Skip to content

A ideologia é como a sombra: sempre nos acompanha

24/10/2017

O tema da ideologia está em pauta: ideologia de gênero, política, econômica, religiosa etc.Tentemos tirar a limpo esta questão.

1.Todos têm uma determinada ideologia. Quer dizer, cada um se faz uma ideia (daí ideologia) da vida e do mundo. Tanto o pipoqueiro da esquina, quanto a atendende do telefone ou o professor universitário. Esta é inevitável, porque somos seres pensantes com ideias. Querer uma escola sem ideologia é não entender nada de ideologia.

2.Cada grupo social ou classe projeta uma ideologia, uma visão geral das coisas. A razão é que a cabeça pensa a partir de onde os pés pisam. Se alguém tens os pés na favela, tem uma certa ideia de mundo e de sociedade. Se alguém tem os pés num apartamenteo de luxo junto à praia, tem outra ideia do mundo e da sociedade. Conclusão: não só o indivíduo, mas também cada grupo social ou classe, inevitavelmente elaboram sua visão da vida e do mundo a partir de seu lugar social.

3.Cada ideologia pessoal ou social, bem como todo saber, tem por detrás interesses, nem sempre explicitados. O interesse do operário é aumentar o seu salário. O do padrão, o de aumentar o seu lucro. O interesse de um morador da favela é sair daquela situação e ter sua casa decente. O interesse do morador de um apartamento de classe media é poder manter esse status social, sem ser ameaçado pela ascensão de gente do andar de baixo. Os interesses não convergem porque se aumenta o salário, diminui o lucro e vive-versa. Aqui se instaura um conflito.

4. O interesse escondido atrás do discurso ideológico deve ser qualificado: ele pode ser legítimo e importa explicitá-lo. Por exemplo: tenho interesse que esse grupo de famílias crie uma pequena cooperativa de produtos orgânicos, de hortaliças, tomates, milho etc. Esse interesse é legítimo e pode ser dito publicamente. O interesse pode ser ilegítimo e é mantido oculto para não prejudicar quem o propõe. Exemplo: há grupos que combatem o nu artístico para, na verdade, encobrirem a homofobia, a supremacia da raça branca e a perseguição aos grupos LGBT. Ou um politico de um partido neoliberal cujo projeto é diminuir salarios, reduzir as aposentadorias e privatizar bens públicos apresenta-se como alguém que vai lutar pelos direitos dos trabalhadores, dos aposentados e defender a riqueza do Brasil. Ele ideologicamente oculta os reais interesses partidários para não perder votos. Essa ocultação é a ideologia como falsidade e ele, um hipócrita.

5.A ideologia é o discurso do poder especialmente do poder dominante. O poder é dominante porque ele domina várias áreas sociais. As elites brasileira têm tanto poder a ponto de comprarem as demais elites. Pelo fato de serem dominantes, impõem sua ideia sobre a crise brasileira, culpando o Estado como ineficiente e perdulário, os líderes como corruptos e a política como o mundo do sujo. Por outro lado, exaltam as virtudes do mercado, as vantagens das privatizações e a necessidade de reduzir as reservas florestais da Amazônia para permitir o avanço do agro-negócio. Aqui se oculta conscientemente a corrupção do mercado onde atuam as grandes empresas que subtraem milhões dos impostos devidos, mantém caixa dois, promovem juros altos que favorecem o sistema especulativo financeiro que drena dinheiro público, tirado do povo, para os bolsos de minorias, que, no caso brasileiro, são seis bilionários, possuindo igual riqueza que 100 milhões de brasileiros pobres. Essas elites ocultam as agressões ecológicas, a desnacionalização da indústria e fazem propaganda do  Agro  porque é pop. Praticam deslavada ideologia como enganação. Há redes de televisão que são máquinas produtoras de ideologia de ocultação, negando ao povo, dados sobre a gravidade da situação atual, gerando espectadores alienados, pois creem em tais versões irreais. Para encobrir sua dominação, apoiam projetos que beneficiam crianças ou secundam grandes eventos artísticos para parecerem benfeitores públicos. Por detrás ocultam falctruas e apoiam abertamente determinados candidatos, satanizando a imagem do principal opositor.

6.Há também a ideologia dos sem-poder, dos sem terra e sem teto e outros que para se sustentaram, elaboram discursos de resistência e de esperança. Mas essa ideologia é benéfica pois os ajuda a viver e a lutar.

A ideologia é como uma sombra: sempre nos acompanha. Para superar as ilegítimas, faz-mister desmascará-la e trazer à luz os interesses escusos. E quando falamos a partir de um determinado lugar social, convém expliciatar no discuro nossa ideologia. Conscientizada, a ideologia se legitima e democraticamente pode ser discutida ou aceita.

Leonardo Boff é articulista do JB online, terminou um livro sobre:Concluir a refundação ou prolonger a dependência do Brasil? Reflexões sobre a crise brasileira, a sair.

 

Anúncios
21 Comentários leave one →
  1. 24/10/2017 16:36

    Espetacular texto! Grande Boff!

  2. adenir permalink
    24/10/2017 17:06

    As ideologias estão nas cavernas ou labirintos dos egos e superegos. A dialética platônica fica nas sombras , a dialética marxista fica na praxis das teses, antiteses e sinteses, mas a DIALÉTICA POÉTICA VAI ALÉM DA MÉTRICA. Entre a dependência e a independência fica a interdependência. Comunistas concentrados em contas correntes bancárias são obrigados a visualizarem o sistema de troca e escambo no pano de fundo do capitalismo. O social faz parte do capital, do principal e individual. Pensamento em voz alta ECOAM pelo universo em crise, expansão e preparo. As sombras vão e voltam, mas as realidades ficam. Tua reflexão sobre ideologia ajuda a pensar. Obrigado. Abraços.

  3. 24/10/2017 18:07

    Republicou isso em Paulosisinno's Bloge comentado:
    L. Boff: “A ideologia é como a sombra: sempre nos acompanha”.

  4. 24/10/2017 18:15

    Parabens Frei L. Boff pelo conteúdo oportuno e esclarecedor.

    Permita-me discordar num detalhe. Refiro-me a esses extratos:

    01. “O interesse do operário é aumentar o seu salário. O do padrão, o de aumentar o seu lucro. ”

    02. “Os interesses não convergem porque se aumenta o salário, diminui o lucro e vive-versa. Aqui se instaura um conflito.”

    Acredito que ha um engano na suposição de correlação direta entre esses fatores. O que ha na realidade é o interesse da dominância.

    Aumentar os salários não diminui o lucro. Havemos que recorrer ao exemplo de Henry Ford. Ele chegou `a conclusão de que precisava aumentar os salários de seus empregados para que eles também pudessem comprar o produto que produziam e, com isso, ampliar suas vendas e lucros.

    O capitalismo nas ultimas décadas entrou nessa espiral viciosa ao repetir quantas vezes necessário para que se acredite, mesmo não sendo verdade, que os salários diminuem os lucros.

    Basta-nos imaginar uma coisa para rebater tal ideia. Imaginemos que o projeto Renda Mínima do senador Eduardo Suplicy fosse instituido e que todos os consumidores passassem a ter uma renda mínima para que todos vivessem com dignidade. Havendo um mecanismo para estagnar a inflação provocada por abusos de preços.

    Imediatamente ocorreria a triplicação, no mínimo, do mercado de consumo, o que daria oportunidade aos patrões, sem mexer um dedo em suas empresas, mais que triplicar suas rendas. Isso porque iriam elevar os salários, porem, venderiam muito mais. Isso porque a demanda latente no Brasil de hoje eh varias vezes superior `a existente.

    Portanto, o conflito de interesse atual entre patrões e empregados é a doença do orgulho e preconceito mesmo, onde, por não querer fazer esforço para manter algum privilegio que historicamente a sociedade perversa lhes garantia, a classe empregadora se acomodou na imposição dessa condição de menores salários para que os “inferiores” não cresçam.

    Trata-se apenas da negação de ideologias tais como a de Cristo. Onde em seu testamento se vê escrito:

    “Todos os que abraçaram a fe eram unidos e colocavam em comum todas as coisas: vendiam suas propriedades e seus bens e repartiam o dinheiro entre todos, conforme a necessidade de cada um.” At 2, 44

    “A multidão dos fieis era um so coração e uma so alma. Ninguém considerava propriedade particular as coisas que possui, mas tudo era posto em comum entre eles.” At. 4, 32. e

    “Amados, tendo um grande desejo de escrever-lhes a respeito da nossa salvação comum, …” Jd. 3.

    Para o patronato brasileiro e mundial, mais fácil é enganar seus semelhantes, mesmo que se colocando na linha do Julgamento Divino.

  5. 25/10/2017 19:29

    Republicou isso em Zefacilitador.

  6. Fritjof permalink
    25/10/2017 20:42

    é possivel viver sem ideologia, possível e necessário. Ter idéias não é ter ideologia, se a pessoa estiver disposta a constantemente a mudar suas idéias, vivendo em constante mudança renovação e aperfeiçoamento das idéias. As ideologias atrofiam as pessoas por mante-las com idéias fixas. Paz e bem.

  7. 26/10/2017 11:06

    Cancelar o anterior a este último que postei….ok?

  8. 26/10/2017 11:35

    Discordamos do “teólogo” Frei e teólogo é mero ideólogo e o Frei nem poderia pensar diferente dos vaticanos ou igrejas e seus doutores da lei…

    Mas age de ma fé quando tenta misturar alhos com bugalhos ou legitimar ou justificar as ideologias como sendo normal ou do bem o que é mistificação, fraude, engodo, farsa….

    Toda ideologia é do mal ou contrária a democracia e a liberdade, e imposta por vaticanos e doutores da lei das igrejas, partidos e empresas e governos como acontece com as ideologias religiosas, políticas, e econômicas…

    As 3 ideologias são a besta ou anticristo falsos profetas ou falsos lideres arrastando a humanidade para lugar nenhum ou desastre, morte e destruição pois trombam com as ciências, a história e a filosofia, ao imporem de cima para baixo meros fundamentalismos ou verdades absolutas, caminhos únicos e salvações coletivas…

    Não bastasse o fato das áreas comuns das ciências ainda estarem presas ao velho paradigma materialista newtoniano tratando tudo como matéria ou partícula reforçando o materialismo das ideologias nada diferente dos ateus vendendo que vivemos somente esta vida ou que começamos ao nascer e acabamos com a morte….

    Sem procurar responder as perguntas vitais de onde viemos, o que estamos fazendo aqui e para onde iremos após a morte….

    Enquanto a mecânica quântica já comprovou faz tempo que sequer existe a suposta matéria que imaginamos ver, sendo ilusão da matéria, como alertou Buda há 2.500 anos, e na realidade tudo é apenas energia condensada….

    Existe então enorme diferença entre ideologia e filosofia…

    Enquanto filosofia o cidadão é livre pensador e pode filosofar ou sentir com a sua alma distante da cabeça repleta de teorias, minhocas, amebas, crenças ou ideologias socadas pelos outros ou pelos vaticanos e doutores da lei das igrejas, partidos e empresas e governos como castelos medievais coloniais feudais repetindo os imperadores romanos que copiaram tudo do templo que matou Jesus sem resgatar nada do cristianismo primitivo de fato e com isto violando as leis reais de Deus agora comprovadas pela mecânica quântica como aborda o Hélio Couto já com uma teoria de tudo e no Brasil….

    Com Jesus os cidadãos eram livre pensadores e podiam tudo, questionarem, pesquisarem, filosofarem, meditarem e viviam somente em grupos fraternos ou sem chefes ou hierarquia que são os doutores da lei ou sacerdotes dos templos dos homens buscando as glórias deste mundo ou as ilusões da matéria…..

    Mas sempre que o cidadão coloca cabrestos ou rótulos de ideologias acaba amarrado na cerca de um curral ou estábulo como vaca ou cavalo e aposenta a cabeça pois ele é obrigado a seguir o que os outros pensam ou socaram para ele de cima para baixo pelas cúpulas espertas das ideologias materialistas sobretudo religiosas mas também políticas, com seus vaticanos e doutores da lei, violando o livre arbítrio dos cidadãos, e transformando as massas em gado, gorilas, poste, mala, pacote, vegetal ou repolho, robô ou zumbi, otárias, múmias paralíticas…..

    Com o livre pensar do cidadão ele reflete, questiona, analisa, critica, pesquisa, e isto é o filosofar com a sua alma pois ele é independente mas quando ele coloca cabresto de ideologias ele entra na manada ou grupo obrigado a aceitar somente o que o grupo ou os outros ou os vaticanos e doutores da lei querem que ele pense….

    As ideologias violam as leis de Deus claramente ou o livre arbítrio rumo a evolução….

    Com filosofia não existe limites ao cidadão rumo a evolução sempre livre pensando, questionando, pesquisando, analisando, meditando e filosofando conforme as leis de Deus e os reais ensinos de Jesus e sobretudo as práticas que havia com Jesus sobretudo no grupo mais próximo e que melhor entendeu tudo e nada deturpou, o de Maria Madalena e Tomé, ela a principal apostola.

    E com os cristãos primitivos e com Jesus havia a reencarnação, a vida após a morte, o espírito eterno e imortal, e a comunicação com os espíritos, ou havia o espiritismo ciências ou metafísica (diferente da ideologia kardecista também com vaticanos e doutores da lei somente com encarnados e sem espíritos de fato) mas agora com tudo explicado e comprovado pela mecânica quântica do Hélio Couto e portanto com ciências ou com física quântica não tratando-se de crer ou não crer mas das leis de Deus ou da realidade maior ainda negada ou oculta nestes dois mil anos pelas ideologias dos homens espertos e seus vaticanos e doutores da lei violando Deus e Jesus…..

    Mais textos das pesquisas resgatando o cristianismo primitivo, como se livrar das velhas crenças ou ideologias com os cursos e livros e vídeos do Gaspareto, e meditações da Ong de Raja Yoga Bhama Kumaris, e sobre a mecânica quântica do Hélio Couto estão linkados na relação da foto de perfil ou de capa da minha página no face.

    Parece que o Frei e estes que defendem a sua visão não conseguem pensar livremente fora das velhas caixas de crenças ou ideologias e continuam presos nos cabrestos….

    Como quando negavam que a Terra era redonda e girava em torno do sol e não seria o centro do universo, e a lei da gravidade….

    • 26/10/2017 23:16

      Garru usted se muestra muy ignorante de la vasta bibliografia sobre el tema que no pude citar por que no se trata de esto en un articulo. Lo que Usted está haciendo también es ideología, presentando su idea (ideologia) de la ideologia. Estudie un poco má empezando com el clasico La Ideologia Alemana de Karl Marx y de J. Haberman de la Escuela de Frankfurt. La ignorancia nunca ha ayudado a nadie. Lboff

      • Paulo Roberto Dos Santos . permalink
        30/10/2017 10:08

        Leonardo, lendo o pst do Garru e outros como ele,fico abismado de quanta obtusidade em uma única cabeça ! E repito o que você sempre fala : Deus não nos deixou apenas a bíblia para lemos, mas também cabeça para pensarmos. Continue, Leonardo, com suas inúmeras obras literárias elas são luz para o cérebro de milhares de pessoas, que tem sede de saber, vontade de aprender e evoluir em todos os níveis da vida.

      • 31/10/2017 16:29

        Paulo Roberto,obrigado por sua sensatez e apoio.Seguiremos..abraço fraterno Lboff

    • 29/10/2017 20:01

      Penso que o amigo Garru Joao exagerou na macrobiotica por excesso de cannabis sativa..

      Cara, numa boa! Que fumaça!

      Perdão pela introdução humorística. Mas gostaria de levantar algumas questões para reflexão:

      01. A materia nao existe porque é energia condensada. Então, a energia existe mas o efeito dela não existe?

      02. Desde Arthur Schopenhauer pensava que o livre arbítrio deixou de existir como conceito realístico. Afinal, todos temos livre arbítrio? Então, voce esta roubando o meu porque não quero seguir o seu caminho mas voce pensa que não ha outro.

      03. Voce escolheu a hora que ia nascer? Se escolheu, seus pais ja sabiam que era voce que nasceria?

      04. Escolheu a cultura em que iria nascer? Se escolheu, foi voce quem decidiu que ela existiria?

      05. Voce escolheu com qual sexo nasceria e qual cor de pele teria?

      06. Foi voce que escolheu onde estudou?

      09. Voce escolhe as noticias do mundo?

      10. Por favor. Se esse homem responder sim. Ponham-no no manicômio pois ele pensa ter poderes de Deus!

      • 31/10/2017 16:32

        Valquírio, irrespondíveis suas perguntas. Inteligentes e fazem pensar sobre a nossas limitações naturais. abraço Lboff

  9. 26/10/2017 12:23

    Manter somente o último comentário postado ignorando os dois anteriores…ok? Obrigado.

  10. JOHN FREDY CASTRILLÓN RUIZ permalink
    26/10/2017 16:53

    Buenas tardes (Boa tarde) Profesor Boff.
    Soy docente del programa de Teología de La Universidad Católica Luis Amigó (Universidad de los Frailes Terciarios Capuchinos) en la ciudad de Medellín – Antioquia- Colombia.

    Hemos recibido la invitación para participar del ciclo de Conferencias del Colegio Santa Francisca Romana en la ciudad de Bogotá, en la cual usted, Profesor Boff, tendrá participación como conferencista internacional.

    Particularmente, sus obras son bastante leídas y comentadas por docentes y estudiantes no solo en la Universidad Católica Luis Amigó, sino en otras de la ciudad.

    Para nosotros sería un honor tenerlo en nuestro claustro compartiendo su vasto conocimiento y su experiencia teológica con los estudiantes, docentes y comunidad en general. Por ello, le pregunto si es posible aprovechar su visita a la ciudad de Bogotá para que haga una escala en Medellín. Desde la Universidad y la Oficina de Asuntos Internacionales disponemos todo nuestro talento y recursos para que sea posible.

    Reconozco que el motivo de su visita a Colombia tiene una intención particular con el Ciclo de Conferencias del Colegio Santa Francisca Romana, pero como no aprovechar su presencia en el país para hacerle extensiva la invitación.

    Estaré atento a cualquier comentario. Dios quera que se pueda hacer realidad su presencia entre nosotros.


    Fraternalmente,

    • 26/10/2017 23:12

      Estimado confraile John Fredy, me gustaría mucho estar con Ustedes. Desgraciadamente tengo que regresar por que he asumumido otra actividad ya aceptada hace mucho tiempo. Pero diempre habrá una otra vez. Entonces si, los visitaré con alegria. Pay y Bien Lboff

  11. Sidney Jorge Marques permalink
    26/10/2017 19:55

    Cómo podemos fazer para resolver esse problema de ideologia. Existe essa solução para por um ponto final nessa ideologia.

  12. 27/10/2017 20:16

    Republicou isso em Não ao Golpe2.

  13. Neila Maria Freitas permalink
    27/10/2017 22:17

    Excelente texto! Mais um que vou usar nas minhas aulas, para refletir com meus alunos a questão de como as ideias dominantes não existem por acaso ou são livre pensar. Obrigada, Leonardo Boff!

    • 28/10/2017 21:33

      Neila, a gente escreve para que outros possam replicar e divulgar e assim alargar a nossa consciência.Saúda-me seus alunos. Forte abraço Lboff

Trackbacks

  1. A ideologia é como a sombra: sempre nos acompanha « Associação Rumos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: