Skip to content

O que motivou o 11 de setembro

13/09/2011

Alguém precisa ser desumano para não condenar os ataques de 11 de setembro contra as Torres Gêmeas e o Pentágono por parte da Al-Qaeda e cruel ao não mostrar solidariedade para com as mais de três mil vítimas do ato terrorista.

Dito isto, precisamos ir mais fundo na questão e nos perguntar: por que aconteceu este atentado minuciosamente premeditado? As coisas não acontecem simplesmente porque alguns tresloucados se enchem de ódio e cometem tais crimes contra seus desafetos políticos. Deve haver causas mais profundas que a persistir continuarão alimentar o terrorismo.

Se olharmos a história de mais de um século, nos damos conta de que o Ocidente como um todo e particularmente os EUA humilharam os países muçulmanos do Oriente Médio. Controlaram os governos, tomaram-lhe o petróleo e montaram imensas bases militares. Deixaram atrás de si muita amargura e raiva, caldo cultural para a vingança e o terrorismo.

O terrível do terrorismo é que ele ocupa as mentes. Nas guerras e guerrilhas precisa-se ocupar o espaço físico para efetivamente triunfar. No terror não. Basta ocupar as mentes, distorcer o imaginário e introjetar medo. Os norte-americanos ocuparam fisicamente o Afeganistão dos talibãs e o Iraque. Mas os talibãs ocuparam psicologicamente as mentes dos norte-americanos. Infelizmente se realizou a profecia de Bin Laden, feita a 8 de outubro de 2002: “os EUA nunca mais terão segurança, nunca mais terão paz”. Hoje o país é refém do medo difuso.

Para não deixar a impressão de que seja anti-norteamericano, transcrevo aqui parte da advertência do bispo de Melbourne Beach na Florida, Robert Bowman, que antes fora piloto de caças militares e realizara 101 missões de combate na guerra no Vietnã. Endereçou uma carta aberta ao então presidente Bill Clinton que ordenara o bombardeio de Nairobi e Dar es-Salam onde as embaixadas norte-americanas haviam sido atacadas pelo terrorismo. Seu conteúdo se aplica também a Bush que levou a guerra ao Afeganistão e ao Iraque e continuada por Obama. A carta ainda atual foi publicada no católico National Catholic Reporter de 2 de outubro de l998 sob o título: “Por que os EUA são odiados?” (Why the US is hated?) tem esse teor:

“O Senhor disse que somos alvos de ataques porque defendemos a democracia, a liberdade e os direitos humanos. Um absurdo! Somos alvo de terroristas porque, em boa parte no mundo, nosso Governo defende a ditadura, a escravidão e a exploração humana. Somos alvos de terroristas porque nos odeiam. E nos odeiam porque nosso Governo faz coisas odiosas. Em quantos países agentes de nosso Governo destituíram líderes escolhidos pelo povo trocando-os por ditaduras militares fantoches, que queriam vender seu povo para sociedades multinacionais norte-americanas!

Fizemos isso no Irã, no Chile e no Vietnã, na Nicarágua e no resto das repúblicas “das bananas” da América Latina. País após país, nosso Governo se opôs à democracia, sufocou a liberdade e violou os direitos do ser humano. Essa é a causa pela qual nos odeiam em todo o mundo. Essa é a razão de sermos alvos dos terroristas.

Em vez de enviar nossos filhos e filhas pelo mundo inteiro para matar árabes e, assim, termos o petróleo que há sob sua terra, deveríamos enviá-los para reconstruir sua infra-estrutura, beneficiá-los com água potável e alimentar as crianças em perigo de morrer de fome. Essa é a verdade, senhor Presidente. Isso é o que o povo norte-americano deve compreender”.

A resposta acertada, não foi combater terror com terror à la Bush, mas com solidariedade. Membros das vítimas das Torres Gêmeas foram ao Afeganistão para fundar associações de ajuda e permitir que o povo saísse da miséria. É por essa humanidade que se anulam as causas que levam ao terrorismo.

Leonardo Boff é autor de Fundamentalismo,Terrorismo, Religião e Paz, Editora Vozes, Petrópolis 2009

Anúncios
52 Comentários leave one →
  1. 13/09/2011 20:34

    Curtir

  2. Cascão Simões permalink
    13/09/2011 20:51

    O mundo será melhor quando tiver o mesmo valor a vida de um Americano , Europeu ou outro cidadão do mundo.

    Curtir

  3. HMScorpion permalink
    13/09/2011 20:58

    EUA nunca me enganarão. Para mim, o verdadeiro 11 de Setembro ocorreu em 1973 quando Pinochet, fantoche dos norte-americanos, derrubou o governo do mito Salvador Allende. Viva Chile!

    Curtir

    • Cascão Simões permalink
      16/09/2011 10:18

      Estou de acordo com o seu comentário : Allende chegou ao poder com os votos do Povo , tal como diz o poeta o Povo é quem mais ordena , Pinochet chegou ao poder pela força das bombas e com ajuda dos lacaios Americanos . Presidente Allende tem o nome merecido na História.

      Curtir

  4. Jorn permalink
    13/09/2011 21:42

    Querido Boff, obrigado pela tua reflexão, como sempre. No entanto, há outro lado que você não abordou: depois dos atentados, quando os soldados americanos chegaram no oriente atrás dos líderes da Al-Qaeda, encontraram 80% do povo privados de luz elétrica e dos privilégios dos acessos que todo ser humano atual deveria ter — eles nem sabiam dos atentados! E que ironia: o povo pensou que os americanos eram seus salvadores, pois eles viviam sob o domínio de meia dúzia de líderes árabes, enquanto os americanos foram lá para matá-los. Nem um nem outro é “santo” nesta relação: os líderes mulçumanos que privam seu próprio povo, e os americanos que mandam os “caipiras” do interior estadounidense para a guerra contra o “terror”.

    Curtir

    • 15/09/2011 16:24

      Na boa Jorn, se os lideres mulçumanos priva seu povo,assim como em qlq lugar, isso é pq a dominação econômica neo-liberal, q tem por maior defensor os ”eua”, e os países alguns países europeus… e o maior ”terror” é a consciência passada pelo presidente da época, o famoso bush (letra minuscula, né) q tmb foi o cabeça dos atentados contra sua própria nação, veja o documentário farenheight 11 de setembro Michael Moore… entre outros existentes pela rede…

      Curtir

  5. José Soares de Jesus permalink
    13/09/2011 23:08

    “Deixaram atrás de si muita amargura e raiva, caldo cultural para a vingança e o terrorismo”. Essa expressão que consta no corpo do artigo é profunda. Quantas interferências em paises islâmicos marcaram a vida e a religião desse povo: truculentas, desumanas, arbitrárias e até sangrentas.
    A mídia quis dá um choque de “americanidade” durante toda semana. Horrível. Vejo que não se interessam pelo “vencidos” do lado de lá porque desconhecem o valor original da cultura muçulmana e de outros povos. Imprensa ianque, gosta de sensacionalismo. Pensei domingo: “Deus e o diabo na terra, misto de terrorismo com descrença”. Ah, quem de fato são os terroristas. Sei não, melhor analisar bem a política expansionista americana. Salve a vida, abaixo a opressão de povos e religiões.

    José Soares de Jesus
    Aracaju

    Curtir

  6. João Carlos Lima permalink
    14/09/2011 9:50

    AQUELE QUE BILISCA , CONHECE A EXISTENCIA DA DOR DO CONTRÁRIO, NÃO BILISCARIA. A PANELA FECHADA MANTEM PRESO O AR, QUE AO SOFRER O CALOR PROVOCA A PRESSÃO, QUE SE NÃO ENCONTRAR UMA SAIDA, VIRA UMA BOMBA. JOÃO CARLOS LIMA.
    PRECISAMOS MEDITAR SOBRE OS CAVALEIROS DO APOCALÍPSE.

    Curtir

  7. 14/09/2011 13:17

    Minha prática na clínica psicológica tem-me confirmado que é possível (e necessário) compreender as origens do ódio para responder com solidariedade, ao invés de com mais ódio e espírito de vingança. E isso tanto no plano pessoal como no social. O que não significa justificar o ódio racionalmente, mas tendo consciêncai de sua presença em nós, superá-lo com a liberdade de escolher, a partir dos valores que geram nosso bem-estar e de todos os outros, a resposta que daremos na ação. Para responder ao bem com o bem pouca consciência e responsabilidade são necessárias, Mas para dar a outra face, há um longo caminho a percorrer que começa pelo autoconhecimento e que passa pelo “tira primeiro a trave do teu olho, e então verás bem para identificar o cisco no olho do irmão”. E é aí que encontramos pessoas iluminadas que nos inspiram, como o sr. Seus livros têm-me ajudado nesse caminho e sou-lhe muito agradecida por isso.

    Curtir

  8. Maria Cristina Zenelatti permalink
    14/09/2011 14:31

    Ser solidário! Perceber você no outro…

    Curtir

  9. 14/09/2011 16:06

    Artigo incisivo, vai direto ao ponto… as palavras q o bispo diz são exatamente oq os norte-americanos deveriam ao menos respeitar, pois compreender e entender jamais…

    11/09 me lembra sempre um documentário, não sei se agrada a dica, mas procurem por ”farenheight 11 de setembro Michael Moore”… filme de cenas e reflexões fortes!!!

    abraço fraterno a todos

    Curtir

  10. Nivaldo permalink
    14/09/2011 19:29

    Parece-me que alguém teve coragem de escrever sobre o fundamentalismo mais insano do mundo, porque travestido de democracia e propagado sob a “justificativa” que é necessário para a defesa das liberdades.
    Pergunto: liberdade de quem??!!, quando imposto pela guerra e pela violência.

    Curtir

  11. Ilza permalink
    14/09/2011 20:31

    Com licença para publicar aqui, mas também gostaria de expressar minha opinião. O extremismo religioso é a maior causa do terrorismo atual, e não podemos jogar a culpa preponderantemente no ódio provocado pelas intervenções americanas aqui ou acolá. O Afeganistão vive sob guerra e invasões há muito tempo, bem antes da invasão americana. Esse pobre povo afegão já foi invadido pela Inglaterra, pelas tropas soviéticas que apoiavam o governo comunista que queria tolher sua liberdade (o que inclusive era combatido pelos EUA), depois vieram os Talibãs (uma facção das mais cruéis e desumanas que já existiram neste planeta), a Aliança do Norte, guerras civis, e todo tipo de conflito interno, massacrando milhões de civis inocentes (e quase sempre movido pelo fundamentalismo religioso). Estudos históricos mostram que o próprio Osama Bin Laden (Brigada 55) foi responsável por assassinatos em massa de civis afegãos, com apoio de tropas árabes e paquistanesas.
    Portanto, trata-se de um extremismo que não se contenta em guerrear entre fronteiras estreitas, mas tem a pretensão de se expandir pelo mundo no afã de impor seu poder e sua “verdade”. Atentar contra os EUA foi um ato simbólico, uma queda-de-braço macabra e um recado para o mundo “infiél”.
    Concordo que poderia ter sido evitada mais essa invasão americana ao território Afegão, à necessidade de ajuda humanitária ao seu povo, que ódio gera mais ódio, etc…. Porém não vamos culpar os EUA por toda desgraça do Afeganistão e do mundo.
    O povo afegão precisa de humanidade sim, porém não acredito que “humanidade” vá aplacar a crueldade e a ânsia de poder de facções como a Talibã. O terror eles espalham entre seu próprio povo, e não precisam que os EUA os motivem para isso.

    Curtir

  12. Ecio Pedro permalink
    14/09/2011 21:50

    Sempre tive o maior apreço por Leonardo Boff e suas posições políticas, até ter conhecimento de declarações do teólogo, durante a última campanha eleitoral, de que os “desvios de conduta” do governo Lula teriam sido meros detalhes diante de um projeto político acertado e maior. É discutível, no mínimo discutível esse princípio.
    No caso desse artigo, a despeito da justa revolta dos povos muçulmanos pelos grandes males provocados pelas potências ocidentais nos países do Oriente Médio, em especial nos últimos dois séculos, acredito que, mais uma vez, Leonardo Boff se equivoca em seus argumentos. Na verdade, o texto, lamentavelmente, acaba funcionando como uma perigosa justificativa para o terrorismo. E com isso não posso concordar.

    Curtir

    • 15/09/2011 19:48

      Para quem sabe ler e interpretar meu texto não “funciona como uma perigosa justificativa para o terrorismo”. Ao cotrário,opta por caminhos de mútuo reconhecimento e respeito, tão sistematicamente violado pelo Ocidente que lá onde chegou submeteu, dominou, erradicou povos inteiros. Qualquer historiador confirma essa trajetória trágica do Ocidente, incapaz de acolher a diferença e conviver com ela. O pior efeito do atentado às Torres foi que do terrrismo de grupos radicalizados acabamos por ter um terror de Estado, dos EUA que efetivamente segundo Chomsky e Hobsbown negou todos seus valores democráticos e se transformou num Estado terrorista, o maior perigo para a humanidade. O bispo que denunciou a lógica da dominação imperial com suas barbaridades não estava inventando, apenas relembrando o que o povo americano e outros quase sempre esquecem.
      lb

      Curtir

      • Jose Severiano Lopes de Queiroz Neto permalink
        14/05/2012 14:02

        Eu corrigiria o comentário de Ecio Pedro com o seguinte :
        -EUA criou o terorismo de estado o terrorismo que presenciamos é nada mais do que uma reação natural (se quiser podemos discutir este aspecto;
        -o pior é que os EUA como Israel estão dominados por um grupelho com o qual muitos americanos ou israelenses, Noam Chomsky mesmo disse com todas as palavras que êle é sionista mas o sionismo que se pratica em Israel é criminoso, injusto e genocida;
        -e os golpes militares na américa latina não podem ser considerados atos de terrorismo ?
        -minha geração e outras foram simplesmente destruídas, perdidas, jogadas jogadas no limbo.

        A pergunta que fica é : quem neste processo todo é mais terrorista ?

        Curtir

      • Jose Severiano Lopes de Queiroz Neto permalink
        14/05/2012 14:22

        E o bloqueio a Cuba ?
        Noam Chomsky classifica como BIZARRO ??????!!!!!!

        Curtir

      • Jose Severiano Lopes de Queiroz Neto permalink
        14/05/2012 15:17

        E mais uma coisa durante 25 anos minha família amargou os efeitos da ditadura, subvencionada pelos EUA. Passamos fome, não consegui concluir nenhum curso superior, ou tinha dinheiro para ir a universidade, ou tinha dinheiro para comer, as duas coisas ao mesmo tempo não conseguia fazer.
        E olha que passei direto em 3 (três) vestibulares. De engenharia na UCP, de Matemática na UFRJ (em quarto lugar) e na de ciência da computação na UCP.

        Curtir

      • Jose Severiano Lopes de Queiroz Neto permalink
        16/05/2012 2:32

        Caro Leonardo Boff

        Estou tentando entender o porque da demora da moderação dos comentários que aqui postei. Espero que não seja por causa do receio do AI-5 da internet que o império impôs à mesma.
        Li seu artigo de 9 de maio de 2011 e gostaria aqui de fazer algumas correções :
        -Bin Laden já estava morto a muito tempo, toda aquela encenação foi para justificar mais ações iníquas pelo império;
        -se você reparar a maior parte, senão todos os envolvidos no “11/09” são da Arábia Saudita, maior aliado no oriente do império, pais este comandado por uma oligarquia com a qual a família Bush compartilha uma grande intimidade;
        -o “11/09” foi, repito mais uma vez, forjado e o tempo comprovará.

        Diria que a humanidade está numa encruzilhada, ou mudamos os rumos de nosso comportamento ou caminhamos, seguramente, para a extinção, porque não somos dignos de considerar tal humanidade digna de qualquer crédito ou mesmo existência.

        Tenha coragem e diga todas verdades que devem ser ditas.

        Curtir

      • Elisabeth Rocha permalink
        16/05/2012 14:24

        Caro Leonardo Boff

        Obrigado por não ter publicado nenhum dos meus posts.

        Curtir

  13. Elma Nery de Lima Romanó permalink
    17/09/2011 13:15

    Caro Frei Leonardo,

    A primeira pergunta: Quem elegeu os Estados Unidos como justiceiros do Planeta? A ONU que respresentaria as nações, submete-se aos mandos e desmandos dos americanos. O 11 de setembro demonstra a opressão que os Estados Unidos faz contra as outras raças, assim com Hitller fez, aoménte que agora é uma nação inteira contra os que não são americanos e estes povos pobres de uma carência profunda de apoio são massacrados diariamente sem dó nem piedade, pelo poder do ditador EStados Unidos.Creio que este senso de superioridade tem a finalidade de imprimir forças no que eles tem interesse, por exemplo, o Petróleo, as águas doces que eles terão escasses em muito pouco tempo. È como se você torturasse uma pessoa até a morte. Nada justifica a guerra, a atentado de 11 de setembro, mas a reflexão demonstra que todo oprimido e torturado, um dia se rebela, de tão humilhado que foi.
    Os Estados Unidos passa coo um grande trator destruindo tudo contrarie seus interesses “imperiais”.Lamentável em pleno século 21 a guerra no Iraque a caçada do homem como um animal, sem direito a defesa, sem possibilidade nenhuma. Teoria do olho por olho, dente por dente….Falta amor fraternidade, compreensão e que eles cuidem de seu país que está quase falindo por querer se meter onde não deveria.
    Pena, todo o dinheiro gasto no Iraque, toda a contaminação ambiental advinda pela guerra, quantos mortos? Em nome do 11 de setembro que humilhou e humilha os países mais pobres e que possuem riquezas minerais, eles querem petróleo, querem avançar nas minas de água potável…querem ser os heróis em nome deles mesmos, querem o poder a dominãncia a diferença do que os ditadores pregavam é que não é o dirigente da nação, mas as forças ocultas, a superioriade que eles uqerem nos impor. Onze de setembro foi um grito de indignação a tudo o que os Estados Unidos está fazendo….pena que foi deste jeito……

    Curtir

    • Fernando Costa permalink
      23/01/2012 9:27

      Estou indignado com meu chefe, pelo que você escreveu, acho que deveria matá-lo… talvez danificando o freio de seu carro ou quem sabe pagando para alguém fazer uma emboscada quando ele saísse para passear com sua família, neste caso talvez o tiro acerte na sua filha de cinco anos, mas tudo bem, afinal..tudo pela paga da minha indignação, mas prometo tomar cuidado para a bala que sair da criança não acertar nenhuma samambaia.
      Senhora é um absurdo o que escreveu, afirmando que o assassinado de milhares de pessoas foi um grito de indignação, se era apenas um grito seria melhor eles calarem e atacar quando tivessem forças e organização para isto, não como covardes matarem inocentes, talvez entre estes inocentes muitas pessoas que lutassem pela paz.

      Curtir

    • Jose Severiano Lopes de Queiroz Neto permalink
      14/05/2012 14:25

      Pasme você o avô do Bush, Proctor Bush, financiou a máquina de Hitler através do grupo Tysen ?????

      Curtir

    • Jose Severiano Lopes de Queiroz Neto permalink
      23/05/2012 22:42

      Amigo leia a “Declaração de Destino” dos americanos do norte, é só ir na wikipédia.

      Curtir

      • Jose Severiano Lopes de Queiroz Neto permalink
        23/05/2012 22:50

        Gostaria de fazer aqui uma correção “Destino Manifesto” dos EUA :
        O Destino Manifesto é o pensamento que expressa a crença de que o povo dos Estados Unidos é eleito por Deus para comandar o mundo, e por isso o expansionismo americano é apenas o cumprimento da vontade Divina. Os defensores do Destino Manifesto acreditavam que os povos da América Latina e Andina deveriam ser seus escravos, pois estavam no mesmo continente e, por a maioria dos países latino-americanos ser subdesenvolvida, desenvolveram o chamado: “Be strong while having slaves”, frase de propaganda política do século XIX que usava sua cultura para que pessoas de outros países achassem que os Estados Unidos eram o melhor país do mundo, virando essas pessoas até contra seus países de origem. O Destino Manifesto se tornou um termo histórico padrão, frequentemente usado como um sinônimo para a expansão territorial dos Estados Unidos pelo Norte da América e pelo Oceano Pacífico [1]

        As doutrinas do Destino Manifesto foram usadas explicitamente pelo governo e pela mídia norte-americana durante a década de 1840, até a compra de Gadsden (sendo também inclusa a compra do Alasca por alguns historiadores), como justificativa do expansionismo norte-americano na América do Norte. O uso formal destas doutrinas deixou de ser utilizado oficialmente desde a década de 1850 até o final da década de 1880, quando foi então revivido, e passou a ser usado novamente por políticos norte-americanos como uma justificativa para o expansionismo norte-americano fora da América. Após isto, o uso da ideologia do Destino Manifesto deixou de ser empregado explicitamente pela mídia e por políticos em geral, embora alguns especialistas acreditem que certas doutrinas do Destino Manifesto tenham, desde então, influenciado muito as ideologias e as doutrinas imperialistas norte-americanas até os dias atuais [1].

        O presidente James Buchanan, no discurso de sua posse em 1857 deixou bem claro a determinação do domínio norte-americano:

        Curtir

      • 25/05/2012 11:44

        José Severiano,
        Obrigado pelas informações. Cabe dizer que o Destino Manifesto nasceu por ocasião da conquista dos territórios tomados do Mexico e para justificar aquela guerra injusta. Foi incorporado depois nos discursos oficiais. Bush o utilizou. Num livro recente que recebi em ingles e que cito nalgum livro meu, cujo titulo agora me escapa mostra como esta ideologia do Destino Manifesto continua viva, especialmente com Bush e no “Yes we can” de Obama, que sempre afirma que os USA vão manter ainda a liderança mundial. Em nome desta arrogancia blasfêmica fazem guerras por todo o mundo e querem manter não só a hegemonia mas o dominio do curso da historia. Mas como disse bem Noam Chomsky, o intelecual mais importante dos USA:”Os USA não são tão fortes que não possam fracassar e assistir a sua própria derrocada”.
        lboff

        Curtir

  14. 27/09/2011 11:21

    Caro Boff! Sou Católico. Já foi a alguma paróquia formada pela teologia da libertação para ver como é? Vivo numa, existem pessoas egoístas que olham pro próprio umbigo, inexistem pastoras, há um rodizio de fiés, partilha nenhuma, solidariedade passa longe da comunidade e são 30 anos de teologia da libertação. Faça a experiencia de ir a uma paróquia perceba como funciona a sua teologia para um pobre de uma pequena comunidade, lembre-se que árvores boas produzem bons frutos. Para o “Senhor” pode parecer maravilhosa, mas não é. Como o “Senhor” mesmo falou que o contato com as pessoas das favelas o levou a pensar em casamento, não é a TL que propõe este contato? Este contato não estaria levando Padres celibatarios cair na tentação, maridos trair suas mulheres? O “Senhor” não resistiu, não foi? Tive uma libertação lendo a Bíblia moralista, imperialista, opressora como ela é, esta libertação me levou a ter um coração mais solidário, mais fraterno, sou um leigo humilde formado pela Biblia.

    “Se excluir é pecado, é pecado também, excluir quem exclui”

    Curtir

  15. Louis_Frener permalink
    05/10/2011 11:37

    Nossa quanta informação que absorvo com a matéria principal desse tópico, e com os comentários dos que aqui postam. Gostaria de deixar também minha opinião:

    Entendo, quer dizer penso que entendo, os dois lados da moeda, por assim dizer, tanto o lado americano e do oriente.

    Mas resumindo , tanto de um lado como de outro (ocidente/Oriente), as laranjas podres se unem em uma “big” OLIGARQUIA em benefício próprio.

    SENHORES DAS ARMAS!

    Tudo é capitalismo, materialismo desenfreado da casta que faz parte de tal OLIGARQUIA:
    * sem guerra não se vendem armas;
    * sem medo ,não se controlam pobres mentes;
    * sem fanatismo, não se pode culpar DEUS; ( ah sim, sempre ESTE leva a culpa por nossos atos insanos, mas meu “OLHO” diz o contrário)

    Mas como toda ação corresponde a uma reação, não consigo ver um fim nesse litígio, que chamam de “guerra -santa”.

    Santas são as vidas perdidas, sem saberem o porque de tanto ódio desenfreado.

    Por vezes, tenho a infelicidade de pensar que o SER pobre, e alienado á tudo isto, é mais feliz que o mais rico e sábio dos homens.

    VOU manter a fé, e pensar :
    – um dia quem sabe, e este dia só ELE sabe, a MÃE NATUREZA vai dizer:

    BASTA, filhos ingratos, ou essências corrompidas.

    É AQUELA VELHA HISTÓRIA: o bom paga pelo erro do mal, ou qualquer coisa do tipo . ( não lembro da expressão idiomática certa)

    ( foi o que consegui resumir , …)

    PAZ PESSOAL,

    Abraço

    Curtir

  16. Jose Severiano Lopes de Queiroz Neto permalink
    14/05/2012 4:43

    Caro Leonardo Boff
    Resta saber se o 11/09 não foi forjado com intuitos no mínimo inconfessáveis e os verdadeiros culpados estariam apenas só observando.
    Que pais é mais terrorista do que os EUA ? E a administração do Sr. Bush pai e Bush filho ?
    Não serão eles os grandes criminosos junto com outros grupos ?
    Porque um país como os EUA investe bilhões, porque não falar trilhões em armamentos,
    enquanto outros países vivem a miséria e a fome ? O que falar da exploração descarada da África ? O que falar do uso de armas não convencionais para destruir um pais em nome de uma mentira dita para bilhões ? O que o senhor acha da frase dita por Bush pai “Uma nova ordem mundial” ? Quem são os verdadeiros criminosos ?
    Já ouviu falar em armas revestidas com urânio “depleted” e seus efeitos ?
    Halliburton, Dick Cheney e os contratos fabulosos de fornecimento de apoio às tropas americanas no Iraque ?
    O estado americano virou um estado de mêdo, um estado policial, onde se usa a palavra “democracia” como se usa um pano de chão para se limpar as sujeiras ? Já ouviu falar no ato denominado CREDO ?
    Gostaria de uma resposta caro Leonardo Boff.

    Curtir

  17. Elisabeth Rocha permalink
    16/05/2012 13:18

    Frei Leonardo Boff!!!!!!!!!!!
    Sempre o admirei muito,mas acho que chegou a hora de o senhor voltar aos seus antigos temas e deixar a política de lado.
    Infelizmente estou sentido um certo estrelismo de sua parte junto à partido políticos.
    Fale de Cristo, de paz, do nosso planeta……………….

    Curtir

    • 18/05/2012 22:57

      A teologia não é apenas falar sobre Deus. Mas de todas as coisas a partir de Deus. Isso é elementar, a primeira lição da Summa Teológica de Santo Tomás de Aquino. Não abandonei a teologia. A partir dela e da ética falo de política, de ecologia e de todas as coisas que acho importantes para a vida. Não falar das crises hoje, especialmente, da ecológica, pode significar até cinismo e irresponsabilidade, pois se trata de evitar uma catástrofe que pode representar o fim de nossa espécie e um dano profundo ao planeta Terra. Isso tambem pertence ao labor teológico.
      Lboff

      Curtir

      • Jose Severiano Lopes de Queiroz Neto permalink
        23/06/2012 12:11

        Caro Leonardo Boff

        A ecologia é importante, mas na situação em que o mundo está sendo colocado ela deixa de ser tão prioritária. Qualquer edifício para ter uma boa sustentação tem que ter um bom alicerce. Todas as instituições estão caindo de podres. Como já disse Dalai Lama : “As demandas da humanidade são tantas que se torna quase impossível atender a todas.”
        E mais um detalhe se está fazendo da questão ecológica base para outro tipo de terrorismo, basta você olhar com mais atenção ao que está ocorrendo em nosso entorno. Aquele documentário do Sr.. Al Gore é simplesmente fajuto, falando no português mais claro, a lógica que ele usa é a de faturar, os seus argumentos são facilmente desmontáveis,.Na verdade o ônus da questão é jogado nas costas dos países em desenvolvimento e pobres. Lembre-se da famigerada “declaração de destino”. Que os EUA na sua burrice, estupidez, ganância e egoísmo ainda até hoje utilizam.

        Ps.: me causa espécie a forma como seu blog é gerenciado, todos posts passam por uma revisão, seu blog está hospedado nos EUA, não tenho de sua parte resposta a nenhuma resposta, minto, até agora só tive a um,

        Abraços

        José Severiano

        Curtir

      • 23/06/2012 13:07

        Jose Severiano
        Se fosse responder a todos não faria outra coisa nesta vida. Peço desculpe por não poder responder pois tenho muitos afazeres, viagens dentro e fora do pais, e coisas para escrever.Respondendo a sua quetão. A questão ecologica é central e prévia a todas as outras. Toda a comunidade cientifica internacional nos está advertindo que a Terra é como uma casa pegando fogo. Nesta situação não tem sentido discutir contas de banco, modelos e produção e outros assuntos enquanto não garantirmos sustentabilidade, não do desenvolvimento, mas da Terra, da agua cada vez mais escassa, das energias que estão se acabando. A Terra precisa de um ano e meio para repor o que nós lhe tiramos dela durante um ano. Dentro de pouco ela poderá não nos querer mais sobre ela e nos expulsar como nós expulsamos uma célula cancerígena.
        Face a estas questões não podemos ser negligentes. Podemos chegar tarde demais e ai não há mais retorno. Podemos todos nos destruir, basta agilizar a maquina de morte ja montada de armas quimicas, biologicas e nucleares. Não sobrará ninguem. Quem garante que tudo isso está sob garantia? Esta nunca é absoluta.
        Pensei nisso tudo.
        abraço
        lboff

        Curtir

  18. Jose Severiano Lopes de Queiroz Neto permalink
    22/05/2012 3:36

    Caro Leonardo Boff

    Visite o Youtube no link abaixo e veja a entrevista.

    http://www.youtube.com/watch?v=FbIX1CP9qr4

    Abraços

    Severiano

    Curtir

  19. Jose Severiano Lopes de Queiroz Neto permalink
    22/05/2012 4:33

    O 12 de maio foi estabelecido pelos iraquianos como o Dia em memória do genocídio. 16 anos atrás, exatamente em 12 de maio de 1996, o embaixador dos EUA na ONU e, mais tarde Secretário de Estado Madeleine Albright reconheceu no programa Sixty Minutes, da televisão americana, que no Iraque tinha morrido como resultado do bloqueio imposto pela Food das Nações Unidas e incentivado pelos Estados Unidos, 500 mil crianças, mas era “um preço que valeu a pena pagar”.

    Crianças iraquianas continuaram a morrer após uma média de 6 000 por mês devido a invasão ilegal de 2003, que enfatizou ainda mais o desastre humanitário. Atualmente, muitos hospitais continuam a receber crianças com câncer ou doenças genéticas relacionadas com a invasão de 1991, 2003 ou a instabilidade constante que vem depois.

    Surpreendentemente, Albright, que chocou há 16 anos com sua convicção de que o genocídio infantil no Iraque era uma espécie de “mal necessário” recebeu um prêmio de grupo de supostos direitos humanos globalmente.

    “Nós bombardeamos o Iraque se você lembrar de um monte de mapas, em 2003, disse o jornalista Jim Lehrer, tanto no Norte quanto no Sul, áreas que cobrem uma grande parte desse país.”

    Mas nenhuma de suas ações ou declarações tem impedido o anúncio que você acabou de fazer do presidente Barack Obama: Madeleine Albright está entre os 13 beneficiários a quem será atribuída a Medalha Presidencial da Liberdade, por “sua contribuição para a paz mundial” nas palavras do atual ocupante da Casa Branca.

    (Com informações da Pesquisa Global)

    Ps.: esse texto refere-se ao link acima.
    Mais uma vez me pergunto aqui : quem são os verdadeiros terroristas ?

    Curtir

  20. Jose Severiano Lopes de Queiroz Neto permalink
    25/05/2012 20:25

    Caro Leonardo Boff

    Se me permite um aparte, não existe guerra nem justa nem injusta. Numa guerra todos perdem. A primeira a ser assassinada é a verdade e em nome da guerra se cometem barbaridades inomináveis. O homem só cresceu tecnológicamente mas seu interior piorou.
    Eu, particularmente, trabalho na área tecnológica mas apesar disso nunca abandonei qualquer outra atividade, me encanta a poesia, o universo, a vida, os animais, as plantas, a ciência e considero a vida uma dádiva que deve ser cultivada. Não sou religioso mas parece que o Homem não entendeu nada de todas as mensagens que Jesus Cristo nos passou e que perduram por mais de dois mil anos.

    Gostaria aqui de citar uma resposta dada por Dalai Lama belíssima :

    “Certa vez Dalai Lama quando perguntado sobre o que o mais intrigava na humanidade ele respondeu :

    Os Homens… porque oerdem a saúde para ganhar dinheiro, depois perdem dinheiro para recuperar a saúde.
    E por pensarem ansiosamente no futuro, esquecem do presente de tal forma que acabam por não viver nem o presente nem o futuro.
    E vivem como se nunca fossem morrer… e morrem como se nunca tivessem vivido.”.

    Citaria ainda uma outra (essa não de Dalai Lama) :

    “Science is but a perversion of itself at the moment it is abandoned its goal that is the benefit of the Humankind”.

    Abraços

    Jose Severiano

    Ps. quando me refiro a humanidade não me refiro somente ao homem mas a todos os seres que habitam este universo.

    Curtir

  21. Jose Severiano Lopes de Queiroz Neto permalink
    26/05/2012 1:47

    Madeleine Albright: causas de genocídio, sem dores de consciência
    20 DE MAIO DE 2012 19 COMENTÁRIOS

    Madeleine Albright

    A 12 de maio foi estabelecida pelos iraquianos como o Dia em memória do genocídio. 16 anos atrás, exatamente em 12 de maio de 1996, o embaixador dos EUA na ONU e, mais tarde Secretário de Estado Madeleine Albright reconheceu no programa Sixty Minutes, da televisão americana, que o Iraque tinha morrido como resultado do bloqueio imposta pela Food das Nações Unidas e incentivado pelos Estados Unidos, 500 mil crianças, mas era “um preço vale a pena pagar”.

    Crianças iraquianas continuaram a morrer após uma média de 6 000 por mês para a invasão ilegal de 2003, que enfatizou ainda mais o desastre humanitário. Atualmente, muitos hospitais continuam a receber crianças com câncer ou doenças genéticas relacionadas com a invasão de 1991, 2003 ou a instabilidade constante que vem depois.

    Surpreendentemente, Albright, que chocou há 16 anos com sua convicção de que o genocídio infantil no Iraque era uma espécie de “mal necessário” recebeu um prêmio de grupo de supostos direitos humanos globalmente.

    “Nós bombardeou o Iraque se você lembrar de um monte de mapas, em 2003, disse o jornalista Jim Lehrer, o mesmo no Norte do que no Sul, que cobrem uma grande parte desse país.”

    Mas nenhuma de suas ações ou declarações tem impedido o anúncio que você acabou de fazer o presidente Barack Obama: Madeleine Albright está entre os 13 beneficiários que serão atribuídas a Medalha Presidencial da Liberdade, por “sua contribuição para a paz mundial” nas palavras do atual ocupante da Casa Branca.

    (Com informações da Pesquisa Global)

    Caro Leonardo Boff como classificaria-mos esta senhora ?

    Pode assistir a entrevista no youtube.

    Curtir

  22. felipe permalink
    05/06/2013 16:31

    eu pressiso fazer um trabalho na escola por isso presciso saber a causa o fato e como poderia ser evitado agradeceria c agulm desponibilizace fazer esse resumo obg

    Curtir

    • 05/06/2013 22:17

      Felipe,
      Basta ler o artigo e verá as causas o sentido do fato de 11 de setembro. Para entender devemos ver o fato a partir da perspectiva dos árabes e muçulmanos. Eles veem a presença dos ocidentais no oriente-medio como uma invasão e uma espécie de cruzada como antigamente. Há muita raiva neles contra o Ocidente e os USA. O atentado contra as torres tem este pressuposto por detrás. E isso continuará enquanto os amerianos levarem uma guerra injusta contra o Iraque, Afeganistão e de forma unilateral e excessiva apoiarem o Estado de Israel. O fundamentalismo e o terorismo são consequências das politicas de dominação do Ocidente mais interessado no petróleo que no bem-estar nas populações do Oriente Medio
      um abraço
      lboff

      Curtir

  23. giovana permalink
    15/07/2013 9:39

    parabens! explicacao perfeita!!!

    Curtir

  24. Carlos magno permalink
    22/10/2013 12:16

    Algumas ressalvas, um velho ditado diz que “o mundo é dos mais espertos”, os americanos no ultimo século derrubaram governos, entraram em guerras, mataram civis, e etc.. mas vcs já parara pra pensar se a China ou a Rússia não fariam o mesmo? se Roma ou Grécia não fariam? Me digam, vcs preferiam viver sob o domínio americano ou sob o domínio da Al-Qaeda? não estou dizendo que o que os americanos fizeram foi certo, mas um dia quando o comunismo russo ou o radicalismo islâmico dominar o mundo, vcs terão saudade do tempo em que bebiam aquela coca-cola geladinha, que podiam ir ao cinema com a namorada e de ir a balada.

    Curtir

  25. VERCIA OLIVER permalink
    03/06/2014 21:28

    ESQUECERAM-SE TODOS DA MENSAGEM DO HOMEM LUZ: “AMAI-V0S UNS AOS OUTROS COMO EU VOS AMEI !” E ISSO NUNCA FOI RELIGIÃO ALGUMA…ALIÁS ELE,NUNCA CRIOU,OU FUNDOU ESSA DOMINAÇÃO TODA! ATENÇÃO!!!!!!

    Curtir

  26. karine permalink
    16/07/2014 8:43

    *_*

    Curtir

  27. JOSELI SOARES permalink
    20/01/2015 19:51

    quando os terroristas e guerrilheiros descobrirem que construir e melhor que destruir eles irão sorrir melhor ,eles ainda não conhecem a paz,e ainda vivem na idade da pedra.que DEUS TOQUE NO CORAÇÃO DESSA NAÇÃO AMEM…………..

    Curtir

  28. Niko permalink
    16/02/2015 14:53

    all you need is love

    Curtir

  29. 18/07/2015 2:06

    Esse Leonardo Boff faz de toda mazela do mundo ser culpa do capitalismo, neoliberalismo, etc. O sujeito não consegue fazer uma leitura imparcial, pois está preso a cosmovisão marxista. Talvez, também seja culpa do capitalismo a crucificação de Cristo.

    Curtir

  30. Lunelly permalink
    28/12/2015 12:29

    Eles ‘combatem’ terror com terror porque a indústria americana de armas precisa de um ‘vilão’ pra continuar lucrando. Guerra pra eles é um grande negócio.

    Curtir

  31. paulo permalink
    08/08/2016 20:39

    muito útil este texto, estou usando-o para meu trabalho sobre terrorismo e fundamentalismo islâmico, e claro que colocarei o endereço desta página e a recomendarei!

    Curtir

  32. 25/10/2016 15:12

    eu gosto de pular piscinas de balao

    Curtir

  33. guidinha permalink
    29/05/2018 12:36

    obrigada por esta informação dramática, salvas te me a vida… que deus te ajude

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: