razão”.Fala-se muito em comunismos mas o que parece certo é que ainda não se realizou na história contemporânea esse modelo de sociedade a rigor.O Teólogo nos informa que Marx(o “jovem”? o “velho”?) é “o autor mais lido hoje”.Um “best seller” então.Ora, imaginemos “banqueiros e financistas” lendo “Marx”…reuniões de trabalho em sítios da banca a fazer “leituras de O Capital”.Temos centenas, milhares de partidos comunistas no mundo, milhões de cidadãos, filiados a partidos comunistas e simpatizantes dessa proposta de vida generosa e igualitária que os norteia.Temos, vivos no mundo, sem riscos, milhões de seres humanos que acreditam no “Reino dos céus”, como o filósofo, teólogo, guiados pelas “palavras” de um Salvador que não sabemos se existiu .Supostas palavras também publicadas em livro também de grande vendagem.Com todo o respeito ao senhor Leonardo Boff podemos afirmar quem mata e nem sempre enterra são os difamadores, destruidores de reputações, criadores de mensalões, vis ladrões, astutos dos golpes midiáticos, que o chamam “comunista”.

    • Roberto permalink
      20/12/2013 15:06

      Pinheiro, na certa você prefere a proposta de vida desumana e segregadora praticada por quem inventou o mensalão e que tenta destruir a reputação de quem ousa pensar que todos tem os mesmos direitos. Nesta terra.

      • 01/02/2014 0:03

        Não, Roberto.Não me fiz entender.Não conheço a proposta de vida que quero.Sou subordinado a princípios.Sei a que não quero porque a vivencio. Roberto, luto do teu lado, do Leonardo e de muitos, muitos, em busca da proposta.

      • Fernando permalink
        02/02/2014 16:36

        Uma das respostas mais inteligentes e brilhantes que li sobre o tema nos últimos anos. O que está acontecendo é que a turma acostumada a sonegar está se vendo acuada pela Receita Federal e seus mecanismos ultra sofisticados e a cada dia sobram menos opções de sonegação, daí vem a grita geral dos que dizem ser impossível produzir, como coisa que antes deste governo vivêssemos num universo propício ao desenvolvimento como o dos EUA ou no Canadá, onde o incentivo à produção e a baixa tributação são o carro-chefe da economia. Sempre pagamos impostos altíssimos e a roubalheira nunca tinha fim, esta é a verdade. Agora os bambambans tem que pagar impostos também – vide a Rede Goebbels de TV que sonegou mais de um bilhão de Reais e hoje responde formalmente a um processo de sonegação apesar da fracassada operação “abafa e engaveta” engendrada pela “famiglia” Marinho – e são eles que esperneiam, que gritam e organizam estes movimentos ridículos natimortos golpistas, fascistóides, patéticos e caducos. O fazem por desespero porque hoje o povo está acordando para o fato de que há a alternativa para a cangalha que usaram por séculos e que lhes diziam ser impossível tirar. E quem prova o gosto da liberdade e de uma vida mais digna, sem miséria, não mais se sujeita ao regime escravocrata e segregacionista que sempre reinou neste país. Finalmente, os Brasileiros estão podendo dar seu grito de independência – contra os maus brasileiros.

  32. Oseias Brum Teixeira ... permalink
    19/12/2013 1:56

    TEXTO MARAVILHOSO QUE SÓ PODERIA VIR DA MENTE DESSE HOMEM DE CABEÇA ,BRANCA E AS SANDÁLIAS GASTAS COMO UM GESTO DE UM PASTOR PARABÉNS´NE
    MAIS UMA VEZ …

  33. 19/12/2013 2:02

    É tão difícil lidar com MASSA DE MODELAR. Não somente Crianças gostam de brincar com ela mas Adultos também. As Crianças brincam por motivos Lúdicos; os Adultos brincam por Motivos escusos e inconfessáveis. Ai entram Interesses Egoístas e/ou Inconfessáveis. É tão triste ser MASSA DE MODELAR! Mesmo assim, muitas pessoas se prestam á esse propósito. Aqueles que te acusam de Comunista, Leonardo, ou nunca leram teus livros, ou se leram não foram capazes de entender o nobre propósito deles; principalmente os que refletem a TEOLOGIA DA LIBERTAÇÃO. Muitos entenderam e entendem sim, mas, buscam por ironia ou perversidade, OFUSCAR a LUZ QUE BRILHA. Eu ainda tenho a esperança de que esses nossos jovens brasileiros de hoje, nascidos depois do Cativeiro, portanto livres de REMINISCÊNCIAS e SAUDOSISMOS, consigam conosco, rechaçar essas Ideias Tendenciosas que tentam arruinar o presente e o futuro do Brasil.

  34. 19/12/2013 4:19

    Eu acho que o sr. está morando em outro país, não no Brasil. Aqui, se o senhor se assumir como de direita e liberal, ao contrário: é esmagado por todos. Ora, senhor Leonardo, com apoiar isso que aí está? O PT pregou que “melhoria social” diminui a violência, e segundo dados oficiais houve a dita redistribuição de rendas com “melhoria social”e o que temos? Mais violência como nunca!!Acredito em sua índole, sempre, mas sua vivência está longe da realidade do dia a dia, pois temos uma “democracia relativizada”, comandada por quem criticou o regime militar e hoje no poder, praticam um “cala boca” legalizado a nós, povo ou o senhor conhece alguém que busca a carreira de educador público; usa o SUS com satisfação ou consegue caminhar até em pequenas cidades do país, sem risco de assalto? Essa três indagações mostram a que vieram esses “esquerdas festivos” no poder e pior, sem qualquer oposição. Analise a vinda absurda desses médicos cubanos, pois aqui estão como semi escravos: sem passaporte, sem poder pedir asilo político, e com grande parte de seus vencimentos passados a Cuba. Isso é correto, cristão? Onde há oposição a isso?

    • Fabiano permalink
      20/12/2013 20:52

      A questão social que envolve a violência e o banditismo no brasil, não é fato recente. Jogar tudo na conta dos governos pós- Sarney, ou é burrice ou é cinismo. vamos ser racionais, não se explica algo tão complexo com as simplificações grotescas que vc fez.

    • Antônio Fraga permalink
      26/12/2013 16:48

      Coxinha detectado. Esses idiotas nunca aprendem… CHEGA DE COXICE!!!
      E fim de tópico.

  35. 19/12/2013 8:57

    Tanto Leonardo Boff como o jornalista Mauro Santayana foram espetaculares e felizes ao escreverem estas linhas em defesa da humanidade que sofre e busca seriedade nas ações sociais e políticas.

  36. André Lacerda permalink
    19/12/2013 10:05

    Caro Boff.
    De fato, nos dias atuais, a intolerância tem sido ao lado da ignorância dois males frequentes em nossa sociedade. Basta olharmos em qualquer site ou blog que permitam participações públicas que vamos notar linhas traçadas unicamente para provocar, desmerecer ou desqualificar o material disponível naquele ambiente e o seu autor. Em geral, é uma total falta de respeito – e, no fundo, ignorância. Mas percebo também, no caso dos “críticos” das ideologias, certa maldade, pois, ao engendrarem por esse caminho, querem, geralmente, desvirtuar, propositadamente, do assunto principal que está sendo tratado, como uma forma de validar um sistema negando o outro, e sem mudar nada. Por exemplo, no caso do programa “Mais médicos”, os caras falam mal de Cuba, dos médicos cubanos e do governo, mas não querem discutir o problema da saúde pública, dos planos de saúde e da elite médica; os caras querem sair à noite sem serem assaltados, mas não querem discutir educação ou políticas de segurança baseadas na inclusão social; os caras não querem hordas de mendigos nas ruas, mas também não querem discutir o preço da moradia no Brasil… São vários os exemplos. Fique tranquilo, o importante é manter o foco e a esperança.
    Paz.

    • Fabiano permalink
      20/12/2013 20:46

      assino embaixo do que vc escreveu. e acrescento, nas universidades federais os acadêmicos de medicina são os campeões da arrogância. A maioria se nega a participar do movimento estudantil, já era de se esperar que a maioria deles, reforço , a maioria, não todos, sinta-se desconfortável em atender pobres.

  37. 19/12/2013 11:47

    Entrar em uma discussão ideológica ou de juízo de valor das consciências é uma caminho que não seguirei prioritariamente neste comentário, por se tratar – segundo o meu entender – de algo inócuo e temerário ao mesmo tempo. Quanto à esta questão, eu direi apenas que:

    1. Somente pelas vias da ignorância ou da desonestidade intelectual é que se pode confundir nazismo com comunismo;

    2. Da mesma forma, por estas mesma vias (a da ignorância ou da desonestidade intelectual) transitam os que querem classificar indiscriminadamente os defensores do capitalismo ou os críticos e adversários do regime comunista como sendo de orientação fascista.

    O que me leva a comentar tal postagem é a “auréola” com que sutilmente o articulista envolve os episódios da Batalha de Stalingrado” e do cerco de Berlim.

    Quanto aos dados históricos envolvendo os dois episódios acima citados, é importante considerar algumas nuanças, a fim de que os seus resultados positivos não sejam instrumentalizados por sugestões que induzem a se ter um igual juízo de valor sobre o espírito dos vencedores.

    1. Primeiramente as motivações destas batalhas não eram de natureza humanitária, e sim pela sobrevivência e defesa de territórios que estavam ameaçadas pelo imperialismo nazi-fascista;

    2. Segundo, a população que resistiu à invasão nazista em Stalingrado era de russos e não necessariamente soviética, ao contrário, a maioria deles era de gente subjugada pelo Estado Soviético e seus militantes. Prova disto é o episódio decisivo envolvendo a Igreja Ortodoxa e o Estado Soviético. Que episódio foi este?

    A Luftwaffe (Força Aérea Alemã) espalhava sobre as cidades alemãs os panfletos redigidos pelo Ministro da Propagando Joseph Goebbels com a finalidade de seduzir os russos a se unirem aos nazistas para derrubarem o Estado Soviético. Estes folhetos exploravam a dor e a opressão que os Cristãos Ortodoxos (a maioria da população russa) padeciam sob o Estado Soviético. Estes panfletos entre outras coisas diziam que o Exército Alemão fora levantado por Deus para libertar os cristãos da opressão comunista e ateia.

    Vendo o poder de sedução daquelas palavras, imediatamente, Stalin convocou os únicos quatro bispos que ele deixara vivo em Moscou (e porque este resolveram colaborar com o regime) para que estes incentivassem seus fiéis a não trair a pátria e seus sacerdotes, a “partilhar as provações e sofrimentos do povo russo”. A ajuda da Igreja não se deu somente com palavras; além de orações, a Igreja coletava donativos para o Exército Vermelho, chegando em Gorki a ter recolhido um milhão de rublos para o Fundo de Defesa, e os líderes da Igreja, após um grande trabalho de recolhimento de contribuições dos seus fiéis, entregaram ao exército uma coluna de tanques batizada com o nome de Dimitri Donskoi (príncipe russo que derrotou os tártaros no campo de Kulikovo, em 1380). Por essa posição, muitos padres foram perseguidos pelos nazistas na Sérvia, Bulgária, Romênia e outros países.

    Tal atitude dos bispos colaboracionistas forçou o Estado Soviético, após o fim da guerra, a reconhecer oficialmente o Patriarcado de Moscou, o qual se tornou a “face religiosa da KGB, com seus agentes sendo “ordenados” padres e bispos. Este ato tem um alcance tão profundo na sociedade russa que muitos comunistas se converteram à Ortodoxia e, por causa disso, até hoje o atual Patriarcado de Moscou é visto com desconfiança por muitos russos que vivem na Diáspora, ou seja, das grandes levas de fugitivos que vieram buscar abrigo no Ocidente e organizar uma forte Igreja Russa Fora das Fronteiras em resistência ao soviético Patriarcado de Moscou.

    Também internamente na Rússia hoje, ainda que minoritários, vários grupos Ortodoxos remanescentes da Igreja das Catacumbas ou dos Porões (nome dado aos Ortodoxos que se reuniam clandestinamente) ainda se organizam eclesiasticamente separados do Patriarcado de Moscou.

    Este dado quase sempre é omitido dos que evocam a “Batalha de Stalingrado”.

    No entanto a mais criminosa das omissões é a falta de reverberação e memórias de muitas vozes humanistas do Ocidente ao grande genocídio do Estado Soviético contra os Cristãos Ortodoxos, na maioria camponeses, que acusados de conspirarem contra o Estado (quando na verdade nada mais faziam do que praticar sua Fé) eram barbaramente torturados e assassinados. As estatísticas são imprecisas, mais existe o consenso de o número destes ultrapasse ao dos 12.000.000 (doze milhões) de mortos, o dobro do Holocausto Judeu, e nenhum Spielberg fez filme sobre isto e nenhum Nobel da Paz ou ícone dos Direitos Humanos trabalham esta questão.

    Se o Golpe de 1964 nos escandaliza e choca, então, como classificaremos o Estado Soviético, perante o qual os nossos generais se parecem amadores?

    Portanto, é necessário, sim, que, Museus do Comunismo se estabeleçam – não como apoio a qualquer ideologia que lhe seja contrária – mas como um memorial para a humanidade – a fim de que nenhuma ideologia que entenda que é impossível “fazer um omelete sem quebrar os ovos” dissimuladamente procure firmar uma tirania.

    A grande questão é: as imagens e documentos que estão expostos no Museu do Comunismo, são falsificações ou dados autênticos? Negar o Holocausto Judeu, no Ocidente, soa como uma grande heresia e confere a estigma de nazista aos que o negam ou atenuam sua realidade. E com os que querem jogar debaixo do tapete o Holocausto Cristão e das populações sob o regime Soviético, que diremos deles?

    • Roberto permalink
      20/12/2013 15:21

      Que tal um museu vivo do capitalismo? Com habitantes miseráveis e continuamente explorados e colocados à margem de um sistema que deu certo…pra poucos. Acho que não haveria espaço possível.

    • Fabiano permalink
      20/12/2013 20:28

      meu caro, o cerco de Berlim e a batalha de Stalingrado, foram citadas para enfatizar que os comunistas são inimigos dos nazistas, qualquer aluno mediano do ensino fundamental interpretaria desta forma, então não distorça a intenção de l.Bff, ok!

    • 19/08/2014 22:58

      Olá amigo, seu texto está incrível.Parabéns, você foi lúcido.E verdadeiro.Deu até vontade de dar um control c control v e salvar suas palavras.Uma mini-aula virtual.É isso ae, sem essa de defender bandeiras sujas pela modernidade utópica.

  38. Edu Rio permalink
    19/12/2013 17:58

    Só não entendo onde é que o comunismo que vemos por aí pode ser benéfico para o meio ambiente. A Rússia, herdeira do comunismo está mal nesse aspecto, bem como a grande comunista atual que é a China. Se o senhor se refere a este modelo brasileiro “comunista”, não vejo nem de longe qualquer iniciativa clara, enfática na proteção do meio ambiente. Ao que me parece o senhor se refere a este regime que está aí como comunista. É uma confusão total. Acho mesmo que o senhor deveria era abdicar desses paradigmas e ser mais científico, ou então mais religioso, ao invés de se imiscuir em assuntos politiqueiros.

  39. Isabel da Fontoura Pinho permalink
    20/12/2013 8:48

    O que penso do sr: possui uma inteligência dos deuses e,´´e natural que quem n~~ao a tem tenha dificuldades em conseguir entender uma visão t~ao longe e t~ao profunda.Talves pud´´essemos classificar as pessoas em conservadoras e avançadas. Os que são conservadores temem pelas mudanças, esquecem-se que fatalmente est~~ao inseridos nas necessidades buscadas.Desculpe os erros de grafia meu computador est´´a com problemas. Um abraço, Isabel

  40. Cascão Simões permalink
    20/12/2013 14:45

    Só o Socialismo rumo ao Comunismo pode resolver os problemas do mundo de hoje .

  41. 20/12/2013 20:07

    Engana-se o daí de cima que diz que os comunistas não querem ser reconhecidos como tais. Sou do PCB. Nunca pertencia a outro Partido. Tenho o maior orgulho de ser comunista, de ser identicada assi,. Adoro quando alguém diz: que Mercedes? Ah! sim, a comunista! Uma maravilha. ( também por questões de militância sou conhecida como feminista, eta semântica!

  42. O afiador. permalink
    20/12/2013 22:09

    O império com menos tempo de existência na História e ainda bem.O império soviético caiu de maduro. Ainda falam de Marx. Estamos no novo Millennium. O mundo pula e avança.

  43. 21/12/2013 5:54

    IMBECILIDADE ou OPORTUNISMO HISTÓRICO mesmo, caro Leonardo Boff. Em alguns casos “estultície” como diz Einstein, em outros “ganância” e em outros casos as duas coisas ao mesmo tempo. Tenho falado aqui sobre o Livro de Plínio Salgado “O Espírito da Burguesia” onde Ele discorre bem sobre os temas “CAPITALISMOXCOMUNISMO”, obra essa que V.Sa. com certeza já conhece. Segundo Ele o Comunismo nada mais é que a consequência lógica do Capitalismo, em outras palavras: “o filho feio do Capitalismo”. Esse é o maior motivo por que a Elite Burguesa tem “paura” do comunismo. Acrescenta ainda que o Espírito Burguês está presente não só entre os ricos mas em todas as classes sociais, hoje podemos dizer, com certeza, com prevalência na Classe Média Alta. Estes querem chegar a Alta Burguesia a qualquer preço. Vemos esse espírito até entre católicos ditos “praticantes”. Quem foram os maiores apoiadores de rua do Regime Militar? As Senhoras Católicas de Classe Média (Marcha da Família com Deus pela Liberdade), que saíram às ruas de rosário nas mãos, insufladas pelo Padre Peyton. Como sabemos a Classe Média e Baixa (Pobre), foram as que mais sofreram com o sistema econômico adotado na ocasião, com exceção naturalmente de algumas classes privilegiadas que me abstenho de enumerar aqui para evitar constrangimentos. Seguraram um pouco a inflação com salários de fome…e pergunto: essas mesmas senhoras saíram as ruas para protestar contra a ditadura? Deixaram o problema para os “Genoínos da Vida” resolver e outros tantos que morreram pela causa. E hoje ainda batem palmas pela condenação do próprio, fazendo vistas grossas para os verdadeiros corruptos que são sempre os mesmos de pré-ditadura durante e pós-ditadura. O Papa atual está tendo e terá pela frente muito mais problema com o rebanho doméstico do que conosco, com certeza!!! Por essas e por outras é que temos que “meter a boca no tromboni” mesmo porque essa gente pode acabar voltando ao Poder. Não poderá haver, daqui por diante, lugar para omissão pelas pessoas de bem porque muita coisa acontece por essa razão. As pessoas que vivem honestamente com o suor de seu rosto, como diz a Bíblia, não gosta de se envolver em questões políticas da espécie e por isso os “oportunistas” nadam de braçada. Porém que hoje vivemos uma situação muito favorável na América do Sul, principalmente no Cone Sul, o berço da Operação Condor. Bachelet acaba de ser eleita novamente para a Presidência do Chile, o que é uma resposta clara do Povo contra os governos ditatoriais de Direita que sempre mandaram aqui. Hoje temos Dilma no Brasil, José Mojica no Uruguai, Cristina Kirchner na Argentina e Bachelet no Chile e isso traz uma relativa tranquilidade para se trabalhar com mais otimismo. Há muito que ser feito ainda para cobrir as mazelas e desmandos do regime militar e governos posteriores. Como estamos em plena democracia, se as correntes políticas que estão em desacordo com o que está sendo feito tiverem solução melhor, que a apresentem. Tirar o direito de votar do Pessoal do Bolsa Família é uma solução muito fácil. Antes disso tem que tirar o direito de votar de quem viveu e vive até hoje de especulação. Esses são realmente os sangue-sugas da sociedade!

  44. SAMIR permalink
    21/12/2013 10:35

    O MAIS INTERESSANTE DOS COMUNISTAS, É QUE ELES QUEREM DITAR COMO OS OUTROS DEVEM VIVER!

    • Roberto permalink
      21/12/2013 17:27

      E o mais interessante dos capitalistas é que meia dúzia DITA como todos os outros vão viver miseráveivelmente enquanto eles enriquecem e aproveitam tudo de bom que vida generosamente lhes dá a custo da miséria alheia.

    • Illich Ramírez permalink
      23/12/2013 14:48

      Graça a Deus no capitalismo não é assim, né? Caso contrário, teríamos até “sistemas de moda”, ditando o que as pessoas devem vestir a cada estação.

    • prof. Cláudio permalink
      24/12/2013 11:07

      E o capitalismo de deixa livre para comprar e ser escravo do consumo… Olavette ressentida…

    • Antônio Fraga permalink
      26/12/2013 16:53

      E o mais interessante de seu comentário é como a coxice pode idiotizar um ser humano, transformando-o num ruminante.
      CHEGA DE COXICE!!!
      E fim de tópico.

  45. 21/12/2013 11:08

    Eu estava até achando seu texto interessante quando me deparei com isso:

    “Busca-se associar, até do ponto de vista iconográfico, o marxismo ao nacional-socialismo, quando, se não fossem a Batalha de Stalingrado, em que os alemães e seus aliados perderam 850 mil homens, e a Batalha de Berlim, vencidas pelas tropas do Exército Vermelho — que cercaram e ocuparam a capital alemã e obrigaram Hitler a se matar, como um rato, em seu covil — a Alemanha nazista teria tido tempo de desenvolver sua própria bomba atômica e não teria sido derrotada.

    Quem compara o socialismo ao nazismo, por uma questão de semântica, se esquece de que, sem a heroica resistência, o complexo industrial-militar, e o sacrifício dos povos da União Soviética — que perdeu na Segunda Guerra Mundial 30 milhões de habitantes — boa parte dos anticomunistas de hoje, incluídos católicos não arianos e sionistas, teriam virado sabão nas câmaras de gás e nos fornos crematórios de Auschwitz, Birkenau e outros campos de extermínio.”

    Há sim relações claras entre o Stalinismo e o Hitlerismo e até entre essas duas figuras. Stalin tinha grande admiração por Hitler e até o via como um semelhante no modo como conduzia a política e as pessoas. Nâo nos esqueçamos que antes de Barbarosa, os dois eram aliados. De conveniência, é verdade, ambos pretendiam atacar o outro assim que tivessem a oportunidade, mas Stalin jamais se preocupou com o infortúnio de quem estava sofrendo as consequencias da guerra até então ou depois. Ao contrário. Populações das repúblicas socialistas soviéticas sempre foram por seu regime tratadas como inferiores, assassinadas ou colocada em condições sub-humanas. tanto que em países como Ucrânia ou Bielorússia os alemães eram recebidos como heróis em muitas vilas e cidades, pelo menos até que se percebesse que só haviam trocado um despotismo implacável por outro. A guerra contra os alemães foi uma necessidade, afinal, o país estava sendo invadido, ao passo que o desejo de invadir a alemanha usando o tratado molotov-ribentropp como pretexto para ganhar tempo tinha os mesmos objetivos imperialistas, despóticos e desrespeitosos para como os direitos humanos que os dos nazistas. Sobre a bomba atômica alemã, até onde eu sei, foi interrompida num bombardeio noturno inglês aos centros de desenvolvimento do mecanismo e não na chegada dos russos a Berlim.

    A aplicação do Marxismo em várias partes do mundo teve sim muita coisa em comum como o nacional socialismo. As diferenças entre os dois “regimes” aparecem muito mais quando se compara os fins do que quando se compara os meios para se chegar a esses fins. Mas o pior mesmo não é atentar para o fato de que há diferenças entre os dois regimes e sim querer usar stalin como justificativa. Vc pegou o pior exemplo. Se vc pega o regime de castro e a revolução cubana, com todos os seus prós e contras e compara com o nazismo para ressaltar essas diferenças, ok, mas vc pegou o pior exemplo possível segurando-se no fato de que um lutou contra o outro e de que a russia foi importante na luta contra o regime de hitler . Isso não prova seu ponto de vista. Se eu fosse enumerar os duzentos motivos de stalin ser o pior exemplo para provar seu ponto, levaria dias para terminar esse texto.

    Hitler tinha campos de extermínio. Stalin tinha seus Gulags, sua polícia secreta que assassinava oponentes na calada da noite, campos para presos políticos e uma divisão dentro do partido para matar qualquer um que fraquejasse durante a guerra, fora a intolerancia para com russos que se deixassem levar como prisioneiros pelos alemẽs, caso fossem reavidos pelos compatriotas.

  46. Leo permalink
    21/12/2013 12:56

    – Vítimas da ditadura militar no Brasil = 300 presos (quase sempre guerrilheiros armados);

    – Execuções no regime cubano = 17 mil (meros dissidentes e opositores políticos, não insurgentes armados);

    – Execuções no regime soviético = 20 milhões (mesmas condições de Cuba);

    – Execuções no regime maoísta chinês = 70 milhões (mesmas condições de Cuba).

    Inversão da realidade? Realidade paralela? Acho que quem faz isso é você, não as pessoas de direita (que você chama de ‘extrema-direita’ sempre).

    Acorde para vida. Você está acalentando um demônio.

    Papa = não vi esse declaração de Franscico, mas há decreto papal excomungando todos os comunistas. A doutrina da Igreja é clara.

    • Roberto permalink
      21/12/2013 17:40

      Arnaldo, que regra? A que os ricos serão cada vez mais ricos e os pobres cada vez mais pobres em regimes capitalistas liberais?

    • Antônio Fraga permalink
      26/12/2013 16:55

      Coxinha detectado. Sempre com argumentos idiotas…
      CHEGA DE COXICE!!!
      E fim de tópico.

    • CLAUDIO DE SOUZA ALVES permalink
      29/12/2015 12:30

      Parabéns Leo! Olha Eu sou contra o COMUNISMO por que o comunismo é contra mim ora! Eu acredito em Deus! O Comunismo não! Eu acredito na Democracia! O Comunismo usa ela! Eu sou CONSERVADOR acredito nos Valores e na Família e amo a Igreja! O Comunismo odeia TUDO que eu acredito e ainda quer mudar? Trata-se de uma Ideologia que ao querer criar um Céu na Terra sem Deus… por onde andou só trouxe desgraça! Esta é a VERDADE Sr Leonardo Boff! O senhor como Frei deveria estar cuidando das chagas de Cristo em vez de perder seu talento e tempo cuidando das hemorróidas de Marx! Karl Marx nunca trabalhou de verdade! Casou-se com um mulher “coxinha” que o sustentou por toda a vida!

      • 01/01/2016 22:34

        O comunismo acabou com a guerra fria há mais de 30 anos. Liberte-se do passao e veja os males que a atual forma de se relacionar com a Terra pode nos levar ao precipio. Isso se chama modo de produção capitalista, duramente criticado pelo Papa Francisco.

  47. sergio permalink
    21/12/2013 13:55

    O sr. cita que seria “absolutamente fantasioso” os 100 milhões de mortos causados pelo comunismo, mas não esclarece qual seria o real número. Poderia indicar esse número obviamente acompanhado da referência bibliográfica? Grato.

  48. Wilson Roberto Maziero permalink
    21/12/2013 14:30

    Economia de mercado , comunismo ,socialismo qual destes regimes convivem armoniosamente com a Democracia?

    • Roberto permalink
      21/12/2013 17:43

      Economia de mercado com exclusão dos mais miseráveis? Capitalismo, óbvio.

      • José Bezmenov permalink
        26/12/2013 2:28

        Como no Canadá, na Austrália e na Inglaterra, aonde os mais pobres vivem melhor do que o rebanho de Cuba?

      • Antônio Fraga permalink
        26/12/2013 17:00

        Outra coxinha detectado, sempre comparando grotescamente Cuba e os países dos illuminatis.O capitalismo é tão maravilhoso que o Brasil continua tendo analfabetos e gente comendo sopa de papel. Coisa que o “rebanho de Cuba” usa pra escrever em cima o brasileiro usa pra comer.
        CHEGA DE COXICE!!! E fim de tópico.

  49. Alexandre permalink
    21/12/2013 18:46

    Excelente e aguardada ponderação. Triste é ver a quantidade de pessoas que repetem o axioma “marxismo cultural” como se tal “conceito” fosse uma artimanha oculta responsável por todos os tipos de pecados que existem, estigmatizando e julgando pessoas sem o mínimo de misericórdia e cuidado pastoral. Triste ainda ver tal rótulo tendo o aval de expoentes da comunidade Católica Canção Nova que dá espaço a divulgadores de tal conluio como Felipe Aquino e padre Paulo Ricardo de Azevedo que andam de mãos dadas com Olavo de Carvalho. Não me admira que este grupo demonstre clara insatisfação com a aproximação do Papa Francisco com os pobres, com um cuidado pastoral de verdadeira inspiração evangélica e ao encontro amigável com Gustavo Gutiérrez.

  50. Enzo Santos Corazolla permalink
    21/12/2013 21:47

    Muitos dos que visam as pessoas das formas mais vis estão dentro de igrejas de todas as religiões e se dizem religiosas. Para mim, espiritualidade será possível, vida eterna, somente se a vida for eternizada neste planeta. E o capitalismo é morte certa, vida substituída. E alma, frei, é coragem de viver pela vida.

  51. Sonia permalink
    22/12/2013 1:17

    Esquerda, Direita, estão todos sonhando com o impossível! Paraiso? Na terra jamais, com tantas mentes se “engalfinhado” para serem donas da verdade. Acho que precisamos morrer primeiro. Não foi isso mesmo que Ele disse?

  52. 22/12/2013 21:11

    Fraterno Leonardo Boff !
    Impressionante como escrevemos tantas coisas diferentes enfatizando o mesmo ponto: O fantasma do comunismo. Um grande abraço com o meu coração. Guardo o livro com teu autógrafo, escrito por um colegiado de mestres, no encontro, na UERJ, que tinha a tua participação,,de Gerd Bornheim e outros…final doa anos 90 aproximadamente.
    Assim, meu texto a seguir.

    http://paradigma-paradigma.blogspot.com.br/2013/07/a-maior-passeata-da-sociedade-civil.html

  53. Roberto Vieira permalink
    22/12/2013 21:13

    Parece-me que há um saudosismo entre os debatedores quanto a questão que dividiu o mundo em dois blocos distintos: capitalismo e socialismo. Fico pensando se Marx imaginaria que um trabalhador comum conseguiria com seu trabalho adquirir casa, carro, ter acesso a saúde e educação pública.
    As ditaduras sejam de esquerda ou de direita são abomináveis. Vivemos outra década e este debate já avançou muito.O mundo condenou o golpe paraguaio que destituiu o presidente Lugo. Notáveis de amplo espectro politico condenaram a postura do STF no julgamento do “mensalão”.
    Quanto ao modelo econômico, a falência do capitalismo e do socialismo de Estado permitiu a criação de outra forma de governo. O Estado de Bem Estar Social, preconizado por John Maynard Keynes (keynesianismo), foi uma resposta do capitalismo ao avanço do socialismo. Foi aplicado com resultados impressionantes no pós-guerra pelos capitalista. Mas a sede por mais lucros fez ressuscitar a ideia da “mão invisível”, termo usado pelos liberais para defender a economia de mercado autorregulatória. Ironicamente, a “dama da mão de ferro”, a primeira Ministra Margaret Thatcher da Inglaterra implantou o neo-liberalismo nos anos 80.
    Com a crise internacional prevista por Karl Marx (por isto tantos estão interessados em ler O CAPITAL), a “mão invisível” se mostrou mais uma mão leve de batedor de carteira. Trilhões de recursos públicos serviram e ainda servem para conter a falência completa do capitalismo. Exemplo emblemático foi a compra de até 27% das ações do Citybank pelo governo americano.. Uma quase estatização, a intervenção no mercado com dinheiro público. A velha máxima do capitalismo: privatiza-se o lucro e socializa o prejuízo.
    Reduzir o debate a velha dicotomia capitalismo e socialismo é não estar atento as discussões em curso até do meio empresarial. Hoje se fala em Responsabilidade Social Empresarial, desenvolvimento sustentável, gestão participativa e tantos outros assuntos em que se tenta dar uma visão mais humana aos processos de produção e de oferta de serviços.
    Longe desta discussão estéril estão milhões de brasileiros que sonham e vivem uma vida bem melhor. Em plena crise do capitalismo o Brasil está numa situação de pleno emprego.
    Cair nesta armadilha de reduzir amplos setores sociais a uma discussão estéril de quem era melhor,se Hitler, Stalin, Mussolini ou de quem matou mais é não estar conectado as discussões contemporâneas. Basta analisar quantos empresários, trabalhadores, religiosos, apoiaram a eleição de Lula e de Dilma.
    Fica latente a nossa necessidade de rotular, catalogar, imprimir um carimbo nesta forma ou naquela forma de governo. A intervenção direta no mercado foi a marca registrada destes dois governos, iniciativa que se contrapõe diretamente ao liberalismo. É um exagero dizer que o governo deles foi um governo socialista, bem como também não seria de todo correto dizer que Dilma e Lula foram meramente capitalistas.
    Uma coisa eu tenho certeza absoluta: o Menino Deus, Jesus Cristo, com a sua prática e a sua vida, nos tempos atuais seria catalogado como comunista. Afinal tudo que se contrapõe a lógica irracional do mercado é taxada de comunista.
    Fica a dica para a leitura do Livro “Meu vizinho é um psicopata”, nele está a explicação do porque algumas pessoas utilizam este espaço de forma desrespeitosa. Em sua maioria, de acordo com a autora do livro, são pessoas sem consciência. Leia-o, garanto que será uma das melhores leituras que irás fazer sobre o ser humano.

  54. Gabriel permalink
    23/12/2013 9:31

    “A ascensão irracional do anticomunismo mais obtuso e retrógrado, em todo o mundo — no Brasil, particularmente, está ficando chique ser de extrema direita — baseia-se em manipulação canalha, com que se tenta, por todos os meios, inverter e distorcer a história, a ponto de se estar criando uma absurda realidade paralela.

    Estabelecem-se, financiados com dinheiro da direita fundamentalista, “museus do comunismo”; surgem por todo mundo, como nos piores tempos da Guerra Fria, redes de organizações anticomunistas, com a desculpa de se defender a democracia; atribuem-se, alucinadamente, de forma absolutamente fantasiosa, 100 milhões de mortos ao comunismo.”

    Os vermelhos estão desesperados por quê o povo está acordando para suas farsas. Mal começaram a perder espaço na hegemonia cultural e já estão colocando a culpa na “extrema direita” e imputando nesse adversário imaginário aquilo que eles mesmos são e fazem:

    • Araci Borges Dias Martis permalink
      27/12/2013 19:37

      Desesperados estão as viúvas da ditadura, ao verem o poder escapar-lhe pelos dedos.

      Esse adversário não é imaginário. Sabemos bem quem são e onde estão.
      .

  55. Carlos Eduardo permalink
    23/12/2013 10:30

    “A Igreja rejeita as ideologias associadas, nos tempos modernos, ao «comunismo» ou às formas ateias e totalitárias de «socialismo».” CIC 2424

    “Foi perguntado à Suprema Sagrada Congregação:
    1. Se é permitido aderir ao partido comunista ou favorecê-lo de alguma maneira?
    2. Se é lícito publicar, divulgar ou ler livros, revistas, jornais ou tratados que sustentam a doutrina e a ação dos comunistas, ou escrever neles?
    3. Se fiéis cristãos que consciente e livremente fizeram o que está em 1 e 2, podem ser admitidos aos sacramentos?
    4. Se fiéis cristãos que professam a doutrina materialista e anticristã do comunismo, e sobretudo os que defendem ou propagam, incorrem pelo próprio facto, como apóstatas da fé católica, na excomunhão reservada de modo especial à Sé Apostólica?
    Os Eminentíssimos e Reverendíssimos Padres, responsáveis pela protecção da fé e da moral, tiveram o voto dos Consultores, na reunião plenária de 28 de junho de 1949, e responderam decretando:
    Quanto a 1.: Não; o comunismo é de facto materialista e anticristão; embora declarem às vezes em palavras que não atacam a religião, os comunistas demonstram de facto, quer pela doutrina, quer pelas acções, que são hostis a Deus, à verdadeira religião e à Igreja de Cristo.
    Quanto a 2. Não, pois são proibidos pelo próprio direito (cf, CIC, cân. 1399);
    Quanto a 3.: Não, segundo os princípios ordinários determinando a recusa dos sacramentos àquele que não tem a disposição requerida.
    Quanto a 4.: Sim.”

    • 25/12/2013 15:15

      Carlos,

      Esta instituição não possui nenhuma moralidade para opinar sobre estas questões, em razão de crimes que cometeu no passado e continua cometendo. São milhares de “bruchas” que foram queimadas e outras pessoas de idéias diferentes. Espero que este Papa acaba com esta vergonhosa instituição dentro da qual pude estar como reu, sem qualquer direito de defesa, nem de advogado.
      lboff

      • David Cordeiro. permalink
        27/12/2013 0:43

        Boa noite caro Leonardo Boff.
        Essa sua afirmação de que a Congregação para a Doutrina da Fé não possui moral para se posicionar, pois ela, “vergonhosa instituição”, cometeu crimes no passado, não nos leva, pelo mesmo raciocínio, a rejeitarmos o marxismo, socialismo, comunismo, ou como o senhor preferir chamar, pelo mesmíssimo motivo?
        Se a Sagrada Congregação não pode fornecer ao fiel católico as instruções à cerca de atitudes coerentes com a Sã Doutrina, quem pode então ?
        É crime a Igreja instruir sobre aquilo que é certo e aquilo que é errado? O correto seria expandirmos o relativismo moral e religioso para não escandalizar aquele que pensa diferente? Devemos ser “politicamente corretos”, devemos abdicar daquilo que nos é mais sagrado para que nossa mensagem seja mais agradável?
        Ainda mais interessante é ver como a mesma pessoa que faz ecos a um texto que tenta negar os milhões de mortos pelos regimes comunistas venha trazer à tona a morte de “milhares de ‘bruchas(sic)'”, trazendo a tona uma das mais difundidas lendas que se contam sobre a Igreja que professores de esquerda tentam infundir na cabeça de seus pobres alunos, ignorando os estudos sérios que se têm sobre o assunto.
        Agora, seguindo a mesma lógica aplicada pelo senhor no comentário, que moral teria o senhor em denunciar a opressão e os crimes dessa ou , e para daquela instituição, quando o senhor mesmo apoia partidos, e para eles pede votos, que lutam incansavelmente para legalizar o aborto no Brasil? Por acaso essas vidas humanas, as quais se quer dar cabo, têm menor dignidade? Não são também pobres marginalizados, oprimidos por um sistema injusto e vergonhoso? Em um vídeo que circula pela internet o senhor afirma que a legalização do aborto é uma questão de saúde pública, em outro que quem deve dar a última palavra com relação ao aborto é a mulher. Essa criança inocente não merece o direito a defesa ou a um advogado?
        Finalizo desejando que o senhor tenha um feliz e santo ano novo e que um dia volte a plena comunhão com a Igreja de Cristo.
        Paz e Bem.

      • 29/12/2013 10:35

        David,
        Recuso-me aceiar difamações. Nunca defendi regime algum que matou milhões. A Igreja até o seculo XV não precisou da Inquisição para preservar a fe. Ela foi instituida como instrumento politico dos reis e princcipes para condenarem todo tipo de oposição. Vc não acha ridículo o fato de que Camões em seu Lusíadas teve que pedir o “imprimatur” da Inquisição? Veja isso em todas as edições. Vc conhece pouco a história desta instituição que mais escandalizou os fieis do que edificou e defendeu a fe. Eu mesmo fui vitima dela e de forma que alguns Cardeais da propria Curia acharam desmesurada e até injusta.
        Vá estudar um pouco mais e depois venha discutir estas questões teológicas que demandam seriedade e não simplesmente o adesismo ideologico à instituição eclesiástica, renunciando a todo tipo de critica, deixando-se infantilizar como cristão.
        lboff

  56. Alan permalink
    23/12/2013 17:15

    Nesse site tem um vasto acervo para os interessados sobre o que é o livre mercado, e o que não é!
    O pouco que eu li desse artigo deu pra perceber a confusão que fazem entre livre mercado e capitalismo de Estado.

    http://www.mises.org.br/Article.aspx?id=1578

  57. 23/12/2013 21:13

    Os fracassos da economia, educação, religião, etc…prejudicam seis pessoas> EU, TU, ELE, NÓS, VÓS , ELES…a história da humanidade do começo ao fim é a história da luta da vida contra a morte…estamos todos no mesmo barco: os que lutam pelo INSTINTO DE VIDA e os que desistem no INSTINTO DE MORTE. O BOM CENSO FC certamente nos convenceria que entre DEPENDÊNCIA E INDEPENDÊNCIA se coloca a INTERDEPENDÊNCIA. Infelizmente existe uma REAÇA DE VÍBORAS que envenena o planeta. O matador de comunistas do DOPS, Claudio Guerra, é hoje um brilhante servo de Cristo. Nada é impossível segundo o Evangelho de Cristo.O natal é NOVA DE GRANDE ALEGRIA do Príncipe da Paz que morreu e vive preparando novos céus e nova terra onde habita a justiça. DEUS NÃO É INJUSTO. Parabéns ao grande teólogo Leonardo Boff , ao Mauro Santayana e ao Papa Francisco que tem prioridades ecumênicas.

  58. prof. Cláudio permalink
    24/12/2013 11:11

    Leonardo Boff um abraço fraterno – gosto dos seus textos e da sua pessoa…saudações socialistas…

  59. Alison permalink
    24/12/2013 17:17

    Caro Leonardo,
    duas sensações opostas me ocorreram nos últimos minutos. A primeira: uma tamanha satisfação em perceber que grandes autores – e até mesmo o papa – percebem o quanto se persegue o marxismo, e por que não, o comunismo. A derradeira, uma grande frustração ao ler grande parte dos comentários. Mas esta frustração serviu para comprovar a verdade que está exposta no excelente texto.

  60. Vera A. permalink
    24/12/2013 17:32

    Prezado L. Boff,

    Eu sou liberal, porém, defendo um estado maior. Por isso acredito que sou centro-esquerda. Eu já fui comunista na juventude. Porém, ví que Marx estava errado ao propor o açambarcamento da economia; decobri que a causa (e o fim) da vida social é o homem; refutei a teoria do materialismo histórico (determinismo econômico), onde flagrei erros crassos e dos quais se derivam todas as outras teses e teorias do socialismo “científico” (que por óbvio não seriam mais verdadeiras do que essa pedra fundamental da qual elas partem) — refutei como fundamento filosófico, e descobri que Popper e outros propuseram refutações ao materialismo histórico como metodologia (provando que se trata de um nada probatório [em consonância com o que os meus próprios estudos revelavam]). Enfim. Marx estava enganado em muitos aspectos. Por exemplo: a determinante da vida social é a educação, e não a economia; como eu disse, a causa da vida social é o homem, e não a estreita relação de causa e efeito entre estado e economia. A economia é a infraestrutura da sociedade; é a sua viga-mestra. Por isso, ela é um poder natural, apenas não sacramentado como os demais poderes (judiciário, legislativo e executivo). Eu não posso ser liberal radical, pois soltar as rédeas desse poder seria tão desastroso quanto corta-lo pelas suas raízes (que são as próprias raízes materiais da LIBERDADE e do DIREITO), e por isso mesmo não posso ser socialista radical… Eu gosto da sua leitura, pois parece que o senhor propõe uma reedição do socialismo, compreendendo esses e outros equívocos que se projetam da própria teoria, e sempre muito atento à experiência comunista no passado. Não é a primeira vez que eu o “vejo” falar que existe um comunismo sepultado, na medida em que aponta para uma compreensão mais democrática, mais moderna, que ainda tento entender. E eu me interesso muito por isso. Concordo que os comunistas são pessoas maravilhosas. Porém, acho que muitos ainda teimam em desenterrar esses cadáveres que há muito tempo foram sepultados pela lógica, pela filosofia da ciência, pela sociologia, etc. Eu acho que esses seres jurássicos que olham mais para o passado — para aquela engenharia social rudimentar, inferior à própria evolução das relações socioeconômicas — são um problema tão grave quanto esses demonizadores dos comunismo… Pois tudo parece fazer parte da mesma arenga; tentam dar uma roupagem nova para algo que, como vc mesmo diz, está sepultado. Aprender, estudar o passado é vital; pode evitar genocídio. Mas tentar desenterrar cadáveres, é saudosismo mórbido. Eu defendo a liberdade econômica, pois, como eu disse, é um poder que é a própria infraestrutura do direito e da liberdade. O próprio Marx sabia disso ao dizer que é a base da sociedade, senão da própria vida. Ele apenas exagerou (e muito) ao promover essa base ao patamar de causa (se esquecendo que a causa é o homem, e jamais a personificação de um deus providencial e previdencial que proverá tudo para todos com os mínimos esforços da sociedade). De qualquer forma, eu acho que existe imbecilidade em desenterrar cadáveres, e tenho a impressão que esses deturpam mais do que os gritos “reacionários” essa possibilidade de diálogo e principalmente esse processo de construção de uma engenharia social mais moderna.

  61. Paulo Seibel permalink
    24/12/2013 18:24

    Caro Frei Leonardo;

    A questão de para onde vamos abarca um dilema maior: “O que somos, de onde viemos e para onde vamos?”
    A evolução social da humanidade passa, ao longo de eras, por estágios, acompanhado por observadores atentos de nosso destino. O momento atual, a forma de sociedade atual faz parte desse caminho maior. Não é o princípio nem o fim da jornada. É apenas mais uma das tantas etapas por que passara a evolução terrestre. Cabe a cada um de nós darmos nossa contribuição para aplainarmos o caminho. O socialismo, ao contrário do que prega o senso comum não morreu, porque ainda está em gestação. Ainda não nasceu de fato. Mas é o caminho evolucionário normal de todas as civilizações planetárias, incluindo a terrestre. O que denominamos comunismo foi apenas um acidente de percursos na história da civilização. O capitalismo caracterizado pela competição e o consumismo deverá dar espaço a cooperação entre os povos. Porém isso não se fará do dia para a noite. Ainda haverá muito dor e aflição.

    Convido-o Frei Leonardo a leitura desse pequeno livreto para captar melhor o que estou dizendo: http://pt.scribd.com/doc/186587283/Ami-el-nino-de-las-estrellas

  62. Baltasar Avelar permalink
    25/12/2013 10:09

    O Autor do texto omitiu, de certo, propositadamente, o fato de que a Igreja católica, através da “Marcha da Família com Deus pela Liberdade” era uma das vertentes de liderança que visava impedir que a ideologia satânica do comunismo, via URSS, fosse implantada no Brasil.
    Omite, por exemplo que vivíamos em plena guerra fria, e que a dinâmica da época permitia somente dois pólos: O liderado pelos EUA e outro pela URSS e que, portanto, para se defender de um, teria-se que, inexoravelmente, aderir ao outro e vice e versa.
    Hoje. é impossível desatrelar a intervenção militar à tentativa de nos livrar de algo, que por não ter sido bem feito, pois não se inspirou na Revolução Francesa, deixou os rastros que estão ai para quem quiser fazer suas dissertações e suas teses.

    Estão tentando fazer do Brasil, um laboratório, a grande cobaia que reúne três fronts perversos, más que não prevalecerá pois esta nação é abençoada por Deus.
    Marxismo, Gramscismo e fabianismo. Uma baita de covardia!

  63. alexgfaria permalink
    25/12/2013 10:19

    Lamento que, para combater, com razão, a imbecilidade, que em nada é atual, do anticomunismo, Boff afirme que o comunismo é “inexistente, morto e sepultado”. Parece-me recusa em discutir, de forma profícua, a permanência de dilemas da modernidade ainda não superados. Seria como tentar afirmar que também está morto e enterrado o facismo. Sintoma pior da permanência desses impasses, a crença escritor em “inaugurar práticas salvadoras”, é indício de uma lastimável perspectiva teoteleológica, que dificulta a prática cotidiana da política pelo enfrentamento, no presente, dos fundamentos que entravam o desenvolvimento humano. A civilização, a despeito de ter-se instaurado pelas crenças, pelos cultos e pelos ritos, só pode se transformar pelo materialismo.

    • Alexandre Faria permalink
      08/01/2014 0:46

      Leonardo, fiquei triste sem diálogo.

  64. Jarbas permalink
    27/12/2013 11:42

    O Capitalismo puro de mercado é uma falácia que se mostrou totalmente inviável dentro de uma sustentabilidade planetária. Mas o comunismo de Marx, antes disso já tinha se mostrado um fracasso! O comunismo é uma evolução do socialismo, que por sua vez é uma evolução do Capitalismo, como disse Marx, e não algo que pode ser imposto na base das leis e das armas! A pulverização globalizante do controle dos meios de produção, principalmente pela internet (quem é o dono da GM?) está nos levando para um estágio de socialismo econômico que no futuro resultará em um comunismo de fato! As crises evolutivas neste caminho são inevitáveis e necessárias como tinha previsto Marx!

  65. Plinio Santos permalink
    29/12/2013 11:44

    Santayana e Boff, é verdade, vcs estão certos e lúcidos: nos países comunistas não existe predação da natureza nem agressão aos direitos humanos, certo? Quando o comunismo assume, os governantes passam a ser essencialmente bons, passam a pensar exclusivamente no bem do povo, suprindo todas as sua necessidades essenciais. Acaba-se com o egoísmo e a ganância humanas, as elites corruptas desaparecem e tudo vira um paraíso, aliás, como já ocorreu em todos os países onde o comunismo foi implantado. Estou na dúvida se o problema de vcs é de senilidade, de caráter ou, apenas, cultural mesmo.

  66. Roberto Vieira permalink
    29/12/2013 23:14

    “Quando dei comida aos pobres me chamaram de santo. Quando perguntei porque há pobres, me chamaram de comunista”. Dom Helder Câmara.

  67. 30/12/2013 14:49

    Caro Leonardo Boff, aguardo ansiosamente que o Papa Francisco o receba e o prestigie, pois o senhor está do lado da verdade. Viva a Teologia da Libertaçao. Aguardo também que ele enquadre esses padres fascistas que pregam o ódio, ódio aos animais, “os animais não tem alma”, quem é ele para dizer isso, quem não tem alma é ele, ódio as outras religiões e por aí vai. Esse não é um religioso, é a própria encarnação do mal. Vá em frente, seus textos me enchem de alegria. Um forte abraço e saiba que eu tenho uma admiração imensa pelo senhor.

  68. Pedro permalink
    01/01/2014 16:08

    Leonardo Boff está todo feliz porque o Santo Padre “quer” vê-lo no Vaticano kkkkkkkkkkk.

    Como há más inclinações em seu comportamento. O senhor quer dar uma “revanche” sobre João Paulo II ? Virar a página? Pois vire sob o caminho correto, da aceitação do erro, não escolha o caminho torpe da ganância, mesquinharia e do ódio.

    Você mereceu, caro Boff, aceite o fato. Não fica bem a um senhor de idade toda essa afetação infantil contra a Igreja.

    • 06/01/2014 11:00

      Pedro,
      Custa-me aeitar conselhos que vem acolitados com tantas certezas e desmesurada arrogância.
      Entre na escola de Jesus, como o quer o Papa Francisco, não para ficar um cristão melhor, mas para ser um pouco mais humano, o que já é muito.
      lboff

      • Pedro permalink
        06/01/2014 22:57

        Diferente do senhor, que vê Cristo como uma espécie de revolucionário à la Fidel, eu o vejo como o Salvador, o próprio Deus, a revelação pelo filho.

        A imanentização da fé operada pelo senhor é deplorável. Pior ainda faz o senhor ao se utilizar desse monstro teológico para fomentar a propagação das doutrinas que tanto fizeram (e ainda o fazem) mal à fé cristã.

        Mas como bom católico que sou, desejo-lhe, no juízo, a misericórdia de Nosso Senhor.

      • 07/01/2014 18:49

        Peddro,
        Vá estudar um pouco,pois a ignorância não faz bem a ninguem e leva a fazer juizos errôneos dos outros e ainda julgá-los coisa que é so de Deus.
        lboff

      • Alexandre Faria permalink
        08/01/2014 0:42

        Pedro, não me parece que você compreenda o que é fé. A fé não é passível de operação lógico-discursiva. A fé não se exprime. Não se diz. O mistério da fé só se revela na dinâmica do ritual! qual é o mistério? Se você responder, no blog, na net, na praça ou no trem, deixa de ser mistério. Irmão, a fé é um segredo. Você sabe guardar segredos?
        Agora acreditar na imanentização da fé em Cristo como o Salvador, o próprio Deus, a revelação pelo filho, historicamente justificou tanta violência e mortandade como entender o processo histórico e a luta política como messianismo. Quem deu as feições iconográficas a Cristo, quem as deu a Che?
        Leonardo,
        às vezes não é nem uma questão de estudar, mas só de pensar. Ajude ao pessoal que responde no seu blog a pensar. Ficar mandando estudar soa preconceito equivalente ao deles. às vezes quem estuda não tem razão.
        Quem trabalha é que tem razão. O que fazemos do nosso trabalho? Para que, por quem e por que trabalhamos? Se alguém nesse mundo diz que trabalha para Deus, não é por que não estudou, mas porque não pensa.

  69. Jeronimo permalink
    02/01/2014 1:02

    O simples fato de Santayana negar as brutais atrocidades cometidas por seguidores da ideologia genocida do comunismo, criticar os museus que expõe seus crimes, e fazer apologia ao infame “Exército Vermelho”, assim como o simples fato de Boff subscrevê-lo, já é motivo suficiente para sabermos que ambos são, sim, comunistas arcaicos e portadores de ideias totalitárias que cedo ou tarde, uma vez que lhes fosse dado poder militar, poderiam resultar em ações assustadoramente desumanas!

    Além disso, Santayana demonstra profunda ignorância histórica ao dizer que não houve cumplicidade entre o Nacional-Socialismo e o Socialismo Soviético (será que ele não ouviu falar do pacto de Ribbentrop-Molotov?), bem como ao omitir que a maioria dos “povos da União Soviética” foram sacrificados covardemente por seus próprios dirigentes comunistas, e também ao insinuar que o governo Goulart não tinha graves pretensões comunistas e anti-democráticas.

    Chega de ideologias genocidas! Basta de apologetas do comunismo!

    • 06/01/2014 10:57

      Jeronimo
      Vc é muito fraco como analista.Começa logo por desqualificar quem não pensa como vc. Nem sabe que Santayana é considerado por seus pares jornalista como um dos mais bem formados e com anos de trabalho no exterior. Ele foi o ghostwriter de um Presidente, cujo nome agora me escapa.
      Nunca é tarde para estudar e aprender
      lboff

  70. Rogério Ramos permalink
    05/01/2014 19:39

    Alguns comentários a favor ou contra comunismo, socialismo, capitalismo, etc se baseiam em argumentos do tipo: “se X fosse bom, tal país não teria isso e aquilo”. “Y não é bom pois no país tal o cidadão não tem garantia alguma de seus direitos”. Alguém poderia citar, com propriedade, exemplo de país com sistema político X ou Y que possamos considerar um modelo devido a essa opção? Pois pelo pouco que leio, há sempre a intervenção pessoal de certos governantes que podem ser extremistas e falir qualquer país, independente de sua opção no campo político. O que acham?

  71. 06/01/2014 13:18

    O dia que eu ver essa cúpula esquerdista que mama no governo andar de ônibus, ser atendido pelo SUS, com filhos em escolas públicas, morar em casas financiadas pelo “Minha Casa Minha Vida” e ganhar salário igual a todos os normais, e todos os corruptos estiverem atrás das grades…ai sim vou acreditar em tudo que dizem…

    • 10/01/2014 16:15

      Tereza
      Sua fala so ganha credibilidade se vc começar por vc mesma. No mais é lamúria inconsistente.
      lboff

      • 09/02/2014 0:34

        Prezado Sr. Leonardo Boff,

        E se eu não quiser usar o SUS, nem me servir do Estado, mas desejar fazer o bem a mim mesmo, minha família e ao próximo de acordo com meus próprios desígnios, sem que haja intermediários que reduzem a eficiência teleológica que desejo dar para meu “capital”? Acredito que se o meu dinheiro que vai para os impostos fosse destinado para fazer o bem da sociedade segundo meus desígnios, muito mais pessoas estariam estudando ao meu redor, de forma realmente libertadora: sem manipulação ideológica de nenhum tipo, apenas dedicando à epistemologia e auto-responsabilização os papéis centrais, com o intuito de reduzir as desigualdades pelo esforço próprio.

        Aliás, acredito que tenho direito de dizer onde o produto do meu trabalho vai ser usado, em todas as frentes: bem da sociedade, da família ou meu próprio. O bem do indivíduo deve harmonizar-se com o bem da sociedade. Não há bem da sociedade sem o bem do indivíduo. Não há bem do indivíduo sem responsabilidade dele para consigo próprio. Não há responsabilidade do indivíduo para consigo próprio sem a plena autonomia, a liberdade, não apenas física, material, mas principalmente, intelectual e ética. Liberdade tal que pode, sim, levar a uma ética pré-convencional (egoísmo) ou pós-convencional (altruísmo). Não cabe a ninguém, a não ser Deus, impor nada a qualquer homem que não esteja causando mal ao outro.

        Apesar dos impostos, faço doações e até criei um programa de computador pelo qual peço aos meus colegas de profissão que doem um valor que considerem justo para escolas que se dedicam a pessoas carentes. Também dou aulas de graça na universidade pública há 6 anos, porque os alunos não são estimulados a conhecer a medicina como um todo – hoje, o governo determina o que cada um deve ser, sem respeitar as vocações do indivíduo. Manipulam a formação de modo que o aluno só conhece aquilo que interessa ao governo que conheça, fazendo com que “escolha” uma área de atuação “socialmente” interessante – como se o indivíduo que atua segundo sua vocação, mesmo que numa especialidade médica menos necessária, fosse inútil para a sociedade.

        O comunismo não encontra seu oposto no capitalismo. Capitalismo é apenas um dos componentes da liberdade, exceto quando passa a ser instrumento de corporações que visam ao poder. Nesse caso, o capitalismo passa a ser prejudicial, o que os liberais chamam de metacapitalismo, ou seja, quando as empresas gigantes passam a prejudicar o livre mercado. O dinheiro, mal usado, é uma arma, assim como os fuzis e os paredons que mataram 170 milhões de pessoas pela violência, nos regimes socialistas/comunistas.

        Nunca li um texto com tanto ódio, rancor, falácias, violência quanto o manifesto do partido comunista, de Marx e Engels. Quer falar em comunismo sem falar em violência, destruição, morte? Desculpe-me, acho quase impossível haver comunismo sem coerção, pois as pessoas são diferentes e nunca concordariam, de bom grado, com tal homogeneização. Qualquer proposta de comunismo passa pela violência ou pela manipulação, pois os homens livres não aceitam um nivelamento – não porque não são boas pessoas. Simplesmente porque são diferentes e autônomos, querem ser livres e a sociedade manifesta as milhões de facetas dessas diferenças inerentes e imanentes, de éticas, ideologias, capacidades, vocações.

        Liberdade, sim, é o oposto ao comunismo, sistema em que o coletivo prepondera sobre a vontade do indivíduo e cerceia-lhe qualquer opção que não seja aquela que a “sociedade” lhe determina. Se o senhor acredita que o indivíduo não deve ser livre para decidir como quer ser útil para a sociedade e para si próprio, realmente, não teremos o que conversar. A liberdade, posta nesses meus termos, é um princípio inegociável para mim. E, sendo assim, qualquer coisa que ameace essa minha liberdade plena é uma ameaça, uma violência, uma canalhice, pois sou uma boa pessoa, mas não sou um bom objeto, uma boa coisa, uma boa peça de engrenagem. Espero que o senhor não seja dos que defendem a submissão do indivíduo à vontade que lhe é exterior. A vontade interior é do próprio homem, em contato com Deus onipresente.

        Atualmente, quase metade do que produzo vai para o Estado. Não vejo isso ser revertido em nada de útil para a sociedade, além de cristalizar a dependência dos desfavorecidos em relação ao governo. Continuamos tendo uma das piores educações do mundo – se é que a temos – a qual serve apenas para doutrinar ideologicamente, não para promover a autonomia intelectual que permita ao ser humano responsabilizar-se por si mesmo e pelos que estão a sua volta.

        Infelizmente, o marxismo, o personalismo e até mesmo certas vertentes do cristianismo se dedicam a analisar as interações entre os indivíduos e o mundo – ou seja, enfoques materialistas ou, no máximo, éticos. O enfoque coletivista normalmente não considera as diferenças inerentes aos homens e provavelmente é por isso que raríssimas obras de educação progressista estimulam a liberdade do indivíduo pelo estímulo ao máximo desenvolvimento intelectual e espiritual. Tudo parece se restringir ao escopo materialista e pseudo-ético. Cognitivo, epistemológico, nem pensar, para os marxistas. Geralmente o construtivismo é abordado pela interação social e o materialismo. Piaget foi devidamente sepultado, ninguém quer que o aluno seja verdadeiramente livre de ideologias e atinja a metacognição plena.

        Considerar que os homens têm igual valor não significa que são iguais em caráter, capacidade laborativa, capacidade intelectual, vontade de assumir o próprio crescimento e sustento. Ajudar o próximo, no meu entender, significa ajudá-lo a pensar por si, estudar ao máximo, dedicar-se de coração a uma vocação (que só poderá encontrar caso tenha oportunidade e vontade de explorar os mundos, tanto material quanto o das ideias, do conhecimento). Sou contra todas as atitudes que facilitem a omissão para consigo mesmo, tais como bolsas, cotas, facilidades excessivas, como ocorre em nosso País (canso de ver pessoas acomodadas, que se recusam a procurar melhorar e preferem continuar reclamando de “falta de oportunidades”, como se elas caíssem no colo. Parece que muitos jovens, hoje, acham que tem direito de ser chefe, diretor, mandatário, só porque acha que é bom, mas nunca mostrou serviço).

        Sou a favor de todas as atitudes que valorizem a responsabilidade, a começar pelo desenvolvimento intelectual, obtido pela dedicação à escola, livros e análises oriundas de todas as ideologias e filosofias, sem seleção mediada por ideologia, qualquer que seja.

        Sr. Leonardo, como o comunismo resolve as diferenças inerentes aos homens? Como resolve a questão dos que não querem trabalhar, não querem estudar, não querem agir em prol de si, de sua família e das pessoas ao seu redor, mesmo tendo oportunidade? O senhor realmente acha que existe o dualismo coletivismo – individualismo ou reconhece a multidimensionalidade ética dos homens, em todas as culturas, em todos os tempos, mesmo nos países que fizeram uma educação doutrinária?

      • Sonia permalink
        08/04/2014 12:32

        Nossa!!! O Sr. Valdemar Katayama Kajaer disse tudo que está intalado aqui na minha garganta e que não tenho tamanha capacidade para expressar. Penso exatamente dessa forma e peço permissão para copiar e postar no meu facebook. Logicamente citando o autor. Só gostaria de supor a solução sobre a diversidade humana que o comunismo/socialismo deve ter: genocidio?! Parabéns pela sua grande percepção do humano!

  72. Jorge permalink
    07/01/2014 16:50

    Nem sempre estou de acordo com os seus escritos, embora neste esteja a de acordo a 100%. Mas o que realmente me motivou a fazer um comentário foi o fato de estar aqui a pensar que, pelo que leio dos comentários, deve ser muito frustrante perceber que a maioria não entendeu (ou não quis entender) nada do que escreveu. O que me leva a um segundo pensamento: é dar pérolas a porcos.

  73. Carlos permalink
    29/01/2014 16:17

    Muito boa narrativa.
    Mas observei tantos comentários intolerantes de pessoas apoiadoras de Marx e ideais comunistas que fico com receio de deixar minha opinião. Mas que se dane.
    Apesar de não ter todos esse conhecimento científico e culto sobre os sistemas que regem a economia mundial nos dias de hoje, acho inviável a existência do estado provedor.
    Pra mim o que importa é nossa situação economia e financeira atual.
    Acho que o nosso enxuto orçamento público ( despesas com pessoal de 80%), pode dar espaço a taxas de impostos menores, incentivando o empreendorismo, e transferindo essas despesas a iniciativa privada, como? menores taxas de juros, ampliação e estruturação da industria nacional e viabilidade para se criar pequenos negócios.
    O que vemos em nosso mercado hoje, são fusões e aquisições bilionarias em varios mercados causando o medo dos monopólios ( holdings, privates equity..), e nossos bancos publicos fomentam a atividade agricola (para grandes fazendeiros) com spreads reversos, entre outros mil absurdos que me fazem querer desistir de empreender. Enquanto isso o credito continua ruim na praça, pro manel da padaria, pro zé da tecelaria, joao da oficina, todos empreendedores, que em seus segmentos, empregam pessoas, geram pib, e contribuem ao Brasil com uma carga tributaria alta e confusa.
    Acredito veemente que o labor não é muito bem visto em economias latinas, biblicamente , sofrimento=trabalho. Regimes “capitalistas” funicionam muito melhor nos países do norte.
    Apesar de achar meio batida essa perseguiçao a ideias socialistas, achei o texto bem legal, sendo assim o parabenizo.

    E antes que eu seja e execrado e posto na fogueira por pessoas que se acham melhor do que as outras por ter um vocabulario bonitinho e ser revoltado com a probreza mundial..
    Sai da pobreza porque trabalhei muito, montei meu negocio, meus empregados me adoram, ajudo quem realmente precisa, pago imposto pra caramba e contribuo para o nosso desenvolvimento mais do que pseudo-cultos que ficam sentadinhos no computador explanando como o mundo é cruel, e chamando os outros de coxinhas ehuaheuhueeaehaue
    Vamo trabalhaaa galera!!!

    • 29/01/2014 20:15

      Acredito que aqui nesse espaço não iremos encontrar “pessoas que se achem melhor do que as outras”.Nem pessoas que salientem suas virtudes.Ou pessoas que reverberam a choradeira malandra da turma da Fiesp.Ou preconceituosos, imaginando que os cidadão que prestigiam esse blog vivem “sentadinhos no computador”.É certo que cumprimos nossas obrigações para com a sociedade: pagamos impostos ao estado, por exemplo.Pertencemos à massa que, proporcionalmente, mais paga impostos aqui nesse país.Não somos sonegadores como aqueles que reclamam da “carga tributária”; os impostores, criadores do impostômetro.Neste país dominado ainda por abutres cada cidadão que luta pelo seu espaço em condições tão adversas e pela construção de uma sociedade mais justa é um empreendedor digno que não quer”adorar” patrão.

  74. marcelo permalink
    08/03/2014 4:14

    NINGUÉM É COMUNISTA OU SOCIALISTA POR BENEVOLÊNCIA, PENSEM NISSO, E MUITO, MUITO CUIDADO COM ESSA GENTE. QUEREM MATAR O QUE VC É, SE NÃO CONSEGUIREM MATAM LITERALMENTE SE TIVEREM A OPORTUNIDADE

    • 16/04/2014 8:33

      Exatamente, Marcelo. Eles matam a individualidade do cidadão em nome do beeeeem estar da coletividade. Ora, a coletividade é feita de indivíduos. Por isso a coisa não funciona. Até a tua vida passa a ser controlada por eles. O marco civil da internet e a censura à Rachel Sheherazarde é mais uma prova inequívoca de como esta ideologia anticristo é maléfica.

      Sr. Leonardo Boff, quando é que o senhor vai desbloquear a resposta que lhe dei anteontem? Será que o senhor só irá desbloquear quando conseguir uma maneira de me refutar?

      • 17/04/2014 16:36

        Isaias,
        estou ha 10 dias sem internet. Precisa de resposta? Há tantos lugares onde pode encontrar esclarecimentos. Nem lembro qual foi o assunto. Perdão.
        lboff

  75. 10/03/2014 20:22

    25 de fevereiro próximo a Fortaleza
    Odeciomendesrocha Mendes Rocha
    22 de fevereiro próximo a Fortaleza
    Odeciomendesrocha Mendes Rocha LINK PERMANENTE
    22/02/2014 20:24
    Por favor: Seu comentário está aguardando moderação.
    FIM DA ECONOMIA CLÁSSICA E O ADVENTO DO COMUNISMO
    Quando escreví “O Reino da Liberdade” há 07 (sete) anos atrás, pouca gente entendeu o que eu estava escrevendo. Foi publicado em dois jornais locais aqui de fortaleza “O Povo” e “A Folha do Ceará”. Depois publiquei na Internet, no meu blog, neste site do Leonardo Boff e em outros. Agora vou para as vias de fato.
    O trabalho abstrato perdeu a sua dimensão ontológica. Não há mais razão para sua existência. Ele era a raiz de toda a economia milenar que produzia valor.
    A idéia sobre o fim do trabalho abstrato, da economia sem valor, do dinheiro sem valor remete-nos 24 séculos de espera.
    Quem primeiro pensou numa sociedade sem trabalho, com a produção zero valor e o dinheiro sem valor, foi o filósofo Aristóteles ( séc IV a.C.), quando disse: “Se o tear (instrumento artesanal de fiação) trabalhasse sozinho, não precisaria de senhor nem de escravo”. Esta idéia foi retomada por Karl Marx em 1857-8, no seu livro os Grundrisse (Borrões, em 03 vols.), onde ele resgata Aristóteles com a nova roupagem tecnológica atual.
    A Cibernética de Norbert Wiener e sua extensiva informática que culminou na robótica, abriu as portas para o comunismo, com esta revolução eletrônica que estamos a passar.
    O próprio capitalismo inventou a corda para se enforcar – o comunismo cibernético.
    A robótica que quase eliminou com o espaço/tempo, acabou extinguindo com o trabalho abstrato (entidade social que criava valor, segundo Marx), com o valor da produção e liquidou com o valor do dinheiro, que é a manifestação do trabalho abstrato e o valor.
    Esta nova civilização que haverá de vir brevemente, eliminará com os problemas climáticos e ecológicos, pois foi a sociedade consumista que provocou o desastre ecológico. Não haverá mais consumismo na nova civilização.
    Estamos chegando à Terra Prometida. Estamos entrando numa sociedade onde haverá pouco trabalho e muito ócio criativo, como sonhava Karl Marx no reino da liberdade.
    Não chamem os Ludista, como a matéria publicada na revista “Carta Capital” da semana passada. Não precisamos quebrar as máquinas para que retorne o emprego estrutural. Deixem a robótica evoluir até chegar ao comunismo cibernético – sonho da humanidade há 2.400 anos.

    • 11/03/2014 19:08

      Mendes Rocha
      No fundo concordo com vc.Acho que o futuro será a saida do reino da necessidade e a inauguração do reino da liberdade.Mas a correlacao de forças é ainda fraca e o sistema que devasta a natureza e explora os seres humanos é ainda forte e sua derrocada, a meu ver , só virá a partir de uma grande catastrife ecologico-social.
      abraço
      lboff

      • 03/09/2014 9:35

        Infelizmente, o consumismo e o mercado se tornaram valores absolutos; e parece que não podemos fazer nada. Apenas levar uma vida alienada, sem procurar um sentido para trabalhar 14 horas por dia, ter má alimentação, tomar remédio para dormir; e, mutas vezes, terminar nossa jornada na Terra com um infarto.
        O imediatismo e o egoísmo, pressupostos do corolário de Adam Smith, solapam todas formas de solidariedade e de tolerância entre os humanos. A renovação carismática católica insere a Igreja na lógica competitiva de mercado: é preciso amenizar o avanço dos protestantes; é preciso extinguir as liberdades fundamentais em nome de uma unidade que nunca existiu. Agora o charlatanismo entrou na minha Igreja Católica, e os carismáticos têm um canal próprio chamado Canção Nova. Semana passada, estava passando os canais, até me deparar com urros de “glória a Deus!!!”, enquanto um suposto deficiente físico era “milagrosamente curado”. É horrível brincarem assim com a miséria humana.

  76. 11/04/2014 22:34

    Sr Leonardo Boff, não é verdade que Nazistas e Socialistas invadiram e saquearam a Polônia? Não é verdade que A União Soviética e a Alemanha entraram em um acordo comercial em fevereiro de 1940, no qual os soviéticos receberam equipamento militar e industrial alemão, em troca de fornecimento de matérias-primas para a Alemanha? A coisa só mudou de figura porque Hitler invadiu traiçoeiramente a “santa” URSS. Caso contrário, Stalin continuaria “babando o ovo” de Hitler. Nazistas e socialistas são igualmente ditadores totalitários. Cubanos, norte-coreanos, vietnamitas e outros que o digam. E como Marx já dizia que “a religião é o ópio do povo”, dá para ver também a natureza antirreligiosa dos “socialistas”. Pena eu não poder perguntar estas coisas ao “pai” dos católicos.

    • 12/04/2014 13:17

      Isaias
      A discussão que vc suscita não tem nada a ver com o que escrevi. Não estou defendendo o comunismo nem qualquer outro regime autoritário. Apenas sou contra aqueles que são tachados ainda hoje de comunisas porque querem a mudança do tipo de relações sociais injustas que o modo de produção capitalista introduziu no mundo e que faz milhões de vítimas. Hoje ele não pode alegar que os comunistas matam. Este sistema está matando milhoes anualmente por fome e doenças da fome. É o sistema imperante e e único. Acho ridiculo invocar hoje o perigo comunista quando o perigo é outro. E usa-se o termo como acusação e não como categoria analitica.
      lboff

      • 14/04/2014 20:53

        Sr Leonardo Boff, como assim o que escrevi não tem nada com o assunto? O senhor tentou pintar lá em cima uma visão quase romântica e heroica sobre socialismo vs nazismo. A partir deste conto de fadas o senhor tenta retratar os socialistas como as pessoas mais bem intencionadas da face da Terra. Mas a verdade é que os socialistas soviéticos não tinham nada de heróis; Eles foram cúmplices dos nazistas. Se Hitler não tivesse traído Stalin, a URSS seria mais um adversário a ser batido pelos aliados.
        Segundo, o socialismo não passa de uma utopia; A coisa simplesmente não funciona. Tanto é que os socialistas nunca querem passas as férias em Cuba ou na Coréia do Norte ou algum país socialista da África. A maioria prefere passar férias e mesmo morar nos “malvados impérios capitalistas”.
        E o Brasil, governado,por estes mesmo ideólogos socialistas, investe dinheiro em copa do mundo ao invés de investirem em infraestrutura, saúde, educação e outras coisa básicas. E sem falar na roubalheira… É engraçado como estes pilantras se dizem vítimas da “ditadura militar”. Sim, eles mesmos que queriam trazer para cá a “democracia” de Fidel Castro. Felizmente fracassaram. Mas o ignorante povo brasileiro colocou estes mesmos bandidos e terroristas no poder. Agora estão aí assaltando os cofres públicos e aos poucos estabelecendo sua ditadura. Rachel Sheherazade é uma das vitimas mais recentes.
        Para encerrar, saiba o senhor que as netas de Mao Tsé Tung estão entre as pessoas mais ricas da China. O socialismo é apenas um embuste para ditadores se perpetuarem no poder e garantirem seu próprio quinhão e os espólios de sua prole.

      • 17/04/2014 16:46

        Isaias,
        Nunca defendi o socialismo e sim a democracia sem fim e participativa. O resto está apenas na sua cabeça não na minha.
        lboff

  77. Hygino Schueler permalink
    17/05/2014 15:25

    Temos que incluir um novo rótulo de sistema
    (tipo: ANARQUEDEMOCRACIA-COMUNITÁRIA) que respeite e garanta, em grau de prioridade: o direito de não extinção como princípio básico; para ainda se ter alguma chance dentro da… nossa realidade
    (que EU entendo como sociedade exclusivista e usurpadora semi-democrática).
    Quero e aceito mudar de opinião ou de mudar essa forma de sociedade !?!

    Quando e por que foi feito o Maracanã era outro governo?
    Sou mais o Leonel quê não é o Messi e quase teve dois “Brasis” como tem duas Coreias

    VIVA LA DEMOCRACIA estadunidense!!!

    PAZ, JUSTIÇA e LIBERDADE.

  78. Henrique permalink
    13/06/2014 17:02

    O Cau Marques era sujeito que nunca trabalhou,foi sustentado pela sua avó e por Engels,e o único proletário que ele conheceu foi um filho bastardo que ele teve com sua empregada e que foi expulso ao tentar falar com o pai.Eu me pergunto ? Como é que esse filho da puta consegui tanta gente para comprar seus livros e repetir seus mantras ? Se tivesse sido vendedor de seguros hoje estava milionário.

  79. Henrique permalink
    13/06/2014 17:04

    A propósito Sr. Boff : o que o senhor tem a dizer sobre o fato do Cau Marques ser satanista e que o principal objetivo dele é o de acabar com o cristianismo e todas as religiões em geral,que segundo o mesmo eram o ópio do povo.Como o Sr. consegue dormir com um barulho destes Sr. Boff ?

  80. Henrique permalink
    14/06/2014 12:11

    Por que suprimiu meu comentário Sr. Boff ?

  81. 23/08/2014 12:42

    Infelizmente, o consumismo e o mercado se tornaram valores absolutos; e parece que não podemos fazer nada. Apenas levar uma vida alienada, sem procurar um sentido para trabalhar 14 horas por dia, ter má alimentação, tomar remédio para dormir; e, mutas vezes, terminar nossa jornada na Terra com um infarto.
    O imediatismo e o egoísmo, pressupostos do corolário de Adam Smith, solapam todas formas de solidariedade e de tolerância entre os humanos. A renovação carismática católica insere a Igreja na lógica competitiva de mercado: é preciso amenizar o avanço dos protestantes; é preciso extinguir as liberdades fundamentais em nome de uma unidade que nunca existiu. Agora o charlatanismo entrou na minha Igreja Católica, e os carismáticos têm um canal próprio chamado Canção Nova. Semana passada, estava passando os canais, até me deparar com urros de “glória a Deus!!!”, enquanto um suposto deficiente físico era “milagrosamente curado”. É horrível brincarem assim com a miséria humana.
    Sr. Leonardo Boff, qual seria o procedimento para que eu faça queixa dessas pessoas à Arquidiocese?

  82. Wanderson Nogueira permalink
    07/09/2014 18:28

    Carissimo. Noto em voce uma recusa em aceitar que os movimentos de esquerda estão aos poucos alterando as liberdades da nação brasileira. A revolução socialista ou comunista como queira chamar nunca morreu. Com todo respeito, um Brasil como cuba, Venezuela e china não pode levar a uma democracia melhor, e sim a um futuro autoritarismo disfarçado. Vou usar um argumento entre muitos que tenho para refletirmos juntos. O senhor defendeu o sangue soviético derramado contrário o nazismo no mundo. Não sou nazista, mas também não sou comunista. Muitos documentos antes secretos agora nos mostram que sem Stalin a Alemanha de Hitler nunca teria espalhado o nazismo no mundo. Stalin contra o tratado de versalhes armou a marinha, o exército e a aeronáutica de Hitler. Stalin deixou a Europa definhar e quando a guerra chegou em sua metade, resolveu contra atacar o nazismo e ao fim eliminou fronteiras de muitas nações livres que nem eram comunista ou nazista, formando assim a urss. Com todo respeito que tenho ao senhor deveria ler ” o grande culpado” de Viktor suvorov, ex agente da kgb. Que de forma brilhante através de uma bibliografia brilhante mostra os planos de Stalin para espalhar a revolução comunista no mundo. Que deus lhe abençoe. Um abraço.

  83. Alexandre Ribeiro Ubaldo permalink
    15/09/2014 4:03

    Morto e sepultado? Isto é cegueira.

  84. Alexandre Ribeiro Ubaldo permalink
    26/09/2014 22:27

    e olhe que é antigo…

  85. Lucas permalink
    10/10/2014 18:28

    Prezado Leonardo Boff, acho que todos nós gostaríamos de ler um parecer seu, ou um comentário que seja a respeito do Olavo de Carvalho. Abraço,

    • Alexandre Ribeiro Ubaldo permalink
      21/10/2014 12:39

      Ele fala muito palavrão, mas tive oportunidade de lê-lo. Fora as suas idéias sobre sexo – ele é um católico fervoroso – eu me coaduno com as idéias políticas dele; e também contra o aborto. Acho que ele é um intelectual do nível do falecido Otto Maria Carpeaux.

  86. Cesar permalink
    28/10/2014 14:15

    Esse ser está destinado ao inferno. Seguidor de um satanista convicto como Marx, cujo ateísmo é apenas um mito. Sua teologia da libertação vem na verdade de Gramsci que afirmava que a igreja não deveria ser atacada de frente, mas, através da infiltração de elementos que lhe tirassem o conteúdo espiritual. Segundo tal teórico, para acabar com uma religião basta esvaziá-la de seu conteúdo espiritual e, então, ela simplesmente implodirá. Nos anos 50, já se verá nos documentos do partido comunista uma agenda cujo um dos objetivos era a substituição da religião espiritual por uma religião social, aplicando assim, os preceitos de Gramsci no plano concreto. A pergunta que não quer calar é esta: Como alguém simpático a religião cristã, implantaria na mesma um conjunto de idéias que de antemão, já sabia, que se aplicadas levariam a destruição desta mesma religião? Simples, temos na verdade um comunista disfarçado que visa a destruição do cristianismo por que essa sempre foi a primeira preocupação de Marx, desde sua juventude, onde já realizava rituais satânicos. Não é a toa que o comunismo já matou mais de 90 milhões de pessoas (cálculos conservadores ) e instituiu a maior perseguição aos cristãos, ocorrida na história. Não é atoa que o próprio Deus interveio diretamente no mundo, através da aparição de Nossa Senhora de Fátima (reconhecida pela Igreja) onde um dos segredos de Fátima (a aparição ocorreu em 1917, ano da revolução na Rússia) trata exatamente da desgraça que o comunismo traria para o mundo, (há, inclusive, uma aparição em Pernambuco, nos anos 30, não reconhecida pela Igreja, que avisa que o país sofrerá três castigos por causa do comunismo, inclusive uma guerra civil). O próprio Código Canônico revela o perigo de se aninhar com idéias comunistas, que podem levar até mesmo á figura da auto-excomunhão. Se duvidam do que eu digo, pesquisem, formem sua própria convicção, não sigam, simplesmente aquilo que um comunista nos diz ser verdade. Lembrem-se que Fidel fez a revolução cubana dizendo ao povo que aquilo não era um movimento comunista, ou seja, pesquisem e verão como a estratégia comunista sempre usa da mentira e da enganação.

    • Julio. permalink
      10/11/2014 13:53

      Aos 4 de Abril de 1959, o Papa João XXIII autorizou a publicação do Dubium, um documento do Santo Ofício de 25 de Março, que confirmava o decreto contra o Comunismo de 1949. Neste documento de 1959, reafirmou-se que não era permitido aos católicos darem o seu voto a partidos ou candidatos que sejam comunistas ou aliados dos comunistas.

  87. Alexandre Ribeiro Ubaldo permalink
    04/11/2014 17:51

    “A mudança do termo camarada (do russo tovarisbch) para companheiro foi de uma esperteza genial, não somente por razões de sigilo, mas para atrair pessoas que tinham algo contra ser capacho de Moscou. Da mesma forma, comunismo foi substituído por socialismo. Eu próprio jamais teria entrado para o PCB ou do B, mas a AP “não era comunista, apenas “socialista”, defendia um “socialismo cristão” (fora fundada pelo pessoal da Juventude Universitária Católica – JUQ e supostamente seguia a Doutrina Social da Igreja, bem mais palatável, mesmo para não cristãos. Mas o que não era dito para as “ampliações” e só descoberto depois de certo avanço na militância, é que o tal Documento Base de AP era apenas um estratagema sedutor,- havia outro secreto, claramente maoísta ao qual só os já confiáveis podiam ter acesso e neste já constava a adesão ao marxismo-leninismo). “Socialismo cristão” não passa de uma isca criada depois da invasão gramscista da Igreja Católica através da “opção preferencial pelos pobres” E A TEOLOGIA DA LIBERTAÇÃO… Não se enganem os leitores, todas estas organizações que não trazem explicitamente o nome comunista não passam de tentáculos da mesma hidra, organizações auxiliares do Partido Comunista.” (Heitor de Paola, em “O Eixo do Mal Latino Americano”).

  88. Arcanjo Gabr. permalink
    10/11/2014 10:39

    O Papa Francisco disse que a doutrina marxista é equivocada, entretanto os que a pregam merecem respeito como pessoas(principio cristãos).Acrescentou que a busca da justiça social faz parte da doutrina da Igreja e não é uma novidade.O Papa repudia a Teologia da Libertação, por que?Outrossim, a resistencia contra a invasão da Russia pelos nazi, só foi possível,alem é claro, repelir os nazistas de seu territorio, foi corroborado por armas fornecida pelos Estados Unidos, já que industria e economia russa esta um caos.O que dizer das atrocidades da Revolulção Russa; Pol Pot-khmer vermelho, Mao etc…

  89. Alexandre Ribeiro Ubaldo permalink
    14/11/2014 17:59

    VOU TENTAR COLOCAR DE NOVO, JÁ QUE FUI CENSURADO:

    “A mudança do termo camarada (do russo tovarisbch) para companheiro foi de uma esperteza genial, não somente por razões de sigilo, mas para atrair pessoas que tinham algo contra ser capacho de Moscou. Da mesma forma, comunismo foi substituído por socialismo. Eu próprio jamais teria entrado para o PCB ou do B, mas a AP “não era comunista, apenas “socialista”, defendia um “socialismo cristão” (fora fundada pelo pessoal da Juventude Universitária Católica – JUC e supostamente seguia a Doutrina Social da Igreja, bem mais palatável, mesmo para não cristãos. Mas o que não era dito para as “ampliações” e só descoberto depois de certo avanço na militância, é que o tal Documento Base de AP era apenas um estratagema sedutor,- havia outro secreto, claramente maoísta ao qual só os já confiáveis podiam ter acesso e neste já constava a adesão ao marxismo-leninismo). “Socialismo cristão” não passa de uma isca criada depois da invasão gramscista da Igreja Católica através da “opção preferencial pelos pobres” e a Teologia da Libertação… Não se enganem os leitores, todas estas organizações que não trazem explicitamente o nome comunista não passam de tentáculos da mesma hidra, organizações auxiliares do Partido Comunista.” (Heitor de Paola, em “O Eixo do Mal Latino Americano”).

  90. 05/12/2014 22:29

    Não entendo Leonardo Boff. É católico mas denuncia o neoliberalismo.

  91. 11/08/2015 18:28

    Como disse Einstein, a estultice é infinita, assim também a parcialidade, quer dizer que as mais de cem milhões de mortes provocadas por Stalin, Mao, Pol Pot e Fidel nunca existiram?

  92. Sérgio permalink
    21/09/2015 1:53

    O fundamentalismo tomou conta das cabeças. Não há como abri-las. Não há argumentos que as penetrem. As pessoas estão raivosas.

  93. Rogerio Araujo permalink
    13/11/2015 6:34

    Neste artigo o que se lê são conceitos fechados e a rotulação pejorativa simplista dos que pensam deferente. Parece torcedor defendendo seu clube. Entediante…

  94. Paulo permalink
    24/11/2015 17:08

    Ok

  95. 19/08/2016 10:24

    Curioso: no início, o autor Leonardo Boff estabelece uma distância entre a sua doutrina e o marxismo, e depois tece uma série de loas ao regime soviético!

    Respondendo às suas colocações, gostaria de lembrar que não foram os regimes fascistas que criaram o sistema de partido único, a polícia secreta, ou os campos de concentração: tudo isso surgiu na antiga U.R.S.S. e os fascistas apenas copiaram.

    Quanto à II Guerra Mundial, o fato de o regime nazista da Alemanha ser totalitário não anula o fato de que o regime soviético também o era – como dito acima, os nazi-fascistas não tiveram sequer originalidade.

    Abraços!

    • 20/08/2016 12:14

      Heber, vc está equivocado ou lê mal. Longe de mim fazer loas ao comunismo-marxismo soviético. Isso não consta em nenhum escrito meu.

      • 22/08/2016 12:31

        Okay, Sr. Boff! É que o seu grau de conivência com as práticas adotadas pelo regime castrista em Cuba acaba me passando muitas vezes a impressão contrária: como sabemos, a Cuba de Fidel Castro foi a principal representante dos interesses soviéticos na América Latina durante o século passado.

        Eu não sou religioso, mas sempre achei estranho um certo silêncio da sua parte em face dos missionários cristãos que sofrem horrores em ditaduras de Esquerda, como acontece até hoje na China e na Coreia do Norte. Da mesma forma, também num vi uma única palavra sua em relação ao sacrifício vivido pelo cardeal húngaro József Mindszenty. Isso me faz perguntar sobre a qual evangelho o Sr. serve.

        A propósito: acho que foi no ano de 2013 que eu me deparei com o Sr. no elevador de um hotel em Belo Horizonte, provavelmente o Hotel Mercure. Até gostaria de ter aproveitado o ensejo para lhe suscitar esses questionamentos pessoalmente, mas não quis ser inconveniente, nem importuná-lo. Espero que ainda possamos travar debates em um nível mais elevado do que é habitualmente encontrado na Internet, mesmo tendo pontos de vista divergentes sobre várias questões.

        Envio-lhe as minhas mais sinceras congratulações!

      • 24/08/2016 22:16

        Héber, não me considero a palmatória do mundo. Não tenho porquê pronunciar-me sobre todos os temas,muitos lá longe no século passado.Apenas que lhe digo que frei Betto e eu trabalhamos por anos para que Cuba deixasse o ateismo oficial e dialogasse com a Igreja o que de fato aconteceu. Foi uma forma de pastoral no campo socialista. Não é sem razão que os Papas vistaram Cuba e ficaram admirados pelo tipo de sociedade, austera, nem rica nem pobre, sem favelas. Fizeram a revolução da fome.Agora estão fazendoa revolução da liberdade. Abraço lboffr

  96. 22/09/2016 11:10

    Sem dúvida, ser de esquerda é uma doença mental. Os únicos que realmente conhecem o comunismo foram aqueles que morreram sob sua égide. O mais interessante é que comunistas não vão morar em países onde o comunismo impera. Desafio o autor desse artigo a se mudar para a Coreia do Norte ou para Cuba. Me admira o fato de ter sido um homem que serviu nas fileiras da igreja, devia ter assumido, desde o começo o seu ateísmo. O comunismo bestializa as pessoas!

    • 25/09/2016 1:19

      Motpheus, é o deus do sono. Vc deve ter dormindo ao ler meu artigo. Não falei do comunismo já morto, mas de socialismo como radicalização da democracia como queria Rosa Luzemburgo e hoje incorporando o momento ecológico indispensável como o faz Michael Löwy,o formulador do manifesto do ecosocialismo democratico. Preste atenção quando ler, para não introjetar no texto seus próprios preconceitos. lboff

Trackbacks

  1. Contra a imbecilidade do atual anticomunismo | ...
  2. Contra a imbecilidade do atual anticomunismo | ...
  3. Contra a imbecilidade do atual anticomunismo | EVS NOTÍCIAS.
  4. Contra a imbecilidade do atual anticomunismo : Blog – Cidadão do Mundo
  5. BOFE CONTINUA O MESMO, por Magu | Blog do Giulio Sanmartini (1944/2013)
  6. Boff – a sentença e o diagnóstico do Cristo | BLOG do SAMPAIO
  7. A cerca, o comunismo e o ignorante que fala para demonstrar a própria ignorância – Blog do Garrone

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: