Skip to content

Tentativa de condenação de um homem honrado e justo: Gilberto Carvalho

21/09/2017

No dia 19 de setembro o juiz Vallisney Oliveira da 10.Vara Federal de Brasília acatou a denúncia do Ministério Público Federal contra o ex-Presidente Lula e Gilberto Carvalho por ter pretendido ver indícios de corrupção passiva sob a alegação de que teriam recebido a propina de 6 milhões de reais ao PT para reeditar a Medida Provisória 471 de 2009 que estendia benefícios fiscais a montadores do setor automobilistico no Centro-Oeste e Nordeste.

Curiosamente esta Medida Provisória tem como autor o ex-Presidente Fernando Henrique Cardoso do ano de 1999, relatada na Câmara por José Carlos Aleluia (DEM) e no Senado por César Borges (PFL). Ela foi aprovada por todos os partidos. O sentido era descentralizar a produção de automóveis e criar grande número de empregos. Efetivamente entre 2002-2013 o número de postos de trabalho passou de 291.244 para 532.364.

A prorrogação desta MP 471 por Lula tinha o sentido de garantir a continuidade dos empreendimentos que socialmente beneficiavam a tantos. Nada foi pedido e dado em troca. A acusação do MPF de propina não apresentou provas. Apenas indícios e ilações. Temos a ver com uma base extremamente frágil para fundar uma denúncia que nos remete, provavelmente, a outras intenções.

Não tomo a defesa do ex-Presidente Lula porque advogados competentes o farão. Restrinjo-me a um testemunho da pessoa de Gilberto Carvalho. Conhecemo-nos há muitos anos, no trabalho com as Comunidades de Base, na Pastoral Operária, nos estudos de teologia em Curitiba, nos encontros de Fé e Política. Morou numa favela muito pobre da cidade, traballhou depois numa fábrica de plástico e numa metalúrgica. Há cerca de 30 anos firmou com Lula uma amizade de irmãos. Ajudou a fundar o PT. Eleito Presidente, Lula o fez, nos dois mandatos, Ministro-Chefe da Secretaria Geral da Presidência da República. Acompanhou o ex-Presidente em todos os momentos de realizações e tribulações pelas quais passou. No cargo desempenhou-se sempre com discrição e com grande sentido de equidade. Notabilizou-se por ser o interlocutor mais bem aceito pelos movimentos sociais, com a Igreja Católica e com outros segmentos religiosos. Carinho especial dedicava aos catadores de material reciclável e aos indígenas.

Todos o conhecem por sua serenidade e incansável capacidade de escutar e de buscar junto com outros os caminhos mais viáveis. Nós que o conhecemos de perto, testemunhamos com sinceridade o alto apreço que confere ao mundo espritual. Quantos fins de semana passou no mosteiro dos beneditinos em Goiás Velho em oração humilde e meditação prolongada, pedindo ao Espírito luzes para bem servir ao povo de seu país, especialmente aos mais humilhados e ofendidos.

Sempre foi um homem pobre. Comprou um pequeno sítio perto de Brasília com o resultado da venda de um apartamento que possuía em São Paulo. Faz gusto de ver como trata com cuidado ecológico as galinhas que lhe dão ovos para toda a família, as plantas frutíferas e cada pé de milho. Nunca se aproveitou do alto cargo de ocupou na República.

Por isso entendemos sua “revolta e indignação” contra a absurda denúncia feita pelo MPF e acatada pelo juiz federal Vallisney Oliveira de Brasília. Em sua nota de 19 de setembro Gilberto Carvalho escreveu:”É importante grifar que não existe nenhuma base de provas, e sim ilações e interpretações forçadas de fatos…Nem o Presidente Lula nem eu tivemos qualquer aproximação com este tipo de má conduta com a qual querem nos estigmatizar.”

Talvez o tópico final de sua nota diga muito de sua personalidade em quem vemos sinais de virtudes humanas em grau eminente:”Recebo esta denúncia no exato momento em que fui obrigado a vender o apartamento em que vivia, que recentemente havia adquirido, por não conseguir pagar o financiamento. Desde então, passo a morar em casa alugada. Portanto, não são acusações desta natureza que vão tirar minha honra e dignidade de uma consciência serena e sem medos”.

As Escrituras com frequência invectivam juízes qua açodadamente levantam suspeitas sobre os justos, quando não os condenam. Em Brasília se elabora a tentativa malévola de condenar um homem honrado e justo.

Leonardo Boff é articulista do JB on line, teólogo e portador do prêmio Nobel Alternativo da Paz pelo Parlamento da Suécia, em 2002.

Anúncios
7 Comentários leave one →
  1. adenir permalink
    21/09/2017 8:18

    Minha esposa é uma fervorosa catequizadora aqui da paróquia Nossa Senhora da Glória do Largo do Machado. Tenho batismo e influências protestantes, embora a maioria do povo brasileira venha do catolicismo. Minha esposa nos últimos anos vem colaborando com os ARAUTOS DO EVANGELHO e anualmente recebemos a visita da dupla bem paramentada, mas com os corações e mentes alienados da vida e mesmo dos ensinos do evangelho. Disse a um deles que terminei a faculdade com os salesianos de São joão Del Rei e lia com gosto e interesse os textos de Leonardo Boff que foi logo descartado como HEREGE pelo religioso inútil. Estou acompanhando as comemorações dos 500 anos da Reforma Protestante e o movimento ecumênico parece que colocou pela paciência e aderência do papa Francisco a tese dos JUSTOS E PECADORES defendida pelos luteranos. Rubem Alves não ficaria nesta dialética. Todos pecaram. Justo e bom só mesmo Deus. Calvino escreveu a Comunhão dos Santos. Protestantes não comunga com santos, nem com anjos. Mas, sem santidade ninguém verá a Deus. A prisão injusta de Lula quando a mãe dele agonizava e morria no hospital valeu para o resto da vida e da história como marca de tragédia e estatística que se abateu sobre os brasileiros nos tempos da ditadura de 1964. Minha mãe também agonizava e morria no hospital de Bh enquanto meu pai era demitido e processado pelo governo corrupto e corruptor do Estado de Minas que envenenava e envenena o povo com os gases apocalípticos de enxofre. Assim como a REDUC envenena a Baixada. VARGAS matou Getúlio, que matou Maneco e que matou Getúlio Neto. O homem é o lobo do homem. Luiz Inácio engana LULA que engana a si mesmo. A morte de um homem é tragédia. A de vários é estatística. As estatísticas precisam diminuir e a melhoria de vida aumentar. Abraços.

    • João Jorge Peralta permalink
      01/10/2017 13:17

      Respeito as opiniões do sr. adenir que acredito serem sinceras. Mas, a bem da Verdade e da Justiça, não posso deixar de lembrar outros aspectos a considerar. Acompanho atentamente a política brasileira desde a década de 60, quando fui estudante de Letras e Filosofia da USP e também membro do Sindicato dos Metalúrgicos de Santos por quase 10 anos, e depois atuando na Educação por 37anos.
      Existem algumas confusões ou equívocos no comentário do sr. adenir:
      1°- Emite um julgamento negativo a respeito dos ARAUTOS DO EVANGELHO que visitaram sua casa em “dupla bem paramentada, mas com os corações e mentes alienados da vida e mesmo do ensino do evangelho” (sic). Acredito que as convicções de sua esposa merecem mais respeito.
      2°- Sou leitor de Rubem Alves, que deixou uma obra perene, de seriedade, compreensão, ensinamentos e amor ao próximo. Não creio que Rubem Alves subscreveria o comentário do sr. adenir.
      3°- “A morte de um homem é tragédia. A de vários é estatística”. É uma opinião, que suponho deva ser entendida num contexto determinado. Então, vale lembrar o que ninguém esquece, que a chamada “Comissão da Verdade” apurou que a também chamada “Ditadura Militar”, que comandou o Brasil de 1964 a 1984, foi responsável pela morte de pouco mais de 400 pessoas contrárias ao regime, muitas delas engajadas em guerrilhas. Por outro lado, é bom lembrar que a ditadura militar de Cuba (vigente até hoje e já ultrapassando os 57 anos de longevidade, se não me engano), comandada por Fidel Castro por dezenas de anos, fuzilou no “paredón” cerca de 17.000 mil pessoas supostamente contrarias ao regime comunista de Cuba, ou seja, 42 vezes mais do que as mortes ocorridas no Brasil por motivos político-ideológicos, sendo que, para fins de comparação, a população brasileira seria, no período em pauta, 20 vezes maior. É bom lembrar ainda os milhares de mortos por afogamento de cubanos que não queriam viver no “paraíso castrista”, o que vai aumentar em muito a estatística das vítimas fatais do regime ditatorial de Cubar. São, sim, estatísticas a levar em consideração, para sabermos do que nos livramos graças ao “golpe militar” de 64.
      4°- O comentário lembra também a prisão injusta de Lula quando sua mãe estaria hospitalizada e agonizante. Triste e lamentável isso (e condenável, claro, se a prisão ocorreu nas circunstâncias referidas), mas certamente Lula não era e não é o santo e vítima de injustiças que o sr. adenir supõe que seja, nem tampouco seu chefe de gabinete e íntimo amigo Gilberto Carvalho, em que pese a defesa enfática e sem dúvida sincera feita por Leonardo Boff. Os fatos e evidências demonstram o contrário.
      É preciso ter amor à verdade, acima de ideologias (de qualquer cor).

  2. 21/09/2017 10:39

    Republicou isso em Paulosisinno's Bloge comentado:
    Leonardo Boff: Tentativa de condenação de um homem honrado e justo: Gilberto Carvalho.

  3. Mauro Negrete Garcia permalink
    21/09/2017 18:58

    Felizmente, por mais que a elite ataque Lula, e os mais próximos dele, ele cresce na intenção de votos. Rezo para que não sofram Marisa Letícia…

  4. 21/09/2017 21:43

    Professor Boff: não resta mais a menor dúvida de que estamos em plena ditadura jurídica/mediática/parlamentar. A eles/as, os/as inquisidores/as, pouco importam provas. O que interessa aos/às semideuses/as do Poder Judiciário é tirar Lula da disputa pela presidência em 2018 e defenestrar da vida pública tudo o que nos leva a, pelo menos, lembrar o Partido dos Trabalhadores. São ordens dos estadunidenses e, manda quem pode, obedece quem tem juízo!

  5. Antonio Carvalho permalink
    21/09/2017 22:56

    Estamos vivendo tempos sombrios.
    Ai de ti, juízes, e senhores da Lei. Estão manchando o que há de mais sagrado. A vida e a reputação das pessoas simples e humildes ! Deus dirá:
    “Ouvi o clamor de meu povo”.
    As armas de guerra do Faraó serão destruídas, os muros de jericó serão aniquilados…

  6. Artur Benatti permalink
    24/09/2017 7:36

    É muito bom saber que existem pessoas influentes e credíveis como Leonardo Boff a tentarem repor a verdade dos fatos.
    De alguma maneira, tramqüiliza-me.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: