Skip to content

O que se esconde por trás do ódio ao PT(II)?

07/03/2015

Já dissemos anteriormente e o repetimos: o ódio disseminado na sociedade e nas mídias sociais, não é tanto ao PT, mas àquilo que o PT propiciou para as grandes maiorias marginalizadas e empobrecidas de nosso país: sua inclusão social e a recuperação de sua dignidade. Não são poucos os beneficiados dos projetos sociais que testmunharam: “sinto-me orgulhoso não porque posso comer melhor e viajar de avião, coisa que jamais poderia antes, mas porque agora recuperei minha dignidade”. Esse é o mais alto valor político e moral que um governo pode apresentar: não apenas garantir a vida do povo, mas faze-lo sentir-se digno, alguém participante da sociedade.

Nenhum governo antes em nossa história conseguiu esta façanha memorável. Nem havia condições para realizá-la porque nunca houve interesse em fazer das massas exploradas de indígenas, escravos e colonos pobres, um povo consciente e atuante na construção de um projeto-Brasil. Importante era manter a massa como massa, sem possibilidade de sair da condição de massa, pois assim não poderia ameaçar o poder das classes dominantes, conservadoras e altamente insensíveis aos padecimentos do próximo. Essas elites não amam a massa empobrecida. Mas tem pavor de um povo que pensa, pois faz valer seus direitos e pode ameaçar os privilégios dela.

Para conhecer esta anti-história aconselho aos políticos, aos pesquisadores e aos leitores/as que leiam o estudo mais minucioso que conheço:”a política de conciliação: história cruenta e incruenta”, um largo capítulo de 88 páginas do clássico “Conciliação e reforma no Brasil” de José Honório Rodrigues (1965 pp. 23-111). Ai se narra, como a dominação de classe no Brasil, desde Mende de Sá até os tempos modernos, foi extremamente violenta e sanguinária, com muitos fuzilamentos e enforcamentos e até de guerras oficiais de extermínio dirigidas contra tribos indígenas como contra os botocudos em 1808.

Também seria falso pensar que as vítimas tiveram um comportamento conformista. Ao contrário, reagiram também com rebeliões e violência. Foi a massa indígena e negra, mestiça e cabocla a que mais lutou e que foi reprimida cruelmente, sem qualquer piedade cristã. Nosso solo ficou ensopado de sangue.

As minorias ricas e dominantes elaboraram uma estratégia de conciliação entre si, por cima da cabeça do povo e contra o povo, para manter a dominação. O estratagema sempre foi mesmo. Como escreveu Marcel Burstztyn (O país das alianças: as elites e o continuismo no Brasil, 1990): “o jogo nunca mudou; apenas embaralharam-se diferentemente as cartas do mesmo e único baralho.”

Foi a partir da política colonial e continuada até recentemente que se lançaram as bases estruturasis da exclusão no Brasil, como foi mostrado por grandes historiadores, especialmente por Simon Schwartzman com o seu “Bases do autoritarismo brasileiro” (1982) e Darcy Ribeiro com seu grandioso “O povo Brasileiro” (1995).

Existe, pois, com raízes profundas, um desprezo pelo povo, gostemos ou não. Esse desprezo atinge o nordestino, tido por ignorante (quando a meu ver é extremamente inteligente, vejam seus escritores e artistas), os afrodescendentes, os pobres econômicos em geral, os moradores de favelas (comunidades), e aqueles que têm outra opção sexual.

Ocorre que irrompeu uma mudança profunda graças às políticas sociais do PT: os que não eram começaram a ser. Puderam comprar suas casas, seu carrinho, entraram nos shoppings, viajaram de avião às multidões, tiveram acesso a bens antes exclusivos das elites econômicas.
Segundo o pesquisador Márcio Pochmann em seu Atlas da Desigualdade social no Brasil : 45% de toda a renda e a riqueza nacionais é apropriada por apenas 5 mil famílias extensas. Estas são nossas elites. Vivem de rendas e da especulação financeira, portanto, ganham dinheiro sem trabalho. Pouco o nada investem na produção para alavancar um desenvolvimento necessário e sustentável.

Veem, temerosas, a ascensão das classes populares e de seu poder. Estas invadem seus lugares exclusivos. No fundo, começa a haver uma pequena democratização dos espaços sociais.

Essas elites formaram, atualmente, um bloco histórico cuja base é constituida pela grande mídia empresarial, jornais, revistas e canais de televisão, altamente censuradores do povo, pois lhe ocultam fatos importantes, banqueiros, empresários centrados nos lucros, pouco importa a devastação da natureza e ideólogos (não são intelectuais) que se especializaram em criticar tudo o que vem do governo do PT e fornecem superficialidades intelectuais em defesa do status quo.

Esta constelação anti-popular e até anti-Brasil suscita, nutre e difunde ódio ao PT como expressão do ódio contra aqueles que Jesus chamou de “meus irmãos e irmãs menores”, os humilhados e ofendidos de nosso pais.

Como teólogo me pergunto angustiado: na sua grande maioria, essas elites são de cristãos e de católicos. Como combinam esta prática perversa com a mensagem de Jesus? O que ensinaram as muitas Universidades Católicas e as centenas de escolas cristãs para permitirem surgir esse movimento blasfemo, pois, atinge o próprio Deus que é amor e compaixão e que tomou partido pelos que gritam por vida e por justiça?

Mas entendo, pois para elas vale o dito espanhol: entre Deus e o dinheiro, o segundo é primeiro.

Infelizmente.

37 Comentários leave one →
  1. 08/03/2015 23:31

    Senhor Leonardo Boff,

    O ódio pelo PT é pelo fato que ele encarna hoje a figura da Corrupção.

    O brasileiro comum não compartilha de suas ideias sobre a causa do ódio ao PT.

    O brasileiro está cansado de PT, PSDB, de partidos e mais partidos e falta de União.

  2. 12/03/2015 14:12

    Não me lembro de Jesus avalizando o roubo e o engano da população para que se consolidasse um projeto de poder. É contra a corrupção e a bandalheira que o povo se levanta, independente destes ingredientes que vocês comunistas tentam lhe impingir. Não se trata de luta de classes como vocês tentam nos desqualificar, sou pobre e negro, sempre prestei solidariedade a todos que estejam em situação mais precária que a minha, e tenho todo o direito de me indignar e protestar veementemente contra um governo totalitário e corrupto. Engraçado que o pt é quem nos tempos atuais pugna para manter o povo na ignorância e eterna vítima do clientelismo governamental, transformando na massa amorfa e sem identidade que através do voto chantageado o perpetra no poder com ares de democracia. Acusar-nos de elite só porque enxergamos o óbvio e nos batemos contra o alinhamento ideológico dos senhores do poder com o que há de mais sórdido em termos de ditadura no mundo, não sermos coniventes com o partido-quadrilha que está levando nosso país ao caminho sem volta do comunismo bolivariano e cubano, mais que uma ofensa, é o exercício claro da vilania moral e intelectual. Queremos que a elite que está no poder responda pelos seus crimes e paguem por eles, para vermos por fim a consolidação da democracia que até o momento ainda é incipiente.

    • 08/08/2015 6:56

      Fui petista durante décadas. Estou com 50 anos. Acompanhei toda a história do PT. Acho um absurdo dizer que todo mal que nos acomete deva ser anulado pelo bem que o partido proporcionou na última década. Primeiro porque ele não fez nada mais que sua obrigação, foi para isso que o elegemos. A Globo, a Veja, sempre existiram, sempre manipularam. Talvez agora, já que o PT melhorou a vida de muita gente, haja mais massa de manobra. Mas dar vaga em universidade, criar escolas técnicas, não muda nada se não houver lugar no mercado para essas pessoas. Se melhorou mesmo as condições sociais, porque não diminuiu a violência. Vivemos com medo seja nos condomínios, seja na periferia. O que faltou na massa desse bolo? Não adianta defender o PT, eu como petista me sinto ludibriada, lutei tanto contra a corrupção dos governos anteriores e vejo isso como um câncer corroendo o partido. Leonardo Boff sou sua admiradora, mas não tenho como tapar o sol com a peneira. Nunca em toda a minha história eu os brasileiros fomos tão enganados.

      • Ednilson Vieira dos Santos permalink
        04/02/2016 20:31

        Tânia um dia também fui edefendi com unhas e dentes o PT mas hoje quanto mais distante melhor. A ideologia do partido foi jogada fora. É extremmente decepcionante assistir a esses escândalos. E não consigo enxergar onde houve melhorias!!!!???? O que se vê são pessoas sem renda, sem oportunidades. E isso o PT não fez e não fará. Se houver uma investigação em diversos programas sociais veremos mais escândalos. Digo porque já vimos casos e mais casos aqui no estado.
        Quanto ao ódio discordo totalmente do Leonardo. Julgar os outros com base em que? Nas manifestações? Será que teremos que aceitar sempre a falta de um sistema saúde digno? Uma segurança? E a educação???? Facilitar a entrada em universidades será que esse é o caminho?????
        Realmente não entendo o que houve com o PT!!!!!

  3. 12/03/2015 14:45

    Não se preocupem, porque eles não voltam, nem nós vamos, porque já fomos em outubro e dissemos sim para Dilma continuar governando o nosso maravilhoso Brasil.Os incomodados querem mais é perturbar, do que protestar, protesto é legítimo, anarquia é inaceitável num país que vai dando certo. Uma Nação que respira liberdade,um povo trabalhador,inteligente e que não teve medo de ser feliz. Saia das novelas e vá ler a história do Brasil, vá para o mundo real, o cérebro global alienígena, finge e nega os fatos, desprove-se de Deus e esquece que somos todos filhos do mesmo pai,diga não aos fascistas equivocados.Lutamos tanto, sofremos tanto,morreram tantos, choraram tantos.Cuidado com os golpistas sanguinários, masoquistas com a cabeça enfarinhada e fumaçada pelo triste comportamento da elite falsificada, que defende a questão do gênero e ao mesmo tempo hostiliza, sem perceber que a lavagem entra pela sua porta, se instala na sala, na cozinha,no banheiro,no quarto, no jardim, na varanda, no seu bolso e você quer pagar um custo altíssimo, para ver novamente o mesmo filme, que já conhece o final.Nosso povo não morre mais de fome, onde pode morrer de sede, sabemos a origem da falta de planejamento, responsabilidade e de compromisso com o povo brasileiro. Interromper um processo democrático, no mínimo é irracional ,fanático e demagógico. Somos conscientes e acreditamos neste grande projeto do povo Brasileiro. Viva o Brasil, viva o povo brasileiro.

  4. 13/03/2015 16:16

    Sabia que meu comentário não passaria pela autoritária moderação da página. Não fui ofensivo, apenas expressei a verdade. Mas para quem se beneficia da mentira, a verdade dói como açoite. Obrigado, Boff, por mostrar a real face de sua democracia.

    • 22/03/2015 14:03

      Robingalo, quem disse que sou orbrigado a lhe reponder? Vc não é obrigado a me acompanhar.Se respondesse a todos ficaria o dia inteiro no computador. E tenho que trabalhar como todos. Siga adiante em seu caminho e se preocupe com aquilo que faz sentido para vc. De deixe para outra hora o narcisismo de pensar que deve ser sempre contemplado.
      lboff

      • Robson Schultz Schrock permalink
        22/03/2015 17:16

        Eu duvido que você realmente leia o que escrevo, Leonardo Boff. Mas saiba que sua literatura é parte fundamental no curso de psicologia na UNIR. Voce está muito equivocado por dizer que há um ódio ao PT.
        Francamente odeio os ladrões que se escondem atrás do PT. E atrás de qualquer partido político. Vamos pensar: Você tem estudado e trabalhado muito, você usa óculos, mas não é cego, então não se finja que não vê o que LULA, Dilma e seus filósofos “marilena chauí” escrevem e falam.

      • 23/03/2015 15:54

        Robson
        é bom vc acompanhar a midia social e escutar o que eu escuto na rua, na fila do avião ae em outros lugares: há muito desprezo ao nordestino, aos afrodescentes, aos homoafetivos e outros…Quantas vezes na fila de avião, cheia de gente do povo que visita seus parentes no Nordeste, ouvi: “isso é coisa do Lula. Estes nordestinos deveriam ir de onibus. Estão tirando nossos lugares…” Quantos cartazes diziam” Maldito Lula, pois tinha duas empregadas agora so tenho uma pois elas querem todos os direitos…”Há ódio sim para aqueles que coneguiram subir na vida, aos milhões, e estão ocupando o lugar que os privilegiados achavam que era exclusivo deles. Por que uma madame que conheço disse:”antes eu ia todo ano a Paris. Agora não vou mais, pois o porteiro do predio tambem está indo”. Que significa isso senão desqualificação e desprezao dos outros?
        lboff

  5. Mario Real permalink
    13/03/2015 22:27

    Prezado Leonardo
    Vou tentar, uma vez mais, comentar suas colocações, espero que a equipe do blog não glose uma vez mais meu texto… mas tenho pouca esperança… Haja visto que os dois últimos comentários que fiz ficaram sem resposta… e inclusive retiraram os retornos ao meu e-mail de outros comentários.
    Eu entendo. É duro ser combatido de forma franca com idéias e argumentos. Sei que não é esta a sua intenção e os textos que produzes, são para serem sementes e gerarem as complementariedades naturais das mentes humanas, visto que somos harmonicamente desiguais.
    Neste texto parte II do que chamas de Ódio ao PT, eu me arrisco a responder tua questão angustiada ao final…. sobre o quê ? ensinaram as Escolas católicas… E eu como ex aluno marista de POA te digo, ensinaram que o maior e grande mandamento é que nos amemos uns aos outros, como ELE nos amou.
    É isto. O resto é interpretação individual
    A questão em foco não é a Igreja é as coisas que o PT disse que faria e as coisas que o PT está fazendo… com a conivência de pessoas sábias e cultas, como tu, por exemplo.
    O PT disse que faria a auditoria na Dívida Externa – não fez, acolherou-se com a banca internacional…
    O PT disse que seria avesso ao compadrio – não foi, fez 4 governos de coalisão, colhendo o que há de PIOR no país, como Collor, Sarney e pasme… pasme o Paulo Maluf… aí cabe o teu ditado espanhol…. primeiro o dinheiro (tempo de TV) depois DEUS.
    O PT arrebentou com a Petrobrás, computados até agora 10 BI… 10 BILHÕES de DÓLARES ????
    Então resta a angustiante questão: para o PT reformador em que tu crês ainda existir, o que fazer com o PT corruptor que temos ?
    Porque o Ódio só é visto como coisa das elites brancas…. e o lula ? ao chamar os stedile´s para a briga ? de que lado está o ódio ?
    Aliás entre Deus e o Poder, para onde pende o lula, stedile e o PT ?

    Não há dois pesos para a mesma medida… há um peso e uma medida. Ser cristão é odiar o irmão e portando crer-se livre para roubar o coletivo ? Se é isto… o Deus do PT é diferente do meu Deus.
    Paz e Bem

    • 22/03/2015 14:00

      Mario, vc não tem nenhuma obragação de me seguir e eu não tenho nenhum dever de lhe responder. Se fizesse com todos não faria mais nada na vida, nem escreveria nada para vc comentar.
      Siga seu caminho e não precisa dar atenção ao que penso. Finalmente vevemos numa democracia.
      lboff

      • David Normando permalink
        22/03/2015 16:26

        Parece difícil acreditar que seja, realmente, o frei Leonardo que emita respostas tão insensíveis à diversidade humana.

      • Mario Real permalink
        22/03/2015 17:10

        Wrong answer. Mas agradeço sua disposição em responder. Sou um fã de uma “parte” do seu legado. Admiro sua inteligência e criticidade, mas, (sempre há um mas nas histórias) creio que nós seguimos o mesmo caminho…. meu caminho é o mesmo teu… Brasil 2015… corrupção, compadrio, frustação, desengano, sofrimento e mentiras sobre mentiras. Vários já escreveram e tu não crês ou aceitas… não há ódio, há é frustação e desesperança com esta corja de corruptos aí…a ponto da nação ser ameaçada por um stédile (em minúscula mesmo) é um acinte… Enfim… a democracia vencerá apesar do pt e de seus anos dourados… a fome e sede ao pote do poder tem este risco… de se lambuzar e perder as estribeiras… Se conselho fosse bom se vendia não se dava, mas eu te sugiro, com calma e perícia que, mesmo aos 87 anos, continues a ter a clarividência que te caracterizou todos estes anos e adotes uma leitura mais real e menos facciosa dos fatos de nosso tempo. Paz e Bem meu irmão.

  6. Lais Araujo permalink
    14/03/2015 10:39

    O que mais assusta é a inversão de foco. Os extremos sempre radicais são perniciosos. Em busca de validar a cidadania dos antes oprimidos, hoje se vê priorização da necessidade destes, as custas do financiamento promovido pela classe media. Preocupa e assusta o excesso de gastos para a inclusão de uma classe desde sempre oprimida e a não geração ou manutenção de frentes de geração economica. O que vejo hoje é a manutenção de uma elite cada vez mais rica, o acesso dos discriminados aos bens de CONSUMO (porque é isso que eles querem, se tornar membros da considerada tão temida elite pelos socialistas/comunistas) e o estrangulamento da classe media, essa sim sempre geradora de $$$$, através do recolhimento de impostos.
    Isso sem falar na inércia psicològica que está sendo disseminada na população brasileira, nos três extratos sociais já citados. A crença do “benefício sem sacrifício” não vem sendo prioridade só das elites. A distribuicao indiscriminada e sem prazo ou contrapartida de bolsa e afins está promovendo uma cidadania paternalista, em que o “bom” pai sempre proverá e nunca “empurrará o filho para fora do ninho”, para que alce voos com suas próprias asas. Encerro com um ensinamento cristao: ensinar a pescar!!!!!!

  7. 15/03/2015 5:28

    “¿Qué es lo que la derecha propone?
    Por: Emir Sader
    Publicado en: La izquierda en América Latina
    En este artículo: Argentina, Brasil, Ecuador, Estados Unidos, Unión Europea, Venezuela
    14 marzo 2015
    Sigue la derecha, con sus medios de comunicación, sus partidos, sus gobiernos, sus políticas económicas. ¿Pero qué es lo que la derecha tiene a proponer al mundo hoy? ¿Qué balance hace de su desempeño? ¿Qué perspectiva ofrece hoy la derecha?

    Sobre guerra y paz, ahí está la política de Estados Unidos de América (EUA) que, desde que pasó a ser la única superpotencia, no hace otra cosa sino multiplicar las guerras por el mundo. Que no logra terminar con las dos guerras que ha iniciado hace ya más de una década, en Afganistán y en Irak, que están netamente en peor situación antes de que fueran invadidos y destruidos como países.

    La crisis en el centro mismo del capitalismo ya dura más de 7 años, sin perspectivas de superación. Su modelo de centralidad del mercado, del libre comercio, del Estado mínimo, hace que Europa destruya lo que más generoso había producido: el Estado de bienestar social. Políticas económicas que han salvado a los bancos, han llevado a la quiebra de países y a la expropiación masiva de los derechos de los más vulnerables.

    ¿Qué se propone la derecha en América Latina? El continente, que tiene los únicos países del mundo que han disminuido la desigualdad, aun en medio de su brutal alza en el mundo, tiene una derecha que trata de inviabilizar la continuidad justamente de los gobiernos que logran esa proeza. ¿Pero qué tiene que proponer la derecha en Argentina, en Venezuela, en Ecuador, en Brasil, entre otros países?

    A falta de alternativas, propone el retorno a sus mismas políticas neoliberales, esas que han llevado a esos países a las peores crisis de su historia. Que han llevado a América Latina a la quiebra de sus economías, a la alienación de sus bienes públicos, a la expropiación de los derechos de los trabajadores. Además de ya haber gobernado –en Argentina, Brasil, Uruguay, Bolivia, Venezuela, Ecuador -, y de haber fracasado, siguen gobernando, con sus políticas, en otros países.

    México fue el que quedó como uno de los casos ejemplares que los organismos internacionales presentaban como exitosos. Fue el primer país en firmar un Tratado de Libre Comercio (Nafta) con Estados Unidos y con Canadá. El balance que se ha hecho a los 20 años de su vigencia no ha podido ser peor. La misma situación de México no permite otro balance que no sea que el Tratado ha sido bueno – como siempre – para la parte más fuerte, para EUA, y pésimo para México.

    Pero otros países siguen el modelo neoliberal, como es el caso de Perú, que presenta, a lo largo de los últimos años, altos niveles de crecimiento de su PIB, pero sin que se altere los pésimos índices sociales del país, haciendo con que se sucedan presidentes que rápidamente pierden apoyo popular y son derrotados al final de sus gobiernos.

    ¿Qué puede proponer la derecha para Argentina, por ejemplo? ¿Qué actitud puede tener frente a los gobiernos que han recuperado el país de la peor crisis de su historia? ¿Van a cuestionar el modelo de crecimiento económico con distribución de renta? ¿Van a salir de los procesos de integración regional? ¿Van a disminuir el tamaño del Estado, para volver a promover la centralidad del mercado? ¿Retomarán las políticas de paridad con el dólar? Abolirían las políticas sociales, que han hecho que Argentina se recupere de los terribles retrocesos impuestos a su pueblo por la dictadura militar y por el gobierno neoliberal?

    ¿No fue la derecha, con el gobierno de Cardoso, quien llevó Brasil a su más profunda y prolongada recesión, con un inmenso endeudamiento con el FMI, del cual Brasil solo salió con el gobierno de Lula?

    ¿No fue la derecha la que prácticamente privatizó PDVSA, la empresa estatal venezolana de petróleo, la que intentó derrocar el gobierno legítimamente elegido de Hugo Chávez con un golpe en 2002?

    Fue la derecha la que intentaba privatizar el agua en Bolivia, intento frustrado por la formidable movilización del pueblo boliviano, liderada por Evo Morales. Fue esa misma derecha que intentó dividir al país, para buscar bloquear los extraordinarios avances del primer gobierno indígena de Bolivia.

    Fue la derecha la que entregó las riquezas ecuatorianas en manos de Chevron, promoviendo una brutal contaminación de la Amazonia ecuatoriana. ¿No fue la derecha de ese país quien tuvo como candidato a la presidencia al más grande banquero de ese país?

    Fue la derecha la responsable por los peores gobiernos que ha vivido el continente: las dictaduras militares y los gobiernos neoliberales. Es la derecha la que quiere imponer un freno a los avances que los gobiernos progresistas han logrado y forzar un retroceso de gigantescas dimensiones en esos países.

    Porque no puede decir lo que haría, en casa de que ganara, la derecha se limita a las críticas, a la difusión de un escenario pesimista sobre la economía y sobre el país, al denuncismo vacío. Porque solo si el país va mal, le puede ir bien a la derecha.

    (Tomado de Alainet)”

  8. Ana Cristina permalink
    15/03/2015 21:38

    Muito bom!

  9. Maria permalink
    16/03/2015 10:20

    Muito bem dito

  10. Marcelo Camargo permalink
    16/03/2015 20:57

    Leonardo Boff boa noite.
    Li seus dois artigos “O que se esconde por trás do ódio ao PT (I) e (II)?” e posso dizer que quase me convenceu a ceder a um regime ditador e facínora! Hoje, nestes dias, quem realmente deve de governar esta pais tão cobiçado por homens de tantas nações desejosos de suas mais diversas e inúmeras riquezas? A resposta eu e você a conhecemos como também outros homens dotados do mínimo necessário de inteligência. Todos querem de forma direta e indireta tocar neste pote de ouro assim como na colonização tal como nos dias de hoje.
    Você sendo um homem tão humilde e desprovido as vezes até mesmo do necessário o que pode oferecer ao povo sedento deste pais de dimensões continentais? Seja o primeiro a dar o exemplo para que esta multidão de adoradores deste fétido sistema o tenha como exemplo fecundo! Um bom caminho é uma CRUZ de cabeça para baixo para que não te confundam como outro CRISTO!

  11. Silvana Trevisan permalink
    16/03/2015 22:31

    Já ouviram falar do FORO de São Paulo, é bom tomar conhecimento, muito importante.

  12. Alberto Guedes Pinellas permalink
    17/03/2015 0:34

    Ten acompanhado nos ultimos dez anos os artigos do frei Boff publicados nos Jornais de Honduras e do Mexico, acho que com a idade ele nåo vai refletindo muito naquela epoca dos anos 1970’s e pensei que o seu Leonardo estava fazendo um novo sincretismo mas nâo daquelas de fazer a revoluçåo, de lembrar a Pedagogia do oprimido do Paulo Freire, do mergulho nas aguas profundas da mistura do catolicismo com o marxismo. Agora ele fica falando la ” mae ” terra, da pacha-mama, ” the motherlode “, das musicas que cantavam dizendo ” Salve o Verde ” ta faltando oxigênio nessa cidade… esquecendo que Jesuscristo falou e revelou ao apostol Joåo( ao final da sua vida na carcere da ilha de Patmos) o cenario do que vai acontecer com o planeta terra: Nåo havera mais o mar, senåo um oceano de cristal ou vidro, a metade das arvores seråo consumidas pelo fogo, pelas pragas apocalipticas e a terceira parte dos animais e dos humanos seråo mortos pela contaminacåo d’agua pelo meteorito que vai mudar a agua en um liquido vermelho e fedorento como o sangue.

  13. Nascimento permalink
    17/03/2015 10:49

    “Muito memorável a narrativa, parabéns Sr. Boff…Com tantos programas sociais pensei que o próprio governo queria estagnar a massa, limitá-la a uma porção mensal, sem novos horizontes e buscas constantes no rompimento de paradigmas e conformismos sociais…”

  14. Helena permalink
    17/03/2015 13:46

    Querido amigo Boff, entendo seu ponto de vista, como pesquisador assíduo de todo o histórico deste país, mas neste exato momento, faltou ouvir o que clamam as multidões!! Muitos estão ali perdidos, nem sabem ao certo pelo que pedem mas há uma grande insatisfação, que o prof não menciona, em relação ao cansaço daqueles que trabalham, estudam e buscam um país melhor, por ver as mudanças de postura em seus governantes! em ver as virtudes da honestidade e transparência presentes nestes cargos! O que clamam os corações que se expõem a buscar mudanças? Há uma sede de igualdade para com o sistema judiciário! Aqueles que não honram seu povo possam receber o mesmo tratamento que os pequenos recebem, essa é a igualdade pela qual parte do povo grita! Os grandes precisam assumir seus erros e pagarem justamente por isso! Essa é a dignidade que está perdida, a de termos um governo que nos represente justamente, com honestidade e humildade! O que estamos cansados de ver é tanta sujeira saindo de tantos lados (e de todos os partidos) e os “ratos” se escondendo, fugindo, se ausentando de culpas, se justificando a todo custo de nada tem haver com o ocorrido! Falta transparência, falta um governo para “todo o povo brasileiro”, aqueles que batalham, estudam, trabalham e buscam com honestidade, dia a dia fazer um Brasil melhor. Se isso ocorrerá com ou sem Dilma, não sabemos! Mas esse descontentamento é palpável, como uma catarse de décadas! Basta de tanta ganância e desrespeito para com o povo que contempla uma nação que tem tanto mas é tão exaurida pelos “poderosos da política”.
    A verdade é algo sagrado, e como bom cristão que és deve entender que faltou a nossa presidente a honestidade de assumir erros, em ter uma postura mais humilde e verdadeira condizente com suas palavras da campanha! falas sobre preconceitos entre classes, o que é muito simplista diante das insatisfações que o povo apresenta! Seja um espírito livre prof, não um partidário, seja pelo Brasil, por todos, pelos os que tem e os que não tem. Todos são almas, e sua condição social não diz o quanto valem, portanto todos tem o seu valor e a sua importância. Todos fazem parte da nação e compõem a sociedade. Esperemos que essa um dia seja transformada, mas não por gritos, mas pela transformação pessoal de cada um. Que possamos acordar e dormir com o coração permeado pelas virtudes.
    O homem se perde muitas vezes em sua caminhada, depois de uma vida dedicada a tantos estudos, tantos livros, tantas palestras, tantos ideais, prof não perca as virtudes de sua caminhada, preze pela verdade e ore pelo povo, mas não levante outra bandeira que não seja a verde amarela de nossa pátria amada.

  15. Frithjof permalink
    18/03/2015 11:31

    Minha angústia se une à sua. Suas perguntas são angustiantes por serem profundas decisivas. Sugiro a leitura de um capítulo do livro “Ter ou Ser”, de Erich Fromm, há um capítulo com título “É o Ocidente realmente cristão?”. Há uma reflexão aprofundada ali sobre esse tema. Paz pra ti Boff.

  16. Rafael permalink
    19/03/2015 13:49

    Caro Boff, sou contra o “anti” pregado pela rede social, pois o mesmo aponta para um fanatismo. Se eu pudesse “batizar” esse movimento seria: “O grito do Fanatismo”.

    O fanatismo esmaga a capacidade de raciocínio, coloca a emoção acima da razão, resumindo, o fanatismo nos faz cometer atos que nos arrependeremos em um futuro próximo, no momento em que estivermos dotados de uma pequena gota de razão.

    O povo não foi gritar contra a corrupção, e sim, contra o resultado da eleição, foi um grito cego, um grito no escuro!

    Agora, gostaria apenas de comentar parte de seu texto,de acordo com minhas pequenas possibilidades:

    “Como teólogo me pergunto angustiado: na sua grande maioria, essas elites são de cristãos e de católicos.”
    “O que ensinaram as muitas Universidades Católicas e as centenas de escolas cristãs para permitirem surgir esse movimento blasfemo[…]”

    Sim, a maioria são Cristãos e Católicos. Porém, o que é ensinado nestas instituição, você bem sabe, é o amor. A simples palavra, porém não fácil de aplicar: amor.

    Todos são amantes, porém pelo Fanatismo estavam distante do amor, mas lembremo-nos o fazer é diferente do ser. Por isso, por serem discípulos do amor, possuem sim, uma grande capacidade amar e a põe em prática, não obstante atos isolados.

    Obs: Não concordo com diversas posições suas e de certos lideres do PT, pois a minha maior discordância é contra o ódio e a parcialidade.

    Abs.

  17. 19/03/2015 23:21

    Republicou isso em BEM VISITADO.

  18. Luiz permalink
    21/03/2015 18:58

    Caro Sr. Bolf, sou admirador seu, mas não compreendi porque você aceitou ser entrevistado pela Globo News por um jornalista?

  19. 21/03/2015 20:53

    Extremamente esclarecedores seus textos, mestre Leonardo Boff. Fico feliz que ainda existem intelectuais do seu nível ainda ativos no país. Um forte abraço!

  20. 18/05/2015 17:38

    Muito obrigado, Leonardo Boff, por suas preciosas colocações. Sou, sempre fui, pobre e sinto realmente isso tudo que o senhor falou. Hoje posso viajar, morar dignamente, gozar férias em lugares nunca dantes imaginados por pessoas da minha classe. Continue escrevendo para aqueles que desejam um mundo cada vez melhor, mais igualitário, mais solidário. Deus lhe ilumine, sempre!

  21. Odete Lira permalink
    21/06/2015 12:47

    Sempre me encantei com esse homem, pensador conteporaneo, e que tem a humildade dos sabios. Leonardo Boff muito respeitosamente venho lhe dizer que sabes avaliar a profundidade do nosso povo. Existe ódio sim, todos sabem disso, e esclareço que desde que me entendo por gente, tenho 55 anos, vejo corrupçao, politicos que estao hoje na oposiçao, apro vbeitando-se , para dar uma de correto, e como eu conheço bem. Isso é o que me enoja, que lutemos contra a corrupçao, mas voltar aos que iniciaram ela no passado, é demais. Observem melhor o que esta por traz de tudo isso, as velhas raposas da politica brasileira. Olhem bem com atençao e verá.

  22. 08/08/2015 6:59

    Fui petista durante décadas. Estou com 50 anos. Acompanhei toda a história do PT. Acho um absurdo dizer que todo mal que nos acomete deva ser anulado pelo bem que o partido proporcionou na última década. Primeiro porque ele não fez nada mais que sua obrigação, foi para isso que o elegemos. A Globo, a Veja, sempre existiram, sempre manipularam. Talvez agora, já que o PT melhorou a vida de muita gente, haja mais massa de manobra. Mas dar vaga em universidade, criar escolas técnicas, não muda nada se não houver lugar no mercado para essas pessoas. Se melhorou mesmo as condições sociais, porque não diminuiu a violência. Vivemos com medo seja nos condomínios, seja na periferia. O que faltou na massa desse bolo? Não adianta defender o PT, eu como petista me sinto ludibriada, lutei tanto contra a corrupção dos governos anteriores e vejo isso como um câncer corroendo o partido. Leonardo Boff sou sua admiradora, mas não tenho como tapar o sol com a peneira. Nunca em toda a minha história eu os brasileiros fomos tão enganados.

  23. Valério Silva permalink
    21/10/2015 9:34

    Esse homem não é “frei”, porque saiu da igreja católica há anos. ELE DEVERIA ARRUMAR UMA LAVAGEM DE ROUPA PARA PASSAR O TEMPO E NOS POUPAR DE OUVIR TANTA BESTEIRA, PORQUE NOSSOS OUVIDOS NÃO SÃO PENICOS.

  24. Romão permalink
    11/02/2016 14:10

    O Brasil melhorou sim com o PT. ou as pessoas não leem ou não lembra dos anos oitenta e noventa. nos tivemos vários anos de seca e não houve nenhum saque como antigamente, quem morava no interior nos anos de seca, o pessoal da zona rural invadiam as cidades em busca de alimentos, não vimos mais isso esses anos. tanta corrupção na quela época com o dinheiro para minimizar o flagelo da seca. sabíamos mas ninguém dizia nada, quantos dinheiros desviados para construção de açudes que nunca foram construindo, dinheiro para saúde quantos desvios, mas ninguém falava nada, poderia ser morto ou preso, ou desprezado pela sociedade, hoje vc tem a oportunidade de ver tudo. graças ao PT, Lula e Dilma, se acontecer corrupção vc vê antes não. hoje nós podemos acabar com a corrupção, estamos vendo , estamos combatendo e vamos acabar, graças as mudanças que o PT proporcionou

  25. Marton eduardo da Costa permalink
    25/02/2016 10:49

    O problema da corrupção veio junto com as caravelas. Dizer que nos governos de Getúlio, Juscelino, Jango e militares, onde a corrupção se institucionalizou, ou de Sarney, Collor, Itamar, FHC, que foram fora do período de governo do PT, é no minimo reduzir a inteligência a niveis muito baixos, ou mesmo dizer que somente no governo do PT se viu como nunca tanta corrupção em detrimento de outros governos é também no mínimo falta de bom senso. Existiu corrupção nos governos do PT, sim, mas existe um diferencial muito grande, mesmo os membros do partido foram e serão punidos com rigor pela justiça.
    Mas dizer que os indicadores de qualidade de vida não mudaram em 12 anos é também no minimo falta de percepção. Eu vivi os anos 60, 70, 80 e 90 e afirmo categoricamente que a inclusão de uma parcela significativa da população a algum tipo de renda minima para poderem ao menos ter uma vida, não digo descente, mas sobrevivente, é notória. Nenhuma nação mundial conseguiu evoluir sem dispor de programas de renda minima para parcelas miseraveis de sua população. Alemanha, Inglaterra, Suécia, ditos países de primeiro mundo ainda mantém significativos programas de renda minima para seus pobres. Pensar que este tipo de ajuda é paternalista é de uma falta de sensibilidade sem precedentes. Se a gestão dos programas é eficiente ou não, é tarefa da CGU, TCU e outros orgãos de controle cobrarem ações de correção, mas eliminar os programas, seria um ato de total de falta de visão social.

    Leonardo coloca que o ódio contra o PT esta configurado nas elites de forma coerente, pois estes, nunca aceitaram que uma parte significativa da população tivesse acesso ao estudo gratuito e financiado nas Universidades públicas, que eram no seu ver somente para acesso de seus filhos. O acesso a preços mais competitivos em viagens aéreas, a aquisição de moradias simples a preços subsidiados. Isto foi uma afronta do PT (ou qualquer outro partido de esquerda que tivesse ganho a eleição) em relação ao Status quo que era vigente. Outros inúmeros programas sociais também são alvo deste ódio sem fundamento. Quem viveu como dito os anos 60, 70 e 80 submetido primeiramente a uma estado de exceção sem ao menos poder PIAR diante da situação sob risco de ser eliminado da face do planeta pelos orgãos de controle político, ou na década de 80 e 90, onde não havia dinheiro disponível, inflação em 1989 e 1990 em 1470%, em 1991 de 480% e com queda muita baixa até o final de 1990, desemprego a 18 %, o Brasil totalmente endividado com o FMI, e sem perspectivas de crescimento a medio e longo prazo.

    Afirma com autoridade a formação de um bloco elitizado para desconstruir este projeto social também com coerência, pois mesmo o ser menos dotado de inteligência política, pode notar estes movimentos.

    A direita, representada pelo grupo que perdeu as eleições, deve aceitar o resultado desta e se preparar melhor para a próxima eleição. Querer ganhar no tapetão através deste embrolho politico que o país foi mergulhado é falta de cidadania com a população.
    O processo de impedimento está talhado ao fracasso, então partem para tentar a impugnação da chapa vencedora junto ao TSE. A falta de vergonha tomou conta da oposição.

    O Brasil é muito maior que esta briga insana pela tomado do poder pelo poder.

    O grupo que perdeu as eleições é com certeza milhões de vezes pior que os ganhadores da eleição, pois se identificam com uma parcela pequena da população que representa o que mais atrasado pode haver em conotação social. Veja o governo do estado de São Paulo, também mergulhado em corrupção e baixando o cacete em quem reclama do Governador. Será este o caminho que desejamos para o Brasil. Existem brasileiros, representantes políticos que deveriam trocar de nacionalidade, pois agem sempre contra os interesses nacionais. A velha premissa de globalização, meritocracia, e outras tantas sandizes liberais, são produto de exportação para as colonias que devem ser submeter aos impérios. Precisamos que o Brasil seja respeitado internacionalmente.

    Que os atos de corrupção sejam levantados, e levantados para todos os envolvidos, independente de partidos e agremiações politicas, pois existem muitas bruxas soltas que foram citadas nas operações da Lava Jato que parecem imunes a Justiça. A justiça nao pode ter dois pesos e duas medidas. Deve ser imparcial. Que bom que o STF ainda tem juízo em barrar algumas atitudes estranhas que são apresentadas diariamente nos jornais nacionais da vida.

    Como muitos colocaram nos comentários, também existe uma decepção em relação aos atos cometidos contra a Petrobrás e outras denúncias de corrupção que são alvo de investigações, mas o País não pode parar. Processos judiciais não são processos políticos e nem econômicos e não podem paralisar o Brasil. Que problemas judiciais sejam tratados nas esferas judiciais e políticos em esferas politicas e assim sucessivamente. Não precisamos de outro super herói judicial para ditar os caminhos da Nação. Que haja dentro de sua esfera de competência e tome as medidas judiciais que lhe são cabíveis.

    Entendi que Leonardo coloca na discussão se elites são cristãs ou católicas sob o foco de que esta religião prega o amor ao próximo, o amor pelos menos favorecidos e a opção pela defesa e eliminação da pobreza, conforme colocado inclusive pelos dois últimos Papas no vaticano. Mesmo Jesus através da parábola do homem rico, não atribuiu que ser rico é um pecado, mas a forma como o Rico respondeu a pergunta de Jesus e forma como se apega a riqueza.

    Delonguei demais o assunto e penso que o ódio conduz ao ódio e existe uma fina linha entre dois limites de civilidade que não podem ser cruzados, sob o risco da intolerância e bom senso que pode ter consequências muito sérias e levar Irmão contra Irmão.

    O Brasil não precisa disto.

  26. osglauter permalink
    12/04/2016 18:48

    Você Leonardo , é um teórico, que só viveu à sombra dos que estão no poder, nunca contribuiu de verdade com nada de positivo p a sociedade, procure conversar c os procuradores federais a respeito dos seus” líderes políticos ” e enxergue a verdade além das suas teórias” petrificadas” , e acredite, vc vai mudar de opinião em relação a esses CORRUPTOS profissionais.

    • 18/04/2016 17:53

      Osglauter, trabalhei por 20 anos no lixão de Petrópolis e consequimos escola, centro comunitáro e casinhas populares para todos, umas 200 familias. De fato, nunca fiz nada face ao grande sofrimento do povo.lboff

Trackbacks

  1. Contra a religião política | Adote um Vereador
  2. Contra a religião política | Mentira Política

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: