Skip to content

De Frei Betto: FAÇA NOVO O TEU ANO

29/12/2014

Nada melhor para esse início de ano de 2015 que promete ser um caminho de espinhos e de abrolhos do que estas palavras sábias e esperançadoras de frei Betto, um dos que melhor escreve sobre espiritualide e sobre engajamento para transformação social a partir dos mais esquecidos e sofredores. Toda sua vida vem marcada por esta opção, em razão da qual está nas origens do programa Fome Zero do governo de Lula-Dilma. Não fez outra coisa que repetir o gesto de Jesus, o de multiplicar os pães e os peixes. Esta iniciativa ficará imorredoura na história de nosso país: Lboff

*******************

 Neste ano-novo, se faça novo, reduza a ansiedade, regue de ternura os sentimentos mais profundos, imprima a seus passos o ritmo das tartarugas e a leveza das garças.


Não se mire nos outros; a inveja mina a autoestima, fomenta o ressentimento e abre, no centro do coração, o buraco no qual se precipita o próprio invejoso.


Espelhe-se em si mesmo, assuma seus talentos, acredite em sua criatividade, abrace com amor sua singularidade. Evite, porém, o olhar narcísico. Seja solidário: estenda aos outros as mãos e oxigene a própria vida. Não seja refém de seu egoísmo.


Cuide do que fala. Não professe difamações e injúrias. O ódio destrói a quem odeia, não o odiado. Troque a maledicência pela benevolência. Comprometa-se a expressar alguns elogios por dia. Sua saúde espiritual agradecerá.


Não desperdice a existência hipnotizado pela TV ou navegando aleatoriamente pela internet, naufragado no turbilhão de imagens e informações que não consegue síntetizar. Não deixe que a sedução da mídia anule sua capacidade de discernir e o transforme em consumista compulsivo. A publicidade sugere felicidade e, no entanto, nada oferece senão prazeres momentâneos.


Centre sua vida em bens infinitos, nunca nos finitos. Leia muito, reflita, ouse buscar o silêncio neste mundo ruidoso. Lá encontrará a si mesmo e, com certeza, um Outro que vive em você e que quase nunca é escutado.


Cuide da saúde, mas sem a obsessão dos anoréticos e a compulsão dos que devoram alimentos com os olhos. Caminhe, pratique exercícios, sem descuidar de aceitar as suas rugas e não temer as marcas do tempo em seu corpo. Frequente também uma academia de malhar o espírito. E passe nele os cremes revitalizadores da generosidade e da compaixão.


Não dê importância ao que é fugaz, nem confunda o urgente com o prioritário. Não se deixe guiar pelos modismos. Faça como Sócrates, observe quantas coisas são oferecidas nas lojas que você não precisa para ser feliz. Jamais deixe passar um dia sem um momento de oração. Se você não tem fé, mergulhe em sua vida interior, ainda que por apenas cinco minutos.


Arranque de sua mente todos os preconceitos e, de suas atitudes, todas as discriminações. Seja tolerante, coloque-se no lugar do outro. Todo ser humano é o centro do Universo e morada viva de Deus. Antes, indague a si mesmo por que, às vezes, provoca nos outros antipatia, rejeição, desgosto. Revista-se de alegria e descontração. A vida é breve e, de definitivo, só conhece a morte.


Faça algo para preservar o meio ambiente, despoluir o ar e a água, reduzir o aquecimento global. Não utilize material que não seja biodegradável. Trate a natureza como aquilo que ela é de fato: a nossa mãe. Dela viemos e a ela voltaremos. Hoje, vivemos do beijo na boca que ela que nos dá continuamente: ao nutrir cada um de nós de oxigênio e alimentos.


Guarde um espaço em seu dia a dia para conectar-se com o Transcendente. Deixe que Deus acampe em sua subjetividade. Aprenda a fechar os olhos para ver melhor.


Feliz 2015!

 

Frei Betto é escritor, autor de “A arte de semear estrelas” (Rocco), entre outros livros.

33 Comentários leave one →
  1. rocha.edson@ibest.com. br permalink
    29/12/2014 17:59

    Frei Beto .que o sr acha de Rubem Alves?

  2. Ana Maria Cantalice Lipke permalink
    29/12/2014 18:00

    É um grande educador. Muito bom.

  3. Genir permalink
    29/12/2014 18:16

    Bela lista para 2015, nos ajuda a refazer nossas atitudes até que nossa mente compreenda a verdadeira felicidade!

  4. 29/12/2014 18:31

    Republicou isso em Paulosisinno's Bloge comentado:
    De Frei Betto: FAÇA NOVO O TEU ANO

  5. 29/12/2014 18:52

    Obrigada, Leonardo, pela sabedoria repartida em todo este ano que nos está deixando. Obrigada pela “carícia essencial” que você passa em tudo o que escreve, e fala, e faz pela sociedade brasileira. A sua foto no facebook nos fala desse pensador moderno e sábio que você é. Em 2015, esperamos que você continue nos alimentando de Esperança e da vontade de ser mais gente. Um grande abraço!

  6. 29/12/2014 19:33

    Não li nenhuma recomendação melhor. Que o mundo o ouça

  7. Robson permalink
    29/12/2014 19:42

    Bela mensagem…quanto ao fome zero, uma vergonha nacional, tanto que pessoas serias como d mauro e frei betto pularam fora….comparar essa ação a de jesus é alem de anacronismo, forçar demais….

  8. Veronica Matos permalink
    29/12/2014 22:42

    Aplausos…

  9. 30/12/2014 0:50

    Meu caro Leonardo Boff: o texto é bonito, sedutor e coerente na sua quase totalidade, mas não na íntegra, além de, só por si, não ter a força suficiente para alterar o estado de sítio em que mergulha a nossa sociedade. Vivemos na era da informática, da lógica racional por excelência, pois o computador nada mais é do que a sublimação da lógica matemática. Tudo é explicado racionalmente e, nada acontece de maior ou mais grave, ao sabor de meras circunstâncias. De igual modo, ou por analogia, deveria ser analisada a nossa razão existência. Não existimos por mera fecundação de um espermatozóide e um óvulo. Tem que existir uma força maior por detrás dessa sublime união. Então não podemos, ou melhor,, não deveríamos viver ao sabor de meras circunstância do acaso, ou num mundo de ilusão, de utopias ou do faz de conta. A realidade existencial legada pelo espiritismo é um fato consumado, mas a maior parte da ciência ainda teima arrogantemente em ignorar essa realidade, bem como a maioria dos intelectuais de vanguarda. Quando vc fala que Frei Beto é dos que melhor fala sobre espiritualidade, não consigo enxergar nada que a isso corresponda. A fala dele é comum e banal. Quando fala do mais esquecidos e sofredores, é uma linguagem sem qualquer fundamento, pois não existem esquecidos e sofredores perante a divindade maior, ou então, Deus não seria um ser onipotente bom. Quando fala que a vida é breve e em definitivo só conhece a morte, não sabe nada de espiritualidade. Nada existe de transcendente, tudo é explicada racionalmente. Quando diz para arrancar da sua mente os preconceitos, ele é o principal preconceituoso ao não aceitar a realidade existencial facultada pelo espiritismo. Então, meu caro Boff, interpretar toda uma sociedade à luz de uma única existência é uma coisa. Outra, totalmente oposta é a interpretação social à luz de várias existências. Por isso, a situação social é alarmante e continuará cada vez pior porque as soluções apresentadas não conduzirão a parte alguma, porque estão inseridas no contexto de uma única existência, o que não corresponde à verdade e, por isso, jamais conduzirão ao porto de abrigo. E para terminar, essa de multiplicar pães e peixes, não corresponde nem de perto nem de longe a qualquer fundamentação. Jesus fez isso porque no momento em que se encontrava não dispunha nem de pão, nem de peixes. Aqui existem pães e peixes com fartura. Então esse gesto não passa de uma pequena esmola… e,como tal, são rios de dinheiro que somem pelo ralo, sem nada proveitoso. Então, será muito mais proveitoso ensinar a pescar. Todo esse manancial de dinheiro se fosse aplicado em indústrias, seria muito mais proveitoso para o país e para as pessoas que recebem essa esmola. Por isso meu caro Boff, a força que me move neste momento é a ambição maior de poder levar o conhecimento espírita ao maior número de pessoas possível e maior ainda a grande ambição de viabilizar esta matéria no currículo escolar, como filosofia existencialista. Quando isso for possível e viável, quando deixarmos os preconceitos de lado, sobretudo no quesito religioso, quando eliminarmos todas as discriminações, então si, a sociedade começará a mudar de verdade.
    Que esta premissa seja incorporada no coração e na mente de todos aqueles que realmente se propuserem a dar o primeiro passo de mudança, serão os meus mais ardentes votos.
    FELIZ ANO NOVO
    Obs: saiba mais acessando o nosso site: http://www.olivrodosespiritos.com.br

    • 02/01/2015 11:37

      Alberto Adriano
      A maioria dos nomes que vc cita eu conheci pessoalmente e de alguns fui amigo muito próximo como Gadamer que me convidou a dar um semestre como prof. visitante na Univ. de Heidelberg e velhinho de 101 anos vinha ainda assistir uma ou outra aula. Se vc tiver lido e estudado 1% do que estudei e li nestes mais de 60 anos de trabalho intelectual e escrito 92 livros, varios premiados, o ultimo com a medalha de ouro nos USA no campo da nova Ciência e Cosmologia, eu me daria por vencido. Seria bom vc se informar um pouco, ao menos entrar na Wikipedia para não revelar tanta ignorância aliada à arrogância.São os sinais dos falsos intelectuais, dos quis vc é um representante infeliz. Lboff

  10. roque permalink
    30/12/2014 0:52

    Senhor Boff:
    O senhor poderia nos poupar do seus comentários católicos alucinatórios, que tenho visto no Jornal do Brasil nas redes sociais, nas fervorosas adesões ao pt, a dilma,à “revelação deista popular” e nas visões escatológicas completamente fora de lugar sobre um novo milenio do pt e da mst e movimentos sociais…não tivera ainda a oportunidade de dizer-lhe o quanto é inculto, nada sabe sobre levi strauss e outras eminências da antropologia e mesmo psicanálise e lacan, para que não prossiga neste absurdo catequético, como prédica regular da ignorância metodológica que insiste em fazer. Em todo o caso, o senhor se considera a iluminação do universo, dentro da prática marketeira de simplicidade imantadora de que acha revelador.
    Continue. Apenas irradiará uma vasta diminuição e rebaixamento de inteligência, que nada tem a ver com o significado real do século 21 – e muito menos com a hermenêutica de Gadamer e a fenomenologia construtivista advinda de Husserl, Merleau Ponti, Alfred Schutz e muitos outros. O senhor ouviu o galo cantar e nada sabe há muitos anos, senhor Boff. É a vanguarda mais completa de ignorância e da ignorância soberba
    Roque Neto ,

  11. Paulo Duarte permalink
    30/12/2014 2:28

    Enfim, um texto que nao fala em “presidentas” (a maioria das vezes com P maisculo (o que esta errado), nem em “conjunturas”, nem em “esquerda” – e nem tenta livrar a cara dos que, coitados!, pagam pela sua esperteza, ingenuidade e complacencia, se dizendo “de esquerda” mas, claro, preenchendo as boquinhas e boconas que se lhes apresentam!

  12. Amauri do Amaral Campos permalink
    30/12/2014 7:23

    Difícil não comparar com as ideologias políticas, ainda mais quando se percebe que não há muita coerência no ativismo político em relação à preocupação com o meio ambiente, que é a área que eu acompanho e que demonstra o quanto o grupo que goza do apoio do escritor não tem o mesmo posicionamento, haja vista a aprovação da destruição do Código Florestal liderado por interesses muito mais eleitorais e econômicos do que práticos, reais e efetivos, só a permissão para se invadir as várzeas, para se transformar brejo em áreas para comércio de terras já seria um motivo para não se deixar usar por pessoas sem caráter, desonestas, que se infiltram na política usando ideólogos ligados a alguma religião, para perpetuarem suas negociações travestidas de avanços sociais, mas que são muito mais propaganda do que programas essenciais, essa característica partidária ideológica tira 50% da credibilidade do que está escrito, já que sabemos que muito do que se fala e se escreve, não se pratica.

  13. Claudicéa Ribeiro dos Santos permalink
    30/12/2014 8:10

    Profundamente humana a caminho do divino!!!

  14. 30/12/2014 9:37

    Republicou isso em Hebert Limae comentado:
    Leonardo Boff nos brinda com uma linda mensagem de Frei Betto, ótima para fazermos uma reflexão para começarmos o novo ano com muita energia e muita paz!

  15. 30/12/2014 12:45

    Republicou isso em Empreender e Teologare comentado:
    Do nosso amigo Frei Betto para um 2015 melhor

  16. Isabel Pinho permalink
    30/12/2014 15:30

    Muito lindo o texto do Frei Beto. De emocionar mesmo….Isabel

  17. Maria Goretti de Lima permalink
    30/12/2014 18:24

    Excelente texto! Preciso, claro, denso e real. Merecedor de reconhecimento, principalmente pela contribuição que oferta às pessoas, ajudando-as a serem cada vez mais humanas. Parabéns!

  18. Alexandre Alan permalink
    31/12/2014 11:00

    Faltou apenas expor a necessidade de todos, inclusive seus notórios correligionários, sermos éticos e comprometidos nas atividades laborais…

  19. 31/12/2014 20:18

    Texto maravilhoso. Para mim serviu como um incentivo a redobrar meu ânimo um pouco enfraquecido pelo que se vê no mundo, neste exato instante. Obrigada por existir pessoas como você que além de ter uma grande sabedoria a compartilha tão generosamente.

  20. 01/01/2015 2:03

    Meu caro Leonardo Boff: o texto é bonito, sedutor e coerente na sua quase totalidade, mas não na íntegra, além de, só por si, não ter a
    força suficiente para alterar o estado de sítio em que mergulha a nossa
    sociedade. Vivemos na era da informática, da lógica racional por
    excelência, pois o computador nada mais é do que a sublimação da lógica
    matemática. Tudo é explicado racionalmente e, nada acontece de maior ou
    mais grave, ao sabor de meras circunstâncias. De igual modo, ou por
    analogia, deveria ser analisada a nossa razão existencial. Não existimos
    por mera fecundação de um espermatozoide e de um óvulo. Tem que existir uma
    força maior por detrás dessa sublime união. Então não podemos, ou
    melhor, não deveríamos viver ao sabor de meras circunstância do acaso,
    ou num mundo de ilusão, de utopias ou do faz de conta. A realidade
    existencial legada pelo espiritismo é um fato consumado, mas a maior
    parte da ciência ainda teima arrogantemente em ignorar essa realidade,
    bem como a maioria dos intelectuais de vanguarda. Quando vc fala que
    Frei Beto é dos que melhor fala sobre espiritualidade, não consigo
    enxergar nada que a isso corresponda. A fala dele é comum e banal.
    Quando fala dos mais esquecidos e sofredores, é uma linguagem sem
    qualquer fundamento, pois não existem esquecidos e sofredores perante a
    divindade maior, ou então, Deus não seria um ser onipotente bom. Quando
    fala que a vida é breve e em definitivo só conhece a morte, não sabe
    nada de espiritualidade. Nada existe de transcendente, tudo é explicado
    racionalmente. Quando diz para arrancar da sua mente os preconceitos,
    ele é o principal preconceituoso ao não aceitar a realidade existencial
    facultada pelo espiritismo. Então, meu caro Boff, interpretar toda uma
    sociedade à luz de uma única existência é uma coisa. Outra, totalmente
    oposta é a interpretação social à luz de várias existências. Por isso, a
    situação social é alarmante e continuará cada vez pior porque as
    soluções apresentadas não conduzirão a parte alguma, porque estão
    inseridas no contexto de uma única existência, o que não corresponde à
    verdade e, por isso, jamais conduzirão ao porto de abrigo. E para
    terminar, essa de multiplicar pães e peixes, não corresponde nem de
    perto nem de longe a qualquer fundamentação. Jesus fez isso porque no
    momento em que se encontrava não dispunha nem de pão, nem de peixes.
    Aqui existem pães e peixes com fartura. Então esse gesto não passa de
    uma pequena esmola… e,como tal, são rios de dinheiro que somem pelo
    ralo, sem nada proveitoso. Seria muito mais proveitoso ensinar a
    pescar. Todo esse manancial de dinheiro se fosse aplicado em indústrias,
    seria muito mais benéfico para o país e para as pessoas que recebem
    essa esmola. Por isso meu caro Boff, a força que me move neste momento é
    a ambição maior de poder levar o conhecimento espírita ao maior número
    de pessoas possível e maior ainda a grande ambição de viabilizar esta
    matéria no currículo escolar, como filosofia existencialista. Quando
    isso for possível e viável, quando deixarmos os preconceitos de lado,
    sobretudo no quesito religioso, quando eliminarmos todas as
    discriminações, então sim, a sociedade começará a mudar de verdade.

    Que esta premissa seja incorporada no coração e na mente de todos
    aqueles que realmente se propuserem a dar o primeiro passo de mudança,
    serão os meus mais ardentes votos.

    FELIZ ANO NOVO

    Obs: saiba mais acessando o nosso site: http://www.olivrodosespiritos.com.br

  21. 01/01/2015 7:21

    Republicou isso em INTERBLOG.

  22. neusa permalink
    01/01/2015 10:52

    Maravilha EDUCAR – ENSINAR – ENCHERGAR com comunicadores especiais.

  23. 01/01/2015 21:40

    Republicou isso em Fonte da arte.

  24. FátimaSantiago permalink
    02/01/2015 10:59

    Belos conselhos.

  25. 02/01/2015 18:36

    Republicou isso em mphaickele comentado:
    Faça tudo de novo…

  26. peregrino permalink
    07/01/2015 7:30

    Republicou isso em la voz.

  27. cristina coluccini permalink
    07/01/2015 17:24

    É impressionante e lamentável a intolerância e a falta de humildade diante de palavras que são como abelhas levando o pólen de coração em coração…, Falar de preconceito e discriminação…!quanto de FEL em palavras impensadas e sem reflexão!!! Parabéns L. Boff e Frei Betto, que ainda acreditam na doçura!

  28. José Carlos Barbosa permalink
    07/01/2015 19:04

    Feliz 2015 Frei Betto e Leonardo Boff. Agradecemos a Deus por existirem. Obrigado pelo que fazem e pelo que são.

  29. ewerton correa permalink
    09/01/2015 17:52

    Muito bom frei Betto!

  30. 07/09/2015 12:41

    Que ambição mediocre, preconceituosa e perversa, essa de incluir no currículo escolar o conhecimento espírita como se representasse a única resposta possível para a existência, e o respeito as outras visões, onde estar. Coisa de INTELECTUALESMA AMEBIANA.

Trackbacks

  1. De Frei Betto: FAÇA NOVO O TEU ANO « Associação Rumos
  2. Faça novo o teu ano | Pavablog

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: