Skip to content

Novos atores no cenário político brasileiro

04/06/2016

Ocorrem coisas estranhas no reino que não é da Dinamarca mas do Brasil: uma presidenta é afastada por erros menores de administração financeira que ocorrem em todo os governos no mundo inteiro e que não representam motivos para sua destituição pelo simples fato de não haver proporção entre o eventual erro e a pena máxima. É pretexto para outra coisa.

Recentemente descobriu-se por gravações entre líderes da oposição, nomeadamente do PMDB e do PSDB com um dos diretores da Petrobrás que o real motivo do afastamento da presidenta não era tanto a alegada irresponsabilidade fiscal. O afastamento era necessário para encerrar a investigação na Petrobrás, do famoso Lava-Jato, que envolvia corruptos não só do PT mas dos principais partidos: ministros, senadores e deputados da oposição. Para escaparem dos processos e das prisões, precisavam encerrar aquela “sangria desatada”(R. Jucá) que envolvia milhões e milhões de dólares, ameaçando os políticos.

Essa é a razão rasa do processo de impeachment da Presidenta. Bem disse Noam Chomsky que vive com uma brasileira, trata-se de “um bando de ladrões acusando uma mulher inocente, contra a qual sequer há indícios de crime.” Esse bando se uniu com o conspirador-mor, o vice-presidente Michel Temer, com setores do próprio STF, conivente e omisso. com a PF e o MP para escaparem ilesos de seus crimes e salvarem suas carreiras políticas. A intenção originária e perversa era desestabilizar o governo do PT, o que em parte conseguiram, apoiados por uma imprensa conservadora e caluniosa, das mais concentradas do mundo. Buscava-se desconstruir a figura carismática de Lula. Elites regressivas, saudosas da Casa Grande, buscam o poder que perderam nas eleições e consideram inaceitável a ascensão dos pobres na vida social e universitária.

O vice-presidente, um homem fraco e sem qualquer liderança, esqueceu-se que era vice e que deveria substituir a presidenta, enquanto durasse o processo contra ela, mantendo a máquina governamental. Sequestrou o cargo como se fosse presidente, com um projeto político não apresentado ao povo, montando todo um governo novo com gente da pior espécie política, alguns acusados por corrupção, todos brancos e ricos. Os ministérios que tinham alma (como da Cultura, dos Direitos Humanos, das Mulheres, da Diversidade racial, nos Negros e Índios e outros) foram reduzidos ou abolidos ficando apenas com aqueles que são esqueletos da administração (planejamento, fazenda e outros).

Como é sabido, e a jornalista canadense Noemi Klein, o explicitou há dias numa entrevista sobre a situação do Brasil: em momentos de crise e de caos político, o propulsores do projeto radical do neoliberalismo, projetado pelos “chicagoboys”(Milton Friedman) aplicam sem piedade a “Doutrina do Choque”. Aproveitam a fraqueza das instituições e do poder central para impor seu projeto absolutamente anti-popular e anti-social que privatiza bens públicos, corta benefícios sociais para beneficiar as classes endinheiradas. Pois esse projeto descaradamente liberal está sendo imposto ao povo brasileiro.

José Serra, ministro das relações exteriores, sem qualquer qualificação para o cargo e bronco nas relações, está correndo o mundo para vender parte do Brasil, especialmente a privatização de bens públicos e o pre-Sal.

Vale recordar que a população já se deu conta das tramoias golpistas. Onde quer que apareçam deputados ou senadores nos aeroportos ou ruas são apupados de golpistas ou submetidos a “escrachos”. O vice presidente sequer pode sair de casa em São Paulo ou do palácio em Brasília pois as multidões gritam ”fora Temer”. Sua popularidade está por 1% de aceitação. Só mesmo a vaidade o mantem no poder, pois não passa de um figurante de forças que o manejam como o grupo do mafioso, corrupto e chantagista de Eduardo Cunha. O silêncio de setores do STF está na tradição de 1964, como apoiadores do golpe, contra qualquer ética jurídica e imparcialidade como é o caso inegável do Ministro Gilmar Mendes.

Mas um novo sujeito político surgiu nas últimas semanas: as multidões nas ruas, gritando pela democracia e “fora Temer”. Protagonistas estão sendo as milhares de mulheres, revoltadas contra a cultura do estupro e também em solidariedade à mulher Dilma. vítima do inveterado machismo brasileiro.

Outro protagonista novo são jovens de todas as idades, conscientemente distanciados dos partidos mas que reclamam por democracia, ocupam escolas por melhor educação e cobram reformas. Todos os dias são milhares e milhares enchendo as ruas com suas bandeiras e músicas. Seguramente, quem vai derrubar o impeachment serão as ruas.

Os senadores pró-impeachment muito deles sob acusações, dificilmente se livrarão, pela vida afora, do epíteto de golpistas.

Leonardo Boff é articulista do JB on line e escritor

21 Comentários leave one →
  1. 04/06/2016 22:43

    Dilma Rousseff sofreu golpe, nós fomos golpeados no Governo Dilma assim como fomos no Governo FHC.

    Os padrinhos políticos do PT são os mesmos que dos partidos políticos golpistas, ou seja, os donos de grande capital. Daria para pensar no pobre quando seus padrinhos só pensam no lucro?

    Fora pequenos partidos, como PCO, PSTU, os partidos gigantes da politica, PCdoB, PDT, eram bases de apoio do governo e controlavam sindicatos e outros movimentos sociais. Nós, operários, sentimos o distanciamento do Partido dos Trabalhadores dos trabalhadores. Vimos o partido dos trabalhadores labutando a causa das grandes corporações. Quando se deram conta que o sistema político estava preste a tirá-lo do poder, se voltaram para o povo operário, movimentos sindicais, sociais. Tarde demais, para quem ignorou o grito das ruas dos meses de junho 2014… Podem trazer de volta Dilma Rousseff e o PT ao poder, eles seguiram a agenda de espoliação dos pobres.

  2. marcos antônio rebello permalink
    05/06/2016 2:41

    Concordo em gênero, em número e grau.
    Agora temos duas forças se digladiando: uma ala podre do PMDB querendo sair impunes da lava-jato e outra força também de corruptos do PSDB querendo impor de forma oportunista um regime de aniquilação social ( neoliberal ). Claro, isso ainda, com brigas dentro do PSDB paulista e mineiro, devem usar o Aécio como “boi de piranha”, pois este, não tem mais salvação. Veja, que os grupos econômicos pró-FHC ( Fiesp, Itaú, Marinhos, Frias, Civita, Dantas e outros) foram os que mais investiram neste Golpe, porém, aparentemente quem tomou conta da situação foi a ala podre e incompetente do PMDB para desgraça do FHC.
    No meio a tudo isso, um grupo de magistrados totalmente sem qualquer pró-atividade ou de má fé, talvez envolvidos nesse lodaçal da política mesquinha, assistindo uma Nação a se desmontar.
    O Brasil não merecia isto.

    Marcos Antônio Rebello – prof. universitário

  3. Amaurih permalink
    05/06/2016 8:19

    Quanta distorção em um só texto, primeiro quanto à inocência da presidenta, que cai na primeira análise sobre a compra de Pasadena; segundo sobre as supostas deficiências do vice escolhido na chapa, que denuncia, se fosse verdade, novamente a falta de inocência do partido que o escolheu, e a consideração que esse partido estava tendo para com o país, mas a história do professor Temer desmente essa distorção; quanto à falta de qualificação para o cargo, do senhor José Serra, se for analisar falta de qualificação para ocupação de cargos a Dilma não deveria ter sido a escolhida pelo PT. “Doutrina de Choque”, “neoliberalismo”, “casa grande” e outros termos são comuns à teoria de conspiração da esquerda radical, assim como esse monopólio da pobreza, como se os regimes não buscassem atender a todos independente da sua classe social. Como se o PT não tivesse privilegiado as “classes endinheiradas”, haja vista o lucro dos bancos nesses treze anos de gestão petista. Ética jurídica? A ética foi muito utilizada pelos espertalhões, até mesmo como lecionada em certa universidade federal, o resultado disso nós queremos ver, se os nossos ministros vão seguir a justiça ou o compromisso com quem os indicou para o cargo. “Fora Temer”? Quem está gritando isso? Só as viúvas do PT, aquelas pseudo entidades sociais que foram abastecidas com dinheiro público e que vão ter que se virar por conta própria se a Dilma não voltar.

    É triste ver o quanto essas pessoas não têm consideração pelo país, concentrando suas considerações para uma ideologia que defende uma gestão tão prejudicial e corrupta como foi a do PT.

  4. 05/06/2016 8:34

    Republicou isso em O LADO ESCURO DA LUA.

  5. 05/06/2016 9:43

    Concordo plenamente com Leonardo Boff. Infelizmente o Brasil deu um passo atrás. É lamentável que os atuais donos do poder representem um grande retrocesso político para o nosso País. JFMedeiros

  6. Antonio Pereira de Oliveira permalink
    05/06/2016 10:21

    Senhor Leonardo Boff:
    Realmente, o impeachment foi uma solução imposta pelos membros das esferas políticas tradicionais. E ainda está em curso. A maior parte que votou pela admissibilidade da denúncia da presidenta era – no momento anterior – base aliada da governo. E mais, antes do dia da votação, a presidenta liberou vários ministros, de suas funções, para votar a favor dela e, eles simplesmente votaram pelo impeachment. Isso que o senhor denomina golpe foi produzido justamente quando o PT fez a opção de governar com o PMDB; quando efusivamente abraçou a candidatura a vice, de Michel Temer, por duas vezes; Então, se tem alguém responsável pela existência de Temer, esse alguém é o próprio PT, sua militância e seus apoiadores, inclusive a vossa pessoa que, não fez uma unica crítica a essa aliança.
    É uma pena que o senhor tenha – já há algum tempo – renunciado a sua capacidade crítica. Resumir o que está ocorrendo a apenas um golpe é não enxergar toda a extensão do problema. Um golpe se dá uma quando se quer impedir o curso de uma trajetória. Nesse caso, eu lhe pergunto, que reformas sociais, estruturais foram feitas pelo governo petista/pmdebista ao longo desses 13 anos? O senhor vai me responder com aqueles dados estatísticos de que o Brasil tirou milhões da pobreza, que construiu não sei quantas universidades, que fez inclusão social, etc, etc, etc. Todas conquistas que – justamente por não ter feito reformas de base – vão agora, no momento de crise do capital, para o ralo e isso independe de quem esteja governando. Então, senhor Boff, não havia em curso nenhum curso progressivo que foi interrompido. É possível que se aprofunde a perda de direitos, mas a continuidade de Dilma não é garantia para que isso se desse de outra forma. Não esqueça que no governo Dilma/Temer as medidas fiscais, redutoras de investimentos sociais estavam em pleno curso; que aprovação de leis antidemocráticas, como a lei antiterror, foi aprovado e sancionado pela presidenta; que o fiel pagamento aos banqueiros nunca se cogitou em mexer; que apenas no começo ano de 2016 foram retirados mais de 10 bilhões da educação.
    O senhor, pela importância que tem no plano intelectual – não deveria gastá-lo com essa narrativa de golpe. Poderia prestar uma grande contribuição se abordasse a questão de uma maneira mais ampla. Considerando as próprias formas com as quais o capitalismo está operando atualmente no país. Ao se aferrar à defesa do governo petista, o senhor só enxerga a árvore e deixa de ver a floresta inteira.
    Mesmo não concordando com tudo que o senhor escrevia, eu ainda tinha uma certa referência na sua pessoa, nos seus artigos, mas agora, sempre que leio, já sei de antemão que os seus escritos vão cair sempre no mesmo trilho, vão repetir sempre o mesmo estribilho. Empobreceu.

    • Joao permalink
      10/06/2016 1:32

      O PT é isso. Eis:

      Atenção!
      [“(…) não há marketing ou propaganda capaz de ESCONDER a grave realidade do Brasil (…)”].

      ¡HÁ SIM! Claro que há! Eis: Há a DOCE & SUAVE Lavagem Cerebral do PT! Eis:

      Viomundo;  Tijolaço; Luís Nassif; site O Cafezinho; Breno Altman; Brasil de Fato; Nirlando Beirão; Azenha; Brasil 247 (textos horrorosos); o pseudo-cientista político Roberto Amaral (‘Carta Capital’); Opera Mundi; Henrique Amorim; o brilhante e PICARETA publicitário João Santana; DCM; o monopolista midiático editor Fernando Brito (unidimensional); Outras Palavras/Outras Mídias; MAV; site Vice; o partido picareta PCdoB; o interesseiro Aldo Rebelo (PCdoB); o suave e PICARETA Rui Falcão (PT); a revista Carta Capital; Renato Rovai; o blog Diário do Centro do Mundo (repare o «nome»…);  o Jornalggn;  Kiko Nogueira;   o jornalista simplista e puxa-saco Paulo Nogueira; o blog Cartamaior; o DISSIMULADO braço direito puxa-saco do PT: PSOL; a filhinha de governador Luciana Genro (linha auxiliar dissimulada do PT. Caso inédito de dissidência não-dissidente); o blog super visitado Pragmatismo Político; Plantão Brasil (sensacionalista);  o blogueiro cheio de Lattes (mas que escreve mal) Rogerio Dultra dos Santos; Conversa Afiada; Brasil de Fato; Luis Fernando Verissimo; etc. etc. etc. etc. etc. etc. etc.

      =======
      Tags:
      PT e Lavagem Cerebral; ilusionismo; slogan astuto; arrogância; vigilância ideológica; guerrilha virtual; “robozinhos”; blogs petistas; denegação; Publicidade Petista; gravame; Seita Política; astúcia; mitomania; PT pratica Lavagem Cerebral; frase-feita; Ersatzbrot; PT e a mídia; inverdade; grosseria; autoritarismo petista; mentes autocráticas; mediocrização; narrativa fantasiosa; inflexibilidade; enfermidade epidêmica; recusa; Ideologia Digital Petista; Ideologia Digital do PT; obnubilação; coercitividade; embuste; ardil; gosto do poder; campanhas ardilosas; Partido dos Trabalhadores; ratos magros; inculto; peças publicitárias do PT; isenção passiva; Mobilização de Ambientes Virtuais pelo PT; obstinação; rigidez; blogs de inclinação petista; falta de aderência com a realidade; estratagema; retórica Petista; Propaganda; tramóia; ponto-cego; blogs financiados pelo Estado; picaretagem do PT; agnosia visual; Hegemonia petista; campanha de velhaco; fome de Poder; trapacice; enceguecimento; força coerciva mental; subterfúgio; projeto hegemônico; cinismo; inversão; patrulhamento; bloguista comprado Paulo Nogueira; adestramento; Ideologia Petista; turvação; truculência; clichê; chavão; bordão; lugar-comum; uso da máquina pública; Lulopetismo; imagem estereotipada; pseudo-intelectual; negação; aparelhamento do Estado pelo PT; cegueira ambiental; mediocridade;  Ersatzkaffee; marketing Petista; falta de compromisso com a veracidade; APARELHAMENTO IDEOLÓGICO; identificação com a comunicação de massas; ‘Brasil pra inglês ver’; ‘A Copa das Copas’; Autoritarismo; “Danoninho vale por um bifinho”; POPULISMO; amestrar; Coca-Cola da mais vida;  pseudo-esquerda; “não-vai-ter-golpe”.
      Lula. Dilma. PT. Desqualificar Temer com discurso e narrativa PETISTA astuta, apenas para se manter no poder, só (apenas isso, nada mais que isso).

      “revolucionário será quem for capaz de revolucionar a si próprio”

      • 14/06/2016 2:29

        Não é possível que todos os nomes citados por vc, alguns notáveis,sejam estúpidos. A verdade está em todos os lados. Maniqueismo não é real. lboff

  7. Mario Real permalink
    05/06/2016 10:47

    Frei. Calma. Os fatos ainda não estão postos na mesa em sua totalidade. A ilibada moral e ética da presidente afastada está sendo reescrita. Veja os gastos com os cartões corporativos. Veja os vinhos que ela consome (PETRUS. ..e ROMANEE CONTI), cada um na casa dos mil euros, cabe perguntar….
    Isso é uma verdadeira “socialista” ?
    Aguardemos a delação da Odebrecht, há novidades, cruéis e demolidora.
    Quanto aos demais envolvidos de TODOS partidos, concordo, o lugar é cadeia sem regalias.
    E o lulla ?
    Esse (que é seu amigo) infelizmente traiu a nação e, portanto, merece ver o sol nascer quadrado, terá que devolver o que roubou em nome de seus filhos. E lhe garanto nunca mais fará palestras pagas, pois não há o que dizer. A máscara caiu.

  8. adenir balmant permalink
    05/06/2016 11:01

    IMPEACHMENT PARLAMENTARISTA DAS BANANAS

    Carmen Miranda estilizou com classe e beleza a cultura e agricultura das bananas. Assim como a marchinha de carnaval YES, NÓS TEMOS BANANAS de Almirante. Embora a banana não coma a boca, muitos brasileiros ainda pensam que o homem come a mulher. Já Bill Clinton pensa que banana é sorvete e coloca as americanas a chuparem banana. Parlamentares brasileiros ACHAM E COAXAM que o Brasil é um país cheio de BANANAS com milhões de bananas e dão um AQUI Ó para os brasileiros com TCHAU QUERIDA.
    De PRESIDENTA para GOVERNANTA e RAINHA DAS BANANAS o legislativo e judiciário dão o golpe PARLAMENTARISTA das BANANAS. Romário tem que sair do IMPEDIMENTO e não ficar onde sempre esteve com Aécio. O Brasil é uma terra de amores…que o povo brasileiro siga em frente deixando os inimigos de LADO, pois o PLANALTO é no alto e bom som do ABAIXO A DITADURA. FORA GOLPISTAS. Abraços. adenir

  9. 06/06/2016 11:14

    Obrigada por emprestar seus olhos para que a gente veja um pouco melhor, considerando sua experiência, cultura e conhecimentos, traduzindo ainda para uma linguagem acessível fora do ambiente acadêmico. Fico grata. E me impressiono em como estamos sendo enganados. Até agora, não vi ninguém inteligente, bem informado (e bem intencionada), se posicionando a favor desse golpe…

  10. javier mateo arana permalink
    06/06/2016 16:48

    Os pequenos criticam o Leonardo Boff. Os que pensam, pensam como Leonardo Boff. Os pequenos não entendem os grandes. Sempre serão pequenos. Uma opção nomal.

  11. Margareth Tredice permalink
    07/06/2016 13:09

    Parabéns Leonardo Boff. Javier minha, suas palavras.

  12. 08/06/2016 13:17

    Republicou isso em Zefacilitador.

  13. 15/06/2016 23:12

    Republicou isso em Um outro mundo é possível!.

  14. Vitória Lima permalink
    16/06/2016 15:37

    Há algo de podre, de muito podre na nossa república de bananas. Haja vista a figura que comanda a nossa Câmara dos Deputados, mesmo estando afastado. É incompreensível. Ou mesmo compreensível de mais. O fantasma da ópera comanda todos os bastidores. Todos são seus títeres.

Trackbacks

  1. Leonardo Boff comenta a nova realidade que vive o Brasil - Atine
  2. Novos atores no cenário político brasileiro | Divergência

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: