Skip to content

Superabundância e desperdício: milhares de carros estão sendo abandonados: L. Dowbor

11/01/2016
 “As pessoas não estão comprando carros no mesmo ritmo de antes da recessão. Quantas famílias que você conhece que ostentam um carro novo a cada ano? Por isso, milhões de carros ficam para morrer nos estacionamentos”, escreve Ladislau Dowbor, doutor em Ciências Econômicas e professor da PUC-SP e da UMESP, em artigo publicado por Envolverde, 07-01-2016.

Eis o artigo.

Brilhante, bonito e novo? E rapidamente enferrujando e inútil.

Esta foto é de um monte de carros que sobraram no Porto de Sheerness em Ketn, na Inglaterra. Há centenas de lugares exatamente como este no mundo todo, cheio de carros que as montadoras não conseguiram vender.

Isso é verdade.

Você está vendo uma das muitas reservas de carros não vendidos no mundo.

As pessoas não estão comprando carros no mesmo ritmo de antes da recessão. Quantas famílias que você conhece que ostentam um carro novo a cada ano? Por isso, milhões de carros ficam para morrer nos estacionamentos.

Baltimore, Maryland, EUA

Bem do lado da estrada Broening em Baltimore, mais de 57.000 carros se encontram num enorme estacionamento. No começo eu me perguntava porque eles não colocavam simplesmente à venda, mas a indústria automobilística não vai reduzir seus preços drasticamente por uma razão: Não é possível vender um carro por 500 dólares e esperar alguém comprar por 15.000 é impossível.

Os carros devem ser levados de um monte de concessionárias para dar espaço para a nova produção. O que sobra é um pouco triste? Filas e mais filas de carros em perfeito estado.

A indústria automobilística não pode simplesmente deixar de produzir carros novos. Isso significaria o fechamento de fábricas e demitir a dezenas de milhares de pessoas, além do mais, piorar a recessão. O efeito dominó seria catastrófico para a indústria do aço.

Nessa imagem podemos ver dezenas de milhares de carros tomando sol o dia todo na Espanha.

Quando a oferta supera a procura, alguém fica com o superavit. Depois da recessão, as famílias já não compram um carro novo a cada ano.

São Petersburgo, Rússia

Carros europeus importados que não conseguiram vender e estão largados para enferrujar em um aeroporto.

O ciclo de comprar, usar, mudar, se acabou. As pessoas usam seus carros durante muito mais tempo depois de comprados.

Lotes aberto ao redor do mundo se converteram um cemitérios improvisados para os carros que não se venderam.

Avonmouth, Reino Unido

Cada espaço cinza que se vê está cheio de carros sem uso.

Corby, Reino Unido

Aqui há outro monte de carros que sobraram. Qualquer um se pergunta: por que não reciclam esses carros ou pelo menos não dão para as pessoas pobres?

Porto de Civitavecchia na Itália

Até pode-se pensar que os fabricantes de automóveis poderiam utilizar pelo menos algumas das partes. Eles ainda acham que vão vender esses carros?

Porto de Valencia, Espanha

Estas imagens são particularmente frustrantes se você está dirigindo um carro velho?

Os carros, quando expostos ao ar livre, não duram muito tempo.

Quando um carro fica ao relento, todos os óleos se vão para o fundo do poço, e logo começa a corrosão e danifica todas as partes internas do motor.

A super produção não é só uma falha do sistema nos Estados Unidos ou de uma só fábrica de automóveis, este é um problema mundial. Se não encontram uma maneira de reutilizar esses carros, milhares de carros abandonados continuarão preenchendo espaços vazios. Isso é realmente lamentável.

49 Comentários leave one →
    • 13/01/2016 19:08

      SE vc olhar direito há muita diferença nas fotos, algumas são semlhantes e outras bem diferentes. A stuação no problema não mudou de lá para cá. Ela está ocorrendo tb no Brasil agora.

      • 15/01/2016 18:16

        Isso aí não são carros abandonados.
        A indústria automotiva trabalha com estoque de segurança, que geralmente é de 15~30 dias, para absorver possíveis problemas com greves, abastecimento de matéria prima e tudo mais.
        Esses carros não estão parados no pátio. Eles estão em rotatividade.
        Por exemplo, há um estoque de 20.000 veículos, saem 100, entram 100, mas sempre haverá os 20.000 no pátio.

      • 24/01/2016 10:50

        Isso foi há anos. Hoje não é assim. 45% das empresas automobilísticas norteamericanas reduziram sua produção porque os patios continuam cheios e não há venda.
        lboff

      • 01/03/2016 2:39

        Em 2009 nos Estados Unidos o presidente Obama oferecia $4000 dollares pelo carro usado em troca da compra de um carro novo “economico.” Muitos aproveitaram essa oportunidade para trocar seus carros por um carro que fosse economico .Nessa epoca o galao de gasolina chegava aos $4,00 dollares (Mais ou menos $1,00 o litro.Hoje o galao custa menos de $2,00 dollares Por outro lado consegue-se comprar um carro com juros muito baixos ou sem juros .Aqui na America ha sempre uma frota nova de carros.O problema e o que fazer com os carros usados .

      • irineu permalink
        21/09/2016 11:22

        mas alguem tem fotos ou localição dos cemiterios brasileiros????

  1. 11/01/2016 20:36

    É bom começarem a ver uma outra mão invisível atuando na economia.

  2. Romualdo permalink
    11/01/2016 21:18

    UM AMIGO ENGENHEIRO DA GM HAVIA COMENTADO ESSE FATO MAS NÃO DEI ATENÇÃO NEM ACREDITEI, ENTÃO AMIGOS ESTAMOS VIVENDO O COMEÇO DO FIM, PRECISAMOS REVER TODOS OS CONCEITOS VINDO DESSA INDUSTRIA QUE HÁ MUITO TEMPO MOSTRA SEU PONTOS FRACOS E ERROS QUE NÃO PARAM DE CRESCER E APONTAR O FUNDO DO POÇO OU SEJA A SUA FALÊNCIA.

  3. Rogério permalink
    11/01/2016 21:53

    Cara… não sei de onde vieram estas informações. Tenho uma sobrinha que é professora em Corby, vive lá faz 20 anos, conhece todo a região. Mandei a ela o link do artigo e ela pesquisou e perguntou e analisou o Google Heart para ver se localizava o tal depósito e não achou nada nem parecido. Muuuuito estranha esta matéria.

  4. Flavio Morais permalink
    11/01/2016 22:35

    Quero muito acreditar,queria muito acreditar,mas,já era isto aqui acabou !

  5. 12/01/2016 2:03

    Manda os robos comprarem…..quem consome e a classe operaria…..se voce nao aposenta os velhos e colocam jovens para comprar o ciclo nao funciona….para fazer agrenagem funcionar tem fazer jovens, adultos e idosos consuma e reduzir ipva, e montar infra estrutura como estacionamentos verticais municipais com preco baixo.

  6. Filipe permalink
    12/01/2016 8:28

    Sendo um apontamento do problema sobre a demasiada produção automobilística, qual a solução para isso? Uma nova forma econômica de reger um país?

  7. Jaeder Teixeira Gomes permalink
    12/01/2016 9:18

    As indústrias podem fabricar menos carros e mais equipamentos eólicas para gerar energia..

  8. Dionei Alves Furtado permalink
    12/01/2016 10:25

    Simples, ficou parado, doem para quem não pode ter num país menos desenvolvido…

  9. 12/01/2016 14:51

    Por isso que o governo do PT baixa o IPI dos carros…

  10. Fabio permalink
    12/01/2016 18:22

    Curioso! Vi estas mesmas fotos e “reportagem” anos atrás.
    Agora, com nomes e datas mudadas (a dos lugares continuaram as mesmas) aparece como notícia nova!

  11. Joel de Souza permalink
    12/01/2016 19:09

    Na contramão da sustentabilidade do planeta… Mais bicicletas e menos carros! A indústria em vias de esgotar suas possibilidades nos países centrais (que já acordaram para as questões ambientais), desejam mais uma vez, avançar sobre o déficit de quinquilharias na periferia onde ainda há espaço para um último suspiro.

  12. José de Arimatéia Silva permalink
    12/01/2016 22:42

    A irracionalidade comercial, sobrepondo a racionalidade da sobrevivência humana num planeta com recursos limitado…

  13. 13/01/2016 6:13

    Olá, pode passar o link para a fonte? Não consigo encontrar a referência. Obg

    • 13/01/2016 18:54

      Flavio a fonte é o IHU Instituto Humanístico Unisinos citado no fim do artigo. Entre no Google sob o nome de Ladislau Dowbor e encontrará o artigo

  14. Fernando permalink
    13/01/2016 9:24

    Falta de gestão. Por que não fazem um leilão desses carros “abandonados”? Ao menos diminuiriam seus prejuízos, economizariam com espaço, enfim.

    • 13/01/2016 18:52

      Fernando, se eles venderemm barato os carros estocados, ninguém quer comprar um novo. Por isso preferem deixá-los abandonados.

      • rodrigo permalink
        16/01/2016 8:56

        e que tal uma isenção total de impostos!!!!

  15. 13/01/2016 9:44

    E aqui no Brasil um carro é muito caro! Eu mesmo nunca pensei de ficar apenas 3 anos com um, no mínimo 10 anos. Quando eu era garoto, existia carro que durava muito tempo, a D20, a Rural, a Combe, aquele caminhão dos anos 70, 80. hoje temos que nos livrar do carro em 3 anos, porque perde valor de mercado, é fraco, feito para não durar. Acho que é falta de respeito com o planeta e com o consumidor.

  16. jack permalink
    13/01/2016 10:04

    artigo meio sencionalista….como carros ao relento duram pouco tempo? se forem vendidos duram mais? e no Brasil ? onde tem isencao de imposots…onde o povo paga e subsidia as grandes industrias,,,isso ninguem reclama!!!! e pra finalizar….essas Fotos podem ser Fotos normais de depositos….pq nao fizeram Fotos com detalhes onde seja possivel identificar o ano do carro?

  17. maurizio permalink
    13/01/2016 13:42

    la foto di civitavecchia è falsa, non so le altre…

  18. Jairo permalink
    13/01/2016 14:31

    Não sei como ainda publicam artigos ou comentários de certas pessoas. Ou será que as crises, econômica, financeira, da saúde, da educação, da violência e da infra estrutura resultam das ações de governos de 14 anos atrás e não da incompetência dos governos de esquerda, parceiros do autor? A crise, na venda de carros, existe, em outros países mas suas economias suportam -na, muito bem. E aqui, em Pindorama.

  19. Thiago permalink
    13/01/2016 14:35

    Lorota!!! Seria simples… reduzir o valor de venda e pronto!!!

  20. Viva LULA permalink
    13/01/2016 14:42

    De novo essa palhaçada? Brasileiro não casa de ser idiota.

  21. 13/01/2016 18:02

    O problema do capitalismo atual, inspirado na ideologia do neoliberalismo e e na pratica do dumping social, como dantes, tem compromisso unico com o lucro e nenhum com a utilidade social. Na conjuntura do pos-guerra fria, renegam quaisquer resquisios do “estado de bem estar social”, para a pratica da barbarie, porquanto os capitais se direcionam para regioes com baixo nivel de organizacao social, mercados, mao de obra, fontes energeticas/materias primas abundantes. Guerras de rapina encetadas pelo imperio USA para o assalto a fontes energeticas e criscao de mercados para outris sssocisdis ni fabrico e trafego de armas motor vertebral da ecionomia americana. Outra questao fundamental, que deveria de ser criminalizado nos forus multilaterais, representado pela OBSOLESCIA PROGRAMADA do sistema de producao capitalista mundial, o maior produtor de residuos e disperdicios que deveria contar, com a insurgencia imediata, pelo menos, dos ecologistas e dos orgaos de defesa consumidor!

  22. Gilnei Luis Rigotto. permalink
    14/01/2016 15:28

    A inversão desse futuro caos da industria automobilística só será possível transformando as fábricas de carros em transportes coletivos, tipo trens, ônibus, bicicletas etc.
    .

  23. 14/01/2016 17:40

    Leonardo, como mencionado acima, sugiro uma melhor investigação sobre o assunto, pois tudo indica ser um relato descuidado e apenas traduzido pelo Dowbor. Busquei o artigo original citado aqui onde ele aponta as falhas (http://jalopnik.com/that-zero-hedge-article-on-unsold-cars-is-bullshit-1578124255). Há várias versões e datas para os fatos e lugares apresentados nos “artigos”. Enfim, penso que antes de compartilhar algo desta magnitude, por ser um cientista sério e renomado, o sr. poderia ser um pouquinho mais criterioso. Sou fã do seu trabalho e espero ter ajudado. Abraços de Belém do Pará

    • 23/01/2016 18:04

      Marcio, pouco importa a data. É fato de que há superprodução de carros no mundo inteiro.Os carros pode ser outros, o lugar onde estão são os mesmos, na crise atual, sempre cheios por não serem vendidos. E se forem vendidos mais barato ninguem vai comprar um novo mais caro e é aí que a crise se agrava ainda mais. lboff

  24. Nilson Cesar permalink
    14/01/2016 19:38

    tragam aqui para o brasil que rapidinho serão roubados..

  25. Wagner Jordão permalink
    15/01/2016 12:18

    Veja o Porto de Sheernes e tire suas conclusões:

    https://www.google.com.br/maps/search/Peel+Ports+Sheerness/@51.4336904,0.7380569,1887m/data=!3m1!1e3

  26. 15/01/2016 12:21

    Concordo que temos que repensar com uma certa urgência nossos padrões de consumo, assim como procurar alternativas de transporte mais eficientes de uma forma geral, mas não vi no que se sustentam as afirmativas desta matéria. Estas fotos? Montadoras produzem carros aos milhões. Qualquer montadora possui pátios gigantescos com dezenas de milhares de carros em estoque, seja época de crise ou não. Muito estranha esta matéria.

    • Luiz Reis permalink
      22/09/2016 9:27

      Montagem com fotos antigas. Poucos dicernem isso. Interessante como tudo q é publicado na internet gera credibilidade nesse povo

  27. 15/01/2016 17:45

    DESTRUINDO O PLANETA TERRA! VEJA COMO!      

    De: "Leonardo Boff" <comment-reply@wordpress.com> Enviada: 2016/01/11 19:53:37 Para: la.ferreira1957@bol.com.br Assunto: [New post] Superabundância e desperdício: milhares de carros estão sendo abandonados: L. Dowbor  

    a:hover { color: red; } a { text-decoration: none; color: #0088cc; } a.primaryactionlink:link, a.primaryactionlink:visited { background-color: #2585B2; color: #fff; } a.primaryactionlink:hover, a.primaryactionlink:active { background-color: #11729E !important; color: #fff !important; } /* @media only screen and (max-device-width: 480px) { .post { min-width: 700px !important; } } */

    WordPress.com

    Leonardo Boff posted: " Fonte: segunda, 11 de janeiro de 2016 Instituto Humanitas Unisinos, RS: Eis a  face oculta da crise mundial do atual sistema feito para o consumo que não consegue mais se reproduzir. Os carros, o maior símbolo da indústria moderna, semelhante aos c"

  28. rodrigo permalink
    16/01/2016 8:59

    Autor socialista ” detectadoo” !!!

  29. Ronaldo Lamp permalink
    16/01/2016 9:43

    Todo o gaucho que sai da grande poa e vai pro llitioral se depara com o patio da GM abarrotado. se este mesmo gaucho se dirigir para o interior vai se deparar com o estacionamento da GM no velopark também lotado… Tá lá é só olhar…

  30. Cibele permalink
    16/01/2016 14:30

    Mestre, eu fico pensando, será que não dá para usar toda esta tecnologia para construir transporte coletivo de qualidade? Certamente ele se deterioram bem mais rápido e deveriam se trocados com bem mais frequência (tomo ônibus pelo menos 4 vezes por dia, devo reconhecer que aumentou o número daqueles que tem ar condicionado estão limpos e bem conservados,mas muitos deles estão literalmente caindo aos pedaços, pior que carroças, com baratas, cheiro de urina de rato, buracos no teto e no chão). Os motoristas agradeceriam muito, nós passageiros e o Meio Ambiente, também.

  31. José Fonteles da Silva permalink
    19/01/2016 15:03

    Espero que um dia não muito longe o ser humano compreenda o marketing do capitalismo onde coloca-se em primeiro lugar o lucro esquecendo a pessoa, pior fazendo uma lavagem celebral para que as pessoas acreditem que o que conta(vale) é o ter e não o SER, lamentavelmente vamos assistir cada vez mais senas como essas, onde prefiro ter meu carro zerado que meu irmão(a) saciado de alimento, transporte, segurança, saúde e muito mais

  32. luizmullerpt permalink
    28/01/2016 23:07

    Republicou isso em Luizmuller's Blog.

  33. 01/02/2016 12:44

    Republicou isso em Gustavo Hortae comentado:
    “Superabundância e desperdício: milhares de carros estão sendo abandonados” – “A super produção não é só uma falha do sistema nos Estados Unidos ou de uma só fábrica de automóveis, este é um problema mundial. Se não encontram uma maneira de reutilizar esses carros, milhares de carros abandonados continuarão preenchendo espaços vazios. Isso é realmente lamentável.”

    Nada a acrescentar.

  34. Manoel Oliveira permalink
    01/03/2016 10:42

    O homem cada vez mais esta esquecendo que cuidar da alma e muito mais sabio.

Trackbacks

  1. Superabundância e desperdício: milhares de carros estão sendo abandonados: L. Dowbor | Alejandro Valle Baeza

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: