Skip to content

Oscar Niemeyer, a Veja online e o Escaravelho

09/12/2012

Com a morte de Oscar Niemeyer aos 104 anos de idade ouviram-se vozes do mundo inteiro cheias de admiração, respeito e reverência face a sua obra genial, absolutamente inovadora e inspiradora de novas formas de leveza, simplicidade e elegância na arquitetura. Oscar Niemeyer foi e é uma pessoa que o Brasil e a humanidade podem se orgulhar.

E o fazemos por duas razões principais: a primeira, porque Oscar humildemente nunca considerou a arquitetura a coisa principal da vida; ela pertence ao campo da fantasia, da invenção e do lúdico. Para ele era um jogo das formas, jogado com a seriedade com que as crianças jogam.

A segunda, para Oscar, o principal era a vida. Ela é apenas um sopro, passageira e contraditória. Feliz para alguns mas para as grandes maiorias cruel e sem piedade. Por isso, a vida impõe uma tarefa que ele assumiu com coragem e com sérios riscos pessoais: a da transformação. E para transformar a vida e torná-la menos perversa, dizia, devemos nos dar as mãos, sermos solidários uns para com os outros, criarmos laços de afeto e de amorosidade entre todos. Numa palavra, nós humanos devemos aprender a nos tratar humanamente, sem considerar as classes, a cor da pele e o nível de sua instrução.

Isso foi que alimentou de sentido e de esperança a vida desse gênio brasileiro. Por aí se entende que escolheu o comunismo como a forma e o caminho para dar corpo a este sonho, pois, o comunismo, em seu ideário generoso, sempre se propôs a transformação social a partir das vítimas e dos mais invisíveis. Oscar Niemeyer foi um fiel militante comunista.

Mas seu comunismo era singular: no meu modo de ver, próximo dos cristãos originários pois era um comunismo ético, humanitário, solidário, doce, jocoso, alegre e leve. Foi fiel a esse sonho a vida inteira, para além de todos os avatares passados pelas várias formas de socialismo e de marxismo.
Na medida em que pudemos observar, a grande maioria da opinião pública mundial, foi unânime na celebração de sua arte e do significado humanista de sua vida. Curiosamente a revista VEJA de domingo, dedica-lhe 10 belas páginas. Outra coisa, porém, é a revista VEJA online de 7 de dezembro com um artigo do blog do jornalista Reinado Azevedo que a revista abriga.

Ele foi a voz destoante e de reles mau gosto. Até agora a VEJA não se distanciou daquele conteúdo, totalmente, contraditório àquele da edição impressa de domingo. Entende-se porque a ideologia de um é a ideologia do outro. Pouco importa que o jornalista Azevedo, de forma confusa, face às críticas vindas de todos os lados, procure se explicar. Ora se identifica com a revista, ora se distancia, mas finalmente seu blog é por ela publicado.

Notoriamente, VEJA se compraz em desfazer as figuras que melhor mostram nossa cultura e que mais penetraram na alma do povo brasileiro. Essa revista parece se envergonhar do Brasil, porque gostaria que ele fosse aquilo que não é e não quer ser: um xerox distorcido da cultura norte-americana. Ela dá a impressão de não amar os brasileiros, ao contrário expõe ao ridículo o que eles são e o que criam. Já o titulo da matéria referente a Oscar Niemeyer da autoria de Azevedo, revela seu caráter viciado e malevolente: ”Para instruir a canalha ignorante. O gênio e o idiota em imagens”. Seu texto piora mais ainda quando, se esforça, titubeante, em responder às críticas em seu blog do dia 8/12 também na VEJA online com um título que revela seu caráter despectivo e anti-democrático:”Metade gênio e metade idiota- Niemeyer na capa da VEJA com todas as honras! O que o bloco dos Sujos diz agora?” Sujo é ele que quer contaminar os outros com a própria sujeira de uma matéria tendenciosa e injusta.

O que se quer insinuar com os tipos de formulação usados? Que brasileiro não pode ser gênio; os gênios estão lá fora; se for gênio, porque lá fora assim o reconhecem, é apenas em sua terceira parte e, se melhor analisarmos, apenas numa quarta parte. Vamos e venhamos: Quem diz ser Oscar Niemeyer um idiota apenas revela que ele mesmo é um idiota consumado. Seguramente Azevedo está inscrito no número bem definido por Albert Einstein: ”conheço dois infinitos: o infinito do universo e o infinito dos idiotas; do primeiro tenho dúvidas, do segundo certeza”. O articulista nos deu a certeza que ele e a revista que o abriga possuem um lugar de honra no altar da idiotice.

O que não tolera em Oscar Niemeyer que, sendo comunista, se mostra solidário, compassivo com os que sofrem, que celebra a vida, exalta a amizade e glorifica o amor. Tais valores não cabem na ideologia capitalista de mercado, defendida por VEJA e seu albergado, que só sabe de concorrência, de “greed is good”(cobiça é coisa boa), de acumulação à custa da exploração ou da especulação, da falta de solidariedade e de justiça em nível internacional.

Mas não nos causa surpresa; a revista assim fez com Paulo Freire, Cândido Portinari, Lula, Dom Helder Câmara, Chico Buarque, Tom Jobim, João Gilberto, frei Betto, João Pedro Stédile, comigo mesmo e com tantos outros. Ela é um monumento à razão cínica. Segue desavergonhadamente a lógica hegeliana do senhor e do servo; internalizou o senhor que está lá no Norte opulento e o serve como servo submisso, condenado a viver na periferia. Por isso tanto a revista quanto o articulista revelam um completo descompromisso com a verdade daqui, da cultura brasileira.

A figura que me ocorre deste articulista e da revista semanal, em versão online, é a do escaravelho, popularmente chamado de rola-bosta. O escaravelho é um besouro que vive dos excrementos de animais herbívoros, fazendo rolinhos deles com os quais, em sua toca, se alimenta. Pois algo semelhante fez o blog de Azevedo na VEJA online: foi buscar excrementos de 60 e 70 anos atrás, deslocou-os de seu contexto (ela é hábil neste método) e lançou-os contra Oscar Niemeyer. Ela o faz com naturalidade e prazer, pois, é o meio no qual vive e se realimenta continuamente. Nada de surpreendente, portanto.

Paro por aqui. Mas quero apenas registrar minha indignação contra esta revista, em versão online, travestida de escaravelho por ter cometido um crime lesa-fama. Reproduzo igualmente dois testemunhos indignados de duas pessoas respeitáveis: Antonio Veronese, artista plástico vivendo em Paris e João Cândido Portinari, filho do genial pintor Cândido Portinari, cujas telas grandiosas estão na entrada do edifício da ONU em Nova York e cuja imagem foi desfigurada e deturpada, repetidas vezes, pela revista-escaravelho.

___________________________________________________________________

Oscar Niemeyer e a imprensa tupiniquim- Antonio Veronese

Crítica mesquinha, que pune o Talento, essa ousadia imperdoável de alçar os cornos acima da manada. No Brasil, Talento, como em nenhum outro país do mundo, é indigerível por parte da imprensa, que se acocora, devorada por inveja intestina. Capitania hereditária de raivosos bufões que já classificou a voz de Pavarotti de ruído de pia entupida; a música de Tom Jobim de americanizada; João Gilberto de desafinado e Cândido Portinari de copista…
Quando morre um homem de Talento, como agora o grande Niemeyer, os raivosos bufões babam diante do espelho matinal sedentos de escárnio.

Não discuto a liberdade da imprensa. Mas a pergunta que se impõe é como um cidadão, com a dimensão internacional de Oscar Niemeyer, (sua morte foi reverenciada na primeira página de todos os grandes jornais do mundo) pode ser chamado, por um jornalista mequetrefe, num órgão de imprensa de cobertura nacional, de metade-gênio-metade idiota? Isso após sua morte, quando não é mais capaz de defender-se, e ainda que sob a desculpa covarde, de reproduzir citação de terceiros…
O consolo que me resta é que a História desinteressa-se desses espasmos da estupidez. Quem se lembra hoje dos críticos da bossa nova ou de Villa-Lobos? Ao talent, no entanto, está reservada a reverência da eternidade.

Antonio Veronese (mideart@gmail.com)
••••••••••••••••••

Meu caro Antonio,

Que beleza o seu texto, um verdadeiro bálsamo para os que ainda acreditam no mundo de amanhã nascendo do espírito, da fé e do caráter dos homens de hoje!

Não é toda a imprensa, felizmente. Há também muita dignidade e valor na mídia brasileira. Mas não devemos nos surpreender com a revista semanal. Em termos de vileza, ela sempre consegue se superar. Ela terá, mais cedo ou mais tarde, o destino de todas as iniquidades: a vala comum do lixo, onde nem a história se dará o trabalho de julgá-la.

Os arquivos do Projeto Portinari guardam um sem número de artigos desta rancorosa revista, assim como de outras da mesma editora, sobre meu pai, Cândido Portinari e outros seus companheiros de geração. Sempre pérfidos, infames e covardes, como este que vem agora tentar apequenar um grande homem que para sempre enaltecerá a nossa terra e o nosso povo.

Caro amigo, é impossível ficar calado, diante de tanta indignidade.

Com o carinho e a admiração do
Professor João Candido Portinari (portinari@portinari.org.br)

*Leonardo Boff é filósofo, teólogo, escritor e comisionado da Carta da Terra.

Anúncios
175 Comentários leave one →
  1. paulocesaraujo permalink
    09/12/2012 10:48

    O irmão Leonardo Boff, nos lava a alma com esse artigo, pois é a expressão do sentimento de muitos brasileiros sobre essa revista.

    • Paulo Henrique Silva permalink
      09/12/2012 18:39

      Paulo, vou me permitir aderir ao seu comentário. Simples assim!

    • 10/12/2012 9:55

      não, não é! Sou brasileiro e tenho sentimento muito diverso. Não defina meus sentimentos sem minha autorização, por favor!

      • 10/12/2012 22:18

        Por isso que ele falou que é a expressão do sentimento de muitos, e não de todos.

      • 10/12/2012 22:46

        querido, que arrogância e que ignorância!!! paulo césar fala de muitos brasileiros. é um partitivo. não inclui sua pessoa, até porque vc não é uma pessoa notável (como nota-se através de sua mensagem raivosinha) e sua opinião não é automáticamente computada em rol nenhum. não há a necessidade de vc partir para o ataque como sua melhor defesa, pois não foi cometido nenhum crime de lesa-patrimônio contra sua Alteza. a não ser que seja seu jeito de se incluir em qualquer assunto e se fazer notar, como é a tradição da revista de que falamos e o jeito do jornalista mequetrefe. é isso? ah, se for, perdoe-me minha intromissão, pode continuar. não é meu privar ninguém de buscar seu lugar ao sol. mas um toque: não creio que vc poderá se arvorar para reclamar direitos conexos á sua imagem por um comentário empobrecido num blog, ok? 😉

      • Fernando Fernandes permalink
        11/12/2012 0:23

        “pois é a expressão do sentimento de “muitos” brasileiros sobre essa revista.”
        Que parte você não entendeu Nelson Cid?????? MUITOS, é diferente de TODOS,POR FAVOR!!!

      • Nei permalink
        11/12/2012 5:45

        Sim, é sim! Ele fala MUITOS brasileiros, e isso é uma verdade. Conheço poucos brasileiros que não admiram Niemeyer e, mesmo entre os que o criticam, há pouquíssimos que ofazem com a raiva e a baixeza da Veja/Reinaldo Azevedo. Há críticas e há esse tipo de covardia pobre.

      • 11/12/2012 9:19

        Por isso ele disse: ‘MUITOS brasileiros’, Nelson Cid e não ‘TODOS os brasileiros’. Simples, inclua-se nos que ele não fez referência.

      • Bernardo Brito permalink
        11/12/2012 11:21

        Nelson, ele disse “muitos brasileiros”. Não se referia a você, necessariamente. A leitura deve preceder o xilique.

      • Kaio Tavares permalink
        11/12/2012 15:22

        Nelson, não se preocupe! Tenho certeza que esse comentário só se referiu aos brasileiros que pensam.

      • Berloque Gomes permalink
        13/12/2012 6:46

        Nelson Cid, popular Neocid. Isso é veneno pra piolhos, pô! E esse nem ao menos sabe ler. Quem é mesmo o idiota?

      • Davi permalink
        24/12/2012 12:17

        Esse Nelson Cid é uma espécie de porta voz da associação dos reaças e enrustidos. Está sempre por ai, se expressando. Comumente falha em interpretar o texto, entender aspectos básicos da argumentação ou ter vergonha. Está sempre levando, e batem nele muito mais porque é fácil e gratuito. Não há necessidade em desdize-lo, porque ele apenas propagandeia o típico despreparo dos seus pares como razão por serem o que são.

      • rvaldo permalink
        05/11/2014 12:26

        Caro Nelson Cid! Como vc deve ser devorador contumaz desse lixo ideológico burguês, denominado ” Veja”. Então, isso deve explicar um pouco da sua cegueira cognitiva para entender minimamente os conectivos lógicos e verbais: “Todos vs Muitos”. Isso explica em parte a sua rudeza em entender as diferenças e articulações entre a “parte e o todo”, “o singular e o universal”. O que fica demonstrado e comprovado aqui é como a sua mente foi conformada à maneira do homem de Neardental: o pensamento fragmentado e desarticulado! Lamento pela sua pobre condição humana!

    • Bruno H. Attademo permalink
      10/12/2012 17:46

      Modestamente assino embaixo. Fica bem claro quem são os idiotas.

    • Jacqueline permalink
      12/12/2012 10:38

      como não compartilhar de brilhante idéia.!?

  2. 09/12/2012 10:50

    Comunismo ético e humanitário? Isto é uma completa impossibilidade. Ou é comunista, ou é ético e humanitário

    • Rodrigo Giordani permalink
      09/12/2012 15:08

      Com tanto anticomunismo nas suas veias, nem sei se você é alguém minimamente provido de humanidade, muito menos de ética.

    • abraao campelo permalink
      09/12/2012 15:24

      vc partiu do pressuposto q comunismo é apenas o q ja se viu em suas manifestações históricas. o comunismo é visao de mundo menos desumana

    • 09/12/2012 18:03

      Completa impossibilidade? Então Niemeyer foi uma impossibilidade? Porque ele era um comunista ético e humanitário.

    • Marcos permalink
      09/12/2012 19:00

      Rico filho, volta para o Blog do fascistinha, travestido de democrata, da Veja.

    • lucimara diniz permalink
      09/12/2012 19:26

      Parabéns pelo texto e não podemos nos calar diante de tanta perversidade com a figura notável que foi o mestre Niemeyer.

    • Leonardo Trindade permalink
      09/12/2012 23:08

      Consegue explicar o porque de tal afirmação?

    • Heloisa permalink
      10/12/2012 6:30

      Discordo.

    • Luis Martins permalink
      10/12/2012 6:49

      O verdadeiro comunismo é de facto ético e humanitário. Compreedeu Hélio? ou é preciso fazer um desenho?

    • rene alperstedt permalink
      10/12/2012 7:27

      Hélio, se tu fosses inteligente, saberias que essas coisas nao sao incompativeis, pelo contrario!! Mas tudo na vida é questao de integência!!!

    • Sérgio Martins permalink
      10/12/2012 9:58

      Não é a toa que está sentado como se coçasse o …

    • 10/12/2012 13:50

      Amigo, desculpa! Mas tu não sabes o que é comunismo e se orienta pelos sistemas “comunistas” que existira e cometeram alguns atrocidades, mas mesmo assim posso te garantir que as atrocidades do comunismo em que te orientas não chega nem perto das desgraças, misérias e atrocidades do sistema capitalista. Parabéns! Leonardo Boff. Os intolerantes com Oscar Niemeyer são os mesmo que aprovam Merval Pereira na Academia Brasileira de Letras. Fazer o quê?

      • CLÉBER SILVA QUEIROZ permalink
        11/12/2012 9:17

        com CERTEZA !OS CAPITALISTAS SAO RESPONSÁVEIS PELA FOME NO MUNDO,E A FOME É A PIOR VIOLENCIA,PENA QUE OS MILITARES DA VEJA NAO VEREM ISSO,A FOME COMO VIOLENCIA!!USA FDP.

      • André permalink
        11/12/2012 16:16

        Só uma correção caro Valdecy. Não existe sistema capitalista formalmente instituído.

        O sistema capitalista surge tão logo o estado democrático permita a livre iniciativa.

        Onde existe um cidadão com espírito empreendedor, logo surgirão empregados, propriedade, direitos trabalhistas, etc…

        O colpaso do “sistema capitalista” se deve a ganância dos homens e seu egoísmo extremo e desprezo pelo sofrimento alheio.

        O sistema comunista, pelo contrário, é formalmente instituído e sempre pela força. Pois se houver liberdade de escolha, necessariamente, alguns serão capitailstas dentro do estado supostamente comunista.

        Basicamente, a liberdade desmonta o sistema comunista.

        Perfazendo o caminho inverso, o sistema capitalista se estabelece onde há a liberdade que “corrompe” o comunismo.

        Não existe sistema comunista sem força e repressão. É só olhar a história.

        E contra fatos não são possíveis argumentos.

        Será sempre uma questão de esoclha. Liberdade ou suposta igualdade ?

        Comunismo para todos ? ou comunismo escocês para alguns ?

        Mas não se iluda. Não há comunismo sem camisa de força. Onde há liberdade, há empreendiento e sempre alguém querendo ganhar dinheiro. E se há liberdade, não podemos impedir que algém contrate, acorde, remunere, inove em matéria trabalhista, etc…

      • Marcelo permalink
        03/01/2013 15:53

        Perfeição de comentário, André! Parabéns!

    • Log permalink
      10/12/2012 17:12

      Hélio, acho que leu a definição de Comunismo na Veja.

    • 10/12/2012 22:51

      patrulha ideológica detected!!! sr. hélio, poderia fazer uma crítica mais isenta e baseada em argumentos, e não em juízos de valor? agradeço a sua opinião, mas eu já tenho uma, obrigado! poderia aqui escrever algo mais inteligível para que se pudesse produzir em cima e a conversar rolar? desde já, reitero votos de estima e consideração à atenção de vossa digníssima pessoa

    • EDWARD MONTEIRO permalink
      11/12/2012 12:26

      Essa teria sido uma boa oportunidade pra ficar calado…

    • 13/12/2012 5:56

      Leia (e entenda, por favor) o Manifesto do Partido Comunista… Não sou comunista justamente pelo rumo que este tomou… mas quando se diz que Niemeyer foi comunista, estamos falando do comunismo puro, idealizado por Marx e Engels…. mas sobretudo… ansiado esperançosamente por muitos…
      É uma visão muito estreita pensar que O Comunismo é um mero uniformismo opressor… O que temos hoje é uma versão deturpada pelo próprio capitalismo, onde uma minoria se utiliza da roupagem comun/socialista para lucrar e imperar.

    • Daniel silva permalink
      15/12/2012 15:22

      Você em sua insignificância ,teve a oportunidade de ler o discurso de Che Guevara na O.N.U.,se não faça uma breve leitura,assim você e sua ignorância terão a noção de que o comunismo procura de forma ética e humanitária sanar as diferenças que surgiram com seu capitalismo excludente que sobrevive em detrimento da dignidade dos mais pobres!! Fação um brinde a sua demagogia hipócrita e Tucana!!!

  3. Sônia Regina Setúbal permalink
    09/12/2012 11:43

    Textos maravilhoso! Revista vil, rola-bosta, reles, invejosa, canalha,etc,etc,etc…

  4. admsblog2011 permalink
    09/12/2012 11:44

    Achei sensacional seu texto em defesa de um dos grandes nomes do Brasil.

  5. admsblog2011 permalink
    09/12/2012 11:46

    Reblogged this on BLOG PRETO NO BRANCOe comentado:
    Palavras de eonardo Boff em defesa de Niemeyer!

  6. Pedro Scuro Neto permalink
    09/12/2012 12:11

    Não há excrementos, velhos ou novos. É duro dizer isso sobre Millor, intelectual com laivos de genialidade, porém toldada por seu niilismo nacional. O idiota nesse caso foi ele, pois o regime homicida a que se referiu, e associou a Niemeyer, não era comunista, mas estalinista. Stálin foi o maior matador de comunistas de toda a história e seu regime, baseado na “construção do socialismo num só país”, “queimando etapas” e encarando o capitalismo de uma perspectiva maniqueísta, foi a total negação do comunismo. Niemeyer, por sua vez, assim como muitos da minha geração, encontrou paliativo para o sentimento de tristeza sobre o destino da humanidade, que absorveu lendo Sartre, tornando-se marxista. A luta dos comunistas pelo socialismo foi o antídoto que encontramos para a visão da vida como uma tragédia injusta e implacável, luta na qual ele se empenhou durante toda a sua longa e proveitosa existência.

  7. Franklin permalink
    09/12/2012 12:14

    O que mais me espantou no texto de Reinado Azevedo, foi que as infâmias foram escritas não mais do que meia hora da morte do grande homem. Um desrespeito à família, num mínimo. Quanto ao seu texto, como sempre, brilhante.

  8. Dunia permalink
    09/12/2012 12:54

    Só os grandes conseguem criticar com elegância e categoria esse lixo fedorento da imprensa nacional.

  9. Rogério M lima permalink
    09/12/2012 14:33

    Lamentável! Um homem que na minha visão, suas obras são partes inerentes do Brasil. Se eu resumir o Brasil em 5 imagens. Uma dessas imagens seria uma construção projetada por Oscar Niemeyer, mas provavelmente uma dos palácios de Brasília.

    Um homem que conquistou a eternidade pelas suas obras. Enquanto existir uma de suas obras Oscar Niemeyer viverá!

    • 09/12/2012 22:08

      Me lembrou um verso:

      O dia amanhece e você percebe que ainda não enlouqueceu
      Que está mais próximo da idiotice que da loucura
      O pior é não saber qual dos dois extremos te aproxima mais daquele resto de gente que você tanto despreza
      Que no fim das contas todos se parecem
      Que você não passa de mais um tentando se atribuir algum grau de excentricidade ou coroar-se com o “substantivo” mais perseguido pelos intelectuais biodegradáveis: escritor marginal da Contracultura

  10. 09/12/2012 14:44

    Perfeito, Boff!!! Lavou nossa alma. Reinaldo Azevedo tem como ídolos políticos: FHC, Serra e Geraldo Alkmin, por exemplo. A revista Veja não mede esforços para publicar pontos de vista torpes e preconceituosos, como uma esdrúxula comparação de casamento gay com a impossibilidade da relação entre homens e cabras. A revista Veja faz de sua capa veículo de publicidade para a indústria farmacêutica, numa sociedade já entorpecida de tanto medicamento e diagnóstico. Ao mesmo tempo que trata de maneira distorcida, preconceituosa e tendenciosa o discurso pela legalização da maconha, por exemplo. Ou seja, droga pode sim, desde que seja vendida pelas multimilionárias indústrias farmacêuticas. SEndo assim, só pra citar algumas das últimas sandices publicadas por esse esgoto, que é a Veja, começo a pensar que ser chamado de “meio idiota” em suas páginas é praticamente um elogio. Sim, Oscar Niemeyer e sua família deveriam estar muito orgulhosos com a opinião da Veja a respeito da trajetória teórico-política de Niemeyer. Ser menosprezado por esse lixo é motivo de celebração

  11. 09/12/2012 14:54

    Eu sou um crítico da visão de Niemeyer como arquiteto. Acho que ela deve ser, sim, contestada. Mas se eu critico a obra, nunca faltei com o respeito à pessoa nem fiz agressão gratuita. Reinaldo Azevedo é baixo, desprezível e repugnante – e o que ele fez (e o que a veja faz) merece a repulsa de todos os que simplesmente acreditam em ser civilizado. O que Azevedo faz não é ter opinião. O que ele faz é difamação e imundície. E só.

    Num país civilizado ele seria tão processado por tudo o que fez em vida que as pessoas evitariam até olhar para ele, para não comprometer sua imagem.

  12. marquesmm permalink
    09/12/2012 15:18

    Caro Leonardo Boff,

    Agradeço pelo seu artigo pois, iletrado que sou, não seria competente o suficiente para escrever tal e abordar o que escrevi no parágrafo abaixo. Provavelmente minhas palavras abaixo serão consideradas furtivas, injustas mas são apenas relatos de acontecimento documentados
    Permita-me comentar, com todo respeito, apesar de não gostar de extremismos nem de um lado e nem de outro. Sim, ele foi um grande arquiteto, gênio. Mas um comunista que morava em cobertura de alto custo no Rio, fumava charutos cubanos, se embriagava do doce mel do conhaque francês, e abrigava em sua casa bandidos da FARC – Tiro Fijo como exemplo, não é algo muito engrandecedor. Duvido que ele abriria mão desse conforto para viver como o povo viveria em uma utopia comunista. Mas como você bem sabe, existem uns mais iguais que outros, seja num regime comunista como num capitalista.
    O tempo dirá…

    • Log permalink
      10/12/2012 17:16

      Ele morou na cobertura depois de idoso. Durante a construção de Brasília morava num barracão com os operários.
      É fácil julga-lo apenas nos últimos anos de vida de um senhor de idade avançada, difícil é ser ele.

    • Leila permalink
      10/12/2012 19:49

      Como é difícil o entendimento dos fatos, as vezes tão simplório como esse. A mesma opinião se tinha a respeito do Chico Buarque como numa música há séculos passado que também envolvia a turma da Bossa Nova. Eis a frase. ‘Falar de morro morando de frente pro mar….’ Ora, tem resposta o argumento deste senhor?

  13. Jcgaudard permalink
    09/12/2012 15:22

    Quem fala o que quer… houve o que não quer! Já diz o ditado…
    Achei idiota quem escreveu o texto, sua crítica ultrapassou todos os valores éticos e morais!
    E fica a pergunta que não quer calar?! Por que não escreveu este texto antes?! Por que isso é covardia, e só os covardes são capazes de escrever algo tão baseado na sua “Verdade”, sem que o ser de quem se fala, esteja aqui para se defender!!!!!
    Lamentável a matéria, e de muito mal gosto!!!!!!!!!!!!!
    Sr. Azevedo, sua análise intelectulóide só me ajudou a construir algo que não desejo ser conquistando meus títulos de mestrado (cursando Ciência da Literatura – UFRJ) e doutorado: Um crítico hipócrita, oportunista, e sem ética! Porque até para escrever pontos de vistas contrários da maioria, e até mesmo levar o conhecimento da massa, temos que saber o fazer! É isso… Nem quero discutir verdade e não verdades ditas no texto, só discuto aqui a ética do humano!

    • ana amelia permalink
      11/12/2012 21:26

      Pôxa, conquistar títulos de mestrado e doutorado em Ciencia da Literatura com tantos erros de portugues?? : “quem fala o que quer …ouve o que não quer ” e “muito mau gosto” . No mais , gostei do que disse.

  14. 09/12/2012 15:38

    Reinaldo Azevedo e o panfleto semanal intitulado “Veja” merecem como resposta a frase genial de Oscar Wilde: “Os loucos as vezes se curam. Os imbecis nunca.”

  15. 09/12/2012 16:08

    em nem um momento Reinaldo Azevedo nega a genialidade de Oscar Niemeyer. o que o blogueiro aponta é o fato do arquiteto ter apoiado ditadores, só isso

    • 11/12/2012 9:27

      Ele apoiou ditadores por um ideal, que eu não concordo, não divido com ele e nem apoiaria. Mas, foi por um ideal, ele acreditava que aquele regime poderia ser ético e diferenciado. Agora, e a Veja que apoiou ditadores aqui, por puros interesses capitalistas?
      Fácil analisar DEPOIS de passada a história, que apoiar Stalin estava errado…

  16. 09/12/2012 16:30

    Ao menos Reinaldo Azevedo defendeu e exaltou o que de melhor havia em Niemeyer, ou seja, sua obra. Já o senhor exalta seu comunismo. Ao fim e ao cabo quem desvaloriza o gênio preferindo sua admiração por assassinos em massa como Stalin é o senhor.

    • 10/12/2012 17:09

      Kleber,
      É bom voltar a aprender a ler. Eu não exaltei o comunismo,exaltei a ética, os valores de solidariedade, de amizade e de amor sempre presentes em Oscar Niemeyer. Que tenha sido comunista isto é irrelavante face ao que realmente conta na vida:não a prédica mas a prática.
      lboff

    • 11/12/2012 8:43

      Não não senhor Boff. Está bem claro que ele só é tudo isso porque “escolheu o comunismo para dar corpo a este sonho”. O senhor inverteu a ordem porque é bastante esperto. Afinal, o que de tão grandioso em termos de humanismo e generosidade fez o arquiteto que justifique estes predicados? Por falar em aprender a ler, o senhor pega o artigo de um articulista e atribui a opinião como sendo da revista e lamenta que lá se publique tal opinião. Quando, na verdade, ele pensa diferente da revista que, ainda assim, o publica, o que deveria ser uma virtude. Não só sei ler como sei diferenciar as coisas que leio. Grande abraço.

      • Luis Augusto permalink
        13/12/2012 10:05

        Kleber – voce realmente acredita que esta revista publica artigos de pessoas com opinioes divergentes da sua? Me parece que a virtude aqui e’ a sua: inocencia – e nao a da revista.

  17. 09/12/2012 16:34

    Ótimo texto, mas tenho que discordar da irrelevância do efeito de uma revista semanal de alcance nacional. Além de formar opinião de gente que não tem outras formas de acesso à informação e que não tem habilidade de ler criticamente, revistas deste porte ainda servem de subsídio à história porque seu conteúdo, criteriosamente catalogado por universidades, serve de material para futuros pesquisadores. O editor da revista deve ter o controle do conteúdo e assumir a responsabilidade pelo que é publicado.

  18. 09/12/2012 16:36

    Não VEJA, Não Leia. É importante que começando pelo meio acadêmico, se deflagre um movimento para extirpar esse mal da imprensa nacional. Nem de graça, vejo essa droga imunda de revista.

  19. Jcgaudard permalink
    09/12/2012 17:11

    Quem fala o que quer… houve o que não quer! Já diz o ditado…
    Achei idiota quem escreveu o texto, sua crítica ultrapassou todos os valores éticos e morais!
    E fica a pergunta que não quer calar?! Por que não escreveu este texto antes?! Porque isso é covardia, e só os covardes são capazes de escrever algo tão baseado na sua “Verdade”, sem que o ser de quem se fala, esteja aqui para se defender!!!!!
    Lamentável a matéria, e de muito mau gosto!!!!!!!!!!!!!
    Sr. Azevedo, sua análise intelectulóide só me ajudou a construir algo que não desejo ser , conquistando meus títulos de mestrado (cursando Ciência da Literatura – UFRJ) e doutorado: Um crítico hipócrita, oportunista, e sem ética! Porque até para escrever pontos de vistas contrários da maioria, e até mesmo levar ao conhecimento da massa, temos que o saber fazer! É isso… Nem quero discutir verdade e não verdades ditas no texto, só discuto aqui a ética do humano!

  20. 09/12/2012 17:36

    Quando os jornais do mundo inteiro noticiarem a morte do Reinaldo Azevedo vocês verão o quanto ele é importante.

    • Log permalink
      10/12/2012 17:21

      Boa! hehe

    • Lilian permalink
      11/12/2012 23:22

      Procure por tesouros no céu, onde as traças e germes não lhes alcançam.
      Niemeyer parece ter recebido sua recompensa em vida. Os aplausos e endeusamento dos homens.
      Nada mais apropriado para alguém que vivia para o materialismo.
      Mas não te iludas meu caro. Os homens que batem palmas são os mesmos que apedrejam depois.
      Veja o Lula. Antes inimigo do Maluf e agora para completa e total indignação do Boff são aliados. E assim teve todos os seus desvios perdoados.
      Os homens também tornaram Lula Doutor Honoris causa. Imagina só !
      Obama também recebeu o Nobel da paz. Que coisa né ?
      Quanto ao destino dos homens que morrem, posso te garantir que os vermes da terra não fazem distinção entre os “importantes” e aqueles que não são importantes para os homens.
      Queira ser indiferente e ignorado pelo mundo, mas exaltado e glorificado por DEUS.
      Mas existem corpos incorruptos sim. Mais ou menos 1.000. Todos de religiosos. E quase todos católicos.
      E o Boff os conhece e se lhe resta ainda alguma fé ou algo de católico nele, certamente ele sabe que entre os santos cujos corpos permanecem intactos não há comunistas.
      O Reinaldo pode ter usado uma palavra desnecessária, mas não teceu comentários ofensivos a obra de Niemeyer. E tinha até este direito. Pois ninguém está obrigado a gostar de tudo que Niemeyer fez.
      E é seu direito criticar o comunismo ou quem lhe faz apologia.
      Niemeyer não é intocável. Eu não sou intocável. Boff não é intocável e nem você.
      Vivemos uma democracia. Ou não ?
      Para as idéias mais inaceitáveis existem favoráveis e contrários. E assim deve ser.
      É no debate que depuramos o que nos favorece e assim podemos construir uma sociedade que pensa.

  21. 09/12/2012 17:47

    Este artigo do Boff foi metade genial, metade mais genial ainda!

  22. 09/12/2012 18:08

    Boa noite

    O ódio já consumiu o cérebro e a alma do tal blogueiro que escreveu tamanho absurdo sobre o grande e simples Niemeyer.

    Quanto a revista onde ele está “albergado”, não serve nem para forrar lata de lixo, pois o seu conteúdo é tóxico, e ela só sabe atacar, agredir, tentar ferir e desonrar.

    Entendo o motivo da resposta em decorrência da indignação que o tal blogueiro da revisteca pelo que escreveu, mas, o que ele quer é isso, repercussão para suas sandices.

    Em breve, o blogueiro estará desempregado e a revista onde ele escreve terá saído de circulação.

  23. 09/12/2012 18:14

    O Leonardo Boff foi precipitado. Na verdade, o Reinaldo Azevedo é a bosta.

  24. 09/12/2012 18:44

    Reblogged this on pega na arquitetura.

  25. FCT permalink
    09/12/2012 18:46

    maravilhoso, é isso mesmo. Triste são os comentários de apoio ao infame jornalista no seu blog…

  26. Frankito permalink
    09/12/2012 18:52

    Prezado Leonardo Boff, ontem tive a satisfação de compartilhar o seu maravilhoso texto “O comunismo ético e humanitário de Oscar Niemeyer” entre amigos e redes. Por acaso, também comentei sobre a infelicidade do energúmeno escaravelho da Veja pelo ódio classista e ideológico que permeiam sempre as manifestações (não isoladas) do escriba. Por sinal, na sexta-feira, a justiça condenou a 19 anos de prisão o Dadá, araponga que atuava para a Veja, e praticava grampos telefônicos contra os perseguidos pela revista (ver em: http://www.brasil247.com/pt/247/midiatech/87426/Dad%C3%A1-o-araponga-de-Veja-pega-19-anos-de-pris%C3%A3o.htm). Se tivessem aplicado neste caso a tal Teoria alemã, versão tupiniquim meia boca, do Domínio de Fato, talvez a imputação da pena tivesse atingido a alta hierarquia da publicação. Mas que a Veja continue existindo, embora seja difícil e duro de aceitar que o poder midiático, em nosso país, siga concentrado em pouquíssimas mãos, guiadas em uníssono pela mentalidade capitalista, pela ideologia da mercantilização da vida, de tudo e todos, a parecer para nós e muitos outros, que vivem em outro planeta (o Vil Planeta Mercantil). Que tenhamos como legítima a ideologia deles, mas o que não mais podemos permitir é que sejam mais do que hegemônicos, que sejam quase únicos por meio de seus monopólios midiáticos (estão reunidos no Instituto Millenium, o braço da SIP no Brasil). O Brasil é um país étnica e culturalmente plural, socialmente diverso, territorialmente vasto, potência hídrica e ambiental mundial, e fica à mercê de uma mesquinharia dominante no campo da informação. Temos desafios já colossais no campo da educação formal a serem enfrentados, mas não podemos desleixar o campo da educação informal, midiática, comunicativa, para a cidadania, se não nos sujeitaremos à torpeza de um obscuro futuro. Precisamos para anteontem, como está na Constituição Cidadã de 1988, democratizar os meios de comunicação. Esta é uma batalha estruturante, que deveria catalizar e unificar as agendas das pessoas e instituições do campo progressista, em que pesem as suas diferenças internas. Precisamos unir intelectuais, políticos, movimentos sociais, indígenas, comunidades tradicionais, o movimento ambientalista e muitos outros em torno a esta agenda comum (a agenda das agendas), pois sem ela, os avanços da redemocratização, da Era Lula, do começo da Dilma, seguirão vulneráveis. Precisamos de uma mídia plural, com espaço e voz para os reacionários e os progressistas. Por fim, quero parabenizá-lo pelo seu ousado artigo de hoje, sobre o escaravelho da Veja, pois parece faltar coragem ainda em muita gente para desmascarar esses velhacos.

  27. Raphael permalink
    09/12/2012 19:23

    Excelente texto! Palmas também a Antonio Veronese e João Cândido Portinari

  28. Carlos Lopes permalink
    09/12/2012 19:44

    Lí o artigo do Reinaldo Azevedo e pelo que entendí, ele, em nenhum momento, falou mal do ARQUITETO Oscar Niemeyer, falou sim, de um comunista que elogiava Stálin e Fidel Castro.É uma pena que esse é o COMUNISTA Oscar Niemeyer.Pessoal, ninguém é perfeito
    e o Oscar Niemeyer, como todo mundo, também tinha sua parte idiota.Obrigado

  29. Neuza RS Vovó Neuzinha permalink
    09/12/2012 19:45

    Até num momento como este, quando a ternura por um ídolo, nos faz recolher-nos à meditação, Azevedo expele o veneno que segrega nos seu cérebro doentio.

  30. Rita Ferreira permalink
    09/12/2012 20:26

    Odiosa Revista Veja, todo meu desprezo ao esse idiota jornalista! Vontade de vomitar nas páginas infames desse lixo e na cara covarde desse nojento!…

  31. Marcelo Bigal permalink
    09/12/2012 20:56

    Texto maravilhoso, Leonardo. O irmão gêmeo do Azevedo, o Mainardi, fez algo semelhante com o Santos Dumont….não só insinuou sua homossexualidade, como o colocou num papel bastante secundário, chamando o do “Titio Esquisitão da Aviação”.
    Eu moro nos EUA. A imprensa internacional foi absolutamente laudatória!
    Abraços

  32. Omir Oliveira permalink
    09/12/2012 21:52

    A VEJA sempre se permitiu, e o continua fazendo, de demonstrar sua liberdade de imprensa expressando suas ideias ainda que maldosas, idiotas e insanas. Será que isso é fazer uso da liberdade de imprensa ou simplesmente uma maneira de expressar sua ignorância e conivência com o errado da sociedade brasileira que ressalta o mal e o que ébom é relegado a detelhaes ou até mesmo difamado como neste artigo este sueito faz com o ilustre Oscar.
    Triste ver a que a nossa imprensa se resume, ao menos essa revistinha de merda que deixei de assianr já há anos por não concordar com suas tendências!

  33. Theo permalink
    09/12/2012 21:58

    Esse texto é uma benção para minha alma indignada com essa
    revista boçal.

  34. Chico Costa permalink
    09/12/2012 22:03

    A VEJA é uma revista que não merece crédito de modo algum, em primeiro lugar, porque é uma revista que não produz nada, ela simplesmente difama temas de largo alcance, uma revista desse modelo, não passa de um urubu, e dos piores possíveis, a qual inventa a carniça que come!

  35. divinal permalink
    09/12/2012 23:01

    É direito de toda didatura, não só cubana, de matar quantos quiser e como quiser e quando é o próprio que resolve morrer de fome, mais divina fica. Che deve tá agora mesmo contando como explodiu com uma bala miolo de quem roubava pão mofado para matar fome e fazendo todo mundo rir.

  36. Regina Célia Simões permalink
    09/12/2012 23:44

    Parabéns pelo excelente texto! Temos que escancarar as mazelas dessa revistinha de quinta categoria, que abriga pseudo jornalistas como esse tal Reinaldo Azevedo (agora famoso pelas asneiras que escreveu) e o execrável Diogo Mainardi, racista de carteirinha, deslumbrado com os EUA, onde vive e de onde vomita seu ódio contra nordestinos, a quem chama de “sub-raça” incapaz de pensar. Infeliz e inexplicavelmente há uma reverência velada da imprensa a essa revista, já que não se vê nos jornais e TVs, qualquer menção às atrocidades e mentiras ali praticadas. Ainda bem que existe a Internet!
    Grande abraço. Sou sua admiradora!

  37. 10/12/2012 0:12

    Só temos a lamentar!

  38. 10/12/2012 0:12

    A revista VEJA se compraz em desfazer as figuras que melhor mostram nossa cultura e que mais penetraram na alma do povo brasileiro. Essa revista parece se envergonhar do Brasil, porque gostaria que ele fosse aquilo que não é e não quer ser: uma Xerox distorcida da cultura norte-americana. Ela dá a impressão de não amar os brasileiros, ao contrário expõe ao ridículo o que eles são e o que criam. Ela é um monumento à razão cínica. Segue desavergonhadamente a lógica hegeliana do senhor e do servo; internalizou o senhor que está lá no Norte opulento e o serve como servo submisso, condenado a viver na periferia. Por isso tanto a revista quanto o articulista revelam um completo descompromisso com a verdade daqui, da cultura brasileira. Leonardo Boff usei frases do seu artigo que gostaria de tê-las escrito como sempre perfeito. Salve salve ! Oscar Niemeyer o que é do homem o bicho não come. É possível ser comunista, Ético e Humanitário sim!
    Abraço paz luz e muita inspirações para nos enriquecer com essa joias.
    Indignação:

  39. 10/12/2012 0:16

    Leonardo Boff, você é sempre dúbio.

    Revistas e revistas te procuraram, quando apostatou da Fé Católica, para utilizá-lo como instrumento de ódio anticristão. Blasfemou contra o Credo Niceno-Constantinopolitano, como se fosse porcaria. Basta ver as matérias da Revista da Folha a Isto É, do início da década de 90 até hoje.

    Não, Leonardo. Você não é um Hans Küng tupiniquim. Ninguém liga mais para suas ideias (que antes tinha maior requinte). Pendure suas chuteiras e vá viver sua vida em paz. Deixa a Igreja para quem se importa com as salvação das almas. Essa Igreja que é a instituição mais perseguida do mundo.

    Agora, quanto à matéria, fico pensando na democracia. Não é democrático haver pessoas que achem Oscar Niemeyer um homem pernicioso e perigoso, com um profundo mau gosto artístico? É a lógica de Freyre: “devemos ser tolerantes, mas não com nossos inimigos”. Onde está agora seu pluralismo? Um homem que se dizia claramente stalinista, como o seu Oscar, não permitiria a mim professor a Fé Católica. Bondosa foi a matéria em chamar seu Oscar de metade idiota, pois para mim ele era um completo. Os franceses têm Notre-Dame; nós temos um abacaxi. Que aliás ninguém entra para pensar em Nosso Senhor Jesus Cristo, e nem apreciar a excêntrica arquitetura, mas apenas para divertir-se com a reverberação sonora de suas paredes (interessantíssimo!!!!). Creio que já seja suficiente.

    Um grande abraço,

    Pedro Barreto

    • 10/12/2012 16:57

      Pedro
      É mehor e agradaria mais a Deus alguém ser ateu de boa vontade e ético que um cristão fundamentalista, raivoso e de poucas luzes como vc. Não mediocrize o legado generoso de Jesus como o faz com sua visão estreita que nada tem de evangélico nem de católico.Que nunca lhe falte o Espírito.
      lboff

      • 13/12/2012 21:23

        Excelente.

        O que dizer de uma revista que demite por carta um dos seus mais antigos articulistas porque este se atreveu a elogiar em artigo a então Ministra do governo Lula Dilma Rousseff?

        O que dizer de um homem que não mal sabe escrever e que é hoje considerado o “melhor” articulista da direita?

        Mas Reinaldo fez o que se esperava dele. Eu costumo dizer que uma crítica dele soa como música aos meus ouvidos. O que doi são os comentários – aqui e lá – elogiando tamanha estupidez.

        Fazer o que? Como já disseram aqui, quando ele morrer, veremos os jornais do mundo inteiro falando a respeito da morte dele… Neah?

        Abraços

    • Alessandra Almeida da silva permalink
      11/12/2012 18:58

      Pedro vc e louco,vá se tratar…

      • Luis Augusto permalink
        13/12/2012 10:09

        LOL.. duvido que exista tratamento para o problema dele!

    • Renê permalink
      27/02/2013 6:04

      Aqui um exemplo puro, simples e concreto de a estupidez humana não tem limites. O texto de Leonardo Boff, assim como o posfácio do grande Antonio Veronese, que aliás tenho certeza que o grande Pedro não conhece, são a prova de que o Brasil ainda tem intelectuais à altura dos seus desafios. Pedro, tu não és pedra, e sobre tua estupidez não germina nem capim.

      • Renê permalink
        27/02/2013 6:05

        Aqui um exemplo puro, simples e concreto de que a estupidez humana não tem limites. O texto de Leonardo Boff, assim como o posfácio do grande Antonio Veronese, que aliás tenho certeza que o grande Pedro não conhece, são a prova de que o Brasil ainda tem intelectuais à altura dos seus desafios. Pedro, tu não és pedra, e sobre tua estupidez não germina nem capim.

  40. Ivo Reseck permalink
    10/12/2012 0:33

    Visitei e apreciei algumas das obras de Oscar Niemeyer. Vi nelas a expressão da arquitetura moderna, descrita na Carta de Atenas, surgida e apresentada como uma forma de imprimir pelas estruturas um novo modelo de sociedade mais justa, mais humana e fraterna. Suas declarações, suas escolhas e suas obras não deixam dúvidas disso. Conheci Boff e parte de sua obra, alguém que defendeu, e defende, uma sociedade mais justa, mais humana e fraterna num debate incansável. Para mim basta. São referências tão importantes que nenhum jornalista será capaz de desvirtuar a imagem que realmente representam.
    Salve Leonardo Boff, muitos são os que te respeitam e te seguem.

  41. Pedro Martins permalink
    10/12/2012 0:34

    Tenho minhas dúvidas. Não existe gênios. Existem pessoas que estudam e se dedicam demais, coisa que não é o caso do Niemeyer. Estudiosos e estetas sérios sabem que ele foi muito mais político e usou muito mais o gogó do que fazer arte propriamente dita. Ou seja, um grande picareta, pois, se você precisa conceituar uma obra, ela, consequentemente, deixa de ser ela em si. Deixa de ser arte….

    Cuidado com as supervalorizações…
    Outra, não foi ele que projetou Brasília….

    • 10/12/2012 16:53

      Pedro

      Tenha a coragaem de proclamar ao mundo que Oscar Niemeyer foi um grande picareta. E verá a “retorquio” que vai receber.
      lboff

      • Luis Augusto permalink
        13/12/2012 10:12

        mas caso o faca… tenho minhas duvidas quanto ao “retorquio” que conseguira causar.. Pedro “Quem”??!!

    • Renê permalink
      27/02/2013 6:08

      A estupidez humana não tem limites. O texto de Leonardo Boff, assim como o posfácio de Antonio Veronese, que aliás tenho certeza que o grande Pedro não conhece, são a prova de que o Brasil ainda tem intelectuais à altura dos seus desafios. Pedro, tu não és pedra, e sobre tua estupidez não germina nem capim.

    • Alvin permalink
      09/11/2014 17:56

      Vc é muito desinformado. Onde entrou projeção de Brasília na historia? Sua critica sempre será valida cara se ela vier com propriedade, mas, deste jeito que vc faz, fica burra, muito burra.

  42. vilma moraes permalink
    10/12/2012 0:56

    Mais uma vez Leonardo Boff nos premia com uma reflexão profunda, ética e clara. Oscar Niemeyer – um homem profundamente humano.

  43. Wagner Martos permalink
    10/12/2012 10:27

    Caro Leonardo Boff,
    Com todo respeito que tenho a ti me pus indignado por usares seu tempo e inteligência para escrever sobre o Reinaldo, o escoteiro rebelde, como bem o apelidou PHA.
    Reinaldo é um pálido plágio-cover do Gay Talese. Espectro mal-formado de si mesmo.
    Não perca seu tempo, mesmo porque, biologicamente falando, escaravelho sempre será escaravelho!

  44. Marcelo permalink
    10/12/2012 11:08

    Fico aturdido com tanta necessidade de ficar cultuando pessoas, estátuas e encobrindo verdades. Ainda que Oscar Niemeyer seja o símbolo do modernismo brasileiro com a construção de Brasília e a ostentação de suas obras, há que se pensar naquilo que ele dizia e que trazia como verdade. Outro dia assisti uma entrevista dele falando sobre os candangos que moram nas favelas do DF. Ele era o urbanista ou dividia com os urbanistas o planejamento da capital do país e não há neste planejamento uma área destinada aos candangos para uma vida digna dentro de um planejamento urbano mínimo.Não há porque se esconder dessa verdade. Não é o Leonardo Boff que escancara as sandices da Igreja Católica que aparece hoje como um bando de pedófilos escondidos sob as batinas e as estolas dos iluminados bispos? Há uma necessidade de idolatria que mascara incongruências de carater que não precisam ser escondidas debaixo de nenhuma batina. É normal que os seres humanos sejam humanos. E humanos, ainda que dotados de talentos, não sejam transformados nas estátuas que pregadores tentam impor a todos com este discurso estranho de defesa desnecessária. As obras dele estão por ai e falam por si. Não é preciso que o Sr. leonardo Boff saia em defesa do comunismo professo pelo próprio Osca r Niemeyer que nunca quis rever suas posições.

  45. Christian Duarte Maia permalink
    10/12/2012 11:17

    …sorte nossa ainda termos muitos humanistas e mentes brilhantes como o Mestre Leonardo Boff, que tornam suas palavras e escritas verdadeiros impulsos para começarmos bem nossos dias e acreditar em uma vida sem desigualdades e sustentável, e parabéns também as palavras de Antônio Veronese e JC Portinari. Sobre a Veja, rsrrrs, não sei se é o meio midiático mais sanguinário, defendendo todo o ódio dos capitalistas, ou se é uma revista de humor..

  46. Carlos permalink
    10/12/2012 11:31

    Parabéns Leonardo Boff. Seu texto é claro e definitivo ao iluminar a dimensão humana do Oscar Niemeyer. Só não gostei da comparação do tal articulista com o escaravelho.
    O escaravelho não merece!

  47. André Lacerda permalink
    10/12/2012 11:50

    Volto a escrever neste espaço para enaltecer a disposição de Leonardo Boff na defesa da verdade e da justiça quanto às idiotices de “Reinaldo AzeVeja”. Que tristeza essa revista para o Brasil. Que tristeza esse articulista. Como são atrasados em suas mesquinharias…

  48. Julia Nogueira permalink
    10/12/2012 11:55

    O mais sensato texto que li até agora sobre a matéria online da veja. Diz tudo, tudo, tudo!
    Irretocável.

  49. Bert permalink
    10/12/2012 12:19

    Essa figurinha fácil e reles chamada ‘reinaldo’ tem muitos calos nos joelhos…

    Mas, como ele, os donos da ‘veja’ mais os barões da mídia conservadora e igualmente reles também têm calos seculares nos joelhos de tanto ajoelharem na frente dos centuriões.
    Todos nós sabemos que quem ajoelha tem que “rezar”…

  50. Júlio César permalink
    10/12/2012 13:26

    Excrementos de 60, 70 anos atrás que o Niemeyer nunca deixou de elogiar.
    O sr. Veronese fala que o Azevedo só publicou isso após a morte do Niemeyer, isso só foi publicado neste momento porque foi oportuno, antes não havia necessidade, ele, o Reinaldo Azevedo já pensava isso antes.

  51. Francisco Villela permalink
    10/12/2012 13:26

    Há equívoco fundamental neste caso.
    Na presença do fascismo e do nazismo, impunham-se reações, combates e guerras.
    Mas essa ausência de espírito dessa revista indigna e porca e de seu ridículo arauto apenas devem merecer a ausência do olhar e do comentário.
    Errou mestre Leonardo Boff: atendeu aos latidos como se o cachorro tivesse significado..
    Não tem: é meramente um cachorro. Basta atirar-lhe um naco de carne, ou de dólares.
    Jamais palavras!
    Perdão, mestre, mas pense duas vezes na próxima ocasião.
    Seu leitor e admirador Chico Villela

  52. Francisco Bocchini permalink
    10/12/2012 13:31

    A algum tempo fiz comentários, pelas redes, justamente tocando nesse ponto. O rola bosta, na ocasião, era o fugitivo Diogo Mainardi e o animal que encontrei para descrever-lhe os gestos – e entendê-lo – foi o abutre, ávido por carniça fedorenta. Adeptos do “quanto pior, melhor” essa gente se alimenta dá tragédia alheia. É dali que tiram seu alimento e saciam sua sede de sangue. E quando não encontram carniça tratam de apodrecer no que tocam, como no caso das infames críticas ao NOSSO arquiteto. Não querem, eles, propor soluções de nada, nem encontrar respostas ou sequer discutir assunto. Querem apenas chafurdar no próprio excremento e infectar os desavisados. Imagino essa gente levantando-se da frente de seus computadores no fim do dia, indo parar defronte do espelho do banheiro e ensaiando pra si mesmos seu cinismo dizendo; “por hoje estou satisfeito”. É isso, besouro ou abutre, essa corja não merece o ar que respira.

  53. cristiano permalink
    10/12/2012 16:09

    o pobre jornalista escreve isso pq tem uma legião de verdadeiros idiotas q leem e concordam, alguns até se aventuram em comentar por aqui… lamentável desrespeito!

  54. Paulo José Penalva Mancini permalink
    10/12/2012 16:27

    CONCRETO DESARMADO

    Ele dobrou o concreto armado
    E construiu curvas em nossos horizontes
    Sem fazer uso da força
    Mas com sensibilidade, inteligência, companheirismo; ousadia e solidariedade
    criou, para nos surpreender, o concreto amado

    A obra e a vida deste centenário ateu comunista
    Enchem-nos de Fé!!

    Paulo Mancini – dezembro de 2012

    • adalberto ribeiro permalink
      10/12/2012 20:16

      O “humanista” Bof tambem faz apologia da ditadura comunista de fidel castro e do legado terrorista de stalin, com licença da palavra. Falar em um comunismo “ético, humanitário, solidario, doce …”, isto é um escárnio, menosprezo contra a inteligência alheia. Que tal defender os fuzilamentos e o terrorismo de Estado da ditadura de Cuba contra os dissidentes e se arvorar de compassivo, generoso e amoroso para com o próximo?! Este é o perfil do autor do artigo contra Reinaldo Azevedo. Os genocidiosna antiga Uniao Soviética stalinista, no Camboja do Kmer Vermelho, em Cuba … O comunismo é satânico, por definição.

      • 11/12/2012 19:01

        Chega ser até engraçado, esses que são “anti-comunismo”, sendo pró-capitalismo… Sinceramente, generalizam uma questão a simples preconceitos e fundam uma ideologia alienada e arrogante, a ponto de julgar “satânico” o que não querem aceitar como excelência da vida… Será que esses, tem tanta dificuldade de diferenciar stalinismo/leninismo ideias comunismo de fato? E o pior vem escrever asneiras sem ao menos ter aceitarem as diferenças… Esse Azevedo é idiota por completo, totalmente sem noção, queria ibope e conseguiu, e tmb conseguiu a fama de um idiota completo, literalmente um “rola-bosta”…

    • 11/12/2012 0:09

      Estudei a lingua portuguesa na Fundação Brasília, aquí em Mendoza onde eu moro. O que tenho aprendido lá de mais é o gosto pela riqueza da cultura lusitana, logo acrescida e embelezada pelo Brasil e a sua gente toda.
      As obras e projetos de Oscar Niemeyer são um cantar à vida tão cuanto a garota de Vinícius, os pés de Tarsila ou a Gabriela de Jorge Amado. Ele foi daquelas pessoas indispensáveis, essenciais. que mostraram-nos algo de Deus aquí na Terra.

    • 11/12/2012 14:52

      Caro Leonardo,

      Uma vez escrevi um comentário sobre um artigo do Mino Carta, em que ele respondia a outro deste mesmo escaravelho, que acho relevante repetir o conteúdo:

      Existem pessoas tão especiais, que suas idéias ficam para a eternidade. Algumas vezes essas idéias são tão à frente de seu tempo, que geram polêmica, e são entendidas somente muito tempo depois que elas se foram. Esses são os gênios.
      E existem os escaravelhos, que na impossibilidade de produzirem algo além da mediocridade, invertem a relação de causa e efeito, e tentam ser polêmicos na vã esperança de assim serem tomados como gênios.

      Algumas vezes a indignação nos obriga a tomar atitudes como essa, de responder a um artigo deste tipo, mas sinceramente, acho que a melhor resposta possível para ele é o desprezo completo, pois a intenção é somente gerar polêmica, e receber uma resposta sua é algo muito acima do que ele merece.

  55. Newton permalink
    10/12/2012 17:29

    Caramba, como tem comunista milionário no Brasil!

    Eu só não entendo porque não vão morar em Cuba.
    De repente o nosso capitalismo mequetrefe daria uma melhorada…

    • Lilian permalink
      11/12/2012 22:18

      Eles querem comunismo para o povo. Não para eles.
      E ai de quem discordar !

      Não entendi até agora a indignação do Boff.
      Quanto a obra de Oscar ele teceu elogios. Criticou a postura política do homem.

      E qual o problema com isto ? Todos tem que concordar ? Sou obrigado a gostar de tudo que outros gostam ?

      Alguém disse que ele era um pai, marido ou filho ruim ? Penso que não.

      O Reinaldo elogiou a obra e talvez tenha usado uma palavra desnecessária para rotular o homem. E daí ?

      Onde estava o indignado Boff quando o Lula disse que o brasileiro tinha que levantar o “rabo” da cadeira para escolher o banco que cobra juros menores ?

      Onde estava o Boff quando uma brasileira morreu no terremoto do Haiti servindo aos pobres e necessitados daquele país. Estou falando de Dona Zilda Arns. Esta sim uma brasileira de verdade. Largou tudo que tinha no Brasil e foi viver e conviver com a miséria pelos mais desfavorecidos.

      Onde estava o humanitário Boff que não escreveu uma só palavra sobre esta mulher de fibra e coragem ?

      Onde estava o indignado Boff quando Lula elogiou Sarney e pediu votos para sua filha no Maranhão ?

      A família Sarney conseguiu fazer do Maranhão o estado mais pobre do país.

      Onde estava o indignado Boff quando Lula elogiou o “companheiro” Collor ?

      Onde estava o indignado Boff quando Lula se uniu a Barbalho ?

      Onde estava o indignado Boff quando um movimento destes que andam por aí invadiu uma fazenda e destruiu propriedade privada ? Milhões de reais em pesquisas jogados no lixo.

      O que tem escrito o indignado Boff sobre o esquema do mensalão e sobre os incontáveis escândalos dos “defensores” dos pobres ?

      Faça-me o favor Sr.Boff.

      Reinaldo Azevedo como qualquer cidadão tem o direito de gostar ou não gostar de Oscar Niemeyer.

      Assim como o senhor tem o direito de gostar ou não gostar de Reinaldo Azevedo.

      E não me venha dizer que não entendeu o texto. Ele é claro. Ele criticou a postura política do arquiteto e não suas obras.

      E por acaso é crime não apreciar as obras de Niemeyer ?

      E quem é o senhor para condenar ou absolver alguém ?

      Então é irrelevante Oscar Niemeyer ser comunista ?

      Para o senhor é simples assim ?

      Não importa se é nazista ou pedófilo. O importante é o “amor” ???

      E quem julga tudo isto é o Senhor do alto do teu trono de rei ?

      Eu não sou nazista. Não sou comunista. Não sou pedófilo. Não sou socialista. Trabalho, pago meus impostos. Não mamo nas tetas do governo. Não vendo projetos para os governos que finjo combater.

      E por isto não tenho valor ? Só tenho valor se vier a puxar o saco de Oscar Niemeyer ?

      Mandou errado outra vez. Como de costume !

      • 12/12/2012 8:55

        Lilian
        Eu apenas quero saber onde vc estava quando éramos injustamente perseguidos pelos Orgãos de Repressão militar pelo simples fato de eu e meu irmão, no Acre.arranjávamos certidão de nascimento dos ribeirinhos?Onde vc estava quando nós e outros colegas foram sequestrados,torturados e muitos mortos?
        Vc se levantou contra a violência nazista dos militares?Vivo em Petropolis onde está a Casa da Morte onde todos foram mortos sob tortura, escapando apeanas uma pessoa, tortura com cobras, jacarés,ratos na vagina? Onde vc estava? Não éramos marxitas, apenas cristãos que não aceitavam a violencia contra os direitos humanos e ainda assim nos acusavam de comunistas porque quem defende pobre é comunisa.
        Antes de falar tão grosso e de forma tão arrogante, responda,onde vc estava?E o que sofreu pela democracia e pelos direitos violados?
        lboff

      • 13/12/2012 9:01

        Logo se vê que a Lilian não sabe nada além do que a veja publica… ave mãe…

      • Jose Queiroz Cunha permalink
        13/12/2012 9:27

        Vc esta Certissima Lilian a esquerda Brasileira é realmente uma grande empulhação.

      • Luis Augusto permalink
        13/12/2012 10:19

        ..ela estava lendo a Veja!

      • Ático Freire permalink
        07/01/2013 16:19

        Deus salve os militares que nos salvaram do comunismo no Brasil com braço forte e mão amiga!!!

        Um braço forte, servil e obstinado que não olhou para os lados e nem para trás quando tomou a decisão de meter um pé na bunda de quem queria a utópica sociedade sem classes que ficou mais do que comprovado que só serve para quem quer fumar maconha, não trabalhar e viver as custas de quem dá o sangue para ter uma vida melhor.

        Se nós vivêssemos em uma sociedade em que todo mundo fosse realmente trabalhador de sol a sol e fizesse o seu trabalho com perfeição, o melhor modelo de sociedade com certeza seria a anarquia, onde seria desnecessário qualquer tipo de governante e todos teriam consciência de suas obrigações.

        Senhoras e senhores, se hoje em dia temos o staus quo de nação livre e democrática que temos, isso se deu por causa dos 19 anos de intervenção dos militares em nosso país.

        Abaixo a ditadura comunista!
        Deus salve os militares!

      • 08/01/2013 11:22

        Aatico,
        Vc não sabe o que diz. No fundo vc afirma que é lícito é bom prender, torturar, estuprar, sequstrar, fazer desaparecer as pessoas, matá-las, colocar ratos nas vaginas da mulheres e jacarés na cela de um preso político. Foi tudo isso que ocorreu. Vc está desse lado. Não quero jamais estar do lado daqueles que são contra a sua propria humanidade e massacram a humanidade dos outros.
        Tenha um pouco de humanidade e não seja inimigo de vc mesmo.
        Que a vida lhe possa ensinar alguma coisa digna que o possa honrá-lo e que seus filhos possam olhar para vc não como um monstro mas como um pai amoroso.
        lboff

      • Ático Freire permalink
        08/01/2013 17:19

        Meu caro Leonardo Boff,
        Desde já agradeço pela atenção dispensada e gostaria de exaltar a importância deste debate sobre um tema tão relevante, contundente e sempre atual.

        Nós bem sabemos que as formas de gestão e controle de nossa sociedade e das instituições que dela fazem parte são tarefas extremamente árduas e o modo como a nação é conduzida sempre será questionado por uma parcela desta população.

        Agora eu gostaria que o Senhor visualizasse o seguinte: Os militares dedicam um amor ao seu país que nenhuma outra instituição é capaz de dedicar. Durante o período de formação, todo militar faz um juramento que se compromete a proteger sua nação de possíveis invasores com o sacrifício da própria vida!
        Nos anos de ferro o mundo vivia uma instabilidade terrível com a guerra fria onde havia a divisão entre os dois modelos econômicos: Capitalismo X Comunismo. Aqui no nosso querido país os grupos de terroristas guerrilheiros comunistas que estavam no Araguaia tentavam impor as suas ideologias através da desordem social, dos ataques aos bancos, sequestros e tantas outras atrocidades.
        Seria equivalente ao que acontece nos dias atuais com as favelas no Rio de Janeiro onde os traficantes impõem o império do tráfico e os bravos guerreiros das forças armadas sobem o morro para tentar repor a ordem social sacrificando a vida tanto de traficantes como dos militares.
        A repressão e o extermínio à guerrilha do Araguaia e a todos os que tentavam impor as ideologias comunistas foi como extirpar um câncer do seio social por parte daqueles que sempre quiseram o melhor para o Brasil.

        Sr. Boff, saiba que durante uma guerra a demonstração de força e a intimidação do inimigo é uma arma psicológica muito preciosa e que os guerrilheiros mais queriam que os militares temessem e infelizmente nesta hora vale a máxima “guerra é guerra”. Discutir a ética da guerra é um assunto muito polêmico e extenso que nem vem ao caso ser analisado neste momento.

        Quero que fique claro que jamais fui e jamais serei a favor de qualquer forma de tortura empregada por qualquer ser humano contra outro, porém quero que se lembre que tanto os guerrilheiros de outrora quanto os traficantes de hoje em dia (PCC, CV) sempre se utilizaram de métodos nem um pouco éticos de exigirem o cumprimento de suas determinações e conseguirem se estabelecer no meio social.
        Está mais do que comprovado que o modelo Comunista é falido basta ver Cuba, Camboja, Coréia do Norte entre outros que são DITADURAS COMUNISTAS.

        Sou policial militar em Brasília, amo minha cidade, quero que a ordem seja mantida por aqui e se preciso for com o sacrifício de minha vida.
        Se fosse possível iria lá no congresso arrancaria a quela corja de bandidos corruptos com métodos nem um pouquinho éticos e mandava uma boa parte pra cadeia mas já que isto não me compete então faço o meu trabalho da melhor forma possível e peço a Deus para abençoar meu país e meus governantes.

        O remédio é amargo mas para curar tem que tomar até o final se não o mal pode voltar bem mais forte.
        Concluindo…
        Volto a dizer que o grande arquiteto Oscar Niemeyer estava enganado com relação a sua posição politica e poderia ter ficado apenas na arquitetura que como morador de Brasília que sou reconheço a sua genialidade.

      • Renê permalink
        27/02/2013 6:22

        Lilian, com seu português capenga, você pergunta onde estava Boff durante diversos episodios da vida nacional. Lilian, e você, onde estava? No Brasil a estupidez nao tem limites, e o “textinho” de Lilian reforça essa afirmaçao!!

  56. Carlos Bruni permalink
    10/12/2012 17:53

    Parece que, para alguns, o conceito de democracia é o de que todos podem dizer o que quiserem, desde que seja o que eles queiram ouvir.

  57. 10/12/2012 19:16

    Brilhante artigo e como já foi dito, nos lava a alma.

  58. Luiza permalink
    10/12/2012 20:04

    Havia lido o blog do jornalista(?) citado e achei, no mínimo, de uma baita ignorância. Inteligência também é requisito à crítica; mas, infelizmente, internet tem dessas coisas, falam os grandes e falam as bestas…

  59. 10/12/2012 22:30

    O mais importante disso tudo foi entender que esses fascistas da veja, esses escaravelhos de plantão, só buscam o ibope, e o pior conseguem seguidores fundamentalistas que defendem com unhas e dentes o “anti-comunismo”, e continuam perpetuando a miséria dos muitos em prol dos poucos “rola-bosta” que dão o referido ibope, mas nesse caso do Niermeyer estamparam seu gosto apurado por excrementos, alias, gostinho sádico esse…

  60. J. E. Guimarães permalink
    10/12/2012 22:30

    Tanto foi dito e tanto re-dito. è uma ena que ainda muitos defendam esse escremento que abriga tantos excrementos. Não tomei contato com o artigo claro. Nem sei mais se existe uma ublicação chamada Veja. Deletei esse conjunto de lambe-botas do Capitalismo, Neoliberal que detesta o Brasil e sua cultura, seus filhos e sua produção. Felizmente temos homens como o Leonardo, vigilantes, defensores do humano, da vida. Homens de quem sentiriamos a falta como nos faz o Oscar (não aquela estatueta idiota) o NIEMEYER.

  61. Antônio Amâncio de Oliveira permalink
    11/12/2012 6:44

    É uma característica do subdesenvolvido a vergonha e o desprezo que tem pela sua cultura e pelos seus valores tradicionais. Por outro lado, é marcante o apego que tem à cultura estrangeira…dominante, podemos dizer. Por isso temos bailes de halloween pelo país afora e as crianças já batem em nossas portas dizendo: doces ou travessuras, mas das nossas lendas e do nosso folclore ninguém dá notícia. Aamâncio

    • Antônio Amâncio de Oliveira permalink
      11/12/2012 6:50

      Pela mesma forma segue o endeusamento de figuras estrangeiras enquanto as nacionais são banalizadas e desprezadas.

      • André permalink
        12/12/2012 8:26

        Bem anotado Antonio. Niemeyer endeusava o soviético Staliln e sobre os expoentes nacionais sempre fez silêncio. Com exceção de Luís Carlos Prestes, este último outro daqueles “intocáveis”.

  62. 11/12/2012 8:54

    O próprio título da matéria nos dá uma dica do seu valor: nenhum. A dicotomia simplista e burra contida nas palavras gênio e idiota do título da matéria nos faz pensar na complexidade do (mau) caráter de quem a escreveu e da revista, misturado nesse suco pútrido que é parte da mídia brasileira, a revista Veja, eu diria, é a que mais contribuí com esse cheiro insuportável…Oxalá gerem gases explosivos e desapareçam, um dia, pelos ares, antes de nos contaminar e envenenar !!!

  63. Tatiane Maia permalink
    11/12/2012 9:29

    Excelente artigo do Leonardo Boff. Quanto ao Reinado Azeredo, penso ser ele uma espécie de antropófago da inveja. Não tenho outra forma de descrevê-lo. Destrói a si mesmo contorcendo-se de inveja do outro, chego até mesmo a arriscar dizer que, foi interessante o infeliz artigo por ele publicado no tal blog, pois nos possibilita enxergar o quão mesquinho e desprovido de bom senso um indivíduo pode vir a ser. Para mim até aí Oscar Niemyer deixa a marca de sua genialidade. E Einstein (sempre ele) nos faz contemplar os homens certos quando diz: “conheço dois infinitos: o infinito do universo e o infinito dos idiotas; do primeiro tenho dúvidas, do segundo certeza”.

  64. 11/12/2012 10:22

    O mais importante disso tudo foi entender que esses fascistas da veja, esses escaravelhos de plantão, só buscam o ibope, e o pior conseguem seguidores fundamentalistas que defendem com unhas e dentes o “anti-comunismo”, e continuam perpetuando a miséria dos muitos em prol dos poucos “rola-bosta” que dão o referido ibope, mas nesse caso do Niermeyer estamparam seu gosto apurado por excrementos, alias, gostinho sádico esse…

  65. JOSE GERALDO DA COSTA permalink
    11/12/2012 11:23

    Oscar Niemeyer deveria ser chamado de arquiteto de almas. Muito do que ele disse se assemelha ao que disseram antes dele… Einstein e Cristo. No meio de tanta quadratura contrariou o mundo amargura! Arquitetou sua obra se valendo da curvatura tendo em mente mostrar ao mundo que a beleza maior está na curva… bem diferente da reta que turva a vista da gente.
    Além do que demonstrou pelas mãos pela sensibilidade, arquitetou com singularidade e razão aquilo que a humanidade contempla e se sensibiliza com admiração. Seu desprendimento o tornou o monumento de um homem universal. Mestre de obra sem igual. Em canteiro moral irrigou seu viveiro centenário o tempo inteiro dizendo que a vida é primordial e o respeito a ela é fundamental.
    Esboço do poço de Deus do concreto seu pensar reto , um grande Cristão, discreto. Tamanha a sua devoção naquilo que dá sentido a vida sua obra física e espiritual jamais será esquecida. A Grande Arquitetura do Universo, que é Deus o aguarda… esteja com Ele meu colega de profissão.

  66. Júnior Lima permalink
    11/12/2012 14:27

    As pessoas querem terra, casa, dinheiro, escola, emprego. Mas poucos se dispõem a estudar para valer, trabalhar sério, ganhar seu dinheiro honestamente, economizar e adquirir aquilo que lhes interessa. Não sou gênio, artista, talentoso. Não tive ajuda de ONG, de governo, de família ou de quem quer que seja. Estudei o necessário, trabalhei muito, desde os doze anos, economizei e comprei – sempre à vista e com desconto – muito mais do que imaginava poder. Terreno, casas, apartamentos, fazenda, carros. Não tenho nenhuma vergonha de ter o que tenho. Pago todos os meus impostos, nunca prejudiquei ninguém. Aliás, ajudei e ainda ajudo muita gente. Não conheço a obra de Niemeyer a fundo, embora tenha estudado – estudado de verdade – em uma escola pública de Cataguases-MG, cujo prédio foi por ele projetado. Considerava-o um prédio grande, funcional. Muito mais valor sempre dei a alguns professores que ali se empenhavam para bem ministrar seus ensinamentos em uma escola pública de poucos recursos. De todo modo, penso que Oscar tenha sido realmente um gênio da arquitetura. Mas genialidade e inteligência não são a mesma coisa. Por isso considero que o ideário comunista do arquiteto-gênio há muito está morto e enterrado. Não reputo inteligente quem insiste no que já se provou errado. E não me venham com essa história de que o verdadeiro comunismo é bom e viável e de que todos que pensam o contrário são desprovidos de inteligência. Se Cuba e Coréia do Norte fossem o paraíso na terra as pessoas tenderiam a querer se mudar para lá e não o oposto. A Revista Veja parece-me realmente parcial, tendenciosa. Mas isso não mitiga o fato de que há um bando de cafajestes assaltando os Cofres Públicos, com suas notas frias, empresas fantasmas e ONG’s de fachada. Muitos desses casos de corrupção, roubo, peculato e o diabo têm ligação com figurões do poder central: Lula, Dirceu, Palocci, Sarney, Calheiros, Collor, Maluf, Barbalho etc…Nenhum regime político, sistema de governo ou modelo econômico é viável se as pessoas, as células vivas de toda engrenagem social, forem preguiçosas, conformadas, avessas a compromissos, sem disposição para o sacrifício atual em prol de um futuro melhor. Respeito os gênios e os pensadores. Porém, valorizo muito mais os que realmente trabalham, põem a mão na massa, suam a camisa. Um pedreiro ou um servente que resolve um problema prático da obra com base na vivência diária de seus misteres não é um gênio, mas pode ser mais inteligente que pessoas “esclarecidas” que insistem em manter-se atreladas ao passado, negar o óbvio e defender o indefensável.

    • 11/12/2012 19:26

      Muito belo seu exemplo de persistência, ambição e conquista, mas acha que seu caminho é igual de todo mundo? Acha que suas oportunidades são iguais pra todos nós? Se vangloria tanto que até parece que ninguém trabalha e doa o sangue e o suor no dia a dia… O que existe não é pessoa preguiçosa, conformada ou avessas ao compromisso, existe sim é o padrão cultural da qual fazem parte, são apenas reflexos dos representantes das elites sociais, prestam apenas, enquanto células vivas e engrenagem social, para girar a economia exploradora, que parte de cima pra baixo, e ainda por cima dizem ser um sistema democrático, onde “todos” tem chances iguais…

    • Jose Queiroz Cunha permalink
      12/12/2012 7:27

      Parabens Junior vc definiu bem a coisa

      • 13/12/2012 14:27

        Não, Cunha! Creio que vc se espelhou no comentãrio errado! O Leonardo definiu bem a “coisa”!

    • Ático Freire permalink
      04/01/2013 23:00

      Parabéns Junior, muito bem apresentada a sua posição e com certeza a de muitos Brasileiros que lutam com dignidade por um futuro melhor!
      Conquistei o que tenho com o suor do meu rosto, e com o grande e incansável trabalho de meu pai que ralou de sol a sol para me permitir uma condição de vida digna.
      O modelo econômico perfeito não existe nesta Terra e acredito que jamais existirá. Eu tenho certeza que o comunismo está muito longe de ser considerado um sistema econômico se quer bom. Se o Brasil fosse comunista de nada teria adiantado meu pai ter ralado de sol a sol já que o ideal do “comum nismo” é que todos sejam tratados de maneira comum diante do Estado sem regalias ou seja o comunismo joga toda meritocracia no lixo!
      Ah sim se for para falar de comunismo ético e humanitário eu acredito em um mundo em que todos terão acesso a escolas perfeitas, a hospitais maravilhosos, em que todos trabalhem de sol a sol e possam manter um sistema onde todos são iguais e não existe nenhuma injustiça social. Em fim um sistema que está muito longe de existir nesta Terra.
      Por fim hei de concordar que neste aspecto Niemeyer era sim metade idiota!

  67. Bruno Ishigami permalink
    11/12/2012 14:38

    Pouco sei sobre Niemeyer, tenho admiração pelo seu trabalho como arquiteto, mas não entendo como ele defende o comunismo e cobrava uma fortuna pelos seus projetos. Isso não seria contraditório? Espero que alguém responda.

    • Lilian permalink
      11/12/2012 23:30

      O comunismo do Niemeyer é o mesmo comunismo do Fidel, do Chavez e de tantos outros. Só para os outros. Quando estão de férias vão para Paris, Londres.
      Cuba ???
      Nem pensar.
      Camboja ???
      Sentem até nojo.
      O comunismo é para os outros.
      O famoso comunismo escocês regado com todas as regalias.
      Temos visto isto em larga escala no Brasil.
      O sujeito vive no metro quadrado mais caro do país, de frente para a praia, planejando férias na Europa e teorizando sobre o que o povo precisa.
      E a democracia lhes é válida enquanto aspiram o poder. Tão logo consigam chegar ao topo, começam o patrulhamento.
      Cerceamento da imprensa, leis que inibem investigações e protestos contra as decisões das cortes de justiça.
      Onde é que temos visto tudo isto ?
      Ao mesmo tempo que criticam o intervencionismo americano, “respeitam” a legislação cubana quanto aos “direitos humanos” e tratamentos dos presos políticos.
      Ao mesmo tempo que falam em democracia popular, apóiam governos de ditadores em outros países.
      Criticam a Europa liberal e apóiam o regime totalitário do Irã, por exemplo.
      Estes são os comunistas escoceses.
      Portanto, não se espante. O arquiteto morreu rico. E vendeu seus projetos para os governos que supostamente deveria combater.

      • 12/12/2012 8:46

        Lilian

        Vc fica bem junto com o jornalista Reinaldo Azevedo que pretende “instruir a canalha ignorante” e depois para piorar ainda se dirige ao “grupo dos Sujos”.
        Prefiro estar errado do que estar na companhia de gente que pensa e fala assim. Vc pode ficar com ele e tambem com a Veja.E não há porque ler meus textos. Poupe-se a vc mesma.
        lboff

      • 13/12/2012 9:05

        Já ta na cara, essa Lilian é representante da veja… E o pior, vem aqui pra provar que manda é o escaravelho…

    • André permalink
      12/12/2012 8:11

      Meu caro, estamos no Brasil. Por aqui os católicos brincam de espiritismo e horóscopo. Os protestantes que dizem que Lutero foi um enviado por DEUS continuam reformando a reforma e fundando mais e mais igrejas a cada dia. Os capitalistas são gananciosos. Deixaram de ser compettivivos desde longa data e tornaram-se aves de rapina. E os comunistas querem comunismo para os outros. Não para eles. Eles moram no Leblon, na Lagoa , em Copacabana, passam férias na Europa e fazem compras na meca do consumo que é New York.
      Tem até artista comunista na emissora de tv que serve e sempre serviu ao sistema.
      O governo de esquerda do Brasil permitiu que os bancos privados tivessem os maiores lucros da história.
      O Brasil é o país do faz de conta. O país onde existem “sem terra” morando em mansão e outros vendendo as terras do governo.
      Os padres são cantores e os cantores são filósofos.
      Tem jogaodr de futebol formador de opinião.
      Para estes comunistas alguns como Boff dão o nome de “comunista ético.”
      O Brasil vive uma economia de consumo. Fingimos que temos um regme de esquerda, mas temos um regime cópia fiél da sociedade consumista americana. Temos todas as mazelas dos Estados Unidos e não temos nenhuma de suas virtudes. Copiamos deles tudo que não presta e o que nos serviria repudiamos.
      Estão fazendo uma crueldade com este povo que esta comprando tudo e se endividando.
      Nenhuma reforma estrutual foi feita.
      Bem vendo ao país do faz de contas. O país onde quem diz que o sistema de saúde público está perfeito vai se tratar no Sirio LIbanês ou no Incor.
      E por falar em Lula, temos que reconhecer que o ex presidente Lula foi mais autêntico quando disse que depois de velho permanecer na esquerda é buurrice. Assumiu seu capitalismo e já não precisa fingir que não gosta de mordomia e bajulação.

    • 15/12/2012 12:26

      Nada impede de ter coração comunista e alma capitalista!

  68. 12/12/2012 12:36

    Seu texto, honesto e leal, (re)significa nossa dignidade e faz jus ao mérito de Niemeyer… Muito obrigada pela contradita a um texto tão cruel, mal escrito e desonesto e que somente podia estar relacionado aos “critérios” (nada éticos) da revista Veja.

  69. 12/12/2012 12:39

    Reblogged this on Cuidar-se.

  70. 12/12/2012 22:57

    Caro Boff, é de dar raiva que existam microjornalistas como o infeliz da revista Veja, mas por sorte, temos muitos bons homens que nos trazem alento num artigo da qualidade dos seus.
    Tentando justificar a asneira que disse na Veja, o pseudojornalista cita o Millôr Fernandes, uma vítima da rapina da publicação que se apossou indevidamente do material do gênio Vão Gôgo, sem a devida reparação.

  71. 13/12/2012 14:22

    Este azedo jornalista da Veja não merece nem ser comparado a um escaravelho! É menos que uma barata, por sinal…

  72. 14/12/2012 1:23

    Oscar Niemeyer: luto pelo candango mor

    No dia 5 de dezembro de 2012 o mundo inteiro anoiteceu (ou amanheceu) em luto pelo falecimento do arquiteto brasileiro Oscar Niemeyer. Apenas alguns dias antes partia o poeta Décio Pignatari, artífice junto aos irmãos Campos (Haroldo e Augusto) da poesia concreta. Niemeyer, o poeta das curvas em concreto armado parte no alto dos seus quase 105 anos no mesmo dia do aniversario do seu contemporâneo, o deputado comunista e guerrilheiro da ALN (Ação Libertadora Nacional) Carlos Marighella (que se vivo fosse faria 101 anos) o ícone da luta armada brasileira, para quem o famoso arquiteto desenhou a escultura do tumulo que se encontra no cemitério de Quinta dos Lázaros em Salvador e que leva a frase do herói baiano “não tive tempo de ter medo”. Comunistas, ambos contribuíram cada qual ao seu modo e sem medo no estabelecimento de um mundo mais humano. Se “a vida é um sopro” como o próprio dizia, o seu foi um longo, vital e produtivo sopro de obras espalhadas pelo mundo, com destaque especial para a “criatura” pela qual seu nome instalou-se no mundo como um eterno alicerce a sustentar o sonho do Juscelino Kubitschek e de outros tantos precursores do carismático presidente mineiro: Brasília. O modernismo da cidade recém-construída suscitou até uma frase do primeiro homem a incursionar no espaço, o cosmonauta russo Yuri Gagarin que ao visita-la em 1961 declarou: “Tenho a impressão de que estou desembarcando num planeta diferente, não na Terra!”. Alguém disse que o arquiteto tropical viveu o suficiente para testemunhar sua própria herança. Fato pouco frequente e embora tenha presenciado o avanço de outros postulados arquitetônicos, a curva, a marca indelével dos seus riscos no papel, a curva dos encantos da mulher, como ele próprio afirmava continuou deslizando nas suas c riações ao redor do planeta. Seu corpo, velado no Palácio do Planalto, comando da cidade (e do país) projetada em forma de avião, depois cederá espaço ao seu espirito irrequieto para, finalmente, nas asas de Brasília, voar rumo ao desconhecido.

    Carlos Pronzato
    Poeta e cineasta/documentarista
    pronzato@bol.com.br

  73. PauloH permalink
    15/12/2012 2:08

    O que o Reinaldo Azevedo fez pelo Brasil? Qual é a contribuição do Reinaldo Azevedo à sociedade? Se maledicência fosse qualidade, as caixas de comentários dos jornais online estariam cheias de santos. Falar mal eu também sei falar. Mas colocar a mão na massa e fazer alguma coisa na prática pelo Brasil e pelas pessoas, como fizeram Niemeyer e Boff, não é pra qualquer Reinaldo Azevedo. Aliás, a Veja e seus colunistas nunca esconderam o profundo desprezo que têm pelo Brasil e pela grande maioria dos brasileiros. Estão se f… pro país. Fico até incomodado de ver misturarados numa mesma picuinha um gigante como Oscar Niemeyer e um “anão” intriguista como o citado colunista. Que nem deveria merecer a atenção do Boff

  74. Bert permalink
    16/12/2012 8:45

    Eu perguntaria àqueles mais “ferozes” onde suas opiniões foram publicadas e depois repetidas literalmente, com é próprio dos papagaios.
    O ‘sistema’, o ‘stablishment’, a ‘Matrix’, deliberadamente corrompeu o significado de muitas palavras e conceitos evoluídos da sociedade.

    Numa ação diuturna, coordenada e milimetricamente estudada prostituíu o significado de, por exemplo, ‘comunismo’, ‘socialismo’, ‘radical’, ‘anarquia’, ‘humanismo’, etc, etc, etc e etc.

    De forma simples Anarquia (ausência de governo) seria a sociedade perfeita, utópica, composta de cidadãos tão éticos e humanistas que não teria a necessidade de órgãos reguladores (governo) para vigiá-los, controlá-los ou mesmo puní-los. Tudo seria deliberado e votado em grupo de forma comum (comunismo?) e plural sem excluir qualquer parcela da sociedade, incluindo aí as diferentes etnias existentes no planeta.
    Seria um ambiente onde todos teriam voz e seriam ouvidos. Toda a riqueza, todo o conhecimento, toda a informação, toda a educação, toda a saúde, toda a tecnologia, todo alimento seriam compartilhados por todos.
    A Anarquia é a base do Socialismo.
    O sistema fez as pessoas acreditarem que anarquia é bagunça, desordem e baderna, algo caótico.
    O sistema (1%) tem medo das pessoas (99%), porisso são domadas, mantidas ignorantes e com fome.

    Radical é aquilo que mexe na raiz das coisas. Mudar de forma radical significa modificar as coisas na sua essência.
    Se algo não funciona bem deve ser mudado na sua estrutura para ser melhorado.
    A Matrix quer que se modifique algo no atual sistema de coisas? Não!
    Porisso, confundem as pessoas fazendo-as acreditar que ‘radical’ é o mesmo que ‘extremista’. Nada mais errado.
    O sistema (1%) tem medo das pessoas (99%), porisso são domadas, mantidas ignorantes e com fome.

    Associar ‘comunismo’ com ‘pobreza’ chega a ser coisa de idiota. É exatamente o contrário. Pretende compartilhar a riqueza.
    O comunismo e o socialismo desenvolvem a idéia de compartilhamento de TUDO por TODOS e para TODOS, de forma comum.
    Segue uma das máximas: “De cada um a sua capacidade. A cada um a sua necessidade”.
    Portanto, a idéia central é a distribuição igualitária da riqueza e não da pobreza.
    A “remuneração” final de cada um dependeria do esforço individual.
    Teríamos arquitetos bem remunerados e felizes. Teríamos coletores de lixo bem remunerados e igualmente felizes.
    Obviamente que os dois teriam proventos diferentes.
    O sistema (1%) tem medo das pessoas (99%), porisso são domadas, mantidas ignorantes e com fome.

    Os governos atuais, de maioria autoritária, só fazem guerras e invasões.
    Não deixam ninguém se unir em harmonia.
    A idéia deles é sempre dividir para governar e escravizar.
    As pessoas têm medo de mudar, de sair da zona de conforto, do cercadinho. “Ajoelham-se na frente dos centuriões” (…) com eu disse em comentário anterior.

    Já que na prática cada sistema depende de pessoas e pessoas têm egos e geralmente são corruptíveis (QUEM de cada um de nós pode atirar a primeira pedra?)…
    …poderíamos ver o que cada sistema de governo tem de melhor e tentar achar um caminho do meio, um caminho possível, um caminho melhor.
    Somos ainda uma civilização vivendo na barbárie (a Idade Média, obscurantista, ainda não terminou) mas tudo sempre tem conserto com Força de Vontade e CORAGEM.
    Eu perguntaria: qual deveria ser o ‘zeitgeist’ atual? Liberdade, Trabalho, Justiça, Amor.

    O sistema (1%) tem medo das pessoas (99%), porisso são domadas, mantidas ignorantes e com fome.
    Há que ter coragem de mudar…
    …de forma radical!

    • Ático Freire permalink
      04/01/2013 23:19

      Seu post é sensacional!
      É possível ver que sistema de governo ou sistema econômico perfeito, jamais haverá neste mundo.
      Para aqueles que acreditam no paraíso pode-se começar a se arrepender de seus pecados para ir morar lá já que por aqui é bem improvável que as coisas mudem.

    • Artur Dias permalink
      14/07/2013 8:04

      Ou seja: a humanidade não se encontra preparada, na prática, para viver “aquela coisa” (anarquia), “uma coisa” (comunismo) ou “outra coisa” (capitalismo), salvaguardados os conceitos essenciais de cada uma dessas “coisas”. E sobre cada uma dessas “coisas”, o que pude constatar aqui foi a existência de uma série de pensamentos e opiniões extremistas.

  75. 19/12/2012 13:37

    Oi,

    Gostei muito deste post. Continue assim!

    Conheça a melhor TV no PC do Brasil. Assista TV no seu PC, Tablet, Notebook, Ipad, Iphone e Celular.

    São mais de 10.000 a sua diposição.

    http://www.tvnainternet.vai.la

    CONHEÇA JÁ NOSSO SITE E CONFIRA EM DETALHES ESTE INCRÍVEL SISTEMA!!!

  76. Fabio permalink
    20/12/2012 15:59

    Curioso como as vozes da esquerda não gostam da imprensa livre que mostram seus mal-feitos. Defender Oscar Niemeyer por ter sido comunista é de lascar. O cara enriqueceu com obras públicas sem licitação, apoiou execução de dissidentes em Cuba, mas nunca largou mão de sua Mercedes-Benz e seu Don Pérignon. Não dá para levar a sério um cara desses.

    • 20/12/2012 23:29

      Fabio
      Vc não entendeu a pointe do artigo. Ninguém pode negar a densidade ética de Oscar Niemeyer. Considerava a vida, a solidariedade, a amiazade muito mais importantes do que a arquitetura, coisa que um capitalista clássico nunca faria. E ajudou a muita gente pobre como tantos deles testemunham.
      Não perceber essa dimensão é mostrar pobreza de espírito.
      lboff

  77. 03/01/2013 16:16

    Sou fã da arquitetura de Niemeyer, apesar de crítico de seu posicionamento político anacrônico. Como pode, no mundo atual, alguém defender um ditador e castrador de liberdades como Fidel Castro?

    Criticado sobre a funcionalidade de seus projetos, disse algo parecido com sua função de agradar aos olhos. Isso é inegável. Viajo com frequência a Brasília, a trabalho, mas nunca me canso de admirar a beleza da Esplanada dos Ministérios, a Praça do Três Poderes, a Catedral etc. Todavia, tenho sempre a impressão de que, ao contrário do dito por Niemeyer, suas obras não foram feitas para o povo. São agradabilíssimas de ver, mas péssimas de “viver”.

    Moro em Goiânia, e posso afirmar que o cerrado de temperaturas altíssimas, é região que desconvida o caminhar. Em Brasília, só quem não tem alternativa desloca-se a pé. Não é à toa que a cidade pareça ter sido projetada para o carro – como bem disse alguém, o cigarro do planeta – e não para o pedestre, mas aí há a responsabilidade de Lúcio Costa.

    Quanto às belas, sinuosas e insinuantes obras do grande arquiteto, a insolação em seu interior é, no mínimo, excessiva para o nosso clima – estive por três vezes em eventos Palácio do Planalto e não há sistema de ar-condicionado que dê jeito naquele forno. A Catedral de Brasília padece de mal idêntico.

    Vejo suas obras muito bem inseridas em um contexto de clima temperado onde haja boa incidência de luz, como Paris.

  78. Alex Fabiano Costa permalink
    14/02/2013 8:36

    Mestre Leonardo, só para dizer-lhe “MUITO OBRIGADO”.

  79. 27/10/2014 15:42

    OSCAR NIEMEYER, O IDIOTA ÚTIL DE LÊNIN, FOI PROIBIDO NO COMUNISMO! ESSE IDIOTA NUNCA CONSTRUIU NADA NOS PAÍSES COMUNISTAS E LÁ NINGUÉM CONHECE ESSE IDIOTA ÚTIL DE LÊNIN MORADOR DE COPACABANA! O “FREI” COMUNISTA BOFF, MENTE QUE NIEMEYER FOI HOMENAGEADO EM TODO O MUNDO, MENOS NOS PAÍSES COMUNISTAS QUE CONSIDERAVAM SUA “ARQUITETURA MODERNA” COMO DEGENERADA, FRACA E LIXO CAPITALISTA!!!

Trackbacks

  1. Oscar Niemeyer, a Veja online e o Escaravelho | Pavablog
  2. Boff critica blog da revista Veja por ofensa a Niemeyer | Marcos O. Costa
  3. Resposta ao impensável ataque a Oscar Niemeyer «
  4. O vira-bosta « Ficha Corrida
  5. Rômulo Gondim – Boff: Reinaldo é um besouro rola-bosta
  6. Oscar Niemeyer , a Veja online e o Escaravelho (via leonardoBOFF.com) | Beto Bertagna a 24 quadros
  7. Matéria Incógnita – Inovação e Criatividade » Leonardo Boff defende Oscar Niemeyer do ataque da Veja
  8. Oscar Niemeyer, a Veja online e o Escaravelho « Associação Rumos
  9. O BLOGUEIRO QUE DIFAMA OS MORTOS | Blog Interativo
  10. O escracho da UJS na redação dos rola-bostas | MANHAS & MANHÃS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: