Skip to content

Quem defende o impeachment da Presidenta Dilma Rousseff ?

27/04/2015

O Blog do Luis Nassif – GGN – de 23/04/2015 fez uma breve seleção dos defensores do impeachment de Dilma Rouseff, oriundos de vários partidos:

1 – Aécio Neves (PSDB)

 O neto de Tancredo Neves que construiu um aeroporto de R$ 14 milhões no terreno do tio-avô já foi questionado na Justiça sobre o paradeiro de mais de R$ 4 bilhões que deveriam ter sido injetados na saúde de Minas Gerais. O caso Copasa contra o ex-governador foi engavetado, por manobras jurídicas. Destino semelhante tiveram as menções a Aécio na Lava Jato. O tucano foi citado por Alberto Youssef como beneficiário de propina paga com recursos de Furnas. Para o procurador-geral da República, isso não sustenta um inquérito. Rodrigo Janot também cuida de outro escândalo que leva a Aécio, sob a palavra-chave Liechtenstein (um principado ao lado da Suíça). Investigando caso de lavagem de dinheiro, procuradores do Rio de Janeiro chegaram a uma holding que estava em nome da mãe, irmã, ex-mulher e filha do tucano. Esse inquérito está parado desde 2010 – época em que Roberto Gurgel era o PGR.

 2- Agripino Maia (DEM)

Presidente do DEM, Agripino Maia foi dono das expressões mais sugestivas de defesa da luta contra a corrupção. “Chegou a hora de colocar o impeachment [de Dilma Rousseff]”, disse no encontro com os manifestantes anti-governo. O senador tem em seu currículo a acusação de receber R$ 1 milhão em propina, em um esquema que envolvia a inspeção de veículos no Rio Grande do Norte, entre 2008 e 2011. Coordenador da campanha presidencial de Aécio, o democrata, em 2014, teve seu caso arquivado no MPF pelo ex-procurador-geral da República Roberto Gurgel. Mas foi reaberto há sete meses por Janot, e agora está sendo investigado no Supremo Tribunal Federal (STF).

3- Ronaldo Caiado (DEM)

O senador Ronaldo Caiado (DEM) é associado ao bicheiro Carlinhos Cachoeira por supostamente ter recebido verba ilícita nas campanhas de 2002, 2006 e 2010. Cachoeira foi denunciado por tráfico de influência e negociava propinas para arrecadar fundos para disputas eleitorais. O bicheiro foi preso em 2012 por operação da Polícia Federal que desbaratou esquema de adulteração de máquinas caça-níquel. Caiado foi citado nesse contexto, recentemente, por Demóstenes Torres. Ele teria participado de negociação entre Cachoeira e um delegado aposentado que queria ampliar esquemas de jogo ilegal. Até familiar do democrata já foi alvo de denúncia. O pecuarista Antônio Ramos Caiado, tio de Caiado, está na lista suja do trabalho escravo.

4- Roberto Freire (PPS)

Uma das principais acusações que pesam contra o presidente nacional popular-socialista é de envolvimento com o Mensalão do DEM. A diretora comercial da empresa Uni Repro Serviços Tecnológicos, Nerci Soares Bussamra, relatou que o partido praticava chantagem e pedia propina para manter um contrato de R$ 19 milhões com a Secretaria de Saúde do Distrito Federal, comandada pelo deputado Augusto Carvalho. Freire teria sido beneficiado no esquema.

 5- Paulinho da Força (SD)

O presidente do Solidariedade, segundo autoridades policiais, participou de esquema de desvio de recursos do BNDES. Um inquérito foi aberto no STF para investigar o caso. Em 2014, a Polícia Federal também indiciou a sogra e outras duas pessoas ligadas ao deputado federal sob suspeita de falsificarem assinaturas para a criação do Solidariedade. Gilmar Mendes conduzirá, ainda, a apuração em torno da suposta comercialização de cartas sindicais (uma espécie de autorizações do Ministério do Trabalho para a criação de sindicatos) por Paulinho, dirigente da Força Sindical. Consta nos registros que cada carta era vendida por R$ 150 mil.

 6- Mendonça Filho (DEM)

Em fevereiro de 2014, Mendonça se envolveu em uma polêmica por querer indicar deputado acusado de duplo homicídio pelo Supremo Tribunal Federal para presidir a Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado. Julio Campos (DEM), ex-governador do Mato Grosso, afirmou que Mendonça teria dito que a indicação era uma “homenagem”. O deputado federal de Pernambuco já foi preso pela Justiça eleitoral sob acusação de fazer carreata no dia de votação, mas o STF decidiu que não houve crime eleitoral. Um documento da Operação Castelo de Areia citava contribuição suspeita de R$ 100 mil da Camargo Correa a Mendonça, para sua tentativa de ser prefeito do Recife. Ele admitiu que recebeu R$ 300 mil da empresa, mas alega que foram doações dentro das conformidades.

 7- Carlos Sampaio (PSDB)

O deputado mais votado da região de Campinas (SP) recebeu R$ 250 mil de uma empreiteira envolvida no esquema de corrupção da Petrobras investigado na Operação Lava Jato. Sua última campanha arrecadou, oficialmente, R$ 3 milhões. Não há comprovação sobre a lisura da doação. Sampaio, coordenador jurídico do PSDB e autor do pedido para que Aécio fosse empossado no lugar de Dilma Rousseff, teve reprovada a sua prestação de contas referente às eleições para a Assembleia de São Paulo, em 1998, e às eleições municipais de Campinas, em 2008.

 8- Luiz Penna (PV)

O presidente do PV também aparece um tanto escondido na fotografia. Irregularidades já remetidas à prestações de contas do partido incluem seu nome. Em 2006, por exemplo, boa parte dos R$ 37,8 mil gastos em passagens aéres e R$ 76,8 mil com diárias de campanhas eleitorais foram atribuídos a José Luis Penna. Na época, servidores do TSE apontaram ausência de documentos que comprovassem os gastos e uso de notas frias, indicando empresas fantasmas que teriam prestado os serviços. O corpo técnico do Tribunal sugeriu a rejeição das contas do partido de 2004, 2005 e 2006. O deputado federal respondeu a dois processos judiciais, um pelo TRE-SP, rejeitando a sua prestação de contas à eleição de 2006, e outra pelo TSE reprovando as contas do PV de 2004.

 9- Flexa Ribeiro (PSDB)

O hoje senador já foi preso pela Polícia Federal em 2004, na Operação Pororoca, por fraude em licitações de grandes obras realizadas no Amapá. Foi acusado de corrupção ativa e passiva, formação de quadrilha, tráfico de influência, peculato, prevaricação, usurpação de função pública e inserção de dados falsos em sistema de informações.

 10- Antonio Imbassahy (PSDB)

O deputado federal tucano era prefeito de Salvador em 1999, quando contratos suspeitos foram assinados com as empresas Andrade Gutierrez, Camargo Corrêa e Siemens, que formavam o consórcio responsável pelo metrô da capital baiana. O Ministério Público Federal investiga o superfaturamento nas obras, que gira em torno de R$ 166 milhões. Até agora, dois gestores indicados por Imbassahy à época e duas empresas foram indiciadas. O tucano é o vice-presidente da CPI da Petrobras, que investiga desvios de verbas da estatal, onde diretores da Andrade Gutierrez e Camargo Corrêa também aparecem como réus. Imbassahy foi acusado pelo PT de se aproveitar do posto na CPI para pedir documentos à Petrobras e vazar para a imprensa.

 11- Beto Albuquerque (PSB)

Ex-colaborador do governo Tarso Genro (PT) no Rio Grande do Sul, Beto Albuquerque (PSB) foi envolvido na intriga que rendeu a queda do então diretor-geral do Departamento de Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer) José Francisco Thormann. Thormann se antecipou a uma demissão após a imprensa local ter revelado que ele viajou à Suiça às custas de uma empresa privada subcontratada para fazer obras no Estado. Em nota de defesa, Thormann afastou suspeitas sobre o fato, e revelou que Beto Albuquerque, quando secretário de Infraestrutura do Estado, também fez viagens ao exterior bancadas por empresas que detinham contratos com o poder público. Quando a notícia surgiu, Beto já não era secretário – tinha deixado a gestão petista para reforçar a bancada do PSB na Câmara Federal.

Estes são os principais atores políticos, a maioria dos quais, metidos em questões de corrupção, o que lhe tira qualquer força moral para urgir o impedimento da Presidenta.

 A retomada da privatização da Petrobrás ou de parte dela?

Acresce ainda o fato de que o impeachment não interesssa só a alguns brasileiros. Conforme denunciou o sociólogo Adalberto Cardoso, diretor do Instituto de Estudos Sociais e Políticos da Universidade Estadual do Rio de Janeiro numa entrevista à Folha de São Paulo do dia 26/04/2015:

“Seria ingenuidade imaginar que não há interesses internacionais envolvidos nessa questão. Trata-se da segunda maior jazida do planeta. Existem interesses geopolíticos de norte-americanos, russos, venezuelanos, árabes. Só haveria mudança na Petrobras se houvesse nova eleição e o PSDB ganhasse de novo. Nesse caso, se acabaria o monopólio de exploração, as regras mudariam. O impeachment interessa às forças que querem mudanças na Petrobrás: grandes companhias de petróleo, agentes internacionais que têm a ganhar com a saída da Petrobrás da exploração de Petróleo. Parte desses agentes quer tirar Dilma”

Uma vez mais fica claro que o projeto do PSDB, caso ganhasse a eleição, seria privatizar toda, ou, grande parte da Petrobrás, obedcendo ao receituário defendido por eles do neoliberalismo e do alinhamento às lógicas do Império.

O impeachment é parte deste projeto maior já que foi rejeitado por 54 milhões de brasileiros, portanto, pela maioria dos eleitores que votaram em Dilma. Os derrotados não aceitam o rito democrático. Querem anulá-lo pelo impedimento da Presidenta. Propõem-se retomar o velho e derrotado projeto privatista que inviabilizaria, o que o PT e os partidos progressitas defendem: um projeto nacional, autônomo, soberano e benéfico às grandes maiorias do povo que ganharia meios necessários para sua educação, saúde e infra-estrutura em geral.

É importante defender nas ruas e nos debates esse projeto inaugurado sob o governo do PT que representa, reconhecidos os erros e atos de corrupção, a verdadeira revolução brasileira, feita de forma democrática e pacífica. Ela direcionou o Estado a serviço das necessidades básicas das grandes maiorias que sempre estiveram à margem e que agora constituem o novo sujeito político histórico, de base popular do Estado e não mais a oligárquica e a burguesa. Essa reviravolta é inaceitável por aqueles que consideravam o Estado como seu (patrimonialismo) e do qual construiram suas principais fortunas.

Mas esperamos que o povo tenha a lucidez suficiente e o sentido da nacionalidade para impedir esse regresso ao passado.

Leonardo Boff, teólogo, filósofo e escritor, co-redator da Carta da Terra

30 Comentários leave one →
  1. 27/04/2015 5:37

    Sou contra a corrupcao, nao importa de que lado venha : dos partidos políticos, empreiteiras, enfim do setor público ou privado.Quero que o Brasil seja passado a limpo, com ética e moralidade.Nós brasileiros merecemos isto.Desejo um país melhor para nossos descendentes.Repudio o golpismo, a volta ao passado, o retrocesso, o empechment de Dilma.

  2. 27/04/2015 7:30

    Meu Senhor. Quanto ladrão dando sopa! E a Justiça? Nada? Só age quando se trata de políticos ligados ao PT?

  3. 27/04/2015 7:36

    Não basta trocar de maquinista quando a máquina está estragada. O problema vai permanecer. O Brasil precisa de trocar de modo de fazer política e realizar um pacote de reformas profundas. Nenhum partido pretende encarar essa realidade. O povo precisa pressionar a máquina política para realização das reformas: política (redução de partidos e sistema eleitoral e de finanças), ministerial (diminuir seu número), segurança (modernizar sistema carcerário, valorizar e qualificar a polícia), jurídica ( desburocratizar, criar eficiência e eficácia), agrária (conter a ganância dos latifundiários, dar suporte ao pequeno agricultor e solucionar demarcação de terras indígenas), tributária ( diminuir peso sobre os pobres e cobrar mais dos ricos), etc… Nem o PT, nem qualquer outro partido político está disposto a enfrentar esta agenda de reformas. Então o impeachment não passa de um joguinho medíocre da histórica politicalha no país. Lamentável…

  4. 27/04/2015 7:47

    Republicou isso em Fonte da arte.

  5. Fernanda Souza-favor me apresentar sempre com este nome permalink
    27/04/2015 7:57

    Isso mesmo, sr.Leonardo Boff; e já se sabe que, geralmente “quem tem telhado de vidro” muitas vezes são os primeiros a perseguir aqueles que lhes convêm, porque contam com a falta de memória do povo. E infelizmente a grande maioria tem memória curta, até mesmo porque a grande mídia não fica falando a toda hora nos mal feitos dessas pessoas. A grande mídia gosta de bater em cima daqueles que fazem oposição ao projeto dos poderosos que se acham donos do Brasil e que se sentem frustrados pela vitória mais uma vez da Presidenta Dilma. Caso típico é o senhor Aécio.
    Pedimos que Deus, que é brasileiro ,olhe mais uma vez por essa pátria tão vilipendiada ,desde o seu surgimento, pelos malvados e ambiciosos que não estão minimamente interessados num projeto mais generoso para o Brasil,. E como já disse anteriormente: ainda bem que pessoas como o senhor, Chico Buarque e tantos outros mais tomaram para si a defesa do Brasil sem interesses escusos. Pessoas assim, o dia que Deus os chamar poderão morrer em paz porque fizeram a sua honrosa parte , que é o que realmente motiva as pessoas de bem, já que se sabe que a vida é uma passagem e por isso temos a obrigação de torna-la o mais digna possível ao invés de nos preocuparmos apenas com o nosso umbigo.

  6. Emanuel permalink
    27/04/2015 8:20

    Sou filiado ao pt.Vou pedir minha desfiliação,mas aprovo o governo Dilma.Se tem corruptos,estão indo para cadeia e isso no passado era um faz de contas.

  7. 27/04/2015 8:32

    Todos bandidos devem ser presos, seja qual o partido ou ideologia… O fato é que “nunca antes nesse país” se roubou de forma tão organizada, com requintes de insanidade (quase quebraram a petrobrás) e ainda, enviam dinheiro do povo, via BNDES sigiloso, para países de ditadores e factóides socialistas. Assim, prendam-se TODOS estes fdp e que apodreçam na cadeia, pois o país é maior, mas, não venham querer justificar o nível do roubo atual com os roubos históricos…. lembrando da música, se gritar pega ladrão, não fica um meu irmão… A dilma não sabia ??? e o lulla ??? o que o Nacif escreveria sobre estes meliantes ?

  8. 27/04/2015 9:08

    Perfeito!

  9. 27/04/2015 10:18

    Republicou isso em Paulosisinno's Bloge comentado:
    Quem defende o impechment da Presidenta Dilma Rousseff ? – Leonardo Boff​

  10. Tess permalink
    27/04/2015 10:25

    Esta vai ser limpo com Brilux, com certeza o Povo brasileira merece ser respeitado e alertado para saber quem são aqueles que continuar usando o PT como bomba de escarpe para esconder estes cremes bárbaro contra o Patrimônio Publico Brasileiro e contra o nosso Povo.

  11. 27/04/2015 11:12

    Republicou isso em Blog do Joelson Macedo.

  12. Carlos Magno Barbosa permalink
    27/04/2015 11:38

    Com o fracasso do neoliberalismo no mundo, a oposição ficou sem ‘projetos’ já que, ao desgoverno de FHC após quebrar o país por 3 vezes, restou as genuflexões diante de Clinton, do FMI, do Consenso de Washington e a promessa das privatarias, da ALCA, etc. Com a perda da credibilidade do povo e das sucessivas eleições presidenciais, pregam o golpismo com o apoio escancarado do PIG, Fiesp, Febraban, aparentemente com a CIA como pano de fundo, tal qual em 64.

  13. Iara Martins de Andrade Marini permalink
    27/04/2015 11:57

    Que decepção ! Leio Leonardo Boff com muito respeito mas , decepcionou-me vê-lo sob o argumento de que outros erraram, defender a atual presidente do Brasil! Não é preciso ouvir ninguem basta conhecer a realidade brasileira. Educação, saude, transporte, energia, moradia, para citar os mais evidentes, e concluir que nunca se desviou tanto dinheiro na história deste país como agora.Para sermos críticos e revolucionários não podemos tomar partido de forma unilateral .Precisamos ter visão bastante ampla para enxergar os dois lados. Quanto ao aeroporto de Cláudio, cidade onde resido, convido o Sr. Leonardo Boff para conhecê-lo e à sua história. Terei prazer em hospedá-lo uma vez que admiro muito do que ele diz e faz.

  14. 27/04/2015 12:17

    Parabéns, sempre lúcido e sábio Leonardo Boff.

    Suas palavras, seu texto, são matérias primas que subsidiam nós jornalistas ativistas, que as usamamos como fonte onde beber, para pesquisas em nossos trabalhos.

    Neste momento da cena política brasileira, vejo como necessidade importantíssima, sua colaboração no sentido de estimular todas as esquerdas do pais para a mobilização efetiva nas ruas. Temo que, nós esquerdistas separados pelos respectivos partidos, não chegaremos onde precisamos chegar, a luta pela democracia, que corre tanto perigo.

    Não vejo mais como recuar e me assusto cada a dia mais, com as ardilosas estratégias da direita retrógrada. A união será então fundamental ao processo nesse momento, senão, temo o pior. Tenho medo da descontrução de tudo o que conseguimos conquistar nos últimos anos, com os governos Lula/Dilma. Temo pela perda do que ainda é embrionário, muita coisa linda para ser feita, para e com o povo brasileiro e a democracia.

    Abraço, solidário.
    Beth Abndrade
    Passos – MG

  15. 27/04/2015 12:18

    Republicou isso em buleverde13e comentado:
    Parabéns, sempre lúcido e sábio Leonardo Boff.
    Suas palavras, seu texto, são matérias primas que subsidiam nós jornalistas ativistas, que as usamamos como fonte onde beber, para pesquisas em nossos trabalhos.
    Neste momento da cena política brasileira, vejo como necessidade importantíssima, sua colaboração no sentido de estimular todas as esquerdas do pais para a mobilização efetiva nas ruas. Temo que, nós esquerdistas separados pelos respectivos partidos, não chegaremos onde precisamos chegar, a luta pela democracia, que corre tanto perigo.
    Não vejo mais como recuar e me assusto cada a dia mais, com as ardilosas estratégias da direita retrógrada. A união será então fundamental ao processo nesse momento, senão, temo o pior. Tenho medo da descontrução de tudo o que conseguimos conquistar nos últimos anos, com os governos Lula/Dilma. Temo pela perda do que ainda é embrionário, muita coisa linda para ser feita, para e com o povo brasileiro e a democracia.
    Abraço, solidário.
    Beth Abndrade
    Passos – MG

    • Iara permalink
      01/05/2015 19:29

      Prezada, com meu respeito, acredito que vc está informada por fonte única para fazer as afirmações que faz. Infelizmente esta é uma visão míope, não diria nem de esquerda, nem de direita que, por sinal já são conceitos ultrapassados. Procure conversar com os nordestinos, com favelados, com moradores de rua( hoje assustadoramente uma população aumentada) com trabalhadores, com professores , para citar alguns segmentos. Ouça o que eles dizem e a partir dai conclua. Há muito o que se fazer sim, mas para reconstruir o Brasil da derrocada que o PT gerou. Leia, ouça e converse mais com a população , com quem está sentindo na pele as consequências dos desmandos políticos neste pais nos últimos 12 anos. Observe também que o enriquecimento dos líderes políticos foi proporcional ao rombo gerado na economia brasileira. Se vc conseguir fazer isto com imparcialidade , provavelmente descobrirá pontos ainda não considerados na sua avaliação. Gostaria ainda de lhe sugerir ouvir uma entrevista do atual ministro da Educação, quando ainda nem se cogitava da sua nomeação . Ele trata com clareza das táticas de doutrinação do povo para sustentar o partido no poder.

      • 03/05/2015 0:11

        Ira, antes de me dar bons conselhos, vá conversar com os 36 milhões que sairam da miséria e eles lhe darão belas lições sobre as politicas sociais do PT. Devido ao meu trabalho não faço outra coisa do que conversar colm todo tipo de gente e principalmente com aqueles das periferias.
        lboff

  16. 27/04/2015 15:06

    Republicou isso em Espelho de Alice 4.0e comentado:
    Lendo e reblogando.

  17. Arlinda Pereira permalink
    27/04/2015 15:55

    Seria muito bom se tivéssemos acesso aos nomes dos sujeitos estrangeiros
    . Mesmo não sendo possível julgá-los em um tribunal brasileiro, a declinação desses nomes seria, por si só, uma referência mínima nas transações internacionais.

  18. Túlio David permalink
    27/04/2015 16:38

    Quão bom é ler seus artigos e produções, Leonardo Boff. Com todo seu conhecimento histórico, filosófico e político, você nos dar a oportunidade de enxergar os avanços que o Brasil teve nos últimos 12 anos e, ao mesmo tempo, nos mostra quem são aqueles políticos que querem o impedimento das conquistas através da saída da presidenta, o que é inconstitucional, por não haver base legal. Belo texto e continue escrevendo para o bem do Brasil.

  19. Fúlvio C. Montibello permalink
    27/04/2015 18:19

    Você não me citou nessa lista de pessoas que querem o empechment da Dilma… 83% dos brasileiros que estão de saco cheio da incompetência, da corrupção, do desmantelamento econômico que ela promoveu nos últimos 4 anos e meio… e, por vários outros motivos que são mais do que suficientes para afasta-la do cargo de presidente… pelo bem do Brasil, pois, mais 3,5 anos de Dilma, o Brasil não irá aguentar.

  20. José Américo Leite permalink
    27/04/2015 18:35

    Caro Boff. Li emocionado sua matéria. Eu, assim como vc não desistirei jamais de ter esperança de um dia vê a justiça triunfar. Se eu não fosse ateu te chamaria de Santo

  21. DOUGLAS DANIEL - T2 - AVA2 - S1 permalink
    27/04/2015 22:46

    A corrupção parte deste do princípio da criação da educação do homem baseando com a ética vem sendo construído em longo prazo ou pela sociedade injustiçada pelas decisões ocasionada alguns eixos da economia. Ou, seja estamos pertento a referencia de base concreta através de boa educação e ética, podendo construir um Brasil cada vez maior de sociedade saciada pela justiça e eixos da economia consolidado.
    Precisamos de acorda para os nossos valores éticos e moral, junto ao fragmento da sociedade justa.

  22. 27/04/2015 23:25

    Republicou isso em Borboletanoespelhoe comentado:
    LEONARDO BOFF…

  23. Ruth Sá permalink
    28/04/2015 8:45

    Ok quanto ao conteúdo do texto, mas corrija a palavra impeachment para evitar ironias desnecessárias. Abraços.

  24. 28/04/2015 10:11

    POR ISSO TEMOS QUE TER MUDANÇAS PROFUNDAS NA GESTÃO POLÍTICA DE NOSSO PAÍS E NÃO DEIXAR QUE, OPORTUNISTAS NOS ENGANEM, ESSES TUCANOS E SEUS COMPARSAS QUEM NÃO CONHECE QUE COMPRE, QUERO DEIXAR AQUI, QUE NÃO SOU PARTIDÁRIA E SIM DEFENDO O QUE AINDA É MELHOR AO MEU VER E DE PESSOAS COMO O SENHOR QUE TENHO COMO UMA PESSOA SÉRIA E MUITO SÁBIA,QUE TEMOS QUE NÃO CAIR NAS PROPOSTAS E MENTIRAS DESSES SERES HUMANOS SUJOS E TRUCULENTOS, POIS É SÓ OLHARMOS PRA VER O QUE ELES ESTÃO FAZENDO COM SEUS ELEITORES NO PARANÁ, SÃO PAULO MEU SENHOR É DESUMANO OS PROFESSORES TEREM QUE HUMILHAR-SE DIANTE DOS FILHINHOS DE PAPAI. ESTOU PROFESSORA EM SANTA CATARINA MAS JA FUI PROFESSORA NO PARANÁ E AGORA ESTA MUITO TRISTE, VAMOS ENTÃO ACORDAR E VER TIRAR AS VENDAS DOS OLHOS E ACREDITAR QUE O QUE TEMOS É AINDA O MELHOR E DEIXAR DIMA TRABALHAR E PROCURAR O MELHOR PARA NOSSO PAÍS!!

  25. simone sarmento lima permalink
    28/04/2015 18:27

    Tenho lido todos os e-mails enviados, e tenho ficado calada, quieta. São e-mails bons, bem articulados.Entretanto, tenho sentido dificuldade, mais que dificuldade, cansaço mesmo diante de tanta miséria humana, devastada por esse país.
    tantas soluções mostradas, tantas maquinações perversasdebaixo dos panos, que tudo que acreditamos de bom, escorre pelo ralo. Uma certa impotência. mesmo diante da impotência, a fala ainda aparece engasgada, pois há tanta manipulação, tanta e ninguém enrubece!!!!!! Impechment é solução? Não. Mudanças queremos, mudanças políticas com urgência. Um grande equívoco das marchas nas ruas pedindo a cabeça de Dilma. O governo está falido como um todo. Faltam lideranças saudáveis que queiram salvar o país de tanta corrupção, malandragem, levar vantagens e por ai vai.
    Protestar é preciso contra tudo que está nos aniquilando pouco a pouco. E buscar soluções viáveis, sem malabarismos para despistar.

    • 30/04/2015 0:26

      Simone,
      Participo de sua desolação.Estamos sem líderes que nos possam tirar da crise. Só creio numa reforma polítia e tributaria. A politica deve vir de uma coligação de forças progressitas, especialmente, vindas de baixo que forcem uma mudança de rumo. Mais da metade dos deputados são empresários e não estão nada interessados nas mudanças para não perder privilégios. Nossa democracia é antes uma farsa do que uma forma de governo que representa o povo. Quando o risco é grande, dizia um poeta alemão, é sinal de que maior ainda será a chance de salvação. É a minha eperança.
      Naõ deixe de se indignar mas pense também que as soluções virão de alguma forma.
      lboff

  26. 05/12/2015 18:48

    COM A CRISE É POSSÍVEL QUE SURJAM NOVAS IDEIAS.
    REALMENTE
    “NÃO ADIANTA TROCAR OS PORCOS SE O CHIQUEIRO PERMANECE O MESMO” .
    COMO DIZEM OS CABOCLOS DO NOSSO INTERIOR.
    VOU APRESENTAR UM NOVO REGIME POLÍTICO, PARA SABEREM QUE É POSSÍVEL ACATAR ESTA NOVA IDEIA!
    COMO E QUANDO IMPLANTAR, NÃO VEM AO CASO. O QUE IMPORTA É TERMOS UMA SAÍDA NA PRATELEIRA PARA FAZER USO QUANDO NECESSÁRIO.
    É UTÓPICA MAS COM CERTEZA NÃO É QUIMÉRICA.
    SIMPATIZEM COM AS SUGESTÕES DA SOCIEDADE CIVIL SEM FINS LUCRATIVOS – SCCBESME HUMANIDADE –
    http://societocratic-political-regime.blogspot.com.br/2013/09/new-ideas.html
    DEPOIS LEIAM O CONTEÚDO DO SITE ABAIXO

Trackbacks

  1. Quem defende o empechment da Presidenta Dilma R...

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: