Skip to content

Num momento da história, o centro de tudo está numa mulher

17/12/2017

A festa do Natal está toda concentrada na figura da Divina Criança (Puer aeternus), Jesus, o Filho de Deus que decidiu morar entre nós. A celebração do Natal vai além deste fato. Restringindo-se somente a ele, caimos no erro teológico do cristomonismo (só Cristo conta) olvidando que existe ainda o Espírito e o Pai que sempre atuam conjuntamente..

Cabe realçar a figura de sua mãe, Miriam de Nazaré. Se ela não tivesse dito o seu “sim”, Jesus não teria nascido. E não haveria o Natal.

Como ainda somos reféns da era do patriarcado, este nos impede de comprender e valorizar o que diz o evangelho de Lucas a respeito de Maria:”O Espírito Santo virá sobre ti e a energia (dínamis) do Altíssimo armará sua tenda sobre ti e é por isso que o Santo gerado será chamado Filho de Deus”(Lc 1,35).

As traduções comuns, dependentes de uma leitura masculinista, dizem “a virtude do Altíssimo te cobrirá com sua sombra”. Lendo o original grego não é isso que se diz. Literalmente se afirma: “a energia (dínamis) do Altíssimo armará sua tenda sobre ti (episkiásei soi). Trata-se de um modismo linguístico hebraico para significar “morar não passageira mas definitivamente” sobre ti, Maria. A palavra que se usa é skené que significa tenda. Armar a tenda sobre alguem (epi-skiásei), como afirma o texto, significa: a partir de agora Maria de Nazaré será a portadora permanente do Espírito. Ela foi “espiritualizada”, quer dizer, o Espírito faz parte dela.

Curiosamente a mesma palavra skené (tenda) o evangelista São João aplica à encarnação do Verbo. “E o Verbo se fez carne e armou sua tenda entre nós (eskénosen, é o mesmo verbo de base)”, quer dizer, morou definitivamente entre nós.

Qual a conclusão que tiramos disso? Que a primeira Pessoa divina enviada ao mundo não foi o Filho, a segunda Pessoa da Santíssima Trindade. Foi o Espírito Santo. Quem é terceiro na ordem da Trindade é primeiro na ordem da Criação, isto é, o Espírito Santo. O receptáculo desta vinda foi uma mulher do povo, simples e piedosa como todas as mulheres camponesas da Galiléia, de nome Miriam ou Maria.

Ao acolher a vinda do Espírito, ela foi elevada à altura da divindade do Espírito. Por isso, com razão diz o evangelista Lucas:”por isso (dià óti) ou por causa disso o Santo gerado será chamado Filho de Deus”(Lc 1,35). Somente alguém que está na altura de Deus pode gerar um Filho de Deus. Maria, por esta razão, será divinizada semelhantemente ao homem Jesus de Nazaré que foi assumido pelo Filho eterno e assim foi divinizado. É o Filho eterno encarnado em nossa  humanidade que celebramos no Natal.

Eis que num momento da história, o centro é ocupado por uma mulher, Miriam de Nazaré. Nela está atuando o Espírito Santo que nela habita e que está criando a santa humanidade do Filho de Deus. Nela estão presentes duas Pessoas divinas: o Espírito Santo e o Filho eterno do Pai. Ela é o templo que alberga a ambos.

Nossa Senhora de Guadalupe, tão venerada pelo povo mexicano, com traços mestiços, aparece como uma mulher grávida com todos os símbolos da gravidez da cultura nauatl (dos aztecas). Sempre que vou ao México me misturo às multidões que lá acorrem e visito a bela imagem de pano da Guadalupe. Vestido de frade, várias vezes perguntei a um peregrino anônimo: “hermanito, tu adoras a la Virgen de Guadalupe”? E recebia sempre a mesma resposta: “Si, frailecido, como no voy adorar a la Virgen de Guadalupe? Si que la adoro”.

O devoto respondia com toda razão, pois nessa mulher se escondem as duas Pessoas divinas, o Filho que crescia em suas entranhas pela energia do Espírito que morava nela. E ambas, sendo Deus, podem e devem ser adoradas. E Maria é inseparável deles, por isso merece a mesma adoração. Daí nasceu a inspiração para o meu livro, dos mais lidos, “O Rosto materno de Deus”.

Sempre lamentei que a maioria das mulheres, mesmo teólogas, não tenham assumido ainda sua porção divina, presente em Maria, por obra do Espírito Santo. Ficam com só com o Cristo, o homem divinizado.

O Natal será mais completo se junto ao Menino que tirita de frio na manjedoura, incluirmos sua Mãe que o acalenta, amparada por seu esposo o bom José. Ele também mereceria uma reflexão especial, coisa que já fiz nestas páginas do Jornal do Brasil: sua relação com o Pai celeste.

No meio da crise de nosso país há ainda uma Estrela como a de Belém a nos dar esperança e uma Mulher, portadora do Espírito e nos inspirar uma saída salvadora.

Leonardo Boff é articulista do JB online e escreveu O rosto materno de Deus, Vozes.11.edição 2012.

Anúncios
9 Comentários leave one →
  1. 17/12/2017 22:03

    Jesus, Maria e José unidos na mais perfeita obediência ao Pai Eterno, realizaram a promessa de salvação da humanidade . Devemos imitá-los na obediência e na castidade para honra e glória de Deus e para nossa felicidade

    Curtir

  2. 17/12/2017 22:05

    Adoro a Sagrada Família : Jesus, Maria e José

    Curtir

  3. 18/12/2017 2:28

    Republicou isso em Cantinho da Florinda.

    Curtir

  4. adenir permalink
    18/12/2017 6:30

    JESUS SEM COMPLEXOS E MARIA COMPLEXADA
    Jesus não era filho de José, portanto não teve o complexo de Édipo. Muito menos o complexo de superioridade, pois era manso e humilde de coração. Mas Maria e seus irmãos eram portadores de manias e complexos ao ponto de Jesus dizer pra ela: Mulher, que tenho eu contigo? Todo aquele que faz a vontade de Deus é meu pai, mãe e irmão. Moisés quando foi chamado para libertar o povo de Israel do Egito começou a se desculpar e dizer que era pesado de boca e não sabia falar. Mas, Deus lhe disse: Eis, aí vem vindo teu irmão Arão ! Ele fala muito bem. Tu lhe servirá de Deus e Arão será teu profeta. Com maestria Leonardo Boff publicou O PROJETO DE DEUS É FAZER-SE HOMEM E O PROJETO DO HOMEM É FAZER-SE DEUS. Nos tempos mosaicos a vida humana foi limitada a 120 anos, pois devido à corrupção do gênero humano o Senhor disse: O meu Espírito não agirá para sempre no homem, pois este é carnal; e os seus dias serão cento e vinte anos.(Gen.6:3). Isabel, mãe de João Batista e Maria, mãe de Jesus são dignas de grandes considerações pela maternidade e cuidado com as NOVAS CRIATURAS que deram o salto evolutivo mais importante da história humana e quem não nascer da água e do Espírito não pode ver o Reino de Deus. Com mentes e corações abertos para o entendimento da vontade de Deus possamos crescer na graça e conhecimento de Jesus. O nome que está acima de todo nome e diante do qual todo joelhos se dobrará para a Glória de Deus Pai.

    Curtir

  5. adenir permalink
    18/12/2017 6:40

    João 3
    1 Ora, havia entre os fariseus um homem chamado Nicodemos, um dos principais dos judeus.

    2 Este foi ter com Jesus, de noite, e disse-lhe: Rabi, sabemos que és Mestre, vindo de Deus; pois ninguém pode fazer estes sinais que tu fazes, se Deus não estiver com ele.

    3 Respondeu-lhe Jesus: Em verdade, em verdade te digo que se alguém não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus.

    4 Perguntou-lhe Nicodemos: Como pode um homem nascer, sendo velho? porventura pode tornar a entrar no ventre de sua mãe, e nascer?

    5 Jesus respondeu: Em verdade, em verdade te digo que se alguém não nascer da água e do Espírito, não pode entrar no reino de Deus.

    6 O que é nascido da carne é carne, e o que é nascido do Espírito é espírito.

    7 Não te admires de eu te haver dito: Necessário vos é nascer de novo.

    Curtir

  6. Maria da Conceição permalink
    18/12/2017 14:07

    Tenho um forte desejo em conhecê-lo. Parabéns homem de Deus.

    Curtir

  7. adenir permalink
    19/12/2017 5:41

    ABWUN CRIADOR E TODA CRIATURA

    PAI E MÃE DO COSMO ORIGEM NOSSA…é o PAIZINHO NOSSO que está nos céus.
    Maria é criatura BEM-AVENTURADA. Mãe de Jesus e João. Esposa de José o carpinteiro.
    Rubem Alves pensava que Maria foi engravidada pelo ouvido na gestação de Jesus. O nascimento de Jesus estava escrito na Estrela de Belém pelo ABWUN (PAI E MÃE DO COSMO) num processo de amorização em que Jesus se torna a FACE HUMANA DE DEUS.
    Semelhante a Moisés. Emanuel e Príncipe da Paz. Nada de deuses de fertilidade ou edipiano da mitologia grega e oriental. José e Maria viveram dias conturbados com parto entre animais. Fuga para o Egito passando com a VERDADE na fronteira. Sumiço de jesus em Jerusalém. Assassinato de João batista. Tortura e assassinato de jesus numa cruz entre ladrões. Despedida de Jesus entregando o espírito e deixando Maria com os irmãos. É a vida que ressurge e prepara novos céus e nova terra onde habita a justiça.

    Curtir

  8. wayman rainho permalink
    19/12/2017 8:33

    Enviado do Yahoo Mail no Android

    Curtir

Trackbacks

  1. Num momento da história, o centro de tudo está numa mulher | Leonardo Boff – P Q P……….

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: