Skip to content

Natal: sempre que nasce uma criança é sinal de que Deus ainda acredita no ser humano

23/12/2015

Estamos na época de Natal mas a aura não é natalina, é antes de sexta-feira santa. Tantas são as crises, os atentados terroristas, as guerras que, juntas, as potências belicistas e militaristas (USA, França, Inglaterra, Russa e Alemanha) conduzem contra o Estado Islâmico, destruindo praticamente a Síria com uma espantosa mortandade de civis e de crianças como a própria imprensa tem mostrado, a atmosfera contaminada por rancores e espírito de vindita na política brasileira, sem falar dos níveis astronômicos de corrupção: tudo isso apaga as luzes natalinas e amortecem os pinheirinhos que deveriam criar uma atmosfera de alegria e de inocência infantil que ainda persiste em cada pessoa humana.

Quem pôde assistir o filme Crianças Invisíveis, em sete cenas diferentes, dirigido por diretores renomados como Spike Lee, Katia Lund, John Woo entre outros, pode se dar conta da vida destruída de crianças, de várias partes do mundo, condenadas a viver do lixo e no lixo; e ainda assim há cenas comovedoras de camaradagem, de pequenas alegrias nos olhos tristes e de solidariedade entre elas.

E pensar que são milhões hoje no mundo e que o próprio menino Jesus, segundo os textos bíblicos, nasceu fora de casa, numa mangedoura de animais porque não havia lugar para Maria, em serviço de parto, em nenhuma estalagem de Belém. Ele se misturou com o destino de todas estas crianças maltratadas pela nossa insensibilidade.

Mais tarde, esse mesmo Jesus, já adulto dirá:”quem receber esses meus irmãos e irmãs menores é a mim que recebe”. O Natal se realiza quando ocorre esse acolhimento como aquele que o Padre Lancelotti organiza em São Paulo para centenas de crianças de rua sob um viaduto e que contou, por anos, com a presença do Presidente Lula.

No meio desta desgraceira toda, no mundo e no Brasil, me vem à mente o pedaço de madeira com uma inscrição em pirografia que um internado num hospital psiquiátrico em Minas Gerais me entregou por ocasião de uma visita que fiz por lá para animar os atendentes. Lá estava escrito: ”Sempre que nasce uma criança é sinal de que Deus ainda acredita no ser humano”.

Poderá haver ato de fé e de esperança maior que este? Em algumas culturas de África se diz que Deus está de uma forma toda especial presente nos assim chamados por nós de “loucos”. Por isso eles são adotados por todos e todos cuidam deles como se fossem um irmão ou uma irmã. Por isso são integrados e vivem pacificamente. Nossa cultura os isola e não se reconhece neles.

O Natal deste ano nos remete à essa humanidade ofendida e a todas as crianças invisíveis cujos padecimentos são como os do menino Jesus que, certamente, no severo inverno dos campos de Belém, tiritava na mangedoura. Segundo lenda antiga, foi aquecido pelo bafo de dois velhos cavalos que como prêmio ganharam, depois, plena vitalidade.

Vale lembrar o significado religioso do Natal: Deus não é um velho barbudo, de olhos penetrantes e juiz implacável de todos os nossos atos. É uma criança. E como criança não julga ninguém. Quer apenas conviver e ser acarinhado. Da mengedoura nos vem esta voz: ”Oh, criatura humana, não tenhas medo de Deus. Não vês que sua mãe enfaixou seu bracinhos? Ele não ameaça ninguém. Mais que ajudar, ele precisa ser ajudado e carregado no colo”.

Ninguém melhor que Fernando Pessoa entendeu o significado humano e verdadeiro do menino Jesus:

”Ele é a Eterna Criança, o Deus que faltava. Ele é humano que é natural. Ele é o divino que sorri e que brinca. E por isso é que eu sei com toda certeza que ele é o Menino Jesus verdadeiro. É a criança tão humana que é divina. Damo-nos tão bem um com o outro, na companhia de tudo, que nunca pensamos um no outro…Quando eu morrer, filhinho, seja eu a criança, o mais pequeno. Pega-me tu ao colo e leva-me para dentro de tua casa. Despe o meu ser cansado e humano. E deita-me na cama. E conta-me histórias, caso eu acorde, para eu tornar a adormecer. E dá-me sonhos teus para eu brincar até que nasça qualquer dia que tu sabes qual é”.

Dá para conter a emoção diante de tanta beleza? Por causa disso, vale ainda, apesar dos pesares, celebrar discretamente o Natal.

Por fim tem alto significado esta última mensagem singela  e encantadora: “Todo menino quer ser homem. Todo homem quer ser rei. Todo rei quer ser “deus”. Só Deus quis ser menino”.

Abracemo-nos mutuamente, como quem abraça a Criança divina (o puer aeternus) que se esconde em nós e que nunca nos abandonou.

E que o Natal seja ainda uma festa discretamente feliz.

Leonardo Boff escreveu O Natal, a bondade e a jovialidade de nosso Deus,Vozes,Petrópolis 2003.

14 Comentários leave one →
  1. jj.filho@zipmail.com.br permalink
    23/12/2015 15:00

    FELIZ NATAL e FELIZ ANO NOVO! De novo é Natal e logo se abrirá o calendário do Novo Ano. 2015 foi sufoco e já no seu final ainda mais nos aperta e nos coloca diante de uma crise política sem precedente na história. Mas é preciso acreditar que nenhum mal e nenhum um bem é para sempre. Acreditemos em nossas virtudes e roguemos ao Pai para nos dá saúde e paz, pois logo tudo começará outra vez e temos que seguir adiante, lúcidos e fortes para arrumar a casa. Desejamos a todos que estejam em paz, que sonhem e realizem, que amem muito e muito sejam amados, que orem por si, pelos seus e pela paz na terra! Que tentem ser felizes da forma mais simples e verdadeira; que homens, mulheres, idosos e crianças, estejam fortes na construção de um mundo mais igualitário, justo, sem corrupção, violência e misérias de toda ordem, em especial do abandono. Pratiquem atividades físicas, revejam hábitos alimentares e mantenham-se nas boas relações de amizade e de amor; planejem para que o curso de suas vidas sigam sem tanto stress e transpirem bastante para conquistar um futuro realizador . Procurem estar em sintonia e próximos de Deus; orem para pedir e agradecer; para fortalecer seus espíritos. Pois somente com fé os sonhos se realizam; os problemas tornam-se menores e que os afastemos nas soluções alcançáveis. É certo que quando estamos em estado de oração, o universo se apresenta favorável, pois estamos em sintonia com o bem da Vida! João Batista C. Filho

  2. 23/12/2015 15:18

    Lindo texto !

  3. Eliana permalink
    23/12/2015 18:25

    Quanta sabedoria e lucidez!
    Nos perco nada de Leonardo.

  4. Valdete Aparecida Fraga permalink
    23/12/2015 21:35

    Leonardo Boff é um prazer ter a oportunidade fazer esse comentario sobre seu texto, gosto de seus livros e já li alguns mas, dentre tantos o que mais me encanta é o Saber Cuidar. Obrigada por nós proporcionar leituras tão boas, que nos levam a reflexão de nossa existência e do cuidado que devemos ter com a mãe terra e com todos os seres vivos. Um forte abraço.

  5. adenir balmant permalink
    24/12/2015 9:26

    UMANIDADE MARAVILHA
    “FELIZMENTE SOMOS ASSIM. SOMOS A PARTE BOA DA HUMANIDADE.
    OS DE BOA FÉ E QUE ACREDITAM NO FUTURO DA HUMANIDADE.
    EMBORA AS COISAS NOS LEVEM PENSAR AO CONTRÁRIO
    ACREDITAMOS QUE O ANO QUE ENTRA É O ANO BOM E ASSIM
    VAMOS SEGUINDO MANSAMENTE E SUAVEMENTE AS TRÊS
    VIRTUDES TEOLOGAIS: AMANDO A DEUS SOBRE TODAS AS COISAS
    E AO PRÓXIMO COMO A NÓS MESMOS.”(SERGIO PORTO)
    O LADRÃO VEM PARA ROUBAR E MATAR, MAS JESUS VEIO PARA
    DAR VIDA AO MUNDO.
    “FIZ MONTES E MONTES DE COISAS NA MINHA VIDA E ACHO QUE
    AINDA FOI POUCO. HOMENS COMO EU DEVIAM VIVER MIL ANOS”.
    (Alexis Zorba)
    NATAL É PRESENTE DE DEUS PARA A HUMANIDADE.
    BEM-AVENTURANÇA E ALEGRIA PARA TODOS POVOS.

  6. 24/12/2015 9:42

    Republicou isso em tyrsoreblog.

  7. gaetano ciliento permalink
    25/12/2015 5:49

    Auguri di buon Natale fratello Leonardo, tutti noi qui in Italia apprezziamo molto i tuoi insegnamenti. Feliz Natal.

  8. Edgar Rocha permalink
    25/12/2015 19:42

    Espero as bênçãos a todas as crianças que lutaram este ano em São Paulo pelo direito a manter de pé suas escolas. Que Deus ilumine muito Dom Odilo e receba dele a mesma boa vontade demonstrada perante a ação policial e à truculência da Secretaria de Educação. Sem seus conselhos, a vitória dos jovens não exporia tamanha promiscuidade entre setores do Clero e o Estado fascista que aqui se descortina.

  9. Carlos Renato permalink
    26/12/2015 23:00

    Por favor Sr. Leonardo Boff. Após ler varios livros seus e do Padre Oscar Quevedo, gostaria muito de saber sua opinião sobre a parapsicologia , sobretudo no contexto do conhecimento humano. Ela parece ser uma ponte que preenche uma lacuna entre as neuriciencias, a psicologia e a teologia. O que o senhor pensa disso. Agradeceria-lhe imensamente com qualquer observação sua, seja nova , seja apontando algum link sobre o que considera veridico e confiavel neste assunto. Obrigado. Carlos Renato Miranda.

    • 27/12/2015 9:49

      Carlos Renato
      Não tenho opinião formada. Fui aluno de Frei Boaventura Kloppenburg, depois bispo que estudou nos USA e era um grande parapsicólogo,fazendo coisas maravilhosas. Todos possuem energias que vão além das racionais. Basta treiná-las; veja o que o Google diz na wikipedia. Mas é aceita como uma forma de conhecimento

      • Carlos Renato permalink
        28/12/2015 5:51

        Obrigado !

  10. victor paim permalink
    29/12/2015 9:06

    Acolhimento que o Padre Lancelotti é belíssimo. Entretanto, a presença do Presidente Lula à época foi através de uma gravura ( representativo) obrigatória. Hoje, onde está o ex-presidente ? Na sua fazenda restaurada pelos empresários …

  11. adriano permalink
    29/12/2015 13:28

    Nossa, que texto!

Trackbacks

  1. Natal: sempre que nasce uma criança é sinal de que Deus ainda acredita no ser humano | Leonardo Boff - ASMS- Associação dos Servidores Municipais de Saúde de Salvador

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: